1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nem Só de Caviar Vive o Homem (J.M. Simmel)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Fingolfin, 20 Jul 2009.

  1. Fingolfin

    Fingolfin Feitiço de Áquila

    Li esse livro indicado pelo Paulo que dizia que era um livro raríssimo que não tinha em lugar nenhum mas no 1o sebo bosta que eu fui achei 5 cópias a 3 reais cada.

    O livro conta a história, supostamente real, de um banqueiro que sem querer começa a trabalhar para o serviço secreto de vários países durante a segunda guerra. Sendo um pacifista antes de tudo ele se vê obrigado a ajudar hora o Eixo, hora os Aliados para sobreviver. O livro mistura espionagem, humor e gastronomia. O livro, é "contado" pelo personagem principal a partir das refeições que ele cozinhou e pra cada uma delas há a receita para aqueles que resolverem se arriscar na cozinha.

    Pelo visto reeditaram o livro e lançaram ele na Coleção 40 anos, 40 livros

    Título: Nem só de caviar vive o homem
    Subtítulo: Coleção 40 anos, 40 Livros
    Autor: Johannes Mario Simmel
    Editora: Nova Fronteira
    Assunto: Literatura Estrangeira
    Número de Páginas: 528
     
  2. Liv

    Liv Visitante

    Raríssimo, heim? :rofl:

    Lembrei de um filme que eu vi por aí: Um Homem Bom com o Viggo Mortensen, que fica 'balançando' também. Vou dar umas olhadas em algum sebo-bosta por aqui também.
     
  3. Anigel

    Anigel Eu atropelo duendes!

    Eu não gostei.

    Achei esse livro chatinho de dar dó (segundo o Paulo por implicância minha com o Simmel) e não consegui passar do terceiro capítulo.
     

Compartilhar