1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Moleskines e cia

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Bel, 3 Dez 2012.

  1. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Porque os caderninhos mais perfeitos que já vi merecem um tópico :yep:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Tem Hobbit, Peanuts, Lego, Le Petit Prince e Star Wars, além dos básicos :grinlove:

    Pena que o preço é desanimador...

    ~~

    Este tópico serve pra falarmos de outros cadernos ou blocos de notas mais 'chiques' ^^
     
    Última edição: 3 Dez 2012
    • Ótimo Ótimo x 2
    • Gostei! Gostei! x 2
  2. Ana Lovejoy

    Ana Lovejoy Administrador

    Moleskines e o mito que a gente compra (Carol Bensimon)

    Você certamente já ouviu falar dos moleskines, aqueles caderninhos pretos com um elástico e páginas pólen, os quais, como lhe informa a cinta de papel assim que você desembolsa €11,50 por um modelo padrão — há moleskines de grandes dimensões, e agendas, e bloquinhos especiais para cidades importantes do mundo — é o “lendário bloco de notas usado por Hemingway, Picasso, Chatwin”. Ao desembalar a pequena joia, mais nomes de peso vão surgir a sua frente em um folheto detalhado que abarca a “história” dos moleskines (isso se você não tiver feito a compra já inebriado pelo seleto grupo de ex-usuários): Van Gogh, Matisse, Oscar Wilde, Céline, Apollinaire. Mas o que podemos dizer é que, se todos esses monstros das artes estivessem vivos, ficariam felizes em processar a empresa atualmente sediada em Milão, cujos cadernos são fabricados na China em razão da experiência milenar do país com o papel (aham), vendendo 4,5 milhões de unidades por ano em todo o mundo. Por quê? Chegaremos lá. Antes de prosseguir, no entanto, é preciso dizer:

    — Não se deixe enganar pela minha língua afiada. Eu uso moleskines.

    A questão envolvendo a veracidade parcial dessas informações — Hemingway usou, Van Gogh fez esboços neles, etc— vem do simples fato de que a empresa que os fabrica foi criada em 1998. Isso. Quando Chumbawamba colocava a canção “Tubthumping” nas paradas de sucesso do mundo. Quando Bill Clinton maculava o vestido azul de Monica Lewinsky.

    O que acontece é que todos esses artistas citados usavam cadernos de bolso com capa de couro ou tecidos envernizados, de diferentes fabricantes e procedências, mas que, num golpe sensacional e maldoso de marketing, foram considerados todos como membros da recém-criada família moleskine. Palavra que, aliás, vem de pele de toupeira. Hemingway, em Paris é uma festa, menciona que estava escrevendo um conto em um caderninho. Essa simples passagem foi a responsável por colocá-lo no rol de usuários do caderno preto. Mesmo que o dele fosse azul.

    Mas o interessante, a partir disso, é pensar no que nos leva a consumi-lo. Seremos melhores escritores porque temos um moleskine? Estaremos, ao tomar notas em um específico caderninho, dialogando com escritores e poetas do passado? Eu diria: é claro que queremos mais do que tudo acreditar na mágica da ferramenta. Angustia-nos saber que, no fim das contas, tudo depende de nossas cabeças e do trabalho pesado. O fotógrafo quer a melhor câmera, o desenhista cobiça uma caixa de lápis Caran d’Ache, a nós sobra o simples papel que, aliás, já não faz mais parte do processo de escrita propriamente dito (não para as novas gerações, ao menos); resta o bloquinho para anotar ideias soltas na mesa de um café. O que lança uma outra hipótese: será o moleskine o rótulo que queremos colar em nós mesmos? No espaço público, para quem domina o “código”, ele prontamente nos identifica como artistas cheios de ideais.

    Além do desejo de pertencimento, e da possibilidade de comprá-lo, entrando imediatamente em um grupo seleto, precisamos manter uma ponte com o passado. Não estamos bem certos de que as coisas mudaram para melhor. As câmeras fotográficas estão aí, mais fáceis e fiéis que nunca, mas estamos fartos do realismo, queremos manchas nas imagens, cores distorcidas, memórias de 5 minutos atrás que já nasçam velhas de décadas. O Word está aí, e os softwares que criam curvas dramáticas para o seu romance em andamento, e fichas de personagens e sei lá mais o quê. Mas a gente ainda quer ver nossa letra no papel, a gente quer riscar as palavras, ter más ideias que não possam ser apagadas, e sentir que está fazendo o mesmo gesto que um poeta um dia fez em uma trincheira na Primeira Guerra.

    P.S. 1: grande parte das informações citadas foram retiradas do artigo Le “Moleskine d’Hemingway” ou la magie du marketing.

    P.S. 2: existe uma infinidade de sites dedicados a desenhos feitos nas páginas dos moleskines. Aqui há um exemplo disso. Repare que o que gostamos de ver não é somente o desenho em si, mas o fato de ele estar inserido no caderno. Como se isso desse um tipo de veracidade louvável, ausente em uma simples imagem feita à mão e passada para o computador. Ou eu posso estar falando bobagem.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 6
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  3. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Uia, nem sabia de tooooda esta lenda. Gosto de Moleskine pq sou fanática por caderninhos mesmo ><
     
  4. Bruce Torres

    Bruce Torres Let's be alone together.

    Mas tem a Cicero que lança caderninhos do mesmo tipo, né?

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    • Gostei! Gostei! x 2
  5. Amanda Lee Liu

    Amanda Lee Liu Bééééhh

    Nossa, eu sou do tipo que se entra numa papelaria, por menor que seja, demora no mínimo 30min lá dentro...

    ADORO!!!
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 2
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Tem sim, mas ainda acho caro, os básicos.
    Na hora de comprar mesmo eu acabo pegando uns
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    que custam menos de 10 reais e eu tenho coragem de usar :lol:

    Comprei o moleskine do Hobbit pq é do Hobbit, não só pq é um moleskine =P
     
  7. AnaLu Nogueira

    AnaLu Nogueira Usuário

    Gente, eu já conhecia todo esse "mito" que acima foi falado.
    Amo esses caderninhos.....se pudesse teria muitos...acho simples e estiloso retirar um da nossa bolsa pra anotar qq endereço ou lembretes pro dia a dia...seja a anotação que for.

    Semana passada peguei um na Saraiva...."salgado" que só..pra presentear alguem de quem gosto e admiro muito.
    A pessoa amou!!!!
    Comprei em preto mas tem tudo que é cor, tamanho, quadriculado, magrelinho, gordinho, grandão, de três juntos, com folha sanfonada...vc vai abrindo a sanfona...parece origami....
    ALUCINEI!!!!
    É um presente que precisa combinar com a pessoa...tem que ter link com o contexto...tem que ser pra quem gosta de ler e escrever...senão...qq bloquinho serve.
    Acho os Moleskines nobres, chiques, clean e faz a "pessoa" que ganhou lembrar de você com refência cultural e histórica.
    Elegante!!!!!!
    Bj
    Se pudesse daria de presente a muitos de vcs de Natal!!!!!
    Atualmente não estou podendo....quem sabe um dia?????
    Bj a todos bons leitores e escritores que conheço por aqui.....
    AnaLú
     
  8. CarolAcunha

    CarolAcunha Usuário

    Ganhei um moleskine do modelo "clássico" de formatura. Dentro dele tinha um bilhetinho que adorei e dizia assim:
    "Carol, querida
    O moleskine é 'herdeiro' do caderno de notas utilizado por Van Gogh, Picasso e Hemingway (dentre outros artistas e escritores), todos notáveis. Como tu!"

    Só um trechinho :P não vou colocar tudo né!? hehe

    Adoro meu moleskine, levo sempre dentro da bolsa e nele anoto os livros que quero comprar :D
     
  9. Alassë

    Alassë Pasteleira

    Os da
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    são todos lindos. Item de papelaria é lindo. Cadernos são lindos. Especialmente de coleção. Compraria todos. Não usaria nenhum.
     
    • LOL LOL x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar