1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mensagem de uma mãe chinesa desconhecida (Xinran)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Meia Palavra, 2 Mar 2011.

  1. Meia Palavra

    Meia Palavra Usuário

    A história da autora Xinran é de coragem. Nascida em Pequim ela se mudou para Londres junto com o filho e escreveu livros sobre as condições em que vivem as mulheres na China e também abordando temas polêmicos como homossexualismo, casamentos forçados, estupro, entre outros. Esse prisma criado por ela mostra como um sistema totalitário se choca com as mais antigas tradições que “evoluíram” com o passar dos anos.

    Em Mensagem de uma mãe chinesa desconhecia, lançado pela Companhia das Letras esse ano, Xinran mostra seu talento para coletar os mais diversos depoimentos para construir o retrato do sofrimento e da opressão que as mulheres do país sofrem, dessa vez focando no problema populacional da China, onde mães não tem escolha. Se engravidam devem lidar com dilemas terríveis como vender suas crianças, abandoná-las e, uma das hipóteses mais chocante, matar.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     
  2. Rachel

    Rachel Usuário

    Essas histórias da China sempre chocam as pessoas por mais que elas saibam como as coisas funcionam naquele país. Já tenho um livro p ler e sei q é pesado(As boas mulheres da China) e agora vai entrar este. Valeu Pips.
     
  3. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Li As Boas Mulheres da China. Que livro esmagador, meu Deus. São livros como esse que nos forçam a acreditar que a realidade sempre supera a ficção. Tem cada história tão gutural que a gnt sente que tem o peso do mundo nos ombros e duas mãos ridiculamente inúteis. É um livro lindíssimo, e, ainda que uma primeira olhada negue, ele é um louvor à vida acima de tudo. Recomendo muito As Boas Mulheres da China. Deu até vontade de reler.
     
  4. Diana Passy

    Diana Passy Usuário

    A gente fez uma entrevista com a Xinran via Skype sobre o livro. Ela é muito fofa, até se emocionou uma hora: http://www.youtube.com/watch?v=j6YZvqKU3DI
     

Compartilhar