• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

[Max] A Casa do Dragão (House of the Dragon) - 2ª Temporada

Melian

Período composto por insubordinação.
Quando a HBO (R.I.P) anunciou que faria uma série sobre os Targaryen, quem poderia imaginar que a produção faria tanto sucesso que teríamos de criar um tópico para a segunda temporada? Não, eu não imaginaria. Não tinha como prever. Embora eu adore os Targaryen, era difícil saber como seria o recorte dos roteiristas, como o público receberia a história, enfim. Agora estamos aqui, empolgadíssimos, desde que recebemos a notícia de que a segunda temporada de House of the Dragon estreia em junho. Até comecei a rever a primeira temporada, para me preparar.

Para quem ainda não viu o trailer da segunda temporada, está aqui:


 
Certeza de que eles aparecerão por aqui. Ô tristeza. hahahahaha
 
E já que o assunto vai eventualmente derivar pra polêmica aqui vai uma abordagem:


Pra mim que ainda não li o livro fica cada vez mais claro a dimensão do quanto o Otto Hightower é desprezível num nível MONSTER :p
 
Última edição:
Numa série que canoniza o "historical bias" de uma das versões da história e transforma a coisa em mídia audiovisual fica difícil não ter polarização, né? E o marketing dos dias de hoje adora cooptar esse tipo de sentimento em toda a sua magnitude.

Na série de TV eles parecem ter "guineverizado"* a Alicent de uma maneira que não acontece no livro, tornando-a e à sua facção muito mais repulsivos

*No sentido de "beatificação santarrona" da versão da Guinevere em As Brumas de Avalon.


The way history is written is inherently biased. This particular history is written by men, about a war they see as being stoked by two women, from one particular side of the argument. A huge amount of bias is implied. So what we’re tasked with is basically taking a stance. We are showing a path of objective truth through this unreliable narrative, this “fake history” — George’s words, not mine — that he wrote. I think it’s going to bring a lot of pitchforks and torches out for me from certain segments of the fandom, but we have to make choices as storytellers about what happened and why. That is dramatic writing.

It’s not always going to be clean, and the characters aren’t always going to fall into these neat archetypes. They’re going to do things that confound and confuse, and seem messy, or angry, or human, or weak, or disloyal. That’s the nature of real people.
 
Última edição:

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.524,79
Termina em:
Back
Topo