1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Morre o ator Paulo Autran

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Maedhros, 12 Out 2007.

  1. Maedhros

    Maedhros Whadahell?

    Morre o ator Paulo Autran, aos 85 anos

    Morreu às 16h de hoje, aos 85 anos, em São Paulo, o ator Paulo Autran. Ele estava internado desde a tarde de ontem no Hospital Sírio Libanês. Paulo Autran sofria de câncer de pulmão e enfisema pulmonar há cerca de um ano, e já havia sido internado recentemente em diversas ocasiões, a última ocorrida no sábado passado (5), com alta recebida na terça-feira (9). Há poucos meses, o ator passou mal durante apresentação do espetáculo "O Avarento", sua 90ª peça, e foi internado com suspeitas de problemas cardíacos.


    Paulo Autran (1922 - 2007)
    Paulo Autran nasceu no Rio de Janeiro em 1922, e mudou-se ainda jovem para São Paulo, onde formou-se em Direito na Faculdade do Largo São Francisco, em 1945. Nessa época, passou a participar de peças amadoras, dando início a uma das mais expressivas carreiras de artes cênicas do Brasil.

    A estréia como ator ocorreu em 1949, no TBC (São Paulo), na peça "Um Deus Dormiu Lá em Casa", em que contracenou com a atriz Tonia Carrero, uma de suas melhores amigas. Desde então, Paulo Autran participou de outras 89 peças, entre elas "Otelo", "Antígone", "My Fair Lady" e "Visitando o Sr. Green", sendo a última delas "O Avarento", texto de Molière escrito em 1668.

    Além do teatro, a carreira de Paulo Autran também teve grandes momentos no cinema e na televisão. Entre eles, destaca-se sua interpretação do político Porfírio Diaz no filme "Terra em Transe" (1967), marco do cinema nacional do diretor Glauber Rocha, e a participação em "Destino em Apuros" (1953), primeiro filme colorido produzido no Brasil. Na televisão, Autran participou de novelas como "Pai Herói" (1979), "Sassaricando" (1987) e "Guerra dos Sexos" (1983), além de minisséries, como "Hilda Furacão" (1998).

    Fonte: UOL


    Uma grande perda... um dos poucos grandes atores que ainda tínhamos. R.I.P.
     
  2. Carol

    Carol Visitante

    Bah :neutral:

    Uma grande perda mesmo.
     

Compartilhar