1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Morte X Magias de Ressureição - Como Lidar com Isso?

Tópico em 'RPG' iniciado por Barlach, 14 Set 2003.

  1. Barlach

    Barlach Verde. E arqueiro

    Os momentos mais emocionantes de qualquer filme, livro, HQ, basicamente qualquer tipo de história é com certeza quando um dos personagens morre. É só ver o Senhor dos Anéis, especialmente no filme, a hora que o Boromir morre. É muito emocionante, revoltante e mais um montão de sentimentos.

    Jogar RPG também é contar uma história e momentos como esse também podem tornar o jogo emocionante. Mas como fazer isso quando essa situação pode ser facilmente resolvida por uma magia de ressurreição? Imagine Senhor dos Anéis com a ressurreição do Boromir. Imagine Star Wars com a volta de Obi-Wan. As magias de ressurreição podem dar muitos poderes para os jogadores, mas acabam com os momentos mais emocionantes do jogo.

    Eu, pessoalmente, sou contra as magias de ressurreição no D&D, especialmente da maneira como elas são mostradas. Do jeito que está, qualquer clérigo de 9º nível é capaz de reviver outro personagem. Em níveis mais altos, o cara pode ressussitar sem nenhuma conseqüência! Acho que essas magias só deviam ficar disponíveis em níveis bem altos e a um custo muito alto, que torne a ressureição algo desafiador, que faça os personagens pensarem se vale a pena arriscar a vida dos outros para trazer um de volta. Só assim toda a carga dramática da morte aparece.

    Mas, e vocês? O que vocês acham disso?
     
  2. Ruby Moon £

    Ruby Moon £ Usuário

    Simples: você nunca pode se esquecer da Regra de Ouro. Faça a jogada dar errado se isso fizer bem pro jogo em geral.

    Conheço uma campanha de 6 anos que um personagem morreu e ninguém conseguiu reviver o cara (perguntem pro KORSH, ele manja dessa história melhor que eu); os jogadores até choraram pela morte dele... e os personagens? Um amigo meu que interpreta um minotauro... imagine um minotauro gigantesco chorando pela morte de um mísero humano...

    Já vi muitas vezes o mestre interferir e dizer que o cara continua morto. Os jogadores ficam putos mas passa logo... se eles forem jogadores decentes eles vão notar que tem algo muito foda por trás. nào adianta eliminar as magias... tudo depende do bom senso do mestre! :wink:
     
  3. Stein

    Stein Usuário

    1. Desintegre o corpo

    Caiu um meteoro? Foi vaporizado por uma Baforada de Dragão? Esqueça, não deixe Ressurection aqui de maneira alguma.

    2. Purgatório

    O PC morreu, foi para outro plano de existência e a divindade dele o contacta e fala que ele tem mais trabalho para ser feito no seu palácio, já está concluído o que ele fez no plano material. Fim de história, nada de voltar.
     
  4. Spellbinder

    Spellbinder Usuário

    Nosso mestre é muito bonzinnho em relação a esta questão. Como não temos nenhum druida no grupo, ele "dá uma chance" para os jogadores que morreram de forma digamos que, fora dos planos dele.

    Ele faz com que o Deus do personagem o ressucite por uma vez, contanto que ele faça um trabalho para o Deus, e geralmente isso atrapalha totalmente a nossa aventura, fazendo com que o mestre se divirta. Eu fui o único personagem que não morreu, e nem quero, pois sou totalmente contra a essa "técnica" que ele usa, ams sei que ele usa isso porque nosso grupo é desunido e se alguém não pudesse jogar, iria parar de jogar mesmo (é uma ação ridícula, mas sei que alguns do meu grupo o fariam :( )

    E quando alguém quiser reviver alguém, sou a favor desde que ele pague muito, mas muito mesmo, por isso exigiria um nível alto, que não fosse garantido que ele voltasse e que isso não estivesse ao alcance de qualquer um.

    Se o personagem não é importante para o desenvolvimento da história, e mesmo que seje, eu dificultaria ao máximo a sua volta.
     

Compartilhar