1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Marion Zimmer Bradley

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Lucas_Deschain, 17 Mar 2010.

  1. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=center][size=medium]Marion Zimmer Bradley (1930-1999)[/size][/align]

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    [align=justify]Marion Eleanor Zimmer Bradley (3 de Junho de 1930 - 25 de Setembro de 1999) foi uma escritora norte-americana de novelas sobre fantasia e ficção científica, tais como As Brumas de Avalon e a série Darkover.
    Índice

    Biografia

    Nasceu em Albany, capital do estado de Nova Iorque, em junho de 1930. No auge da grande depressão econômica, seus pais eram muito pobres, impossibilitados, portanto, de oferecer-lhe uma educação esmerada. Teve que começar a trabalhar muito cedo, chegando a ser garçonete e faxineira. Ao completar dezesseis anos, ganhou uma máquina de escrever da mãe. Marion com o presente oferecido pela mãe começou a escrever histórias. No início, para sobreviver, sujeitou-se a produzir uma série de romances sensacionalistas. Nos anos cinquenta, era aquilo a que se chama uma “escritora de sucesso fácil”, vendia histórias de sexo e de mistério a revistas de grande tiragem, para sustentar marido e filhos. Por essa altura juntou-se a um grupo de activistas lésbicas denominado Daugters of Bilitis, considerada a primeira organização de direitos lésbicos dos Estados Unidos. Na década seguinte, dedicou-se à produção de romances góticos para poder tirar um curso universitário. As suas histórias de ficção científica do ciclo Darkover ( um planeta onde os seres humanos, ao contacto com os alienígenas, adquirem poderes extrapsíquicos) continuam a ter numerosos admiradores. Com As Brumas de Avalon, e a sua permanência de três meses na lista dos “bestesellers” do New York Times, Marion tornou-se uma escritora de prestígio e uma das mais lidas no mundo inteiro . Prosseguiu na mesma senda com Presságio de Fogo (1987) (lançado no Brasil com o título de "Incêndio de Tróia"), onde reescreve a guerra de Tróia de uma perspectiva feminista. Regressa ao universo mítico da Bretanha druídica, desta vez, em confronto com o Império Romano com A Casa da Floresta (1983). Em 1985, Marion Bradley lançou um novo livro, especialmente destinado ao público infantil. Muitos, no entanto, consideraram o livro uma obra adulta, e possivelmente imprópria para crianças: "A filha da Noite", baseado na ópera "A flauta mágica", de Mozart. Deixou mais de meia centena de livros.

    Entre seus livros mais famosos estão As Brumas de Avalon, Presságio de Fogo/Incêndio de Tróia, A Casa da Floresta e a série Darkover.

    Marion Zimmer Bradley foi casada duas vezes e teve dois filhos. Morava em Berkeley, na Califórnia.

    Muito de sua notoriedade também se deve ao apoio que deu à comunidade de ficção científica americana.[/align]

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Marion_Zimmer_Bradley

    [align=justify]Não sei muito sobre a autora, mas tenho muito interesse em conhecer mais sobre o universo darkovano e sobre As Brumas de Avalon. Espero que hajam mais pessoas que se interessem e que, diferentemente de mim, possam dizer com mais propriedade o que acham sobre os livros dessa escritora.[/align]
     
  2. Izze.

    Izze. What? o.O

    Eu não vi nada de ruim dos livros dela. Li as Brumas de Avalon e Heathlight, e não vi nada de ruim dos dois. Só que acabo preferindo outras coisas, em se tratando de Rei Artur, por exemplo. O livro é bom, mas prefiro outras abordagens.

    Mas ela escreve bem, de forma que prende e não cansa.
     
  3. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    É uma das minhas autoras favoritas, li As Brumas de Avalon e muitos outros dela sobre o mesmo tema, li alguns da série de ficção científica Darkover (que é ótima), Glenraven, Gravelight, A Queda de Atlântida... É uma autora de muitas faces (e todas boas)!!! :amor:
     
  4. -Arnie-

    -Arnie- Usuário

    Mais ou menos sete anos atrás eu li O Trílio Negro, e, apesar de quase morrer de tédio, no fim acabei gostando. Ano passado peguei Gravelighte demorei uma semana para ler umas páginas. Muito ruim, mal escrito, cheio de simplificações e lugares comuns típicos de qualquer bestseller de terceira, sem contar todo aquele teor feminista irritante.

    Hoje, aquele meu primeiro livro de Marion Zimmer é uma boa lembraça da qual não pretendo me desfazer. Fica na minha estante, bonitinho, mas nem toco.
     
  5. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]O problema com relação às obras dela é a confusão que se tem acerca das sequência e tudo mais. Por exemplo temos Darkover, que é uma confusão tremenda. Os títulos terminados em "light" (Heartlight, Gravelight e mais um, se não me engano) também é difícil, pois a Wikipedia aponta uma sequência e outros sites outra. Os romances que tem Avalon no nome também são confusos, pois não se sabe se seguem ou antecedem as Brumas ou não e por aí vai, se alguém souber de alguma sequência confiável, não hesite, poste aqui mesmo.
    Estou tentando organizar essas sequências para começar a ler já faz algum tempo e até hoje não sei dizer as ordens.[/align]
     
  6. -Arnie-

    -Arnie- Usuário

    Fui dar uma olhada no meu Gravelight, e tem lá os outros (Ghostlight, Witchlight e Heatlight), mas não sobre a ordem! Sacanagem com os fãs.
     
  7. imported_Rafaela

    imported_Rafaela Usuário

    mas eu acho que não tem muito a ver. Pelo que lembro, não parecia continuação nem que teria continuação.
     
  8. *Artanis*

    *Artanis* Siga as borboletas!

    Eu comecei a ler As Brumas de Avalon a alguns anos, li apenas os dois primeiros volumes e acabei deixando de lado (estava muito sem tempo e acabei nem correndo atrás dos outros volumes) e apesar de ter gostado muito desses dois livros não retomei ainda a série. Mas não conheço nada sobre as outras obras da Marion.
     
  9. Guilhermina

    Guilhermina Usuário

    Até onde eu sei, tirando Darkover e As Brumas de Avalon, a sequência em que se lê os livros não tem muita relevancia. Já procurei a sequencia certa pra correr atras dos outros livros, mas vou precisar de muita sorte pra consegui-los. Quase todos esgotados... então só me sobram os sebos.
     
  10. kika_FIL

    kika_FIL Usuário

    Li as Brumas e Lythand, adorei os dois.... (ou 5, sei lá..)
     
  11. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Pois é, o problema está justamente no fato de eu ser muitíssimo metódico com relação a isso, então, se alguém souber de alguma continuação, sequência, ordem de leitura ou algo do tipo, por favor se manifeste. Principalmente com relação a Darkover e os livros que tem Avalon no título sem ser da série Brumas.[/align]
     
  12. clandestini

    clandestini Cylon ou

    Eu tenho vontade de ler As Brumas de Avalon desde o colágio. Finalmente eu tenho em mãos os quatro volumes, agora só falta o tempo pra ler.

    E bacana conhecer um pouco mais sobre ela.
     
  13. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Eu li o primeiro volume das Brumas e gostei bastante da história. Só achei meio arrastada em alguns momentos, mas nada que prejudique a leitura.
    Não conhecia os outros livros da autora, pensava (erroneamente) que era aquele tipo de autor que só escreveu um livro XD
     
  14. Liv

    Liv Visitante

    Eu li As Brumas de Avalon e não gostei muito não. Achei que a história se arrastava demaaaais em vários pontos e que ela forçou a mão em alguns personagens.
     

Compartilhar