1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Minas Gerais quer estadualizar as rodovias federais

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Elessar Hyarmen, 5 Mai 2012.

  1. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Segundo o governador Antonio Anastasia, o estado está mais familiarizado com os problemas das estradas que o Dnit

    Valor Online | 24/04/2012 19:31:20



    "Minas tem a maior malha rodoviária federal. Nós estamos estudando que ela seja estadualizada", afirmou Anastasia nesta terça-feira, durante debate no Instituto Brasiliense de Direito Público, realizado em Brasília. Segundo ele, o governo do Estado está mais próximo dos problemas das rodovias do que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) do governo federal.

    No mesmo debate, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, qualificou como tensas as relações entre as diferentes esferas da administração pública. "As relações dos Estados com os municípios são tensas e as relações dos Estados com a União também", disse Genro. Para ele, há conflitos tanto no que diz respeito às receitas vinculadas quanto às questões tributárias. "Não há harmonia", enfatizou Genro.

    Genro e Anastasia pediram maior entendimento entre a União e os Estados. Para ambos, é preciso um novo pacto federativo. "Há uma fragmentação completa das demandas dos Estados que são avaliadas pela força política que adquirem na mídia ou pela base parlamentar que as suporta", criticou Genro.

    Fonte:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    __________________________________________________________________

    Eu sou a favor. O governo federal não faz nada para melhorar e modernizar as rodovias e esse tal de "não fazer nada" já vem de outras eras políticas.

    Viajo bastante por Minas e na região entre Curvelo, Serra do Cipó, Diamantina, Jequitinhonha e Rio Doce muitas rodovias foram esfaltadas e outras ampliadas. Isso é fato em outras regiões do estado. Se o governo federal não dá conta da maior malha rodoviaria do Brasil imagine os outros estados.

    Pode ser jogada política? Pode ser, mas não estou nem aí, o que eu quero é uma atuação eficaz pra resolver nossas demandas.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Excluído046

    Excluído046 Banned

    Anastasia sendo o que ele melhor saber ser, um demagogo de merda. :roll:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Se Minas vier a copiar o modelo de SP que tem
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ,de antemão já digo:

    Vai ficar bom? Vai. As estradas ficarão muito boas e maravilhosas com sinalização, segurança, manutenção constante, suporte de apoio e tudo o que uma estrada decente deve ter.

    Mas vão preparando o bolso, pois haverá um alto custo a se pagar. Aqui se paga os pedágios mais caros de todo o Hemisfério Sul e o número de praças de pedágio em todo estado se multiplicou de forma exponencial.
     
    Última edição: 6 Mai 2012
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    E deve ser essa a intenção mesmo, até porque Minas não tem o caixa (mesmo em termos per-capita) que São Paulo tem.
     
  5. Corsário de Umbar

    Corsário de Umbar Corsário de Umbar

    Não tem o caixa de SP mas tem caixa pra dar conta dessas rodovias. É uma jogada política do Anastasia, mas se fizer será muito bem vindo. Embora eu não goste do governo tucano desde a era Aécio Neves, mas numa coisa eu tenho que admitir; eles asfaltaram muitas estradas e recuperaram várias outras e inclusive até rodovias federais. A terra da minha mãe, a Zona da Mata testemunhou muita mudança nesse sentido.
     
  6. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Pelo visto a tendência natural é o estado privatizar as estradas mais importantes e/ou que exigem maior manutenção dando concessão a empresas que vencerem o processo licitatório. É só ver que as melhores estradas de todo o país estão todas seguindo este modelo.

    E aí o estado fica responsável mais pelas vicinais que são muito importantes na integração principalmente entre as menores cidades.
     
  7. Thor

    Thor ἀλήθεια

    Até que seria uma "boa" idéia maquiavélica reformar as estradas, colocando-as do nível das de São Paulo, e depois passar a cobrar pedágios altos pro Estado arrecadar mais.

    Só que o Estado de Minas Gerais tá tão quebrado, que eu não vejo nem como o governador iria começar essas reformas nas estradas. A cada dia é greve de uma classe diferente, né? O governador chegou a quase perder a Polícia do estado. Isso é muito sério! Só agora que ele prometeu aumento gradual (até 2015) do salário de 100% para os policiais, é que eles se acalmaram. O governador não tem dinheiro pra pagar os bônus de produtividade que prometeu aos funcionários públicos; os professores estaduais mineiros estão entre os que recebem menos no país...

    A situação tá preta mesmo. Se o Estado começar a injetar o dinheiro que não tem em rodovia que antes era federal, aí que a vaca vai pro brejo de vez.
     
  8. Corsário de Umbar

    Corsário de Umbar Corsário de Umbar

    Não tem nada de Minas está quebrado. É exagero seu. O estado possui dificuldades como qualquer estado tem. O governo não paga melhor seus funcionários devido aos interesses políticos. São ações políticas.

    Sempre defendo que qualquer funcionalismo público principalmente profissionais das áreas de risco como PM´s, professores e médicos precisam ganhar salários maiores mais dígnos. Agora é inaceitável também todos os funcionarios ganham 8 ou 10 mil por mês. Isso é difícil em qualquer lugar do mundo, guardadas as devidas proporções. Com relação ao caixa, Minas tem sim, quando é interesse político a grana aparece.
     
  9. Pearl

    Pearl Usuário

    Olha eu não consigo olhar para o Anastasia e não ver um empresário. Ele não é político. É o tipo de pensamento que como parte da produção (industrial ou agrícola) pode ter problema de ser escoada por problema nas estradas, então para estimular o empresariado, vamos trazer para responsabilidade do estado o cuidado dessas estradas.

    Não sei se haveria a privatização, nem as estaduais estão sendo privatizadas. E eu torço para que continue assim.
     
  10. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Anastasia nunca foi político, ele é professor universitário e é mais técnico e normalmente age de acordo com essa premissa técnica.

    Na verdade eu sou a favor de estradas seguras e de qualidade. Se é privatizada ou do governo, a mim não importa. Se tiver que pagar para andar num tapete eu pago numa boa.
     
  11. Leviathan

    Leviathan Parangaricotirrimirruaro

    O governo de SP é uma grande merda...
    eu pago o IPVA mais caro do país e ainda tenho que pagar os pedágios mais caros da América latina.
    Essa situação é ridícula...
    Sp diz q tem estradas, tem porra nenhuma, cada contrato de concessão é de media de 30 anos!
    30 ANOS que vão cobrar esse pedágio em valores absurdos, fora que já começaram a renovar os contratos...dae são 60 anos cara...eu tenho qse 30 e pensar que ainda tenho pagar mais 30 para me deslocar...
    Eu morava em Bauru-SP, para ir ate SP que é cerca de 340Km eu gasto mais de 50 reais de pedágio...

    Governo sem vergonha...



    Pessoal que ta falando que adoraria pagar para andar em uma estrada segura, deveria cobrar do estado isso, já que vocês já pagam por isso, como pagam por saúde e educação como todo mundo...e não se acostumar em sempre contribuir 2 vezes para ter um beneficio.

    Infelizmente não sei o que o povo de SP pensa para eleger sempre o mesmo governo ou não lutar pelo direitos, ou geral aqui deve ter dinheiro pra caraleo e eu que to reclamando só.

    Quando te cobrarem 19 reais para andar cerca de 50km na como é na imigrantes(se não me engano ou rodoanel), ae vai dar pra ter mais base sobre o pagar para andar...

    Juro que gostaria de arrumar um bom emprego em Minas, Parana...no meu ponto de vista, parece que não exploram tanto seus contribuintes...
     
    Última edição: 14 Mai 2012
    • Ótimo Ótimo x 4
  12. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    :lol:
    Não exploram nas estradas mas exploram na conta de energia. Cemig a mais cara conta do Brasil em energia elétrica. O governo aqui do PSDB é tão tirânico quanto o de São Paulo.
     
  13. Pearl

    Pearl Usuário

    A Cemig foi privatizada?
     
  14. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Não e sim, hoje é aquela empresa de capital misto, há investidores privados, mas continua sendo controlada pelo Estado.

    Se assim ela tem a conta mais cara do Brasil, imagina se for 100% "privada".
     
  15. Pearl

    Pearl Usuário

    Eu não sei como que a privatização influencia no preço. Se pensar na telefonia o preço despencou após a privatização, e a concessão em aeroportos também espera-se redução de preços no serviços.
     
  16. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    No caso da telefonia o que favoreceu e pesou na redução de preço é a existência de concorrência e aí você tem a liberdade de escolher a operadora desejada.

    Já nas rodovias brasileiras privatizadas até existe estradas que são administrados por mais de uma concessionária, mas nesse caso não é concorrência porque são concedidos trechos para serem administrados pra uma e outros pra outra, ou seja você não tem a liberdade de escolher pagar um pedágio mais barato se precisar atravessar um determinado trecho, pois só existe uma empresa administrando ele.
     
    Última edição: 18 Mai 2012
  17. ExtraTerrestre

    ExtraTerrestre Usuário

    E o mesmo vale para CESP, Copel, Banco do Brasil e mesmo a Petrobrás.

    E, para certos segmentos (energia, petróleo, mineração, dentre outros) acho que tem que ser tudo estatal mesmo.

    Há inovação chegando ao consumidor? Não, energia é energia e ferro é ferro, por mais que eles invistam em fazer isso com mais eficiência. Há concorrência? Também não, acho risível que se pense que algo do tipo exista. Todo mundo sabe que as grandes petroleiras fazem é cartel mesmo, combinam quais blocos vão pegar e vendem o petróleo a um preço parecido. E energia elétrica é inviável existir duas redes chegando à mesma localidade. Acaba sendo a privatização de recursos que eram públicos por natureza.

    Quanto às estradas, eu também prefiro que elas sejam estatais. É algo para o qual também não vai haver concorrência, e o alto nível tributário nosso justificaria que essas rodovias estivessem tinindo.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  18. Ivo Basay®

    Ivo Basay® Banned

    É muita incompetência por parte do estado e o povo pagando muito caro sendo que já pagamos impostos todos os dias.
     
  19. Pearl

    Pearl Usuário

    Furia eu pensei mais no caso da Cemig que das rodovias.

    Bom eu não sou a favor de privatizações e da idéia de estado mínimo. Mas IMHO eu acho que a prioridade de qualquer governo deveria ser a governabilidade nas necessidades mais básicas da população (educação, saúde, segurança). Por isso que eu nao sou totalmente contra a idéia de concessões. Desde que com cláusulas bem estabelecidas e que a qualquer hora o governo tenha poder de decissão e qualquer coisa possa reassumir.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  20. Elessar Hyarmen

    Elessar Hyarmen Senhor de Bri

    Por mais que exista o poder do capital, das forças da iniciativa privada dominando o mundo, quando uma sociedade ou grande empresa passa por apertos financeiras que vai prejudicar o sistema governamental e a sua própria segurança, essa ideia de Estado Mínimo deixa de existir para atuar o poder de Intervenção do Estado. Portanto, mesmo com as características que o capitalismo coloca de ter autonomia e interferencia minima, sabemos que não é bem assim.

    Muitos exeplos podemos citar como a quebra de bancos americanos e europeus e do pedido de socorro destas entidades aos governos como liberação de empréstimos e redução de impostos.
     

Compartilhar