1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Mario Sunshine - o q vcs esperam desse jogo???

Tópico em 'Jogos Eletrônicos' iniciado por b-obby, 6 Ago 2002.

  1. b-obby

    b-obby Usuário

    vcs acham q vai ser bom como Mario 64?

    (pq, francamente, aquele troço tipo u Kazooie fico podri hein)
     
  2. Nunis

    Nunis Steve Young

    Acho que vai ficar excelente...
    Como sempre, o forte de Mario vai ser a diversão, e acho que ele não vai decepcionar... Eu gostei daquele negócio de água lá... Bem maluco.. bem Mario
     
  3. Bom como o Mario 64 acho que não vai ser não... SERÁ MELHOR AINDA! Tenho certeza que esse jogo será o que os fãs querem. Fases extremamente vastas, milhões de inimigos, personagens clássicos, gráficos maravilhosos, músicas e som estupendos, e é claro: a diversão e desafio aumentados. :D

    Ah, só porque tem uma mochila nas costas? Nem esquenta, isso não é plágio de BK... Se ainda saísse um pássaro dali, hehehehe. Aquilo é uma espécie de mangueira que vai ter várias utilidades, só que esqueci quais... :oops:
     
  4. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    tão bom qto Mario 64 vai ser com certeza....qto a diverção: é Mario !!! me diz um jogo dele q naum seja divertido.....
    só naum vai ser akilo tudo....já q a diferença do Super Mario do Snes pro Mario 64 (em termos técnicos) foi surpreendente....e entre o Mario 64 e o Sunshine só melhorarão um poko os gráficos e a interatividade....pq qto ao tamanho do mundo, o Shigeru já disse q vão ser quase iguais....
    espero q saia um jogo maravilhoso pra continuar com os jogos maravilhosos do Mario....se bem q sendo Mario e coordenado pelo maior gênio dos videogames até hj: vai sair um JOGÃO !!!!!!!!!!
     
  5. Locke

    Locke Usuário

    Bom, pra mim não cheira nem fede, so que não pagaria nem a pau 150 reais nesse jogo, não faz meu tipo, geralmente Mario é facil e cansativo nos Side Puzzles.. Bem estranho.. sei lá.. Mario 64 foi bom mas.. só o tempo vai dizer!
     
  6. Sake boy

    Sake boy Usuário

    Eu já joguei a versão Japs...
    Naum gosto muito de Mario 3D , mas tá bem loko esse jogo...
    O Gráfico que impressiona mesmo e tem uns trecos zuretas no jogo , tipo a arma de água do cara...
    Os cenários tão bem grandes e ricos....
    Falow !
     
  7. É HOJE!!!!!

    Sim, é hoje que sai um dos jogos mais aguardado do ano!! O jogo que espero há mais de dois anos!! A continuação de Mario 64!! O presente que os nintendistas esperavam!! Um game de Sijeru Myamoto!!! É HOJE QUE LANÇA SUPER MARIO SUNSHINE NOS EUA!!!

    Desculpem o flood, mas não resisti!!!
     
  8. Me chamem de herege, me chamem de idiota, me chamem de retardado, mas eu não gostei do Mario Sunshine não (sim, já joguei). Mario 64 era um jogo meio "Mario", e agora Mario Sunshine tira todo o fator "Mario" que havia sobrado no 64, virando um jogo de aventura qualquer.
    E não é a primeira vez que eu me decepciono com a continuação 3D de um jogo clássico: odiei Donkey-Kong 64.
    Por quê todo esse ódio no meu coraçãozinho? Simples: Mario é um jogo de plataforma. Um jogo onde você anda pra trás, pra frente e pula. Não tem o negócio de ambiente 3D e tudo mais. O cogumelo que fazia o Mario crescer não existe mais (e já não existia no M64), foi trocado por um solzinho que dá vida. E você reganha vida quando pega moedas. Ou seja, aqueles milhões de moedas em cada fase foram substituidas por algumas moedas aqui, outras ali...
    Nem Bowser existe mais: dessa vez Mario está perseguindo um cara que se parece com ele, e que gosta de sujar a ilha paradisíaca onde Mario foi passar as férias.
    A arminha de água não convenceu. Ah, nem os inimigos. Onde estão os Koppas?
    Tenho dito: se você gosta de Mario, continue jogando o Super Mario World. Por que Mario Sunshine fede. A única utilidade de SMS é ver o Mario em 3D e com ótimos gráficos. Mas se você tem um GameCube, gaste seu dinheiro em Resident Evil ou Eternal Darkness
     
  9. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    realmente no M64 eu senti um poco a falta dos cogumelos, da peninha (ou do rabinho, como preferirem), do sapinho (cara !! eu adorava o sapinho!!!)....os koopas era MTO pocos....onde estava as estrelinhas q t dexavam invencivel....e, é claro, onde estava o nosso kerido yoshi como jogável.....mas a inclusão dos xapéuzinhos e dos socos e xutes eu gostei.....os pulos tb saum mto maneros....naum desaprovo totalmente a conversão para 3D....
    ainda naum joguei MS, mas axo q naum vai ter nenhuma transformação do Mario....o q é um ponto negativo.....assim como a falta do Bowser (ou naum)....mas vamus ter a volta d Yoshi.....akele troço nas costas, eu naum posso opinar, mas me parece legal.....
    temos q dar créditos a Miyamoto.....ele sabe o q faz.....afinal, ele naum iria dexar sua maior criação, o maior personagem dos videogames, com um jogo ruim.....deve ter mtos pontos positivos q vc naum deve ter percebido....
     
  10. Exatamente, Fusa... Pelo que percebi, a única coisa que o DarkMaster analizou em Mario Sunshine foi comparar este com os outros jogos da série. abe, as vezes é bom dar uma mudada para não ficar muito repetitivo...

    Bem, eu vi um review lá na UOL Jogos do Mario Sunshine, que ganhou a nota máxima. Read this:

    A espera foi longa: seis anos desde a última verdadeira aventura de Mario. E como o último jogo da série foi responsável por uma revolução que é copiada por praticamente todos os jogos do gênero, não é exatamente uma surpresa que as expectativas em relação a Super Mario Sunshine sejam altíssimas. O resultado final é, no mínimo, inesperado.

    A mais nova aventura de Shigeru Miyamoto traz o encanador para um local bastante estranho, a ilha Delfino (desde Super Mario Bros. 2 o herói não tinha uma aventura fora do Reino dos Cogumelos). Mas essa incrível colônia de férias está toda pichada e teve seus tesouros que garantiam seu brilho roubados. Para piorar tudo, o suspeito é idêntico a Mario, que recebe a tarefa de colocar tudo no lugar. O que se segue é uma longa aventura na qual o bigodudo italiano deve enfrentar monstros, caçar Shines e resolver quebra-cabeças.

    A grande novidade é FLUDD, um acessório que Mario carrega nas costas e é capaz de usar água para ajudar na missão de limpeza. Além de remover manchas e ferir inimigos, o aparelho permite ao herói atingir certos locais de difícil acesso. Aqueles que temiam que FLUDD transformasse o game em algo diferente do que amam não precisam se preocupar: o espírito da série continua intacto, mas com mudanças suficientes para interessar mesmo quem já venceu Super Mario 64 mais de 64 vezes. Ao mesmo tempo, a ferramente adiciona muitas possibilidades à jogabilidade que é fácil se deixar levar por pequenas brincadeiras e esquecer os objetivos principais.

    Duas coisas imediatamente chamam atenção: primeiro, os gráficos não falham em impressionar, com efeitos de água, distorção de calor, reflexos, fumaça... amarrados com uma direção de arte típica da série - só que com um tema tropical. Todas as fases são ensolaradas, cheias água, areia e um céu com poucas nuvens (esqueça as tradicionais fases de neve). Super Mario Sunshine não tem contagens de polígonos altíssimas ou efeitos especiais nunca antes vistos, mas o todo certamente vai agradar com suas cores vibrantes e pequenos detalhes. O jogo às vezes engasga um pouco na taxa de quadros (principalmente ao usar o jato duplo de água matando muitos inimigos), mas o problema não chega a incomodar muito.

    A segunda coisa é o controle. A nova aventura do bigodudo traz uma precisão incomum nos jogos desse estilo. As respostas são imediatas, os movimentos executados com facilidade e simples de aprender. Apesar de socos e chutes terem sido extintos desde Mario 64, a introdução de pequenas manobras como o salto giratório e as cordas elásticas (assim como o retorno de Yoshi, que pode ser montado como em Super Mario World) apresentam situações suficientes para que o jogo não perca a graça até você conseguir o Shine número 120.

    As fases estão maiores do que nunca, certamente um grande passo desde o episódio anterior. Cada um dos mundos é enorme - e na maioria dos casos pode ser visto à longas distâncias, facilitando a busca do protagonista. Além disso, a variedade entre as fases e até mesmo nos elementos internos de cada uma fazem com que a exploração seja sempre interessante. Uma novidade: existe um excesso de personagens com os quais Mario pode conversar espalhados pelo mundo (especialmente quando você leva em conta que a maioria só fala besteira).

    Outra surpresa: a Nintendo dessa vez colocou pequenos vídeos entre certos eventos da trama que vão aos poucos explicando quem é o culpado pela depredação da ilha - algo que muitos fãs nunca esperariam ver um jogo da série. Fora alguns problemas de sincronia labial, eles cumprem seu papel - só não espere Shakespeare ou Metal Gear Solid.

    Mas infelizmente, nem tudo são rosas nesse paraíso tropical. As fases grandes e menos lineares trazem um problema: a câmera. Ao contrário da câmera de Super Mario 64 que parecia magicamente sempre saber onde ficar, a câmera de Sunshine parece esperar que o jogador fique constatemente ajustando a visão com o direcional C. Os jogadores mais experientes vão ficar contentes com tanto controle do ponto de vista, mas a grande maioria vai ter problemas para acertar pulos e coordenar o movimento do italiano com a visão.

    Aqueles que temiam um jogo curto podem descansar em paz. Além de trazer alguns desafios penosos, o título chega quase ao ponto de frustrante em determinados pontos - felizmente, esses desafios são opcionais para aqueles que querem conseguir todos os Shines.

    Os mais saudosistas vão curtir inúmeras pequenas referências aos antigos jogos da série espalhados pela ilha, seja na música, nos inimigos, em parte das fases ou nos fundos de certos níveis de bônus.

    Talvez o maior defeito de Super Mario Sunshine seja levantar demais as expectativas de quem queria reviver as aventuras do encanador mais famoso do mundo. O jogo certamente é um dos mais competentes do gênero já lançados, e apesar dos pequenos problemas não vai falhar em agradar até o mais crítico jogador - mesmo que não atinja as expectativas inalcançáveis que a série impôs a si mesma.
     
  11. É exatamente esse o problema, Ristow. Eu não gosto de jogos tipo Banjo-Kazooie. Então, a única coisa que me faria gostar de Mario Sunshine, seria o fator "Mario" no jogo, que não tem. Ou seja, a única coisa que me faria gostar do jogo não veio.
     
  12. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Como assim não tem o faotr Mario? É claro que tem, e muito. Tá certo que as coisas mudaram, não tem mais cogumelos e tal, mas temos que rconhecer que uma hora tudo tem que mudar, e no caso de Mario, só está mudando pra melhor. Tá, não tem o Bowser, mas e daí? Pra que continuar utilizando a mesma velha história do: Bowser rapta a princesa e Mario vai resgatá-la? Sério kra, se eu fosse vc dava pelo menos uma jogadinha nesse jogo e tentava esquecer as diferenças quanto as versões anteriores, ou melhor, tentar esquecer que é Mario, se conseguir isso, garanto que vai gostar muito do jogo.
     
  13. hmmm... eu já joguei
    e não gostei
     
  14. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Bem, se vc já jogu e não gotou deve ser porque vc não gosta do estilo de jogo, mas felizmente continua sendo um jogo muito bom.
     
  15. Finalmente consegui comprar o meu Mario Sunshine! É muuito mais legal do que eu esperava... É tudo muito complexo e grande. A jogabilidade, gráficos, som... Tá tudo muito bom!
    Eu não senti falta do Bower, muito pelo contrário, o novo vilão misterioso é... misterioso! É um ser que aparentemente tem a mesma forma que Mario, mas está sujando toda a ilha. Seu objetivo é recuperar todos os Shines que foram perdidos por causa dessa bagunça.

    O jogo é viciante e divertido; não me arrependi de ter comprado. Recomendo!
     
  16. [F*U*S*A*|KåMµ§]

    [F*U*S*A*|KåMµ§] Who will define me?

    ué....
    já lançou no Brasil?
    eu kero ver como é esse jogo na prática....
     
  17. Lançado no Brasil pela Gradiente ainda não, mas você já pode encontrar as versões importadas americanas na maioria das lojas de games.
     
  18. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Kra, sabe esse vilão misterioso? Quer que eu faça ele deixar de ser misterioso? :twisted: :twisted: :twisted:
     
  19. Não precisa, eu já sei de tudo, hehehehe... Na verdade, esse Maerio é o...
    .
    .
    .
    .
    ...Baby Bowser, filho do Bowser! A cena em que há essa revelação é muito cômica. O Mario-misterioso se transforma em Baby Bowser e começa a revelar tudo com uma voz muito engraçada. Ele diz que seu pai (sim, ele está no jogo!) o mandou rapitar sua "mãe": Peach. O que permitia a criatura se transformar em qualquer coisa, era devido a um bastão mágico que ele havia ganho... Mas por que Mario? Porque as pessoas da ilha veriam o Mario verdadeiro mais tarde e pensariam que este era o causador de toda a bagunça, sendo assim preso. Isso realmente chegou acontecer, mas o problema é que ele foi libertado, hehehe!
     
  20. Kyo

    Kyo Big bad wolf

    Ristow, vc esqueceu duma coisinha sobre esse cetro...
    .
    .
    .
    .
    <SPOILER>
    .
    .
    .
    .
    Bem, vc esqueceu de falar que esse cetro é um dos dois objetos mágicos que controlam a ilha, e esses objetos são o cetro e o F.L.U.D, só que o nosso encanador teve a sorte de pegar o artefato menos poderoso.
     

Compartilhar