1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

MP desmonta quadrilha que aplicava golpes pela internet, em Minas

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Morfindel Werwulf Rúnarmo, 23 Set 2010.

  1. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Segundo investigações, clientes pagavam, mas não recebiam os produtos.
    De acordo com a polícia, cerca de 900 pessoas foram lesadas.




    O Ministério Público desmontou nesta quarta-feira (22) um esquema de golpe em sites de vendas pela internet. Uma loja de Uberlândia, na região do Triângulo mineiro, pode estar envolvida na fraude. Seis suspeitos foram presos. Segundo a polícia, a fraude teria deixado cerca de 900 pessoas no prejuízo, em todo o país.

    A quadrilha usava quatro sites para aplicar o golpe. Produtos eletrônicos eram vendidos com desconto sempre que o pagamento fosse feito por boleto à vista. Segundo as investigações da polícia, os produtos nunca chegavam aos clientes.

    A coordenadora da Procuradoria Estadual de Combate aos Crimes Cibernéticos, Vanessa Fusco, diz que a polícia chegou à quadrilha após uma denúncia.

    Agentes das polícias Militar, Civil e do Ministério Público cumpriram mandados de busca e apreensão nesta quarta-feira (22). A operação incluía, ainda, sete mandados de prisão. Três pessoas da mesma família foram presas em Uberlândia. Outras duas foram presas em Araguari e outra, que seria possivelmente um dos laranjas do esquema, foi detida em Brasília.
    Um dos locais visitados foi uma loja de informática, no centro de Uberlândia. O comércio serviria para lavar o dinheiro do estelionato. A polícia apreendeu documentos e extratos bancários e descobriu que os suspeitos teriam, ainda, um call center de fachada.

    Segundo as investigações, a quadrilha agia desde novembro de 2008. Todas as contas e bens da quadrilha foram bloqueados pela Justiça. Os suspeitos vão aguardar as investigações em Uberlândia.

    Segundo o Ministério Público Estadual (MPE), cinco sites de vendas que estão envolvidos nos golpes serão retirados do ar.

    Nenhum representante dos suspeitos presos nem da loja, que pode servir para lavagem de dinheiro, foi localizado para comentar o caso.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     

Compartilhar