1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Metáforas Preferidas

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Mavericco, 24 Jul 2012.

  1. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Claro que nós teríamos que iniciar definindo o que é metáfora e tal e coisa e coisa e tal... Mas, como isso entraria numa discussão longa e talvez desnecessária, pois metáfora é algo que todo mundo meio que sabe o que é, tentemos definir guimaraesroseanamente a metáfora como aquele processo que a literatura (ou a arte em geral?) se utiliza para deixar as palavras, as imagens encantadas.

    Pois bem. Assim sendo, quais são suas metáforas preferidas?

    Vou citar algumas:

     
  2. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Oh, @Mavericco, só hoje vi esse post.
    Sempre que metáfora vira um assunto, eu lembro desse trecho de A Insustentável Leveza do Ser:

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Nem precisa dizer que nesse livro as metáforas são tratadas com a dignidade que merecem, né? rs.

    Bom, em plano secular, a metáfora mais monumental que já li foi "
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ". É todo um poema que respira, depende e encanta graças às metáforas, que vão fluindo de uma para outra, voltando à metáfora inicial, ui, é lindo! Um trechinho que nem é o melhor do poema:

    (...)
    Aquele rio
    era como um cão sem plumas.
    Nada sabia da chuva azul,
    da fonte cor-de-rosa,
    da água do copo de água,
    da água de cântaro,
    dos peixes de água,
    da brisa na água.

    Sabia dos caranguejos
    de lodo e ferrugem.
    Sabia da lama
    como de uma mucosa.
    Devia saber dos polvos.
    Sabia seguramente
    da mulher febril que habita as ostras.

    Aquele rio
    jamais se abre aos peixes,
    ao brilho,
    à inquietação de faca
    que há nos peixes.
    Jamais se abre em peixes.
    (...)

    Se na lista puder entrar literatura religiosa, um exemplo bacana é esse
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .
    É uma metáfora meio às avessas, pq uma tempestade é usada para descrever a grandeza do poder de Deus, mas sem mencionar a tempestade. As ações são atribuídas, em vez disso, à voz dEle: despedaça árvores, faz a terra tremer, enfraquece fortalezas como se fossem animais selvagens assustados, é uma força indomesticável e temível (a menção de pontos geográficos é para orientar o leitor: a tempestade está vindo te pegar, corre). E o grand finale: você vai morrer eletrecutado! Haha, né não, to zoando. O finale é "o Senhor abençoa o seu povo com paz": vem a calmaria àqueles que são dEle.
     
    Última edição: 20 Ago 2018
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    ― William Shakespeare
     
  4. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    O fato de essa metáfora ser a abertura de uma peça a deixa ainda mais legal :D
     
  5. Giuseppe

    Giuseppe Eternamente humano.

    De Julio Cortázar:
    Time is born in the eyes, everybody knows that.
     
    Última edição: 20 Ago 2018
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar