1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Médicos acusam CIA de realizar experimentos com suspeitos de terrorismo

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Roderick, 8 Jun 2010.

  1. Roderick

    Roderick Banned

    Uma organização de direitos humanos acusou nesta segunda-feira (7) médicos americanos de fazer experimentos com prisioneiros suspeitos de terrorismo e interrogados pela CIA (Agência Central de Inteligência).



    O relatório publicado pela Physician for Human Rights (PHR), que já ganhou um prêmio Nobel da Paz em 1997, pede a abertura de uma investigação.



    A organização de médicos em defesa dos direitos humanos, que se apoia em documentos públicos, afirma que profissionais da saúde empregados pela CIA não se contentavam em "acompanhar" os interrogatórios de "detidos de maior importância". Também "extraíam conhecimentos gerais com o objetivo de aperfeiçoar os métodos" de obter informação dos suspeitos.



    "Há provas de que os médicos avaliavam a dor causada pelas técnicas de interrogatórios e buscavam melhorar seus conhecimentos a respeito", explicou Nathaniel Raymond, dirigente da PHR, em uma entrevista à imprensa.



    Os médicos da CIA serviam também como testemunhas, caso fosse necessário atestar que os interrogadores agiam de boa fé, sob instruções e na presença de um profissional de saúde.



    Pelo menos 14 detidos desapareceram das prisões secretas da CIA entre o final de 2001 e setembro de 2006 e reapareceram no centro de detenção da base naval americana de Guantánamo, na ilha de Cuba.



    Entre eles, pelo menos dois foram submetidos a simulações de afogamento (submarino) e todos foram submetidos a programas de privação de sono, nudez forçada e exposição a temperaturas extremas, segundo os documentos publicados em agosto de 2007 e nos quais se apoia a PHR.



    Ainda que a utilização de tratamentos cruéis e subumanos tenha sido documentada anteriormente, a PHR afirma que os novos dados evidenciam uma participação ativa dos médicos em investigação e experimentação efetuadas com detidos sob custódia americana.



    Como exemplo, em seu relatório, a ONG explica que os médicos observaram que a simulação de afogamento, se repetida muitas vezes com água simples poderia causar pneumonia. Eles recomendaram, portanto, que fosse utilizada uma solução salina.



    A diferença entre a simulação de afogamento praticada no início, a partir de experiências pontuais com soldados voluntários, e depois da intervenção dos médicos "indica que os médicos da CIA participaram da modificação da técnica", afirma a ONG.



    "Esses atos (...) violariam os padrões da ética médica, assim como da lei nacional e internacional", explica o documento, acrescentando que "em alguns casos, essas práticas podem constituir crimes de guerra e contra os direitos humanos".



    Segundo o relatório, os Estados Unidos elaboraram, após os atentados de 11 de setembro de 2001 contra Washington e Nova York, uma lista de "técnicas de interrogatório aprimoradas", que depois foram amparadas legamente pelo departamento de Justiça, algumas delas até o final da gestão de George W. Bush, em janeiro de 2009.



    O porta-voz da CIA, Paul Gimigliano, rejeitou as acusações. "A CIA não conduziu, como parte de seu programa de detenção, experiências com nenhum prisioneiro ou grupo", disse o porta-voz.

    Se já fazem isso com suspeitos, imagine com condenados!

    Me parece que estamos voltando no tempo da escravidão...:chibata:


    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
    Última edição: 8 Jun 2010
  2. Esse povinho americano são assim mesmo, se acham os "santos", mas tentam esconder crimes horríveis como esse, ainda bem que existe um pequeno número de pessoas lá que tenha um pouco de amor ao próximo em vez de a pátria.
     
  3. Atya

    Atya Brandebuque

    É eles também adoram se fazer de "coitadinhos" e depois abusam em certos atos, como esses, usando como justificativa alguma coisa que foi feita contra eles. Se fosse um cidadão norte-americano suspeito e detido em outro país nunca que eles permitiriam tal coisa. Com os outros eles podem, com eles nem pode tocar.
     
  4. Roderick

    Roderick Banned

    Sim concordo com vocês garotas, os EUA se fazem de vitima sempre quando o assunto é esse, depois não sabem o por que de grandes ataques terroristas, se a noticia dada fosse se um americano sendo torturado desta forma eles no mesmo dia atacariam o país com armamento pesado, matando muitos.
     
  5. Anwel

    Anwel Nazgûl Cavaleiro

    Tem que ser muito inocente pra se espantar com isso aí vai, por favor.
     
  6. Thatá Rose

    Thatá Rose Engel

    Me espanto de terem publicado algo a respeito...isso sempre aconteceu, não só nos EUA.
     
  7. Morfindel Werwulf Rúnarmo

    Morfindel Werwulf Rúnarmo Geofísico entende de terremoto

    Se fosse o Irã que fizesse isso com prisioneiros americanos, nem existiria mais Irã, iria ser apagado dos livros de História.
     

Compartilhar