1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"Mas o Haiti não é aqui?"

Tópico em 'Atualidades e Generalidades' iniciado por Snaga, 18 Mar 2006.

  1. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Pois é! Enquanto a nossa Amazônia perde milhares de quilômetros quadrados por dia, (sim, por dia!!!) o governo vai cuidar das matas dos outros.

    Tudo bem que o mundo precisa de mais árvores, da reconstituição do meio ambiente original e em qualquer lugar do mundo onde isso ocorra vai fazer bem a todos do planeta.

    No entanto, bem que eles poderiam resolver os problemas daqui primeiro, cuidar do que é nosso enquanto há tempo (se é que ainda há tempo) pra só depois ir ajudar os outros.

    E viva o governo brasileiro!
     
  2. Vovin

    Vovin Steve Vai, The Mars Volta

    O desmatamento na Amazônia é um problema mas algumas considerações devem ser feitas...

    Ao contrario do que se pensa, o desmatamento ocorre principalmente em areas onde ele ja ocorria, ou seja, o desmatamento se intensifica no mesmo lugar e não esta avançando para o interior da Amazonia como geralmente se pensa, outra coisa é que o Brasil é uma federação, então o desmatamento na Amazonia é muito mais de responsabilidade dos Estados do que do governo federal, inclusive, em alguns casos (como o Mato Grosso de Blairo Maggi) é feito com envolvimento direto do Estado e não omissão.

    Eu critico a política ambiental do Governo Lula em outros pontos, principalmente em relação a Caatinga e ao Cerrado, ecossistemas muito mais ameaçados que a Amazônia e tão importantes quanto, só lembrando que os rios que abastecem o Brasil de energia elétrica nascem no cerrado, então se ele continuar sendo destruido do jeito logo estaremos realmente fudidos...

    Fora isso, não vejo nenhum problema em fazer esse tipo de missão no Haiti e a reportagem na Veja parece mais um post do orkut de um moleque de 15 anos...
     
  3. Falassion

    Falassion Usuário

    Bem, na minha humilde opinião, a iniciativa de ajudar o Haiti, apesar de honrosa, é errônea.

    Em primeiro lugar, deveria ser feita uma medida mais rígida e coibitiva ao desmatamento, como patrulhamento aéreo ativo e estabelecimento de departamentos para patrulhamento terrestre, para que, enfim, as "pesadas multas" sejam devidamente aplicadas.

    Em segundo lugar, um projeto de reflorestamento, que poderia ser até semelhante à esse no Haiti.

    Acredito que, deste jeito, nosso país seria ainda melhor visto lá fora do que com essa ajuda ao Haiti.

    Lembrando que é a MINHA opinião.
     
  4. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Como assim? Quer dizer que não existe avanço do desmatamento pelas bordas da Amazônia? Saiba que além dos avanços pela borda, com a abertura de estradas pelo interior, o desmatamento vai indo de dentro da fora. Isso é fato. Os satélites mostram com clareza.

    Quanto a isso você tem razão. Cada estado age de uma maneira, com leis diferentes. E cada um pensando na sua economia.
    Sabe o que me deixa ainda mais perplexo? Em curto prazo, a Amazônia vale mais caída do que de pé. E todo mundo só pensa a curto prazo. :disgusti:
     
    Última edição: 19 Mar 2006
  5. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Oba mais dinheiro indo embora...
     
  6. Larissa

    Larissa Usuário

    Pois é. O Governo só pensa na visão que os outros países têm do Brasil. Não se importam com a visão dos eleitores. Ao invés de cuidar dos problemas brasileiros, vão "dar uma de bonzinhos".
    E todo o mundo (todo o mundo MESMO) sabe que o Brasil não tem verba pra essas coisas, apesar da dívida monetária com o FMI ter caído e isso ter causado repercussão mundial.
     
  7. Sarcasmo

    Sarcasmo Funfamento

    Caído a divida brasileira no exterior é quase nula. 40 e poucos bilhões. A nossa maior divida é interna que chega a somar 900 e pouco bilhões. A vantagem é que a interna é de real pra real so isso.

    Eu acho ridiculo o que o Brasil ta fazendo. Deixa o Haiti se virar com os seus proprios problemas...
     
  8. Eriol

    Eriol Usuário

    o Brasil aspira a liderança da América Latina... so esse fato já vale gastar dinheiro nos vizinhos... nâo vejo ninguém reclamando do Imperialismo brasileiro sobre os mesmos... hipócritas...
     
  9. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    :lol:
    Como você mesmo disse, o Brasil (na verdade o atual governo) aspira a liderança da América Latina. Apenas aspira.
    Eu, particularmente, não reclamo do imperialismo brasileiro, simplesmente, porque ele não existe.
     
  10. Tisf

    Tisf Delivery Boy

    Vai morar na Bolívia então, depois diga o que acha :lol:
     
  11. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Não foi isso que eu quis dizer, Tisf. A Bolívia deve ser bem pior que aqui, mas ainda assim não existe um iperialismo brasileiro sobre ela.
     
  12. Eriol

    Eriol Usuário

  13. Eriol

    Eriol Usuário

    el BNDES es, como señala un investigador brasileño, la “espada bolivariana de Lula”. Ya realizó préstamos de 5 mil millones de dólares a casi todos los países de la región: Argentina y Venezuela mil millones cada uno, Paraguay y Ecuador 300 millones, Chile y Colombia 250 millones, Uruguay 228 y Perú 200 millones de dólares, siempre para obras de infraestructura 23. Los países que se benefician de estos préstamos “no podrán usar a sus constructoras en esas obras financiadas por el BNDES" serán obligadas a contratar constructoras brasileñas”

    jogando dinheiro fora, é?
     
  14. Lordpas

    Lordpas Le Pastie de la Bourgeoisie

    É que o povo não se decide se quer olhar pro lado e ver um país agir dentro de um contexto neoliberal ou se quer olhar pro lado e ver uma Revolução. É difícil a bagaça. :eh:

    E é difícil assimilar que uma China tem um mercado consumidor interno de mais de um bilhão de pessoas e nós temos nem 0,18 bi de pessoas. A saída, dentro desse contexto é naturalmente a busca de outros mercados para escoar a produção, ter crescimento, investir no social, etc... é isso que faz a roda girar e tudo o mais.

    E realmente, apesar de ser a Marina a Ministra, temos um problema muito grande na área ambiental. O problema, como sempre, é a falta de verba. Mas tem alguns pontos positivos em relação a Energia e pesquisas... Na área de extrativismo mineral também tem algumas entidades federais com pesquisas alicadas a essa área de degradação. E como o Vovinm falou, fala-se muito da amazônia, mas pouco de outras áreas que em proporção estão sendo muito mais destruídas. Exemplo: 96% da mata de Araucária do Sul está devastada e irrecuperável.
     

Compartilhar