1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mrs. Dalloway (Virginia Woolf)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Anica, 11 Ago 2008.

  1. Anica

    Anica Usuário

    Uns anos atrás saiu um filme chamado As Horas, que é baseado em um livro do mesmo nome do Michael Cunnigham. O filme fala de Virginia Woolf e o processo de criação de Mrs. Dalloway (além da história de outras duas mulheres ligadas ao Mrs. Dalloway de certa maneira). Por causa dele, muita gente confundiu um com outro e em alguns casos sequer leram a Virginia, o que é uma pena.

    Mrs. Dalloway é lindo, não tenho outra palavra para descrever. O estilo da narrativa adotado pela Virginia (incluindo aí o fluxo de consciência) permitem um mergulho na cabeça das personagens que é único, e de tamanha delicadeza que chega a ser impressionante.

    Se for falar o enredo, é capaz das pessoas nem quererem ler: um dia na vida de uma mulher (digamos assim). Mas as pessoas com quem ela cruza, as memórias dela, o dia dela dão tantas cores ao que seria um enredo simplérrimo que fazem de Mrs. Dalloway um livro imperdível.

    Recomendo, e recomendo e recomendo. Se não leu, corre =P
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. eleanor, eu tenho toda uma história com esse livro, ganhei um exemplar uns anos atrás e minha cachorra que era filhote na época comeu o livro, depois de um tempo comprei o livro, acabei emprestando para uma amiga que até hoje não me devolveu, enfim, foi ficando cada vez mais distante meu envolvimento com Mrs. Dalloway, finalmente quando ele se deu (eu resolvi emprestar o livro da biblioteca pública) foi totalmente visceral. A delicadeza com que a Woolf trata tudo o que vai por dentro daquela personagem é sem igual na literatura, pelo menos para mim.
    Sou uma amante confessa de Virginia Woolf, tenho vários livros dela, menos Mrs. Dalloway, e a cada leitura e releitura mais coisas encontro nas entrelinhas, nos recantos dos universos que ela criou.
    Excelente indicação de leitura.
     
  3. Tenho muita vontade de ler esse livro. Até pouco tempo ele estava esgotado.

    Depois dos comentários, me interessei ainda mais; vou procurar um exemplar.
     
  4. Lu Eire

    Lu Eire Usuário

    Dando um up no tópico de um livro tão bom que merece ser mais comentado!

    Estou na metade do livro e tenho apenas duas palavras: que catarse!

    Há tempos tenho esperado encontrar um livro assim... e parece mesmo um tempo tão curtinho, mas pensamentos tão profundos!

    Volto para falar mais depois.
     
  5. Francine Ramos

    Francine Ramos Usuário

    Eu gosto muito da Mrs. Dalloway, ela deixa rastros sutis por onde passa. Num outro livro de Virginia Woolf, chamado "A Viagem" Mrs. Dalloway aparece com o seu marido Richard, é muito interessante.
     
  6. coraliejones

    coraliejones Usuário

    Gostei desse livro por ter retratado um dia-a-dia e suas pequenas (ou não tão pequenas assim) batalhas. É mais díficil do que parece.

    A viagem eu não conhecia!
     
  7. Francine Ramos

    Francine Ramos Usuário

    "A Viagem" é o primeiro romance de Virginia Woolf.
     
  8. coraliejones

    coraliejones Usuário

    Vai pra lista de leitura então.
    Depois do Mrs. Dalloway fiquei com vontade de ler o Um Teto Todo Seu...Já leu esse?
     
  9. Anica

    Anica Usuário

    eu li um teto todo seu. esse não é romance, é teórico, um ensaio sobre mulheres escritoras. bem interessante, é dali que sai a história da irmã de shakespeare (que depois virou título de música dos smiths :sim: ).
     
  10. coraliejones

    coraliejones Usuário

    Ah mas mesmo sabendo que não é ficção (admito, não curto tanto assim ler ensaios...), fiquei interessada pelo tema. Não sei qual ideia tenho de como são hoje as mulheres escritoras, se ainda há barreiras (invisiveis ou não), fiquei tentada a ler o Um Teto todo seu para ter como comparar.

    Ps.: Um barato seu avatar, Anica!
     
  11. fcm

    fcm Visitante

    Acabei a leitura deste livro ontem.
    Confesso que tive dificuldades com o tal fluxo de consciência da autora. O livro é muito bom e deve ser lido 100% ligado!
    A história é bem simples e interessante.
     
  12. DiegoMP

    DiegoMP Usuário

    Depois de quatro tentativas, dessa vez foi!
    Terminei de ler ontem. Jurei que ia odiar mas agora quanto mais eu penso sobre o livro mais eu gosto dele.

    Posso estar errado, mas acho que muita gente encara o Mrs. Dalloway com a guarda um pouco baixa demais, não quero dizer com isso que a leitura dele seja uma batalha mas é um daqueles casos em que é difícil o amor à primeira linha em se tratando de uma primeira visita à obra.

    Acho que tô gostando mais de ler sobre o Mrs. Dalloway do que gostei do livro em si e já planejando uma releitura talvez.
    Só pra constar, se alguém cair aqui por acaso, deixo 2 links interessantes:

    -
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    - '
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    *Noemi Jaffe é autora do posfácio da edição mais recente de um teto todo seu.
    **Denise Bottmann dispensa apresentações, mas no link citado é sobre a tradução que saiu pela L&PM.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  13. Paladine

    Paladine Usuário

    Esse livro é realmente maravilhoso, mas concordo que a primeira vista ele causa certo estranhamento, e exige um esforço de concentração para entrar no fluxo de consciência da autora.

    A Mrs Dalloway é uma personagem que me intriga bastante. Ela se apega muito a uma realidade, que não sei se ela mesma acredita. Ela opta pelo conforto e pela vida cotidiana, pelas questões do dia a dia mas ainda sim ela me parecer sofrer com isso, como se ela engolisse as pílulas de cotidiano.
    E quando olho pra ela não posso deixar de ver um certo desconforto e questionamento do papel da mulher...
     

Compartilhar