1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Luthien Tinúviel

Tópico em 'De Fã Para Fã' iniciado por Derek Fëanor, 4 Jan 2009.

  1. Herr Bauer

    Herr Bauer Filho de Aulë

    É até mais fácil de ler do que SdA, só que se você for detalhista como eu, vai ter que fazer muitas viagens ao glossário, apêndice e mapas, a não ser que você tenha uma excelente memória.

    E a história de Beren e Lúthien é um saco, na minha humilde opinião. Cheguei a parar de ler por alguns dias pra retomar a vontade de ler. :blah:
     
  2. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    Finalmente achei alguém que pense como eu!
    Affff.. eu acho um saco também!
    Apesar da beleza, da coragem e da determinação de Lúthien e de Beren, o resto é chato demais da conta!
    Sou mais a história de Aragorn e Arwen.
     
  3. Éomer

    Éomer Usuário

    Aliás, as histórias de amor de Tolkien não são legais não. Parece que todas tinham que ter um objetivo maior além do amor. A de Beren e Luthien era unir elfos, homens e Ainur numa única linhagem, Melian e Thingol idem. A de Idril e Tuor tinha como objetivo o surgimento de Eärendil para que falasse em favor das duas familias. Arwen casou-se com Aragorn por amor mas também para reestabelecer a glória da linhagem dos numenorianos. A de Aldarion e Erendis foi uma tragédia. O mestre só se redime na história de Eowin e Faramir.
     
    Última edição: 27 Mai 2009
  4. Pam EQA

    Pam EQA Usuário

    Eu gosto das histórias de amor do Tolkien, e acho legal o fato de terem uma 'causa maior' a maioria das vezes. Romance por romance seria um saco :blah: Além disso, se fossem diferente do que são...bem, não seria Tolkien rsrsrs
     
  5. Sindar Princess

    Sindar Princess Que deselegante...

    Gostei do que vc falou, Éomer!
    Também acho um porre estas histórias de amor de Tolkien.
    E de fato a de Faramir e Éowyn é a mais linda por ser a mais... humana e realística! :cerva:
    E a de Aragorn e Arwen é legal também por ser algo balanceado.
     
    Última edição: 29 Mai 2009
    • Gostei! Gostei! x 1
  6. Thorin III

    Thorin III Usuário

    O mundo em que se passam os acontecimentos foi baseado na Era Medieval em muitos aspectos, e nessa época realmente a maioria das uniões era com objetivos políticos, diplomáticos, e não simplesmente por amor - fator desconsiderado em quase (ou todos) os casos.Mas, nunca podemos dizer que nenhum desses casamentos não deu certo e que os dois não acabaram tendo amor, mas ele não era o objetivo.

    As uniões no universo de Tolkien seguem um pouco essa regra, mas nem todas, há belos exemplos como Aragonr - Arwen e Faramir - Éowyn, como citou a Sindar, acima.
     
  7. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Analisando o trecho do Silma que vai da queda de Fingolfin e fiquei surpreso com alguns detalhes interessantes que têem a ver com Lúthien.

    Segundo se conta Beren num primeiro momento não pôde se aproximar de Lúthien porque, nas palavras do Silma, suas pernas estavam acorrentadas, como se a natureza de seu corpo não quisesse obedecer.

    Logo a seguir Lúthien inicia uma série de encantamentos para libertar ou quebrar a ordem de aprisionamento que estava contendo os elementos naturais em volta dela dentro do bosque, por exemplo, a voz das águas que se liberta ou os sinais da estação para que prossigam em seu caminho.

    Se nós pensarmos bem, o corpo dos homens sempre era tratado como uma área mal compreendida pelos Poderes (como se vê no diálogo de Eru que nos informa da reticência em conceder a vestimenta para os mortais).

    Em outras palavras a partir disso é possível dizer que o corpo dos homens podia ser influenciado pela absorção externa de poder sub-criativo de outros seres que inclusive podia ser usado pelo proprietário da vestimenta. De maneira que o corpo deles, por ser formado por matéria sob domínio dos Valar podia mudar e com isso afetar as decisões deles. Quer dizer, a água que estava no sangue de Beren continuava no domínio de Ulmo, os minerais no domínio de Aule e por aí vai de forma que comandar o próprio corpo era domar um micro-cosmo que se caísse na mão de Melkor também absorveria a deformidade que o aprisionaria.

    No caso de Beren a absorção de encantamento da parte de Luthien passa a render frutos para o usuário na forma de libertação (e a balada significa justamente libertação do cativeiro). E enquanto um maia podia confundir e enfeiar aquilo que governava outro maia podia esclarecer ou embelezar o seu domínio.

    Beren, que era um excelente rastreador, antes de chegar na floresta-labirinto buscava uma coisa. No meio do caminho chega ao centro do labirinto que não obstante, também recebia manutenção de Melian e sua filha. Esse tipo de manutenção é notado no lago Tarn Aeluin que tinha fama de ter sido consagrado pela própria Melian.

    Essas absorções a partir de fontes naturais criadas para "manutenção" de poder subcriativo podiam gerar "estranhezas" como homens púkel, Beorn, árvores de coração negro ou o que seja... Mas que permaneciam como que sob a guarda com pleno direito de uso daqueles que a possuíam para serem usados sob a responsabilidade do portador. Se for visto por esse ângulo os corpos dos filhos (elfos também) eram como jóias que podiam ou não serem valorizadas com mais pedras, etc...

    De modo que para ser curado com poder sub criativo era preciso estar associado a ele ou então não funcionaria. Para liberar ou libertar esses pontos o portador da cura precisava se colocar frontalmente contra o perpetrador do mal que acometia a vítima. E foi assim que Lúthien se colocou contra a escuridão de Melkor, enfrentando o mal que perseguia Beren e se diz que ela teve a maior angústia dos Eldalie de seu reino pois o que ela viu a dispôs com tanta urgência que podemos apenas supor através do amor que a libertou.
     
    Última edição: 10 Set 2012
  8. Pearl

    Pearl Usuário

    Akira não sei não. Essa reação que Beren teve ao ver Lúthien me parecia tanto com a reação que Thingol e Melian tiveram quando se conheceram.
     
  9. Neoghoster Akira

    Neoghoster Akira Brandebuque

    Especificamente em que aspecto da questão você fala?

    Se bem que eu interpreto o mundo de Tolkien como uma mistura de destino e livre-arbítrio e essa forma se harmoniza por meio de envolvimento mútuo a uma distãncia que os sábios não podiam ver (nas palavras de Gandalf) mas que podia ser vista por Eru.


    Lúthien usou magia em Beren mais de uma vez (uma delas ele levou uma flecha no peito que seria mortal em outras cinrcunstâncias) em outra vez escondeu sua presença em viagem a terra de Melkor. E nos dias de inverno ela emanava calor e as flores e pássaros não podiam ignorá-la. Por ter sangue maia ela tinha um domínio da matéria de arda que podia proteger a saúde de Beren tanto quanto a escuridão de Sauron podia adoecer as pessoas.
     
    Última edição: 13 Set 2012
  10. Anna De Courcey

    Anna De Courcey Usuário

    Luthien é simplesmente inspiradora. Só fico triste de pensar que talvez vocês estejam certos e nunca mais um amor desses acontecerá. Às vezes me pego pensando o que aconteceu com os seres humanos para perderem a noção de amor. Beren, eu imagino, é um personagem masculino que soube reconhecer e retribuir o amor de sua dama. Mas talvez Tolkien retratasse os seus personagens masculinos leais e fieis pois era assim que ele era. Embora ache que é como Galadriel começa seu discurso em A sociedade do Anel "muito do que havia se perdeu".
     
  11. Rauthar Hast

    Rauthar Hast Usuário

    Discordo de uma coisa: Nem ferrando que a beleza de Lúthien supera a beleza de Aman xD Mas eu imagino como imagino, você imagina como imagina, certo?
    E eu não me lembro bem as palavras que Tolkien usou, mas a maior beleza de Arda não era de Varda? (Dá pra fazer um trocadilho legal aqui).
     

Compartilhar