1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Madeleine Peyroux

Tópico em 'Música' iniciado por Menegroth, 3 Out 2007.

  1. Menegroth

    Menegroth Bocó-de-Mola

    Diva.
    É exatamente o que essa mulher é.
    Linda, com uma voz poderosa (Alguns crticos dizem que o estilo é bem igual ao de Billie Holiday).
    Ela nasceu na Georgea (EUA) mas morou umbom tempo em Paris. Lá vendo uma grupo cantando na rua se interesou e começo a "passar o chapéu". E pouco tempo depois, com 16 anos, já era a vocalista.

    No mesmo ano começou a fazer parte do grupo The Lost Wandering Blues e rodou a Europa cantando Jazz.

    Em 1996 lançou seu primeiro disco que foi Dreamland. Fez muito sucesso e vários shows sendo aclamada pela critica. Mas isso parece ter tido um efeito repulsório em Madeleine. Ela se escondeu obrigando a Gravadora botar um Detetive para localizá-la.

    Descobriu-se pouco algum tempo depois que ela tinha voltado a cantar em pubs de Paris e muitas vezes como artista de rua. Nunca com seu verdadeiro nome.

    somente em 2002 ela voltou a fazer shows e a entrar em um estudio.

    Em 2005 um novo desaparecimento. Mas esse não durou muito. Apesar da gravadora ter colocado outro detetive e alertado a impressa. Ela foi localizada pelo seu agente e só estava descançando em sua casa em NY. :D

    Não é um amor?? :grinlove:


    Discografia

    1996: Dreamland (Atlantic)
    2004: Got You on My Mind, with William Galison (Waking Up)
    2004: Careless Love (Rounder)
    2006: Half the Perfect World (Rounder)
     
  2. Tapio

    Tapio Usuário

    Po, muito bom.
    Eu já tinha ouvido sem saber o nome, até que ela foi ao programa do Joe, alguns dias atrás, já que estava no Brasil fazendo show em SP.

    É, seguramente, mais um motivo pra gostar de Jazz. Merece pelo menos uma escutadinha, pra falar com propriedade que não gosta, o que é muito difícil.

    Enfim, altamente recomendável e viciante. Aprecie sem moderação.
     

Compartilhar