1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Metallica

Tópico em 'Música' iniciado por KADU, 19 Mar 2002.

?

Qual o melhor álbum do Metallica?

  1. Kill 'em All [1983]

    1,9%
  2. Ride The Lightning [1984]

    22,2%
  3. Master of Puppets [1986]

    22,2%
  4. ...And Justice for All [1988]

    14,8%
  5. Metallica (Black Album) [1991]

    37,0%
  6. Load [1996]

    0 voto(s)
    0,0%
  7. Reload [1997]

    0 voto(s)
    0,0%
  8. St. Anger [2003]

    0 voto(s)
    0,0%
  9. Death Magnetic [2008]

    1,9%
  1. TT1

    TT1 Dilbert

    Oh Jesus.

    As palhetadas estão lá.
    Os solos estão lá.
    E é pesado pra cara***!!!!
     
  2. Curunír

    Curunír Usuário

    Uhuhuhuhuhu, morda sua língua!! :rofl:

    Caralho, tô muito feliz! Há quantos anos espero por isso, ver a maior banda de metal do planeta de volta... Por incrível que pareça, nunca perdi as esperanças, pois eles são os mestres, não podem simplesmente esquecer tudo! Vida longa aos reis do thrash metal!
     
  3. TT1

    TT1 Dilbert

    Cara, esse álbum foi café quente total. Queimei minha língua.

    Mas já tenho uma coisa a reclamar: as músicas estão bastante parecidas entre si, o que causa um certo cansaço ao ouvir o album todo. Mas de resto tá excelente.
     
  4. Pips

    Pips Old School.

    O problema do álbum é a capa.

    As capas dos singles são ótimas! Agora só esperar eles pagarem a mancada de 2003 e voltarem com show histórico.
     
  5. Myamoto Musashi

    Myamoto Musashi Usuário

    Foda. Obrigado Rick Rubin.
     
  6. Lukaz Drakon

    Lukaz Drakon Souls. I Eets Them.

    Cyanide é fodástica, realmente. O clipe de Day That Never Comes, por outro lado, não é muito bom. :lol:

    Enfim, estou ansioso pelo álbum. Parece que o Metallica realmente voltou a velha forma.
     
  7. Ettelen

    Ettelen eu sou mesmo um

    É bom ouvir críticas positivas. Pq o Saint Anger é um lixo.
    Agora vcs até já me animaram para baixar o CD... :P
     
  8. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Se eu tivesse que colocar a discografia do Metallica em ordem cronológica sem saber quando cada um foi lançado, esse aí ficaria em 1994.

    É mais pesadão que o preto, mas com um pé no Load.

    Só que... esse tal de "Morte Magnética" é F***!

    Digo, nada genial. Esse disco novo é o tipo de coisa que pouquíssimas pessoas ainda esperavam - um disco de THRASH METAL feito pelo Metallica - mas não é excepcional. O que realmente empolga é o fato de estar escrito "Metallica" na capa e ser realmente um disco de metal.

    Desde quando isso não acontece mesmo? De 1991 pra cá já são 17 anos. E quem volta realmente, em ótima forma, é o Kirk. Não me lembro de solos dele tão rápidos (embora já tenham sido mais inspirados). O Kirk não gravava solos dele próprio, vejam bem, desde 1998, no Reload!
     
  9. Pips

    Pips Old School.

    Não levo em considerção que tenha um pé no Load. Penso pelo lado que é um Thrash atualizado, não está tão sujo e com a voz menos rasgada, entretanto carregando peso e velocidade. Mais um upgrade do que uma volta as raízes.
     
  10. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Morte Magnética = Magnetic Death.
    Death Magnetic = Magnetismo da Morte = Ímã da Morte (:sacou:).
     
  11. Fëanor

    Fëanor Fnord

    Estou escutando pela 3ª vez. É realmente surpreendente.

    Eu sou um dos que não botava praticamente fé alguma no álbum. E nesse caso é ótimo saber que errei.

    Não é nada fenomenal se formos comparar com os álbuns oitentistas, mas acho que a coisa não é por aí. O Metallica daquela época não tem como voltar mais. É natural que qualquer coisa feita por eles hoje em dia vá soar diferente, pelos mais diversos fatores.

    O fato é, como o Maglor disse ali em cima: trata-se um disco THRASH, e feito pelo Metallica. Um disco com boas melodias, com qualidade instrumental. Muito diferente de qualquer coisa pós Black album. Infinitamente superior ao St. Anger.

    Enfim, gostei. Não me apaixonei não, mas gostei. Talvez venha a gostar mais com o tempo.
     
  12. Maglor

    Maglor Lacho calad! Drego morn!

    Agora que eu já ouvi trocentas vezes esse disco, amadureci um pouco mais algumas opiniões. O maior ponto positivo é o instrumental, que é muito superior às melodias vocais. O Hetfield está cantando bem mais gritado, como todo mundo queria ouvir de novo, mas as melodias em si são mais simples e cheias de lembranças inconvenientes do Load.

    O instrumental, ou melhor, os riffs, são o que realmente empolga. Tem umas passagens nesse disco, mais especificamente nas faixas 3, 5 e 10, que são absolutamente e incrivelmente rápidas. O que eu me lembro de mais rápido no Metallica é Fight Fire With Fire, Damage Inc. e Dyer's Eve, cronologicamente nessa ordem, e eu acho que alguns trechos de All Nightmare Long são ainda mais rápidos. Desenferrujaram o pulso e colocaram palhetadas ali que poderiam estar num disco do Slayer.

    E o ponto fraco (acho que isso vai ser unânime) é a bateria. Um cara fez um review no Whiplash e disse exatamente o que eu acho: o Lars atualmente, como baterista, tem se saído como uma excelente colecionador de arte, vendedor de quadros, empresário, etc.

    E a idéia que realmente fica é essa, pelo menos pra mim: no atual contexto, é um disco surpreendentemente bom, excelente mesmo; mas há 15 anos atrás seria considerado medíocre, mais um passo na decadência do Metallica.
     
    Última edição: 9 Set 2008
  13. Fëanor

    Fëanor Fnord

    Concordo. A bateria é muito fraca para um Lars Ulrich. Simplesmente não acompanha a guitarra. Pelo menos melhorou muito em relação ao St. Anger.


    Sobre Unforgiven III: ela é legalzinha, mas não é melhor que a primeira nem a pau. Na verdade, até prefiro a II.
     
  14. Sentinela

    Sentinela .............

    Comparar Unforgiven com Unforgiven II faz sentido, mas a Unforgiven III só tem o nome em comum com as outras. Muito diferente. Não arrisco dizer qual é melhor, mas com certeza é muito boa, nível Metallica.


    EDIT: Sou mais um esperando ansiosamente pra ver como algumas músicas vão ficar ao vivo. All Nightmare Long e Judas Kiss prometem...
     
    Última edição: 11 Set 2008
  15. ARABAEL

    ARABAEL Ema Infame e

    Os primeiros lançamentos do Metallica incluíam andamentos rápidos, instrumentais e musicalidade agressiva que os tornou como um dos "Big Four" do subgênero thrash metal juntamente com as outras bandas Slayer, Megadeth a Anthrax. A banda ganhou uma crescente base de fãs na comunidade de música underground, e alguns críticos dizem que o lançamento de 1986 Master of Puppets é um dos álbuns de thrash metal mais influentes e "pesados". Apocaliptica banda que sempre interpreta as musícas do Metallica tocadas em violões celos...vale a pena escutar ...principalmente a interpretação de Nothing Else Matters (a melhor na minha opinião), o albúm Metallica by four Cellos vale a pena escutar, tributo à banda, encontra-se Master of Puppets, Enter Sandman, etc...
    Muito bom ...
     
  16. KADU

    KADU Estão vendo esta caneta?

    Caramba quantos elogios, depois do St.Anger, o pior album já feito por eles, eu tinha desistido. Vou escutar esse album.
     
  17. gorgol

    gorgol Não sou mesmo um

    Fui buscar o meu Death magnetic hoje na Fnac!
    Tinha reservado desde Julho, fui buscar hoje a edição especial, dentro de um lindo caixao branco com o Cd, o Cd com as demos, uma Tshirt, um cartao de credito para descarregar um video de um concerto no live metallica, e o disco em vinil! no total a brincadeira ficou por 150€, 120$, valeu mesmo a pena!:joy: :cerva:
     
  18. Ettelen

    Ettelen eu sou mesmo um

    Caracoles...isso eh q eh ser fã... :lol:
    depois posta umas fotos dessa sua nova coleção!
     
  19. Pips

    Pips Old School.

    Nem sabia da edição especial. Amanhã correrei para comprar o meu.
     
  20. Tarik Khalil

    Tarik Khalil Visitante


    Eu acho que nem eu nem ninguem entendeu essa conversão monetária em que o Real esta mais valorizado do que o Euro.

    Ainda não ouvi o CD na íntegra, mas gostei do que eu ouvi.
     

Compartilhar