• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Manual do homeopata mirim

Cildraemoth

Usuário
PARA CRIANÇAS
Manual do homeopata mirim

José Colucci Jr., de Boston (*)

Amiguinho, na matéria "O que é a homeopatia", publicada na seção Ciência do
caderno Estadinho (O Estado de S.Paulo, 24/11/01), você aprendeu como a
homeopatia funciona e como são feitos os remédios homeopáticos. Com este
artigo aqui no Observatorinho você irá, brincando, ampliar os conhecimentos
adquiridos naquela leitura. Vamos brincar de homeopata. A diferença é que,
ao contrário do Estadinho, eu acho que você já pode exercitar o pensamento
crítico. Pensar é coisa que se aprende em criança, como se aprende a nadar
e andar de bicicleta. Vamos à brincadeira.

O remédio de mentirinha

Quando pequeno eu gostava muito de brincar de médico com as minhas primas.
Meu tio, o pai delas, ficava bravo quando nos pegava brincando, e acabava
logo com a brincadeira – talvez por medo que alguém se machucasse. Não se
preocupe. Brincar de homeopata é seguro, pois, como você verá, na
homeopatia não há injeções.

Primeiro é preciso preparar o remédio de mentirinha. Arranje uma porção de
frascos de plástico, com tampa, e uma colher. Não use vidro. Vidro pode
quebrar e machucar a sua mão. Os frascos têm de estar bem limpos. Coloque
cem colheres de água no primeiro frasco e acrescente uma colher do remédio.
Que remédio? Ora, que pergunta! Você aprendeu no Estadinho que "o que pode
fazer mal também pode curar". Assim, pegue uma substância que cause em
pessoas sadias os mesmos sintomas da doença a ser tratada. Por exemplo,
para curar doenças que causem vômito, use uma substância que cause vômito
em pessoas sadias, como, por exemplo, creolina – aquele desinfetante fedido
que a sua mãe usa na casinha do cachorro. Daqui em diante vamos chamar essa
substância de princípio ativo. Não use veneno para matar rato como
princípio ativo. Não é que tenha perigo; nas diluições que usaremos nada
tem perigo. É que você pode errar na receita e matar algum amiguinho.

Pois bem, como dizíamos, coloque cem colheres de água no primeiro frasco e
junte uma colher de princípio ativo. Tampe e chacoalhe bem. Não se esqueça
dessa parte, pois os homeopatas atribuem a ela uma grande importância. É a
chamada sucussão, que faz as moléculas da água absorverem a "essência" do
princípio ativo em sua memória. Se você não sabia que a água tem memória,
ficou sabendo agora. Tem, e é muito boa; tanto que só se lembra do que
quer. A melhor maneira de fazer a sucussão, segundo os homeopatas, é
golpear o frasco cem vezes contra um objeto macio. Eles usam uma tira de
couro, nós podemos usar um travesseiro. Essa é a primeira diluição, chamada
C1. Vamos às próximas diluições.

Junte uma colher da solução diluída do primeiro frasco, C1, a cem colheres
de água no segundo frasco. Agite o segundo frasco cem vezes. Essa é a
diluição C2. Coloque cem colheres de água no terceiro frasco, junte uma
colher da diluição C2 e agite cem vezes. Essa é a diluição C3. Prossiga
assim, diluindo cada vez mais. Quando você chegar ao sexto frasco, C6, a
solução estará tão diluída quanto a água de uma piscina olímpica onde
pingou-se uma gota de Creolina. Nessa concentração, a piscina tem mais
moléculas do xixi do seu irmãozinho do que de creolina. Não pare por aí.
Como futuro homeopata você tem de aprender que "quanto mais diluído, mais
cura". Aumentando a diluição, aumentamos a potência do remédio. Vejo pela
sua cara que você não acredita. Até parece que você não lê o Estadinho. Se
continuar a pensar racionalmente você nunca será um bom homeopata.

Evite respirar

Continue diluindo. Evite respirar, pois daqui para a frente a sua
respiração introduz no frasco mais moléculas ativas do que as já presentes
na solução. Pare quando chegar ao décimo segundo frasco. Olhe para a água.
Você vê alguma coisa diferente? Não? Experimente umas gotas. Sente algum
gosto estranho? Claro que não, pois na diluição C12 não existe uma só
molécula do princípio ativo na solução. Essa diluição equivale
aproximadamente a uma gota de princípio ativo dissolvida na água de todos
os oceanos da Terra. Se você prosseguir diluindo, como fazem os homeopatas,
estará misturando água com água.

Mas aí vem o chato do Juquinha, aquele seu amigo que gosta de ciência. Se
ele duvidar da eficácia do nosso remédio, responda à altura. Mostre o
quanto ele é limitado em sua visão convencional dos conceitos de química e
biologia. Explique que o processo de sucussão "promove o armazenamento de
energia da região infravermelha do espectro nas ligações moleculares do
solvente" e que essa energia é "liberada pelo contato do solvente com a
água dos organismos vivos". Eu sei que nem você nem eu entendemos essa
explicação. O nosso consolo é que o homeopata que a formulou também não, do
contrário jamais teria dito tamanha asneira.

Deixe o Juquinha de lado. Esses escravos da lógica não tem futuro. Quando
crescer, aposto que ele será um desses médicos que só aceitam a medicina
baseada em evidências. Certamente passará a vida trabalhando num hospital
do SUS.

O remédio que acabamos de preparar é muito parecido com o remédio
homeopático chamado Kreosotum. Arranje um rótulo para o frasco da última
diluição e escreva nele: Kreolinum C12, pois a homeopatia usa nomes em
latim. O remédio chamado Natrum Muriaticum, por exemplo, é cloreto de
sódio, ou sal de cozinha. Aposto que você, com a sua cabecinha de criança,
nunca imaginou que, bem diluído, o mesmo sal que a sua mãe põe nas batatas
pode ser usado para curar doenças como úlcera, anemia, febre, tosse
comprida e varizes. Não faça essa cara de cético, menino. Desse jeito você
vai virar colega do Juquinha no corpo clínico de algum hospital público.

A consulta homeopática

Agora que você já tem o remédio de mentirinha, é preciso arranjar um livro
de mentirinha. Pegue um bem antigo, de preferência com as páginas já
amareladas. Escreva na capa, em letras caprichadas, Materia Medica. A
primeira Materia Medica homeopática foi publicada por Samuel Hahnemann, o
criador da doutrina, há exatamente cento e oitenta anos. Na época de
Hahnemann, os tratamentos médicos convencionais incluíam drogas
perigosíssimas, lavagens intestinais, sangrias e aplicação de sanguessugas.
Eu não sei você, mas se eu vivesse naquela época preferiria me tratar com o
Dr. Hahnemann. Afinal, a maioria das doenças acaba se curando sem
tratamento algum. Tenho calafrios só de pensar em uma porção de vermes
grudados nas minhas costas, a me chupar o sangue.

Felizmente, a medicina mudou bastante desde 1821. Eu nunca fui tratado por
médico que usasse sanguessugas, e olha que eu sou bem mais velho do que
você. Os homeopatas, porém, não mudaram muito. Para eles, os princípios de
Hahnemann continuam valendo. A Materia Medica que tenho em mãos – escrita
por Clarke em 1900, mas ainda bastante usada – diz que o próprio nome
latino materia é inapropriado, pois o homeopata lida com "forças de ordem
muito mais alta do que as conhecidas da velha física". Não sei por quê, mas
a frase me faz lembrar da minha tia Suzi, cuja casa cheira a incenso de
patchuli.

O remédio que acabamos de preparar, como eu disse, é parecido com o
Kreosotum. Vamos ver lá na Materia Medica para quê serve. O Kreosotum é
indicado para dentes cariados, doenças das gengivas, vômitos, certas
doenças do estômago e feridas que sangrem muito. Como o remédio é de
mentirinha, receite-o para alguém de mentirinha, como uma boneca ou um
ursinho de pelúcia. Não!, melhor, receite-o para a sua avó, que está sempre
imaginando doenças. A homeopatia é comprovadamente eficaz na cura da
hipocondria.

Boca fechada

Percebo pela sua cara que você está começando a desconfiar que uma gota de
remédio dissolvida em várias vezes o volume de água do Rio Amazonas não
pode ter efeito fisiológico. Admiro o seu raciocínio, bem mais arguto do
que o de muitos adultos, mas fique de boca fechada. Se você quer ser
médico, tem que aprender a não falar mal dos colegas de profissão. É que a
homeopatia, como você aprendeu no Estadinho, é reconhecida pelo Conselho
Federal de Medicina. A grande maioria dos médicos não acredita nela, mas
evita falar mal dos homeopatas para não ferir a ética profissional.

Esse negócio de não poder falar mal dos colegas de profissão é realmente
estranho. Coloca-se com isso o interesse de uma classe acima do interesse
público. Dou um exemplo. Quando eu estava terminando este artigo, a Revista
IstoÉ de 27/11/2001, publicou a matéria de título "Seleção Esotérica". A
matéria explica como a numerologia e a astrologia estão sendo usadas na
seleção de candidatos a emprego. Isto é, tem gente competente sendo
discriminada porque foi batizada com o número errado de letras, ou porque o
obstetra atrasou a cesariana. Segundo a IstoÉ, várias empresas se utilizam
de técnicas esotéricas na seleção de pessoal e administração. Entre os
especialistas das "técnicas alternativas" de recursos humanos citados na
reportagem estão dois engenheiros e uma arquiteta. Eu gostaria muito de
dizer o que acho desses picaretas, mas não posso. É a ética, entende?

Vamos parar de brincar, que a sua mãe está chamando. Na semana que vem
inventaremos uma brincadeira nova. Estou pensando em algo assim como o
Manual do Pequeno Numerólogo, ou O Guia da Criança Astróloga. Por enquanto,
vá providenciando a parte mais importante: os clientes. Arranje uma porção
de crianças bobas, mas bem bobas mesmo. Peça para trazerem o dinheiro da
mesada. Um abraço do tio Zezé.

(*) Engenheiro. E-mail: j.colucci@rcn.com
 
:lol: Muito boa a matéria!!! :lol:


8-) É com orgulho que informo que sou colega do Juquinha e não acredito em homeopatia... :wink:
 
AhuahUAhuahuahuhau!!!
Muito boa!! :D :D

Viva a Aspirina, o Cataflan, o Voltarem, o Prozac, o Naridrim, o Cebion e o Viagra!!!
 
é tão bom ver q tem pessoas q realmente naum se preoculpam em ver os resultados comprovados da homeopatia
pq alem do mais, homeopatia naum eh feita apenas com elementos diluidos em água.

ano passado eu estava fazendo tratamento homeopático para a garganta.. soh tive uma crise de amigdala
esse ano mudei para alopatia, ja tive 6 inflamações sendo q 4 me levaram ao hospital por naum conseguir respirar direito.

com um fato tao direto como esse na MINHA vida, eu vou continuar com o mais barato e q naum me deixa na mão né dona alopatia!?
 
Ninguém está afirmando que homeopatia não funcione. Só que é impossível encontrar um argumento que prove cientificamente que a homeopatia funcione. A única explicação possível é o efeito placebo, que, como sabemos, tem imensas possibilidades.
 
ex disse:
Ninguém está afirmando que homeopatia não funcione. Só que é impossível encontrar um argumento que prove cientificamente que a homeopatia funcione. A única explicação possível é o efeito placebo, que, como sabemos, tem imensas possibilidades.
vc ja usou?
vc ja viu q os comprimidos, não diluem o principio ativo?

ja ouviu o dito: "combater fogo com fogo"??
eh o q a homeopatia faz.

a 5 anos eu tinha crises de sinusite violentissimas, e o médico recomendou cirurgia. minha mae foi na farmacia homeopatica e com um remédio homeopatico (oleo... veja, naum eh agua!!) que é extraido de uma planta, hj naum tenho nenhuma crise. e olha q brasília eh uma delicia para crises de sinusite

efeito placebo? lubrificou minha sinusite?
ou foi o q? milagre? q tb ocorreu com meus irmãos?!
isso eh fato. alopatia e homeopatia tem efeitos diferentes em cada organismo... mas agora dizer q apenas o efeito placebo pode explicar o efeito da homeopatia, eh querer ficar cego com relação a fatos q tem como mostrar
 
Omykron disse:
vc ja viu q os comprimidos, não diluem o principio ativo?

Como? Misturando um componente em água não o dilui?

Omykron disse:
ja ouviu o dito: "combater fogo com fogo"??
eh o q a homeopatia faz.

O onde está a base científica disso?

Omykron disse:
a 5 anos eu tinha crises de sinusite violentissimas, e o médico recomendou cirurgia. minha mae foi na farmacia homeopatica e com um remédio homeopatico (oleo... veja, naum eh agua!!) que é extraido de uma planta, hj naum tenho nenhuma crise. e olha q brasília eh uma delicia para crises de sinusite

efeito placebo? lubrificou minha sinusite?
ou foi o q? milagre? q tb ocorreu com meus irmãos?!
isso eh fato. alopatia e homeopatia tem efeitos diferentes em cada organismo... mas agora dizer q apenas o efeito placebo pode explicar o efeito da homeopatia, eh querer ficar cego com relação a fatos q tem como mostrar

Bem, você diz que eu não devo negar os efeitos da homeopatia. Pois eu digo que você é que tem que mostrar que de fato há um efeito. Uma pesquisa segundo as normas da metodologia científica por exemplo. Na verdade, não só uma --- algumas, digamos.
 
ex disse:
Omykron disse:
vc ja viu q os comprimidos, não diluem o principio ativo?

Como? Misturando um componente em água não o dilui?
ja visitou uma farmacia homeopatica para ver como eles fazem?

Omykron disse:
ja ouviu o dito: "combater fogo com fogo"??
eh o q a homeopatia faz.

O onde está a base científica disso?
base cientifica... pega o livro de remedios homeopaticos, o que a pessoa tem.. febre: use algum remedio a base de beladona, que aumenta a temperatura... normalmente em 10 min a febre da pessoa baixa.
outra base. observe como muitas plantas fazem... tem uma parte dela q está morrendo, ela simplesmente descarta uma parte extra alem do foco... ou seja, mata a doença matando parte de si mesma, q volta a crescer...
sem contar q a alopatia produz bactérias mais resistentes a cada geração. ou vai negar esse fato?

Omykron disse:
a 5 anos eu tinha crises de sinusite violentissimas, e o médico recomendou cirurgia. minha mae foi na farmacia homeopatica e com um remédio homeopatico (oleo... veja, naum eh agua!!) que é extraido de uma planta, hj naum tenho nenhuma crise. e olha q brasília eh uma delicia para crises de sinusite

efeito placebo? lubrificou minha sinusite?
ou foi o q? milagre? q tb ocorreu com meus irmãos?!
isso eh fato. alopatia e homeopatia tem efeitos diferentes em cada organismo... mas agora dizer q apenas o efeito placebo pode explicar o efeito da homeopatia, eh querer ficar cego com relação a fatos q tem como mostrar

Bem, você diz que eu não devo negar os efeitos da homeopatia. Pois eu digo que você é que tem que mostrar que de fato há um efeito. Uma pesquisa segundo as normas da metodologia científica por exemplo. Na verdade, não só uma --- algumas, digamos.
[/quote]ok. agora prove tb q as suas acusações do naum funcionamento e iveracidade da homeopatia saum verdadeiras...


se vc ver, a alopatia fatura bilhoes ao ano para manter remédios q curam, mas geram nauseas, depressão etc... q forçam vc a tomar remedios para contornar essas "reações adversas".

alopatia naum eh saida completa, mtu menos a homeopatia
agora, uma negar a eficacia da outra, eh querer ficar cego e aceitar o q dizem para vc o q eh certo e errado.
 
Omykron disse:
base cientifica... pega o livro de remedios homeopaticos, o que a pessoa tem.. febre: use algum remedio a base de beladona, que aumenta a temperatura... normalmente em 10 min a febre da pessoa baixa.
outra base. observe como muitas plantas fazem... tem uma parte dela q está morrendo, ela simplesmente descarta uma parte extra alem do foco... ou seja, mata a doença matando parte de si mesma, q volta a crescer...

Isso é de fato o princípio da homeopatia, mas não há nada de científico nisso: acho mais natural que ao tomar beladona a temperatura aumente mais. E o fato de a substância ser diluída deveria diminuir o efeito, e não fazer o contrário do que se espera.

Omykron disse:
sem contar q a alopatia produz bactérias mais resistentes a cada geração. ou vai negar esse fato?

Não, pois isso é algo que já foi comprovado.

Omykron disse:
alopatia naum eh saida completa, mtu menos a homeopatia

Sem dúvida. Reconheco que alopatia não é uma solução total e tem suas falhas.

Omykron disse:
agora, uma negar a eficacia da outra, eh querer ficar cego e aceitar o q dizem para vc o q eh certo e errado.

Já falei que não nego que funcione. Mais por causa da sua mente do que por causa do remédio, mas funciona.
 
Já falei que não nego que funcione. Mais por causa da sua mente do que por causa do remédio, mas funciona.

Então vc acredita mais na 'cura pela fé' do q na homeopatia??? Estranho isso...

Eu sempre me tratei com homeopatia, assim como toda minha familia e sempre vimos resultado usando os remedios homeopaticos.
E com certeza não era pq eu acreditava nos efeitos dos remedios, pq era criança e nem msm sabia pq tomava o remedio, no entando fazia efeito.
 
Fosco Cachopardo disse:
Então vc acredita mais na 'cura pela fé' do q na homeopatia??? Estranho isso...

Depende da fé. Se for a fé num remédio ou algo que se pareça com um remédio, ou em algo que pareça com tratamento, isso já foi verificado experimentalmente que funciona. É o efeito placebo.

Agora se for fé do tipo ficar esperando um milagre, não.
 
Qdo eu era menor e tomava remedios de homeopatia, naum acreditava q akelas bolinhas d açucar eram remedios, mas funcionavam. Idem pro meu irmao.
Minha mãe teve uma alergia forte, foi nuns medicos alopata e nada d nada, foi num homeopate e em poucos dias jah tava bem. Ela tambem nao entendente como funciona a homeopatia, mas sabe q funciona.
O problema da alopatia é ficar mascarando os sintomas sem nunca resolver a causa de uma doença, piorando cada vez mais o problema e criando cada vez mais dependentes.... Seria melhor se as pessoas não tomassem remedios, só em casos extremos de vida ou morte.
 
ex disse:
Fosco Cachopardo disse:
Então vc acredita mais na 'cura pela fé' do q na homeopatia??? Estranho isso...

Depende da fé. Se for a fé num remédio ou algo que se pareça com um remédio, ou em algo que pareça com tratamento, isso já foi verificado experimentalmente que funciona. É o efeito placebo.
então vc diz com outras palavras q homeopatia eh apenas efeito placebo?

intão eu acredito que a homeopatia funciona, pq segunda feira eu nem respirar direito eu conseguia.... hj, sexta feira, minha amigdala naum tem um vestigio de pus ou inflamação.

isso eh ter fé? ou melhor, seguir um tratamento q seja a risca, é ter fé???
 
Eu tinha um tumor no cérebro, minha mãe comprou agua com memória e apesar de não acreditar eu tomei e o tumor sumiu

sinto muito não tenho como provar, mas EU acredito é a MINHA experiencia pessoal



8-)
 
O importante é o efeito. Se voce se cura com homeopatia, use homeopatia, se com alopatia, use alopatia. Muito engraçado esse texto eheheh :lol: :lol:
 
alguem sabe dizer se pode ocorrer efeito placebo em crianças de 1 ano de idade? é uma curiosidade minha.

bom, independentemente, eu acredito sim em homeopatia, e tenho meus motivos para isso. pelo menos comigo eu percebo q funciona, msm qdo era criança e nem sabia q estava msm tomando um remedio e ñ bolinhas com gosto de açúcar.

ao menos na homeopatia ñ te receitam um remédia p/ unha encravada q pode ter como efeito colateral problemas renais... (isso realmente aconteceu c/ a minha mãe; ela jogou a receita fora assim q saiu do consultório).

mas cada um acredita no q quiser 8-)
 
Acreditar não tem nada a ver com a história :roll:

Quer dizer que nenhum remédio funciona com você? A "alopatia interia" falha no seu caso? Meu, vende seu corpo pra uma universidade :aham:

Em cerca de 30% dos casos de doenças você sara sem qualquer remédio, seja porm placebo, remissão natural ou seu próprio sistema imunologico. E isso sem contar as doenças "psicologicas" que você pode achar que tem (inclusive com alguns sintomas) - daí nenhum remédio do mundo vai te curar se você achar que ele não cura, mas se achar que xixi de cachorro cura, você vai sarar (afinal, não tinha "realmente" a doença).

O que temos hoje em dia? Nenhuma pesquisa (pesquisa mesmo, duplo cego, grupo de controle, essas cosias) até hoje mostrou qualquer eficácia da homeopatia na cura de doenças. Até o dia em que mostrarem, continuo dizendo: homeopatia não funciona.
 

Valinor 2023

Total arrecadado
R$2.464,79
Termina em:
Back
Topo