1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Discussão Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por Glaurung- o pai dos dragões, 14 Fev 2008.

  1. Glaurung- o pai dos dragões

    Glaurung- o pai dos dragões Lagarto de Morghoth

    Concordo que esses impostos altos são um incentivo a pirataria
     
  2. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    E são mesmo, mas que político brasileiro entende que a redução e impostos pode ser solução para alguma coisa? Melhor gastar dinheiro com algumas operações pingadas que não resolvem nada e desviar o resto.
     
  3. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Eu só acho que diminuição de impostos não vai diminuir nem 1% da pirataria.
    É fácil driblar os impostos, é só comprar contrabando. Não precisa comprar pirata.
     
  4. Darth Deh

    Darth Deh Usuário

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    É triste quadro ver que o Brasil é um dos principais paises da corrupção e da pirataria.
    Mas é praticamente impossivel comprar produtos originais, quem é o doido que prefere comprar um jogo por R$150 do que comprar vários jogos altenativos com o mesmo preço?. Pode ser que se o preço fosse acessivel, até que poderiamos deixar de comprar pirata e passar a ter somente produtos originais, mas até lá a pirataria vai continuar a reinar!
     
  5. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    \o_

    Eu prefiro comprar o original ao pirata, a qualquer hora. A diferença que vejo de mim em relação às outras pessoas, é que bem, eu tenho uma locadora a disposição e eu já sei quais jogos realmente valem à pena ser comprados e quais não. Prefiro muito mais pagar 10 reais de aluguel num jogo que eu sei que vo terminar uma vez e depois nunca mais, do que comprar o DVD pirata só pra dizer que tenho.

    Sei que isso é irreal pra maioria das pessoas, mas eu só considero jogador hardcore mesmo aqueles que apesar de tudo só recorrem à ilegalidade em casos extremos, como quando o jogo já saiu de catálogo há bastante tempo, e mesmo assim acaba comprando o original caso venha a encontrar. Enfim, é uma discussão que dá muito pano pra manga, meio complicado expor o que penso totalmente de pirataria aqui.
     
  6. Re: [Notícia] Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Eu acho campanhas contra pirataria uma hipocrisia (para jogos não são tão comuns como para CDs de música, mas existem).
    Falam pra comprar o original, mas não o colocam a um preço acessível.
    Pô, eu quero jogar o jogo, não me interessa de onde vem. Se querem ganhar dinheiro, vendam mais barato que o povo acaba preferindo o original.
    Hoje eu pagaria 30 reais num WoW, acho o preço justo. Mas não pagaria 150 num Winning Eleven, é absurdo.
     
  7. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria


    A questão não é essa, os produtos piratas vão continuar a entrar sem pagar nada mas a difença de preço entre eles e o orginal (que paragará impostos menores) vai diminuir e pode começar a atrair mais pessoas que aceitem pagar essa diferença pra ter um produto com garantia e maior qualidade, etc.

    Mas acho que deve ser uma iniciativa conjunta entre governo e empresas privadas, pra reduzir impostos (governo) e margem de lucro de toda cadeia produtiva (desde a fábrica, destribuidoras, varegistas...todos intermediários que ganham até chegar no consumidor final) afim de chegar ao menor preço possível destes produtos que são maior alvo de pirataria. Da mesma forma que existem incentivos e tratamento especial a produtos considerados da "cesta básica" poderiam criar também produtos "vulneráveis à pirataria".

    Tenho certeza que com um projeto sério, o governo ainda iria conseguir fundo junto a várias empresas (e mesmo paises) interessados na diminuição da pirataria para toca-lo adiante.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  8. DW

    DW Usuário

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Hoje em dia, por mais caro que seja, um gravador de dvd custa 100 reais. Então a pirataria sai de graça pra quem tem um gravador e banda larga. Ou seja, vai ficando sempre menos atraente pro consumidor alugar ou comprar um jogo.
     
  9. The King

    The King Kingdom Nerds

    Re: [Notícia] Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Olha, eu pensei em fazer um post grande, quotando várias frases que achei interessantes no tópico, mas ia ficar grande demais pra ler e comentar. Vou condensar então o que eu penso:

    Ninguém aponta uma arma pra sua cabeça e fala: "compra esse PS2 ou vai levar pipoco." Se você não gosta do preço, não acha acessível manter um console com jogos, não compra. Simples assim. Ninguém morre por não jogar o novo Metal Gear Solid ou Call of Duty.
    Eu aprendi logo a importar meus jogos diretamente. Desse jeito não gasto com atravessadores e por sorte ou conivência da alfândega, ainda não fui taxado. Isso já baixa um bocado o preço dos jogos pra mim. Comprar usado tb ajuda. Metade dos meus jogos de GBA e todos meus jogos de DS até o momento comprei usado. Não recomendo com discos, no entanto.
    Acho "engraçado" é ver uma pessoa comprar um PS3 novinho e ficar reclamando que "não tem grana pra gastar em jogo e tá só esperando sair pirata". Com o preço de um modelo de 40G dá pra comprar uns 9 jogos.
    Não sou nenhum "playboy", antes que alguém pense. Só ando de onibus, to só estudando enquanto aguardo nomeação numa estatal e meu dinheiro é contadinho. Mas cada real que gasto num jogo eu sinto o retorno. Não penso assim a muito tempo também, nem sou santo hoje, mas me dispus assumir responsabilidade em vez de ficar me "justificando". To aos poucos trocando o vidro do meu telhado por cerâmica.
     
  10. Omykron

    Omykron far above

    Re: [Notícia] Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    eu morreria se não pudesse jogar no novo MGS.
     
  11. Anna Cwen

    Anna Cwen Ourificada

    Re: [Notícia] Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Kyo, a sua locadora de jogos só tem jogos originais?

    Mesmo assim, que eu saiba não é permitido alugar jogos. Assim como os DVDs de séries estrangeiras, e DVDs de Area 1, mas mesmo assim um monte de locadoras fazem isso. Não é porque o jogo é original que não se configura crime.

    Por definição, pirataria só ocorre quando alguém ganha dinheiro com algo que não lhe pertence. Se eu baixo algo pela internet e gravo para meu próprio uso, não configura pirataria (não quer dizer que não esteja quebrando regras de copyright). Mas a gente deveria encontrar uma expressão melhor para isso.
     
  12. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Notícia] Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Sim, só tem jogos originais, desde PS1 até PS3 e 360 tem lá. E locação, ao menos dos produtos da Nintendo (que é do que tenho certeza), não constitui crime. Tanto que na própria caixinha da maioria dos jogos está específicado que o jogo é para venda ou locação em determinados países.
     
  13. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    Mas o que eu disse é sobre isso.
    É fácil achar produto contrabandeado. Mas eles NUNCA vão custar menos de 100 reais, a não ser que seja um jogo velho ou o cara tá te enganando. E muito menos vai chegar perto dos valores dos piratas.
    Por isso que acho que não vai diminuir nada. Quem gasta 3000 paus num videogame e diz que é pobrinho para comprar os games originais (mesmo os contrabandeados que já reducem os lançamentos para em torno de até 150 reais), na verdade é só um acomodado. Sempre vai preferir comprar pirata que sempre vai ser no mínimo 10 vezes mais barato.


    Meu maior problema com pirataria é mais ideologica mesmo.
    Você deixar de dar dinheiro pra quem gastou milhões na produção do game, demorou 5 anos desde o primeiro rabisco até o produto final, etc, para dar dinheiro para um vagabundo que gastou 100 reais num gravador e 3 minutos na gravação é o fim da picada.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  14. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Re: [Notícia]Nintendo cita Brasil em pedido de ajuda aos EUA contra pirataria

    É o tal do "jeitinho brasileiro" de querer levar vantagem nas mais variadas situações. Se com jogos de PC, que tem um preço muitas vezes até vantajoso em relação ao importado, já pirateiam um monte, não vai ser necessariamente a redução do preço de jogos pra console que vai acabar com a pirataria.

    Concordo bastante com sua opinião, e já cansei de escutar pessoal dizendo que vai esperar sair destravamento de um determinado console antes de investir nele... é aquela mentalidade "preciso ter todos os jogos ao menor custo possível, mesmo que eu não vá jogar direito nenhum".
     

Compartilhar