1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Notícias Morre aos 81 anos Dick Dale, pai da surf music e autor de hit de "Pulp Fiction"

Tópico em 'Música' iniciado por Fúria da cidade, 18 Mar 2019.

  1. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    O guitarrista Dick Dale no Brasil, em 1997 Imagem: Leonardo Colosso/Folhapress

    Morreu aos 81 anos o guitarrista Dick Dale, considerado o pai da surf music. O músico morreu ontem à noite, confirmou o baixista Sam Bolle ao "The Guardian". A causa ainda não foi revelada.
    Nascido Richard Anthony Monsour em Boston, nos Estados Unidos, o músico era conhecido como "king of surf guitar", nome que batizou seu segundo disco, lançado em 1963.

    Dick Dale ficou conhecido por misturar as guitarras com a sonoridade do mar, inspirado pelo surfe do sul da Califórnia, para onde se mudou no final dos anos 50. Por lá, se apresentava para surfistas na praia, criando o gênero conhecido hoje como surf music.

    Um de seus maiores sucessos é "Misirlou", de 1962. A adaptação de uma clássica canção grega ganhou ainda mais sucesso quando em 1994 Quentin Tarantino a usou na abertura do filme "Pulp Fiction", clássico do cinema.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Dick Dale era muito próximo de Leo Fender, fundador da fábrica de guitarras Fender. Ele ajudou o amigo a desenvolver o modelo Fender Stratocaster e o amplificador Fender 85. Por isso, também ficou conhecido como o pai do heavy metal por ter criado um forma de ampliar o som da guitarra.
    Seu som inspirou grandes nomes da música como The Beach Boys, Jimi Hendrix, Eric Clapton, Eddie Van Halen e até mesmo Elvis Presley.

    O guitarrista esteve no Brasil em 1997 para uma série de shows e chegou a dar uma entrevista à Folha de S.Paulo.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , disse Dale na época, destacando o fato de que a sua música embalava festas praianas por mera circunstância.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    -----------------------------------------------------------------------------------------------------------

    Esse cara marcou um estilo!
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  2. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Cara, eu amo demais o Dick Dale. Foi pioneiro no uso de amplificadores valvulados de alto volume, e a ideia de colocar mais de um falante num mesmo amplificador foi dele, ideia essa aplicada por Leo Fender no Fender Showman, sem falar no pioneirismo dele envolvendo o Fender Rhodes, o Echoplex, entre outras coisas que tiveram participação ativa do Dale. Uma pena ele nem sempre receber os devidos créditos. Era um músico e uma pessoa incrível. Saudades desde já.

    Aqui ele toca Amazing Grace numa performance perfeita para a despedida de um surfista.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Então é adeus...
     
  3. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Misirlou é um CLÁSSICO com todas as letras. Era a faixa #1 de um disco de Surf Music que eu ouvia com 10 anos de idade, e botava para repetir 3x antes de passar para a #2. Morria de raiva com as novas gerações, que conheceram a música pela primeira vez com Pump It e saíam dizendo que a composição era de Black Eyed Peas. >:(
     
    Última edição: 18 Mar 2019
  4. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    Ele tem um monte de músicas incríveis. Nitro, The Wedge, Esperanza, etc. E ele é a única pessoa que eu já vi que usa cordas 0.16.
     
  5. Eriadan

    Eriadan Usuário Usuário Premium

    Um dos motivos por que as músicas dele pareciam ter vários solos de baixo, mas eram só as últimas cordas da guitarra mesmo hehe
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Esse cara é uma lenda.

    Lá na EM&T (Escola de Música e Tecnologia) de São Paulo, lugar que pra mim foi um prazer ter um dia realizado um trabalho e mais tarde estudado por um ano o curso livre de produção de áudio, tem um quadro com guitarras usadas por grandes músicos e todas autografadas e lá tem uma dele, quando passou pelo Brasil no final dos anos 90. Bem estilosa!

    Esse cara literalmente deu muito trabalho a muitos engenheiros de som, pois ele sempre estava criando e se os amplificadores mais avançados de hoje são mais elaborados e programas de edição musical tem plugins bem variados e específicos pra todos os estilos de guitarra, esse cara tem uma parcela de contribuição bem significativa, ou seja ele merece muito crédito tanto pela música criada e tocada no palco quanto pela evolução física dos equipamentos (a Fender só é o que é hoje devido a ele) e não a toa no curso de produção de áudio, o legado desse cara é um importantíssimo objeto de estudo. Pra mim foi muito prazeroso ter estudado uma boa parte do trabalho criativo e construtivo dele.
     
    Última edição: 18 Mar 2019
    • Gostei! Gostei! x 1
  7. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    A corda E aguda (mizinha) é 0.16 e a mais grave (mizão) é 0.60. Não sei onde ele arrumava cordas assim, nunca vi pra vender.

    Durante praticamente a carreira toda ele usou a mesma guitarra e os mesmos amplificadores, que por sinal foram feitos pelo próprio Leo Fender. Na época os amplificadores eram de 10 watts, 15 watts, etc. e Dale pediu que Leo Fender fizesse um de maior potência. Aí começaram a ser feitos os de 100 watts, 180 watts, etc.

    Ele também tomava conta de animais ameaçados. Aqui está ele dando de beber pro felino:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • LOL LOL x 1

Compartilhar