1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Meio-Elfos - Desfazendo o Nó

Tópico em 'J.R.R. Tolkien e suas Obras (Diga Amigo e Entre!)' iniciado por Deriel, 11 Fev 2003.

  1. Deriel

    Deriel Administrador

    [
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ]

    Uma das dúvidas que sempre ficam na cabeça após termos lido O Senhor dos Anéis e que só ficam mais complicadas após O Silmarillion e com os Contos Inacabados piora tudo é sobre os Meio-Elfos ou os raros rebentos das uniões entre Elfos e Homens. Afinal são Elfos ou Homens? Eles podem escolher a própria raça? Como é que fica? Bom, parecem questões simples com respostas fáceis, mas o problema é mais profundo do que parece.
     
  2. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Gostei bastante desse texto, ele condiz bastante com a minha opinião sobre esse caso. Mas em relação à escolha, ela foi dada apenas à família de Eärendil, e nesse caso a Casa de Dol Amroth não teria nunca o tal direito.

    A influência paterna parece ser realmente decisiva nessa questão. Uma coisa que eu acho também é que, para ser "considerado" meio-elfo, a "parcela élfica" do indivíduo deve ser de pelo menos 50%. É complicado aplicar números numa questão como essa, mas what a hell...

    Dos filhos de Elros, bom, filhos de um Meio-elfo que escolheu a mortalidade, casado com uma humana. Não vejo grande mistério aí, já que os filhos deles são mortais, pois a essa altura Elros já estava vinculado ao destino mortal, não tinha volta. Sem mencionar que, numericamente falando, os filhos de Elros tinham apenas 25% de sangue élfico (meio estranho falar assim não? :? ).

    Já os filhos de Elrond já eram praticamente elfos, apesar de serem Meio-elfos, claro: filhos de um Meio-elfo que escolheu ser dos primogênitos com uma elfa pura, dessa forma, eles teriam, numericamente, 75% de sangue élfico. São mais elfos que mortais. Eu estou dizendo essa coisa de números e porcentagem apenas válido para a Casa de Eärendil, cuja qual foi a única a ser dado o direito de escolha. No caso da Casa de Eärendil, os Meio-elfos são Elfos com sangue mortal, e não mortais com sangue élfico (como a Casa de Elros).

    Nos demais (como Dol Amroth), alguém que nascesse de um mortal e um primogênito estaria fadado ao destino dos mortais, devido justamente ao sangue mortal. Eles poderiam ter uma vida mais lôngeva, mas eram mortais. Ou seja, o sangue mortal determinava a mortalidade.

    Quanto ao pai elfo é complicado, pois não há nenhum caso "registrado" :obiggraz: . Mas se eu me deixar levar por essa teoria de "se tiver sangue mortal é mortal" sou obrigado a concordar que o filho de uma união dessa (Elfo macho e humana mulé) seria mortal. Não sei, da mesma forma que a presença da mortalidade (dos mortais propriamente ditos) influi na Terra-média (Terra Mortal, onde as coisas definham logo) funcionaria de forma semelhante o sangue mortal num organismo que tenha sangue élfico e formação também élficos, dando-o um destino mortal, dessa forma, humm... "profanando" o corpo (eu sei que essa palavra é meio forte, mas por falta de uma melhor...
    Daí, a gente sabe, morre e tchauzim... :lily:

    Espero não ter sido muito confuso. :? :wink:
     
  3. Voronwë

    Voronwë Usuário

    Valeu Deriel!! Texto muito legal e que foi responsavel por desatar alguns nós da minha cabeça, principalmente sobre o Dior, ainda que vc tenha especulado nessa parte.

    Fëaruin, eu tenho uma duvida qto a isso. Da maneira como vc coloca parece que inicialmente (antes do despertar dos homens) a Terra-Media era tal qual Aman posteriormente (no desenrolar da primeira era). Isso anularia a Bençao dos Valar sobre a ultima, o que, segundo o Silma, foi o que tornou aquelas terras imortais. Desse modo,antes do fim da primavera de Arda, todas as terras sofriam desgaste inicialmente, independente da presença ou naum dos homens. Pois qdo os numenorianos cobiçam Aman e sua imortalidade inerente, o proprio Manawë dá a entender de que a terra naum influencia no destido de cada raça, o que eh um designio de Eru; entaum porque a reciproca seria verdadeira, com a raça como elemento mutante?
    O que vc acha? Falei muita bobagem? :mrgreen:
     
  4. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Referi-me à presença da mortalidade não como fator determinante, que de fato não o é. Mas veja bem, da mesma forma que são os imortais em Valinor que fazem com que aquela terra seja imortal; os mortais na Terra-média que fazem com que a terra seja mortal, e não o contrário, isso que eu quis dizer.

    De forma semelhante, o sangue mortal faria com o sangue-élfico, tornando-o mortal.

    Inicialmente, pelo intuito dos Valar, toda a Terra seria como Valinor, mas isso não foi possível, principalmente por causa do "elemento Melkor". Ele fez com que os Valar se recolhessem em Valinor, que acabaram por consagrar apenas aquela terra, protegida e longe de Melkor.

    Mas isso acabou sendo de certa valia, pois os homens mortais não conseguem compreender a magnitude dos Valar, não conseguiriam suportar ver a imortalidade dos eldar e dos Valar, sendo que em toda tal bem-aventurança, eles teriamd e deixar a Terra, e os Valar e Elfos não. Eles não conseguem nem mesmo entender que os Valar e Elfos que consagram a terra de Valinor, e não o contrário.

    É certo, portanto, que eles fiquem separados, pelo bem de todos.

    Acabei divagando de novo :obiggraz: ; espero ter respondido sua pergunta. :wink:
     
  5. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Olhem se estou certo: Pode-se resumir a discussão da seguinte forma...
    Filho de elfo e humano = meio-elfo (Elwing, filha de Ninloth e Dior, e Eärendil, filho de Idril e Tuor)
    Filho de meio-elfo e meio-elfo = meio-elfo (Elrond e Elros, filhos de Elwing e Eärendil)
    Filho de meio-elfo e humano = humano (O filho de Mithrellas e o Numenoreano seria um meio-elfo, e, casando-se com uma humana, teve como filho um humano. E no caso de Elros, ele era um meio-elfo, e seus descendentes eram humanos)
    Filho de meio-elfo e elfo = meio elfo (Arwen, Elladan e Erohir)
    Elfo = filho de elfo e elfo.

    Dessa forma não fica tão complexo. E eu não acho que o fato do pai ser Elfo e a mãe ser humana faça diferença; o filho seria um meio-elfo também. O fato é que somente meio-elfos da casa de Eärendil e Elwing teriam o direito de escolher seu destino. Já os demais meio-elfos viveriam longos anos a mais que os homens, mas seriam mortais. O caso em que tenho mais dúvida é o de Dior. Considero-o um meio-elfo, apesar de que Luthien já era uma mortal quando ele nasceu; ela era mortal, mas seu sangue era élfico, ou seja, a genética mostra se será elfo, meio-elfo ou humano, mas a questão da mortalidade está mais relacionada com as dádivas dadas a alguns personagens.
    Desculpem se fui confuso.... :oops:
     
  6. The Dark Elf

    The Dark Elf Usuário


    'Sò acho isso meio injusto com os numenorianos... sendo q caso eles pudessem optar, a historia da 2º e 3º era teriam sido bem diferentes...
     
  7. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Mas você acha que é válida a minha idéia?
     
  8. Fëaruin Alcarintur ¥

    Fëaruin Alcarintur ¥ Alto-rei de Alcarost

    Pandatur, seu "resumo" da questão :wink: simplifica realmente todo o badulaque criado por causa disso, mas Imrazôr não seria um meio-elfo. Dos númenorianos, apenas a Casa de Elros tinha sangue élfico, não eram todos os numenorianos que o tinham.

    Quanto a Dior, ele era um meio-elfo, teoricamente, mas na prática ele era mais um humano mesmo, por ter sido concebido por Lúthien depois de seu retorno de Mandos como uma mortal.
     
  9. Dyeison

    Dyeison Usuário

    Acho um erro disser que Dior era mortal apenas pelo seu desemvolvimento, mas aparentemente o mesmo aconteceu com Elrond e Elros ja que segundo o Silmarilion eles se afeisoaram com Maglor e Elrond diz se lembrar da 1ª era mas se envelhecese como um elfo ele seria jovem demais para se lembrar, ja no caso de Imrazôn, para quem ele diria sua escolha, Earendil disse que preferia ser elfo aos Valar como sua mulher Elwing, e tambem Elrond e Elros ja que eles escolheram aposa Guerra da Ira qundo os Valar estavam em Beleriand mas para quem Imrazôn comunicaria sua escolha, ja que ele se casou com uma mortal os Valar podem ter achado que ele escolhia a mortalidade. :wink: então ele ficou mortal e quabto aos filhos de Elrond, se eles ficaram na Terra-Media eles escolheram a mortalidade.
     

Compartilhar