1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mudando após a leitura

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Anica, 26 Set 2009.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Acabei de ler esse post de Pediel ali no tópico sobre A Hora da Estrela:

    e lembrei de um tweet que li há uns dias, no qual o cara falava que nem era atleticano, mas agora ficava feliz qdo o Atlético do PR ganhava pq lembrava que o filho do Tezza estaria feliz.

    Aí pensei nessa pergunta: tem alguma mania ou mesmo um novo modo de agir que você tenha começado depois de ler algum livro?
     
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Nossa, vários livros provocaram mudanças em mim. Exemplos:


    Nunca mais lambi o dedo antes ao virar as folhas de um livro depois que li "O Nome da Rosa"! :timido:

    Comecei a ver os cegos de outra maneira depois de "Ensaio Sobre a Cegueira".
    Não sei bem explicar isso, mas achava as pessoas cegas meio alienadas, como se fossem bichos raros que não sentem as coisas da mesma maneira que eu.
    Não sei se consegui explicar.


    "Édipo Rei" me fez perceber que, se quero mudar algo em minha vida primeiro preciso aceitar as coisas como são e aí tudo começa a andar, e que a pior coisa que podemos fazer na vida é ir aos trancos, chutando o balde e querendo mudar tudo de qualquer jeito.

    Tem outros casos, agora lembrei desses.
     
  3. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Concordo plenamente...eu acho que mudo sempre que leio um livro... o "Ensaio sobre a cegueira" me ensina que se nós não vemos, todos somos iguais. Foi mais que uma conscientização sobre a situação dos cegos, e mais uma maneira de lembrar que o que a gente faz, não é o que a gente é..

    Musashi e vários outros livros (como Ligações perigosas, Razão e Sensibilidade) me ensinaram a força de uma palavra... e a beleza de momentos em silêncio e tal.. sei lá, desde que li esses livros eu penso muito mais antes de falar as coisas
     
  4. imported_Wilson

    imported_Wilson Please understand...

    Musashi me ensinou o valor do aprendizado, da educação. Tristessa me ensinou a dar valor às pequenas coisas.
     
  5. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Lembro de ter lido uma passagem do livro "Bem-Vindo ao clube" e após isso dar muito mais valor as relações pessoais, com familiares e pessoas proximas... valorizando todo e qualquer encontro, afinal pode ser o ultimo, né?

    Ahhh... e depois de ler o caçador de pipas eu tentei empinar pipa, hehehehe!!!
     
  6. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Eu tento seguir o Petit Prince na vida real... Valorizar mais quem se cativa...

    Mas sinceramente, acho que em maior e menor proporção toda leitura muda nosso jeito de pensar e ser... Não tem como ser apático a qualquer informação nova... Ou eu que sou muito sensível hahahahah
     
  7. Anica

    Anica Usuário

    ah, isso de mudarmos após uma leitura é evidente, por mais que não notemos a mudança. às vezes melhora um pouco o estilo de escrever, o modo de pensar ou de ver algo - sem que necessariamente possamos perceber isso.

    mas quando abri o tópico foi para comentar mais de "manias" adquiridas após leituras mesmo. por exemplo, eu vivo fazendo top 5 para tudo desde que li Alta Fidelidade do Nick Hornby :rofl:
     
  8. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    hahahaha saquei... tipo: acho que todo Labrador é meio Marley ;)
     
  9. SrAndersonR

    SrAndersonR Usuário

    É indiscutível, realmente depois de ler um livro com "conteúdo" nós mudamos, algo não será mais como antes. Isso aconteceu comigo recentemente após ler "O doador" de Lois Lowry. O livro discute valores da sociedade.

    Estou terminando "Vidas Secas", mas o livro fica meio pesado depois da morte da baleia. Vou tentar terminar ainda hoje para começar "Ensaio Sobre a Cegueira" que, aliás, peguei emprestado com o meu amigo aqui do fórum, o Gustavo.

    Boa noite, galerinha!
     
  10. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Uma dica sobre Vidas Secas pra você: pode-se ler em qualquer ordem, é bem divertido de fazer.

    -----

    Eu tenho dois livros que foram marcos na minha vida: Dom Quixote e Admirável Mundo Novo. Não que eu tenha tomado um determinado hábito ou passei a pensar de forma diferente depois que os li, porém, quando tocado, acabei por crescer um pouco mais.
     
  11. Pips

    Pips Old School.

    A minha única mania é ficar carregando a minha toalha dentro da mala, mesmo quando não é o dia propriamente dito.

    O máximo que faço é ficar fazendo citações em geral, sempre repetitivas, para pessoas repetitivas.
     
  12. Guilhermina

    Guilhermina Usuário

    Esse ano eu conheci Ilana Casoy e li dois dos seus livros que são "Serial Killer, Louco ou Cruel" e "O Quinto Mandamento" que fala do caso Richthofen. Eu já sou meio paranóica com relação a segurança desde que me mudei, mas depois desse livro, me previno até com quem parece ser "bonzinho" demais.
    Tem cada doido no mundo, vai que eu encontro um?!
     
  13. Palazo

    Palazo Mafioso Literário

    Mania? Estou lendo "A chuva antes de cair" e peguei a estranha mania de sempre que olho fotos tento observar os detalhes, lembrar da história por trás da foto e fugir dos sorrisos... é, desconfio de todo sorriso de fotos..... que medo! rsss
     
  14. nataliarg

    nataliarg Usuário

    Eu sou uma pessoa que pega mania fácil. Desde uma gíria até um cacoete. Com certeza eu peguei alguma mania lendo, mas não consigo perceber. Talvez porque eu tenha lido muito fantasia... :sim:
     
  15. imported_Roger

    imported_Roger Usuário

    Eu fiz o mesmo, mas foi depois de ler A Rainha Margot, de Dumas
     
  16. imported_?

    imported_? Usuário

    Muitos livros me mudaram, sempre dizem que os livros mudam as pessoas e é verdade. Pelo menos um mínimo muda.

    Eu por exemplo nunca mais fiquei impaciente em filas, semáforos ou qualquer coisa do tipo quando li o capítulo "A era da fúria" do livro Devagar, do Carl Honoré.

    Um livro que me modificou profundamente foi A vida nos bosques, do Thoreau. Hoje tento não depender de ninguém para ir e vir. Me livrei das amarras do consumismo e me tornei muito mais frugal.

    Comecei a prestar mais atenção nos cheiros (o sentido do olfato é um sentido que eu nunca dei atenção na minha vida) depois de ler O Perfume, de Patrick Süskind.

    Parece um livro meio bobinho, mas é uma arma para esse mundo tão cínico e pessimista. Estou falando do livro Pollyanna, de Eleanor Porter. Mas não é um livro para todas as pessoas. :)

    Ensina-me a viver me fez não temer mais a morte e querer ser uma pessoa como a Maude, que vê beleza em todas as coisas.
     
  17. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    O legal desse tópico é despertar a curiosidade sobre os livros/histórias.
    Eu estou curiosa pra ler vários mencionados aqui.
     
  18. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    Depois de ler muito sobre a mitologia egípcia acabei pegando um pouco daquela coisa de querer deixar meu nome na história. Para os egípcios ter seu nome apagado da história era a pior coisa que podia acontecer com eles. Eu fiquei meio "encucada" com isso e agora sempre fico pensando em deixar algo para lembrarem de mim na posterioridade, escrevendo nem que seja um livro de receitas ou quem sabe inventando alguma coisa para salvar o planeta.
     
  19. imported_?

    imported_? Usuário

    Verdade, Clara! Vou anotar alguns nomes de livros deste topico aqui. :D
    Se chegou a mudar alguém, devem ser bons!
     

Compartilhar