1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Não existe poeta ruim?

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Kainof, 12 Mar 2010.

  1. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Dia desses eu estava assistindo ao programa
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da TV Cultura com o escritor Milton Hatoum, quando no meio da conversa/entrevista, o autor e o apresentador Antônio Abumjara falam na possibilidade da poesia. Milton diz algo como: não existem más poesias ou poetas ruins, ou se é poeta ou não, o resto é apenas aspiração à poesia. Ou seja, ou o poeta é bom, genial, ou não é poeta.
    (Me perdoem a falta de referências mais exatas...)

    A princípio achei uma supervalorização da poesia, mas pensando bem depois, e principalmente vendo por aí umas porcarias enrustidas como poesia, acabei concordando. Como pode alguém escrever alguma coisa, colocar em versos e querer chamar aquilo de poético? É quase uma heresia pra mim.

    Eu sei que verificar qualidade é subjetivo e pessoal, mas tentemos refletir o mais objetivamente possível: realmente poesia é 8 ou 80? Ou é ou não é?
     
  2. Vinci

    Vinci Usuário

    Quando a arte é a finalidade, a expressão da pessoa, não tem como tirar todo o seu valor, por mais rústico que o negócio seja. Quem usa a arte como meio, pra ganhar gatinhas, pra valorizar o ego e qualquer outro fim que não seja a própria arte, tende à mediocridade e não é poeta.

    E isso vale pra música também.
     
  3. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Não acho que sempre seja subjetivo, pelo menos não de um jeito óbvio. Depende muito mais do contexto. Eu sei que tem poesia que parece uma m*, mas as pessoas esquecem de considerar a questão da intenção. Por exemplo, rimar bola com escola é ridículo em termos formais, mas se o sujeito está fazendo uma crítica a quem faz esse tipo de rima e acha que é poeta (ou mesmo as ditos "termos formais", hehe), essa rima tem que ser considerada de outro jeito.
     
  4. Melian_ a maia

    Melian_ a maia Eu não sou um

    Eu ouvi alguem dizer numa revista uma vez que existem poetas não compriendidos, que existem vários lados da poesia faz sentido p/ quem escreveu mas não faz sentido p/ quem lê.
    Eu achei um tanto ocnfuso mas olçhando por essa visão não existe poeta ruim, existe poeta mal interpretado...
    Mas no meu ver existe assim como um livro normal, livro bom e livro ruim, então sim, existe poeta bom ou ruim, mas tbm há de ter os mais ou menos.
     
  5. Fringway

    Fringway Andarilho do Norte (187)

    De forma geral, eu não gosto de poesias.
    Entretanto, algumas poesias são geniais e eu as acho fantásticas e realmente as admiro.
    Mas o único poeta que eu gosto de fato é Fernando Pessoa, principalmente o heteronômio Álvaro de Campos
    Em assim sendo, eu acredito, sim, que é possível existir boas e más poesias. Não é a genialidade do autor que define o que é poesia, mas sim outros aspectos aferíveis de forma objetiva, como forma, em alguns casos ritmo, etc. Mas, realmente, acho que existe muita poesia porca de pseudo artistas que deveriam tentar outras áreas literárias que não a poesia.
     
  6. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Milton Hatoum é excelente. O primeiro livro dele que li foi "Relato de um certo Oriente", por causa do vestibular, em 2005, acho (nem lembro mais quando prestei vestibular. Estou velha!). Gostei tanto da obra, que, logo em seguida, procurei outros livros dele.

    Mas eu acho que este postulado seja muito radical, sobretudo, simplista. Existem poesias boas, ruins, excelentes, etc. Eu procuro tomar cuidado quanto à noção de subjetividade, pois ela pode ser uma desculpa pra colocarmos certas pessoas/coisas/músicas/poemas/livros/entre outros, no status de mito. E o mito, a priori, não se questiona.

    Acredito que considerar que não existe poesia ruim meio que anula a visão de Estética como um elemento mediador entre a sensibilidade e a racionalidade. Anula, ainda mais, a Estética da Recepção, que considera, dentre outros fatores, a Literatura em um contexto de produção, recepção e comunicação.
     
  7. ccgimli

    ccgimli Homo homini lupinus

    Concordo! (comecei o post mal:lol:) A estética é um elemento fundamental na arte, e dizer que não existe poesia ruim é desconsiderar esse fator, tanto quanto outros (como temática, etc.). Já li até a respeito do pior poeta do mundo, seria um sueco que sempre recebia vaias ao recitá-las.
     
  8. Jango

    Jango Branca! Branca! Branca!

    Poesia é um campo que eu considero complicado. Muita gente escrevendo, muita gente lendo, mas fico ao lado do Hatoum. E digo ainda que o tempo é o melhor filtro para julgar a qualidade de uma obra de arte, seja ela qual for. Poesia, leio muito pouco, Quintana, Pessoa e Bukowski. Dos três tem gente que jamais dará um tostão furado pro Bukowski, mesmo assim acho o cara o máximo. E aí quem tá certo? Meia dúzia que gosta da poesia do cara ou a maioria que acha que aquilo é lixo? Creio que a obra dele se perpetuará no tempo, mas nem isso posso garantir. Mas a grande maioria dos que se dizem poetas vai desaparecer e nem sequer serão lembrados.Resumindo poesia é 8 ou 80.

    :squid:
     

Compartilhar