1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mostras, eventos, etc.

Tópico em 'Cinema' iniciado por Quisito, 16 Ago 2005.

  1. Quisito

    Quisito GOD

    Este tópico tem como objetivo informar-nos, usuários do Fórum Valinor, sobre as mostras, eventos cinematográficos, etc., e suas programações, para que depois não aconteça aquela chatice de perdermos alguma coisa que pode nos interessar e que não comparecemos por simples falta de informação.

    Abaixo, um modelo de post que eu acho interessante.

    Código:
    [b]Nome da Mostra[/b]
     
    [b]Descrição:[/b]
    [b]Duração:[/b]
    [b]Local:[/b]
    [b]Programação:[/b]
    
    -----------------------------------

    Mostra Grupo Dziga Vertov

    Descrição: O Grupo Dziga Vertov é um coletivo de cineastas e intelectuais de esquerda franceses, liderados por Jean-Luc Godard, que se reuniram em torno das idéias marxistas-leninistas e maoístas, no final da década de 60 e início da década de 70), para realizar um cinema militante, que prega a ideologia dessas tendências políticas.
    Duração: São Paulo, de 16/08 à 21/08; Rio, de 23/08 a 28/08; Brasília, de 30/08 a 04/09
    Local: CCBB São Paulo (r. Álvares Penteado, 112, centro, tel.: 11/3113-3651); CCBB Rio (r. Primeiro de Março, 66, centro; tel: 21/3808-2020); Brasília (SCS Trecho 2 Conjunto 22; tel: 61/310-7087)
    Programação:

    Dia 16, terça
    20h - "Tudo Vai Bem"
    Filme de 1972 dirigido por Jean-Luc Godard e Jean Pierre Gorin mostra uma jornalista americana e um diretor de cienma francês que vão a uma fábrica de alimentos cujos trabalhadores estão em greve. Lá são aprsionados com o diretor dessa empresa no escritório deles.

    Dia 17, quarta
    16h - "Um Filme como os Outros"
    Somatório de "cine-tracts" (filmetes de 3 min., em preto-e-branco e em 16 mm, editados na própri cãmera) e documentário sobre o debate entre trabalhadores e estudantes revolucionários em frente à frábica da Renault, em Flins. De 1968.

    18h - "Sons Britânicos"
    Rodado na Inglaterra, o filme mostra seis seqüências com trabalhadores nas fábricas de carros, estudantes na universidade, mulher nua, trabalhadores na televisão e imagens da bandeira vermelha e da mão em punho.

    20h - "Vento do Leste"
    O próprio Grupo Dziga Vertov chamava esse filme de "faroeste revolucionário". Glauber Rocha participa de uma cena, em que aparece cantando, de braços abertos numa encruzilhada, quando é abordado por uma mulher que pergunta: "Desculpe interromper a luta de classes, mas você poderia me dizer o caminho do cinema político?". Ele então aponta para o caminho do "cinema perigoso, divino e maravilhoso".

    Dia 18, quinta
    16h - "Aqui e Acolá"
    De 1976, o mais tardio dessa mostra, o filme, de Godard e Gerin, aborda a situação política do Líbano e da Jordânia, por sugestão do grupo militante palestino Al Fatah.

    18h - "Um Filme como os Outros"

    20h - "Sons Britânicos"

    Dia 19, sexta
    15h - "Lutas na Itália"
    O filme apresenta o processo de conscientização de uma moça que acredita ser anticapitalista, mas começa a perceber suas contradições num mundo burguês.

    17h30 - "Vladimir e Rosa"
    Com Godard no papel de Lênin e Gorin no de Rosa de Luxemburgo, o filme questiona como os filmes deveria ser feitos, inclusive o que está sendo exibido.

    20h - "Pravda"
    Filmado clandestinamente na antiga Tchecoslováquia em março de 169, logo após a Primavera de Praga, o filme mostra o cotidiano do país e faz uma crítica radical à prática documental.

    Dia 20, sábado
    14h30 - "Carta para Jane"
    Godard e Gorin desconstróem a foto da atriz Jane Fonda em sua viagem ao Vitenã, publicada em 1972 na revista "L'Express". O filme mostra uma sessão de fotos da atriz em várias situações diferentes, reflete sobre o status da imagem e do papel do intelectual e critica o starsystem de Hollywood.

    16h - "Vladimir e Rosa"
    18h - palestra com o cineasta Jean-Pierre Gorin, do Grupo Dziga Vertov

    Dia 21, domingo
    15h - "Aqui e Acolá"
    17h - "Carta para Jane"
    19h - "Tudo Vai Bem"


    No Rio

    Dia 23, terça
    17h - "Pravda"
    19h - "Sons Britânicos"
    21h - "Um Filme como os Outros"

    Dia 24, quarta
    17h - "Um Filme como os Outros"
    19h - "Vento do Leste"
    21h - "Carta para Jane"

    Dia 25, quinta
    18h30 - "Vladimir e Rosa", com palestra com Jean-Pierre Gorin

    Dia 26, sexta
    17h - "Tudo Vai Bem"
    19h - "Vladimir e Rosa"
    21h - "Pravda"

    Dia 27, sábado
    19h - "Lutas na Itália"
    21h - "Aqui e Acolá"

    Dia 28, domingo
    16h - "Aqui e Acolá"
    18h - "Carta para Jane"
    20h - "Tudo Vai Bem"


    Em Brasília

    Dia 30, terça
    19h - "Vento do Leste", com palestra com Jean-Pierre Gorin

    Dia 31, quarta
    17h - "Um Filme como os Outros"
    19h - "Sons Britânicos"
    21h - "Pravda"

    Dia 1º/9, quinta
    17h - "Vento do Leste"
    19h - "Lutas na Itália"
    21h - "Vladimir e Rosa"

    Dia 2, sexta
    17h - "Aqui e Acolá"
    19h - "Carta para Jane"
    21h - "Tudo Vai Bem"

    Dia 3, sábado
    17h - "Um Filme como os Outros"
    19h - "Aqui e Acolá"
    21h - "Vladimir e Rosa"

    Dia 4, domingo
    17h - "Pravda"
    19h - "Tudo Vai Bem"
    21h - "Carta para Jane"

    -----------------------------------

    Continuem. :cerva:
     
    Última edição: 16 Ago 2005
  2. Uglúk o Uruk-Hai

    Uglúk o Uruk-Hai ... o maioral.

    A bem, eu sei de todo mês, tem cursos voltados a área de cinema, no HCBC Belas Artes, teve o de direção com o Fernando Meirelles, e rolou um de orteiro com o Ector Babenco...

    E o preço é bem acessivel, geralmente o curso todo 600 reais, parcelado etc.

    Quem é de sp e ja tem um ensino medio, ou faculdade na área de comunicação, podem acessar e ficar de olho:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  3. Sister Jack

    Sister Jack Usuário


    Que retardado. Estou dando cursos de direção e roteiros por uma pechincha: 250 reais. Caso vocês não tenham dinheiro, eu lhes apresento:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e Qualquer Locadora Decente.
     
  4. str1ker

    str1ker Usuário

    Me apresenta uma locadora decente em Tubarão, SC.
     
  5. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Eu estava falando mais com as pessoas que pretendem fazer cursos daquele tipo.
     
  6. str1ker

    str1ker Usuário

    Tá, desculpa.
     
  7. Pips

    Pips Old School.

    É bom avisar para as pessoas que forem na Mostra Grupo Dziga Vertov que está bem disputado para conseguir ingressos.
    Ontem os ingressos para "Tudo Vai Bem" esgotaram muito rápido, então aconselho a todos que vão chegarem com no mínimo 1 hora e meia de antecedência e quem pretende ir de sexta, sábado e domingo ir até um pouco mais cedo.
     
  8. Uglúk o Uruk-Hai

    Uglúk o Uruk-Hai ... o maioral.

    Ou se não tem o ensino meidio nem superior ne?
     
  9. Sister Jack

    Sister Jack Usuário

    Pois é, Google e locadoras em geral não excluem ninguém. Mais uma vantagem.
     
  10. Kiwi

    Kiwi mi perna está jodida.

  11. Quisito

    Quisito GOD

    Festival É Tudo Verdade de documentários em longa-metragem, com restrospectivas de Werner Herzog e Jorge Bodansky, e homenagem à Jean-Claude Bernadet.

    Em São Paulo e no Rio, de 23/03 à 02/04, depois em Brasília (de 04/04 à 16/04) e em Campinas (de24/04 à 30/04).


    PROGRAMAÇÃO:

    ENDEREÇOS:
    » SÃO PAULO


    Centro Cultural Banco do Brasil
    Rua Álvares Penteado 112, Centro - Tel: (11) 3113-3651


    CineSesc
    Rua Augusta 2075, Cerqueira César - Tel (11) 3082-0213


    Cinusp
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4, Colméia -Tel: (11) 3091-3364


    Itaú Cultural
    Av Paulista 149, Cerqueira César - Tel (11) 2168-1777


    Museu da Imagem e do Som - MIS
    Av. Europa 158, Jardins - (11) 3062-197


    Olido
    Av. São João 473 - Tel (11) 3331-7703

    » RIO DE JANEIRO

    Centro Cultural Banco do Brasil
    Rua Primeiro de Março, 66 - Tel: (21) 3803-2013


    Cine Odeon BR
    Praça Floriano, 07 - Tel: (21) 2240-1093


    Memorial Getúlio Vargas
    Praça Luís de Camões - Bairro da Glória - Tel: (21) 2557-9444
     
  12. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Notícia bem supimpa essa!

    Está tendo uma Mostra chamada O Cinema Vê o Futuro que reúne 15 filmes de ficção científica produzidos em diferentes épocas.

    Mais informações no site clicando
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Eu particularmente estou faceiro com essa mostra, embora meu horário laboral me impeça de ver alguns filmes da grade, mas quem tiver oportunidade acho que vale a pena.

    Endereço:

    Centro Cultural Banco do Brasil
    Rua Álvares Penteado 112, Centro - Tel: (11) 3113-3651
     
  13. VihVs_

    VihVs_ Eu não sou um

    Ah, quem é de Niterói ou até do Rio está tendo no MAC apresentações de filmes no Almodovar. Todo dia, no pátio do museu, às 19h.
    Se não tiver chovendo, hoje tem.
    Vai até domingo acho... Vale a pena. è super bonito ver os filmes ali pertinho do mar naquele museu bonitão.
     
  14. Pips

    Pips Old School.


    Semana passada passou 1984 e Blade Runner.

    Essa sexta vai passar Farenheit 451 do Truffaut.
     
  15. Peregrin

    Peregrin Technologic

    Aproveitem, vejam a mostra de sci-fi e assistam à UTV se vocês forem cariocas... essa semana tá passando um documentário feito por mim e outro colega de faculdade, sobre Sci-Fi. :P
     
  16. Kiwi

    Kiwi mi perna está jodida.

    Organizo um Cineclube - Cineclube Equipe - no espaço do hall/auditório300lugares do Colégio Equipe. Trata-se de um projeto de uma OSCIP parceira ao colégio que realiza sessões mensais, sempre aos sábados, de filme+debate+murais+livros+folhetos+banda+venda de bottoms+sorteios+vocês entenderam, com uma proposta de (des/re)construção do olhar, formação de público.

    É um espaço pensado para aqueles que se interessam por cinema, não conhecem muita coisa e não sabem muito bem por onde começar, bem como para aqueles que conhecem e querem conhecer mais/discutir. Vale ressaltar que o menos importante das sessões é o filme em si.

    Em 2007, o Cineclube apresenta o Panorama Estórias do Cinema , uma tentativa de reconstruir e redescobrir nosso olhar para as imagens em movimento.
    Adotamos a linha cronológica como guia para (re)vermos o antigo como se fosse a primeira vez, buscando, sempre, compreender a nós mesmos e a nossa sociedade. Estórias, porque não são todas, são algumas das que nos interessam, entendidas em seus contextos específicos. Não pretendemos esgotar nenhum tema. Queremos, sim, abrir mais janelas para que as discussões se estendam para fora de nosso espaço e sejamos capazes de criar novas relações, talvez escondidas atrás do que parece já conhecido e acabado.


    Nossa próxima sessão, a terceira do ano, será sobre o expressionismo alemão. Exibiremos A Última Gargalhada, de F.W. Murnau e teremos como convidados para o debate Rogério Ferraraz (doutor em comunicação e semiótica pela PUC-SP, especialista na obra de David Lynch e editor da coluna Ensaios e Pesquisas do site
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , José Gatti (professor e presidente da SOCINE - Sociedade Brasileira de Estudos de Cinema) e Alfredo Suppia (doutorando em multimeios pela Unicamp e pesquisador de cinema fantástico).


    sábado, 12 de maio - 16h | R$4 - para pagar os custos da sessão (aluguel de datashow, folhetos etc.)

    Panorama Estórias do Cinema - Sessão III
    Expressionismo Alemão:
    A Última Gargalhada, 1924 de F.W. Murnau (exibição em DVD)
    seguido de debate com Rogério Ferraraz, José Gatti e Alfredo Suppia e sorteio de livro


    De manhã, organizamos sessões infantis seguidas de atividades (Cineclubinho). Neste sábado, exibiremos Charlie Brown e Snoopy, o primeiro longa de animação do Peanuts, que é uma fita bastante moderna e altamente recomendada para cinéfilos etc.

    cineclubinho | sábado, 12 de maio - 11h | R$2
    Charlie Brown e Snoopy (1969) de Bill Melendez
    seguido de oficina de gincana de brincadeiras de rua e sorteio de livros


    Mais informações:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Apareçam, realmente.
     
  17. Kiwi

    Kiwi mi perna está jodida.

    Na próxima sessão, sábado dia 16/06, o tema da sessão vai ser o cinema clássico de hollywood.

    Vamos passar o western A Grande Jornada (1930/Walsh), primeiro filme estrelado pelo John Wayne, e o noir Laura (1944/Preminger). Depois dos filmes, debate com os críticos Cássio Starling Carlos, da Folha de SP, e Filipe Furtado, da Paisà e Contracampo.

    De manhã, no Cineclubinho, Meu vizinho Totoro em cópia dublada (bastante rara).

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  18. Almië

    Almië cute as a button

    Eu deveria ter postado isso antes =/

    Ainda dá tempo de ver...

    8/6 - Sexta-feira
    Proibido Proibir
    Jorge Durán - Drama - Brasil e Chile - 100min

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  19. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    CINEMA FRANCÊS: 21 INÉDITOS E 2 CLÁSSICOS
    20 de junho a 08 de julho de 2007

    Em parceria com a Cinemateca da Embaixada da França, a Cinemateca Brasileira apresenta a mostra Cinema francês: 21 inéditos e 2 clássicos. Os títulos contemporâneos (são produções de 1998 em diante) nunca foram lançados comercialmente no Brasil, tendo alguns deles sido exibidos apenas esporádica e escassamente no parco circuito altenativo paulistano.

    Entre os títulos, encontra-se, por exemplo, o premiadíssimo A Esquiva (L’esquive), de Abdellatif Kechiche que, entre outros, ganhou o César de melhor filme, direção, roteiro e atriz revelação; O Pequeno Tenente (Le petit lieutenant), de Xavier Beauvois, que deu a Nathalie Baye o César de melhor atriz; o polêmico A Traição (La trahison), de Philippe Faucon, complemento imprescindível aos que viram Dias de Glória (Les indigènes), de Rachid Bouchareb.

    Quanto aos 2 clássicos, são eles: Pinga-Fogo (Poil de Carotte, 1932), uma primorosa realização cinematográfica de Julien Duvivier a partir da obra de Jules Renard; e As Grandes Manobras (Les grandes manoeuvres, 1955), uma colorida obra-prima de René Clair, que obtém, numa atmosfera doce-amarga, memoráveis atuações de Michèle Morgan e Gérard Philipe.

    Será, portanto, uma mostra plena de atrativos para todos aqueles que pretendem se entreter ao mesmo tempo em que ampliam seus conhecimentos cinematográficos.

    Sala Cinemateca
    Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana
    próxima ao Metrô Vila Mariana
    Outras informações: 5084-2177 (ramal 210) ou 5081-2954


    Ingressos: R$ 8,00 (inteira) / R$ 4,00 (meia-entrada)

    PROGRAMAÇÃO

    20/06 – quarta

    20h00
    O pequeno tenente

    21/06 – quinta

    19h00
    Vizinhos, vizinhas

    22/06 – sexta

    19h00
    A esquiva

    23/06 – sábado

    21h00
    A culpa de Voltaire

    24/06 – domingo

    14h30
    Quando você descer do céu

    18h10
    Viva Argélia!

    27/06 – quarta

    17h00
    A culpa de Voltaire

    19h30
    Wesh-wesh, o que foi?

    21h10
    A traição

    28/06 – quinta

    17h00
    Pinga fogo

    19h00
    Até já

    29/06 – sexta

    17h00
    O pequeno tenente

    19h00
    Viva Argélia!

    21h20
    Quando você descer do céu

    30/06 – sábado

    16h00
    Pinga fogo

    19h20
    A traição

    21h00
    Wesh-wesh, o que foi?

    01/07 – domingo

    14h30
    O quarto dos oficiais

    17h00
    Até já

    19h00
    Vizinhos, vizinhas

    20h50
    A esquiva

    03/07 – terça

    16h00
    Meninas molecas

    19h20
    De víbora em punho

    21h20
    Obras, a gente sabe quando começa...

    04/07 – quarta

    14h30
    Um homem de verdade

    16h50
    O polvo

    18h50
    Só Deus sabe

    21h10
    O papel de sua vida

    05/07 – quinta

    15h00
    Obras, a gente sabe quando começa...

    17h00
    Cenas de crimes

    19h00
    Jeanne e o rapaz bacana

    21h00
    Os vendedores de areia

    06/07 – sexta

    17h00
    As grandes manobras

    19h10
    Um homem de verdade

    21h25
    O coração dos homens

    07/07 – sábado

    14h00
    Os vendedores de areia

    16h00
    Cenas de crimes

    19h20
    De víbora em punho

    21h20
    O polvo

    08/07 – domingo

    14h30
    As grandes manobras

    16h40
    Meninas molecas

    18h30
    O papel de sua vida

    20h30
    O quarto dos oficiais

    FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES

    Até já (À tout de suite), de Benoît Jacquot
    França, 2004, 35mm, cor, 95’
    Isild Le Besco, Ouassini Embarek, Nicolas Duvauchelle, Laurence Cordier
    Adolescente rica abandona a casa dos pais para ficar com o namorado e acompanhá-lo em sua vida de bandidagem.

    Cenas de crimes (Scènes de crimes), de Frédéric Schoendoerffer
    França, 2000, 35mm, cor, 100’
    Charles Berling, André Dussollier, Ludovic Schoendoerffer, Pierre Mottet
    Um grupo de policiais investiga o misterioso desaparecimento de uma jovem.

    O coração dos homens (Le coeur des hommes), de Marc Esposito
    França, 2003, 35mm, cor, 100’
    Bernard Campan, Gérard Darmon, Jean-Pierre Darroussin, Marc Lavoine
    Um grupo de amigos de longa data reúne-se freqüentemente para conversar sobre suas vidas. Profissionalmente, todos são bem-sucedidos. Sentimentalmente, no entanto, cada um enfrenta uma dificuldade: a morte de um pai, a infidelidade de uma esposa ou o casamento de uma filha atormentam suas vidas.

    A culpa de Voltaire (La faute à Voltaire), de Abdellatif Kechiche
    França, 2000, 35mm, cor, 130’
    Sami Bouajila, Élodie Bouchez, Bruno Lochet, Aure Atika
    Jovem árabe emigra clandestinamente para a França na esperança de refazer sua vida. Dos centros de desabrigados às associações para mendigos, ele caminhará pela Paris dos excluídos e compartilhará da solidariedade dos desafortunados.

    De víbora em punho (Vipère au poing), de Philippe de Broca
    França/Reino Unido, 2004, 35mm, cor, 100’
    Catherine Frot, Jacques Villeret, Jules Sitruk, Chérie Lunghi
    Adaptação de um dos mais famosos livros infanto-juvenis da literatura francesa, escrito por Hervé Bazin. Em tom tragicômico, trata do conflito entre uma criança e sua mãe numa família burguesa do final dos anos 20.

    A esquiva, (L'esquive), de Abdellatif Kechiche
    França, 2003, 35mm, cor, 117’
    Osman Elkharraz, Sara Forestier, Sabrina Ouazani, Nanou Benhamou
    Um adolescente apaixona-se por uma colega de sala, às voltas com o ensaio de uma peça de Marivaux na escola. Para conquistá-la, elabora um ambicioso plano: integrar-se ao elenco do espetáculo.

    As grandes manobras (Les grandes manoeuvres), de René Clair
    França/Itália, 1955, 35mm, cor, 107’
    Michèle Morgan, Gérard Philipe, Jean Desailly, Pierre Dux
    Numa cidade do interior, às vésperas da Primeira Guerra Mundial, um tenente de cavalaria aposta que é capaz de seduzir uma costureira. Depois de certa hesitação, a jovem cede e os dois apaixonam-se. Contudo, um ciumento vai revelar à costureira toda a história da aposta.

    Um homem de verdade (Un homme, un vrai), de Arnaud Larrieu e Jean-Marie Larrieu
    França, 2003, 35mm, cor, 120’
    Mathieu Almaric, Hélène Fillières, Pierre Pellet, Philippe Suner
    Durante uma noite parisiense, um aprendiz de cineasta e uma importante funcionária de uma empresa de informática apaixonam-se. O filme acompanha os encontros e desencontros amorosos do casal.

    Jeanne e o rapaz bacana (Jeanne et le garçon formidable), de Olivier Ducastel e Jacques Martineau
    França, 1998, 35mm, cor, 98’
    Virginie Ledoyen, Mathieu Demy, Jacques Bonnaffé, Valérie Bonneton
    Versão original sem legendas
    Sob um fundo de comédia musical, narra a história do amor interrompido entre uma jovem e um rapaz maravilhoso, soropositivo, que resolve abandoná-la quando a doença avança.

    Meninas molecas (Voyous voyelles), de Serge Meynard
    França, 2000, 35mm, cor, 95’
    Audrey Tautou, Olivia Bonamy, Axelle Ade-Pasdeloup, Didier Bezace
    Duas irmãs adolescentes – uma geniosa e revoltada, a outra esperta e estudiosa – passam o tempo aprontando na escola ou na rua. Um dia, conhecem uma colega mais velha com quem vão dividir travessuras, mas também um segredo.

    Obras, a gente sabe quando começa... (Travaux, on sait quand ça commence....), de Brigitte Roüan
    França/Reino Unido, 2005, 35mm, cor, 95’
    Carole Bouquet, Didier Flamand, Françoise Brion, Jean-Pierre Castaldi
    Uma austera advogada, especializada na defesa de imigrantes, decide reformar seu apartamento e, para tanto, contrata os serviços de um grupo de pedreiros colombianos. A obra transforma-se numa confusão que leva a advogada a um ataque de nervos.

    O papel de sua vida (Le rôle de sa vie), de François Favrat
    França, 2004, 35mm, cor, 100’
    Agnès Jaoui, Karin Viard, Jonathan Zaccaï, Marcial Di Fonzo Bo
    A história da amizade entre duas mulheres em nada parecidas: uma humilde repórter de um jornal de moda e uma estrela de cinema.

    O pequeno tenente (Le petit lieutenant), de Xavier Beauvois
    França, 2005, 35mm, cor, 110’
    Nathalie Baye, Jalil Lespert, Roschdy Zem, Antoine Chappey
    Recentemente formado, o tenente Antoine integra o grupo de luta contra o crime da polícia de Paris. Cheio de entusiasmo, ele inicia seu aprendizado ao lado da comandante Caroline Vaudieu, que se apega a esse jovem moço que tem a idade de seu filho desaparecido.

    Pinga fogo (Poil de carotte), de Julien Duvivier
    França, 1932, 35mm, pb, 91’
    Harry Baur, Robert Lynen, Louis Gauthier, Simone Aubry
    O drama familiar de um adolescente na França abalada pela crise econômica de 1929.

    O polvo (Le poulpe), de Guillaume Nicloux
    França, 1998, 35mm, cor, 100’
    Jean-Pierre Darroussin, Clotilde Courau, Stéphane Boucher, Julie Delarme
    Comédia de mistério na tradição do cinema noir e dos gibis franceses. Detetive conhecido como "O polvo" chega a uma pequena cidade portuária e, junto com sua namorada e seu parceiro, investiga uma quadrilha de ladrões.

    Quando você descer do céu (Quand tu descendras du ciel), de Eric Guirado
    França, 2003, 35mm, cor, 95’
    Benoît Giros, Jean-François Gallotte, Serge Riaboukine, Ludmila Ruoso
    Depois da morte do pai, um jovem deixa a fazenda da família e parte para a cidade em busca de emprego. Passados alguns meses, conhece um desbocado mendigo, com quem passa a manter uma relação de amizade. Começa a trabalhar na prefeitura, enfeitando árvores para a comemoração do Natal, até o dia em que é recrutado para retirar os mendigos da cidade para as festas de fim -de -ano.

    O quarto dos oficiais (La chambre des officiers), de François Dupeyron
    França, 2001, 35mm, cor, 135’
    Eric Caravaca, Denis Podalydès, Grégori Derangère, Sabine Azéma
    Em 1914, um jovem e sedutor tenente parte para a guerra e, durante uma missão de reconhecimento, é atingido. Ele sobrevive mas seu belo rosto é mutilado pela explosão do projétil. Daí em diante, ele viverá os tempos de guerra no Val de Grâce, no quarto dos oficiais, uma sala sem espelhos, onde cada um se redescobre no olhar do outro.

    Só Deus sabe (Dieu seul me voit), de Bruno Podalydès
    França, 1998, 35mm, cor, 120’
    Denis Podalydès, Isabelle Candelier, Jeanne Balibar, Cécile Bouillot
    Um engenheiro de som tem uma vida normal e tranqüila. Seu único defeito é ser completamente indeciso, ainda mais quando tem de escolher entre as três mulheres pelas quais está apaixonado.

    A traição (La trahison), de Philippe Faucon
    França/Bélgica, 2005, 35mm, cor, 80’
    Vincent Martinez, Ahmed Berrhama, Cyril Troley, Walid Bouzham
    Durante a guerra da Argélia, o sub-tenente Roque comanda uma tropa sediada numa pequena aldeia, ao mesmo tempo em que a convivência com o jovem soldado Taieb, dilacerado entre suas raízes norte-africanas e sua missão militar, sublinha as contradições e o absurdo da “guerra sem nome”.

    Os vendedores de areia (Les marchands de sable), de Pierre Salvadori
    França, 2000, 35mm, cor, 102’
    Mathieu Demy, Marina Golovine, Serge Riaboukine, Patrick Lizana
    Dono de bar vive num ambiente repleto de negócios escusos. Mantém-se distante do crime até o dia em que seu irmão é morto e sua cunhada, recém-saída da prisão, pede a ele que a ajude na procura dos assassinos.

    Viva Argélia! (Viva Laldjérie), de Nadir Moknèche
    França/Argélia/Bélgica, 2004, 35mm, cor, 113’
    Lubna Azabal, Biyouna, Nadia Kaci, Jalil Naciri
    Argel, inverno de 2003. Três mulheres – uma jovem emancipada, sua mãe, ex-dançarina de cabaré e uma prostituta, amiga e confidente – vivem numa pensão no centro da cidade em meio à violência dos ataques terroristas.

    Vizinhos, vizinhas (Voisins, voisines), de Malik Chibane
    França, 2005, 35mm, cor, 95’
    Frédéric Diefenthal, Anémone, Jackie Berroyer, Nora Armani
    No subúrbio de Paris, um cantor de rap, pressionado por sua gravadora, tenta compor uma nova música. Para tanto, busca inspiração nos vizinhos e no prédio onde mora.

    Wesh-wesh, o que foi? (Wesh-wesh, qu’est-ce qui se passe?), de Rabah Ameur-Zaïmeche
    França, 2002, 35mm, cor, 83’
    Rabah Ameur-Zaïmeche, Ahmed Hammoudi, Brahim Ameur-Zaïmeche, Farida Mouffok
    Após cumprir dupla sentença na prisão, o jovem Kamel retorna a seu bairro – Cité des Bosquets – e, com a ajuda da família, tenta reintegrar-se à sociedade e ao trabalho. A partir de seu ponto de vista, o filme capta a revolta de um grupo de jovens diante da pobreza do bairro e da dissolução da comunidade.
     
  20. Quickbeam

    Quickbeam Rock & Roll

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Site oficial:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Endereços:

    Cinemateca Brasileira
    Largo Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana
    Tel: 5084-2177 (ramal 210) / 5081-2954

    CineSesc
    Rua Augusta, 2075 - Cerqueira César
    Tel: 3082-0213

    Museu da Imagem e do Som - MIS
    Av. Europa, 158 - Jardins
    Tel: 3062-197

    Centro Cultural São Paulo
    Rua Vergueiro, 1000 - Paraíso
    Tel: 3383 - 3402

    Espaço Unibanco de Cinema
    Rua Augusta, 1470 - Cerqueira César
    Tel: 3288-6780 / 3287-5590

    Unibanco Arteplex - Frei Caneca Shopping
    Rua Frei Caneca, 569, 3º piso - Cerqueira César
    Tel: 3472-2365

    Cinusp
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4, Colméia - Cidade Universitária
    Tel: 3091-3364

    Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP
    Rua Alagoas, 903 - Pacaembu
    Tel: 3662-7232 / 3662-7235
     
    Última edição: 24 Ago 2007

Compartilhar