1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Nazista acusado de 430 mil mortes morre aos 89 anos na Alemanha

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 23 Nov 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Ex-guarda de um campo de concentração nazista, Samuel Kunz morreu na quinta-feira passada (18) aos 89 anos, antes de enfrentar julgamento pela morte de 430 mil judeus.

    afirmou o promotor Andreas Brendel, diretor do Escritório Central para a Elucidação de Crimes Nazistas de Dortmund (oeste).

    Kunz era o terceiro na lista de nazistas mais procurados do centro e devia ser julgado por crime contra a humanidade pelo assassinato de judeus aprisionados no campo de concentração de Belzec, então parte da Polônia ocupada pelos nazistas, entre janeiro de 1942 e julho de 1943.

    Ele era acusado de ter matado dez dos prisioneiros pessoalmente, além de participar da morte de outros 430 mil. O julgamento de Kunz deveria começar somente em 2011, depois de vários atrasos --o último resultado de uma petição do próprio juiz para novas investigações sobre o réu no registro de criminosos de guerra de Dortmund.

    Depois da guerra, Kunz trabalhou como funcionário do Ministério Federal da Construção.

    Brendel lamentou ao jornal "Bild" a suspensão do caso do julgamento que
    Na lista de criminosos nazistas mais procurados permanecem, entre outros, o húngaro Sandor Kepiro, ex-oficial de polícia que teria participado de uma matança de 1.200 civis em Novi Sad (Sérvia), o ex-chefe de polícia croata Milivoj Asner, que colaborou na deportação de sérvios e judeus. Entre os alemães mais buscados por crimes de guerra, está Adolf Storms, sub-oficial das forças nazistas que teria matado 58 prisioneiros judeus.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Morreu sem ser preso, infelizmente.

    Bom, foi encontrar outros assassinos no inferno.
    Espero que ele goste da companhia de ex-diretores do DOPS.
     

Compartilhar