1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI

Modelando Ouro Eterno

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Amadenaro Grandrago, 31 Mar 2017.

  1. Bem, não sei se é aqui que devo criar este tópico sobre meu primeiro livro, mas como sou um brasileiro, acho que talvez seja adequado que eu utilize este espaço sobre Literatura Brasileira. Modelando Ouro Eterno é um livro que mistura poesias, microcontos, e filosofa sobre a existência humana e suas múltiplas características... em breve estará a venda no site Clube de Autores, mas, como já está registrado na Biblioteca Nacional, posso desde já ir divulgando trechos para degustação, e espero receber algum feedback. Aqui vai um trecho:

    Guilda dos Engenheiros


    Treinados na nossa escola prática aprendemos sistemática,

    Na pragmática lida da mecânica engendrando emblemática,

    Em rápida sucessão engendramos coleção, invenções fantásticas...


    Balistas, catapultas, aríetes, torres de cerco, trabucos,

    Mangonelas acionadas com manivelas, carruagens com velas!

    Cercando castelos artistas pintam telas de tributos...


    Lordes das fortalezas escondem incertezas avistando mecanismos!

    Construtores de reinos procurando meios, meros mecanismos...

    Barões das batalhas balbuciantes perdem vanglória, narcisismos!


    Belos baluartes cujas torres brilhantes abrigam ninhos...

    Encastelados ninhos viram escombros, morada de passarinhos!

    Mirabolantes artes girando qual pás de moinhos!


    Guilda dos Engenheiros, da batalha cerrada peregrinos...

    Liderando vanguarda à partir da retaguarda seguimos!

    Operando máquinas de metal e madeira prosseguimos...


    Procurando reparar brechas e fabricar veredas seguras,

    Pesquisando altas horas nas caladas noites escuras...

    Inventando sistemas para solucionar problemas, consertar roturas...


    Recrutados enquanto líamos sentados dentro das tendas sossegados...

    Calados pensando – muito atarefados – adestrados, planos forjando!

    Pensativos planejando complexos projetos, mental jogo jogando!


    Brasão da sabedoria polido com azeite escolhido!

    Escudo defensor da justiça nosso caráter atiça!

    Carreira frenética, tocha tétrica, esta feroz liça!
     
  2. Eis outra (e quem quiser, comente :) )

    Recado à Qualquer Que Aqui Chegar


    Reter desejo todo resoluto intento benéfico aqui,

    Perder falso equivocado passado nublado que vi,

    Obter verdadeiro entendimento além busquei e escrevi,

    Vencer certeiro tolo fundamento qual inicialmente ouvi...


    Naturalmente contemplado tenho novos mundos para desbravar,

    Conjunto de incontáveis aventuras para lhe narrar!

    Articulado inventos para entre agitados ventos viajar...

    Elementos manejados com implementos lhe farão flutuar!


    Processos refinados visando esfriar fogachos destrutivos incutidos!

    Gravidade vencida para levar esperança entre deprimidos!

    Elíptica trajetória percorrida na memória dos instruídos!

    Científica missão empreendida rumo ilhas de esquecidos!


    Calor exala vaporosos gases carbonizantes no navio...

    Frio farfalha os velames entretecidos causando calafrio!

    Espaço vencido gradualmente navegando sobre um fio...

    Vazio obstáculo vultoso veículo bombardeia acendendo pavio!


    Revolução engendrou notáveis inventores sábios pesquisando...

    Soluções! Soluções!

    Industrial engenhoca com engrenagens titânicas, rolantes!

    Invenções...

    Atmosfera abrigou nas névoas canhões ecoando amplidões...

    Severa matéria tempestuosa soprada jorrando sifões!


    Causa sublime: agitar muitas mentes nestas seções...

    Causa sublime: aprimorar agentes para melhorar civilizações!

    Causa sublime: reciclar informações para incentivar expedições...

    Causa sublime: levar humanidade aos humanos corações!
     

Compartilhar