1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Música MEDIEVAL de VERDADE

Tópico em 'Música' iniciado por Francisco_BR, 1 Abr 2005.

  1. Francisco_BR

    Francisco_BR Usuário

    Bom, acho que estou entrando aqui um pouco de sopetão.
    Mas foi inevitável, depois do que eu andei lendo nos tópicos por aqui. Eu vou dizer-
    não sou nenhum senhor da verdade ou amplo conhecedor do assunto. Mas creio que a maioria aqui não conhece o assunto, e portanto têm noções errôneas- não por alguma maldade, mas simplesmente porque sempre foram "ludibriados" por imitações, rotulações erroneas e noçoes erroneas divulgadas pela cultura cultural.
    Pois bem, vou desabafar.
    Me irrita profundamente o fato de qualquer coisa que soe mais antiga, arcaica, para que o pessoal saia chamando por ai de música medieval. Na pior das hipoteses, basta colocarem instrumentos tais quais um alaúde ou uma flautinha para dizerem que é Medieval. Renascença, inclusive, jamais é citada. Não é aparentemente suficientemente "dark" ou épica para estar na moda. Hoje dá status sair alardeando que gosta de coisas medievais em certos círculos. Uau! Sou um bárbaro que invade castelos!

    Mas enfim. Vamos primeiro distinguir entre medievalismos (elementos que tentam dar um ar medieval à arte, no caso a musica- e muitas vezes baseados em noçoes completamente erroneas e absurdamente romantizadas da Idade Média, tanto para bem quanto para mal) e o que é realmente medieval. Não estou aqui falando de Blackmore's Night (que é parte do meu recente emputecimento. Condiz com a pior das hipóteses- o pessoal acaba rotulando de música medieval só por que tem um alaúde e uma flautinha- contrariando até a proposta do próprio grupo, que tenta trazer um pouco da renascença na música- de modo relativamente infrutifero, na minha opiniao- e nao algum medievalismo), ou de Folk Metal (assunto no qual eu sou leigo, mas que certamente nao engloba musica medieval).

    (Me indignou, em um tópico sobre CRAVO- "aquele pianinho estranho", segundo alguem ai, mas que é nada mais do que o instrumento que precede o piano- alguem perguntar se entao, já que estava procurando bandas que tinham o cravo em suas músicas, era uma coisa mais medieval que ela queria. Oras, existem indicios de cravos primitivos em épocas tão remotas quanto os seculos 12 e 13. No entanto, nao é um instrumento propriamente medieval, já que o seu desenvolvimento se deu efetivamente a partir da Renascença. Alias, quanto a bandas que usam cravos em seus arranjos, a pedra fundamental dela no pop, o lugar básico, é a música PIGGIES, dos Beatles, do White Album)
    (outra coisa que não gostei- no tópico de música erudita, a mistura de generos- vimos o barroco, a renascença, o romantismo, o modernismo, o classicismo, todos eles das mais variadas tendencias dentro de seus generos, virarem farinha do mesmo saco. Isso nao pode- desorganizatoda a discussao, é uma salada de cocô. É o mesmo que alguem simplesmente incluir em uam discussao sobre música ocidental popular contemporanea TODO o Rock, mais o Jazz das mais variadas tendencias, o Blues, o Rap e a musica eletronica. Outras mais- vi algumas explicaçoes erradas sobre os conceitos de SINFONIA, SONATA e TOCCATA- é necessario tambem analisar o periodo e o contexto historico para poder aplicar a definiçao correta a cada um- foram conceitos que se modificaram durante os seculos afinal. E a falta da explicação do contraponto foi decepcionante no tópico- afinal, como alguem vai entender Bach sem ter uma explicaçao sobre contraponto. Outra mais- exibicionismo de teoria musical através de cálculos. Ruim, muito ruim quando não é pedido. Alem do mais, a que tipo de sistema de afinaçao vc se refere? Absoluto? Pitagórico? Temperado? Qual tipo de temperamento? São questoes que devem ser levadas em conta quando se fala sobre isso).

    Mas enfim- voltando assunto- quem aqui, afinal, também aprecia musica medieval (ou gostaria de ter contato)?
    Ars Nova, Ars Subtlior, Ars Antiga e etc- sacra ou não- o que voces gostam?
     
  2. Então, quem falou do Cravo fui eu.

    Me disseram uma vez que o Cravo era uma espécie de evolução do orgão e um dois antecessores do piano.

    Mas eu não manjo muito (nada) do estilo, embora ache bonito, interessante e legal.

    Recomenda aí umas bandas (compositores).
     
  3. Francisco_BR

    Francisco_BR Usuário

    O cravo não fui uma evolução do orgão. No entanto, ele herdou do orgão a característica de possuir um teclado.
    Na verdade, o cravo foi inventado (os registros dos mais primitivos datam do século 13 até, mas mesmo assim não é considerado um instrumento propriamente medieval porque nao se desenvolveu efetivamente durante a idade média) quando alguem teve a idéia de colocar um teclado para acionar um mecanismo que "pinçasse" a corda de um instrumento o qual nao sei o nome em portugues (uma especie de lira com caixa acustica, psaltery em ingles)
    Já o piano é uma evolução do cravo- tem, alem dos pedais (que foram adquiridos ao longo dos seculos, e são uma herança dos orgaos, de certo modo), a diferença de poder ser tocado "piano" (suavemente), ou "forte" (tanto que os pianos inicialmente eram chamados de fortepianos, e é assim que ainda são chamados aqueles de hoje em dia que imitam tal linhagem do piano primitivo), ao contrario do cravo que, nao importa a intensidade com a qual vc aperta as teclas, o som é o mesmo.

    Acho que é mais fácil voce começar por John Dunstable e Guillaume Dufay- são do periodo transicional da Idade Média para a Renascença, vc vai achar mais facil de ouvir, mais próximo do que o que voce espera. As outras correntes- Ars Nova,Ars Subtlior e etc, é capaz que voce ache elas um pouco maçantes- são mais baseadas em orgão e canto polifônico, bem diferente do que a gente está acostumando a ver por ai como rotulado de medieval.
     
  4. Maldito`Tuelho

    Maldito`Tuelho Usuário

    Caraca... 8O
    Sem querer ser chato, mas já sendo.
    Se tu pudesse escrever alguns tópicos explicando todas essas noções mencionadas, eu ficaria MT feliz.
    Admiro quem tenha todo esse conhecimento, me falta tempo pra desenvolver tudo isso. Mas eu chego lá! 8-)
     

Compartilhar