1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"Memorial de Maria Moura" (Rachel de Queiroz)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por Breno C., 20 Abr 2008.

  1. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Procurei algum post sobre, mas não achei, então to criando...

    Comecei a ler o livro hoje, to na página 100 (extamente). To gostando, e gostando principalmente da forma como o livro é escrito. O fato da autora dividir os capitulos é bem interessante, a coisa toda é bem legal, e é sempre bom ver mulheres que saem do convencional e dão a volta por cima...

    Alguém já leu o livro?
     
  2. Hérmia

    Hérmia Usuário

    RE: Memorial de Maria Moura - Rachel de Queiroz

    Eu já lí , faz tempo, também assistí a minissérie da Globo, baseada no romance.....achei interessante o fato de Raquel escrever o livro em primeira pessoa. Assim, a estória é contada por quem a viveu, e a gente se delicia com a mudança constante de ponto de vista: ora fala a personagem Marialva, ora o Beato Romano,e , no mais das vezes, a própria Moura conversa conosco. É quase possível vê-la, sentada no batente da fazenda, dentro de suas calças de homem, contando os causos de sua vida.

    Mas o fato é que essa dinâmica entre os 3 narradores torna a obra tão envolvente, que as folhas correm pelos nossos olhos como se tivessem vida própria. Ademais, não se pode dizer que o livro traz uma estória: são pelo menos 3, uma contada pelo padre que pecou com uma paroquiana e virou beato, outra pela mulher do saltimbanco, outra pela moça que incendiou a casa e virou vaqueira. No entanto as 3 versões acabam se juntando. Entrelaçadas, formam um painel de nordestinidade que Rachel soube pintar muito bem.

    E, mesmo correndo o risco de ser prolixa, ainda afirmo que todo nordestino devia ler e se orgulhar. Acostumados que estamos a referenciais externos, é sempre bom e quase engraçado achar na literatura a nossa linguagem, escrita por quem é de cá. (Só nós pra entender expressões como “a casa das quengas”...) Recomendo a leitura.......xD
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    Uma das melhores obras da escritora que mais admiro da nossa Literatura. Rachel de Queiroz é fantástica.
     

Compartilhar