1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mundo Cão (Ghost World, 2001)

Tópico em 'Cinema' iniciado por Sister Jack, 8 Fev 2005.

?

Nota para o filme.

  1. 10

    0 voto(s)
    0,0%
  2. 9

    40,0%
  3. 8

    40,0%
  4. 7

    0 voto(s)
    0,0%
  5. 6

    0 voto(s)
    0,0%
  6. 5

    0 voto(s)
    0,0%
  7. 4

    0 voto(s)
    0,0%
  8. 3

    0 voto(s)
    0,0%
  9. 2

    0 voto(s)
    0,0%
  10. 1

    20,0%
  1. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu gosto bastante desse filme. Aham.

    Olha, eu escrevi isso sobre ele a um tempinho atrás:

    "Mundo Cão (Terry Zwigoff, 2000) - 72

    Ótimo filme teen, e mais ainda, tocando no tema de solidão, exclusão social -- por escolha ou não -- e maturidade com inteligência e bom senso, sempre voltando pra trama pra fazer o seu ponto e nunca caindo em discursos forçados e óbvios. O ritmo é lento (pós-colegial) e delicado, as atuações são ótimas (embora eu ainda ache que a Scarlett é meio repetitiva), o diálogo é engraçado e real, trilha bem cool, direção sutil, colorida e detalhada do Zwigoff. A Enid se distanciando da amiga, que quer amadurecer, é lidado genialmente. Ótimos momentos reflexivos como a Enid escutando "Devil Got My Woman" no quarto e completamente hipnotizada. O relacionamento entre Enid e o personagem do Buscemi é fascinante, e todo o subtexto sobre o ódio e intolerância no passado serem mais abertos (a foto do Coon Chicken) e hoje serem escondidos -- Enid é estúpida e sarcástica com todo mundo que não atinge o nível de "coolness" dela, que é o problema dela -- é bem interessante. A segunda metade é muito menos propulsiva e interessante do que a primeira (a namorada do Buscemi é chata) e algumas das caricaturas são desnecessárias (a professora de Artes é blah), mas o filme ainda é perceptivo o suficiente sobre a vida pra superar qualquer problemas de roteiro."


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Mithrellas

    Mithrellas Usuário

    Vendo o making off do filme o cara que faz o Josh diz algo que eu concordo, ele diz que isso não pode bem ser considerado um filme teen. Acho que fala em especial de um pós-teen conflitante, e que mais que os adolescentes do filme tenham muito mais cara de adolescente (ao contrário de filmes como Grease, onde os adolescentes tem 40 anos), não reflete bem um aspecto teen da vida. Reflete a ida pra maturidade, por isso eu não considero teen. Pra mim soa teen os namoricos adolescentes e tal. Mas eu não vejo isso em Ghost World. Seilá.

    Eu gosto do filme. Como dá para notar. Etc.
     
  3. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Pra mim é teen sim, pq fala de uma fase importante dos adolescentes, que é saída da folga e a falta de preocupações da vida para uma fase onde você tem que aprender a lidar com responsabilidade e enfrentar o "Mundo Cão" e tal, amadurecer. Essa fase de transição é importante na vida de qualquer adolescente, por isso eu considero um filme sobre um tema adolescente, e portanto um filme Teen. Aliás, todos os adolescentes deviam assistir esse, é divertido e fácil de se identificar.

    Dá também pra fazer uma sessão dupla com "Donnie Darko".
     
  4. Mithrellas

    Mithrellas Usuário

    O problema é que filme teen virou esteriótipo de filmes com essas temáticas imbecis... por isso, dentro do esteriotipo teen eu acho que é algo mais pós-teen pré-adulto :P
     
  5. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    "Whatever"
     
  6. Mithrellas

    Mithrellas Usuário

    I wish. Actually, you wish.
     
  7. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Well, I have to admit that things are really starting to look up for me since my life turned to shit.
     
  8. Khansc

    Khansc Banned

    Mundo Cão - 88

    Com certeza eu tenho mais o que falar, mas o MSN não conecta.
     
  9. Dirhil

    Dirhil Olha, Schroeder...

    :o?:


    Então fale aqui e não no MSN :obiggraz:
     
  10. Khansc

    Khansc Banned

    Hum, eu acho que devia rever o filme para comentar, já faz mais de dois meses que vi pela última vez e de lá pra cá eu vi mais de 30 filmes. Mas eu li o que o Folco (banido, imo), escreveu e concordo com bastante coisa. Não acho a Scarlett repetitiva, a personagem dela é mais receptiva de uma maneira 'whatever', portanto, achei a atuação dela 'a must see'. A professora de Arte tinha me incomodado na primeira assistida, mas na terceira o efeito cômico subiu bastante. Thora e Buscemi perfeitos - eu realmente não tenho muito o que falar deles, porque vai ficar uma enorme puxação de saco, os dois são duas das figuras que eu mais gosto de ver no cinema. Eu adoro a segunda parte, Buscemi em foco, fazendo um espelho da vida de Enid em uma versão adulta - nada vai mudar, uma noite sexo com Seymour, ok, mas o resto do mundo ainda tá lá te esperando. Sobre o final, o qual é bem aberto para discussão, imo, acho que a Enid se viu no papel daquele senhor, esperando pelo ônibus que ninguém dizia existir mais - uma visão pessimista e restritiva, todos dizem "agora não tem escapatória". Quando ela pega o ônibus, é apenas um ônibus, para qualquer cidade, Zwigoff não mataria sua protagonista, imo.
     
  11. Fausto

    Fausto Lovely head

    :neutral:
     

Compartilhar