• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Lugares da Terra-Média e suas projeções no mundo atual.

Muito interessante, e bases bem enraizadas. Assim como disse, essa idéia de temporalidade que eu gostaria que todos tivessem ao pensar nesse passado europeu, um passado distante, não uma "Idade Média".
 

Falca_Br

Usuário
Outra ideia interessante que eu li num dos posts desse tópico, muito legal de ser explorada, eh a concepção de um mundo em eterna mutação. Ou seja, assim como a terra que nós conhecemos passou por um processo longo e lento ateh atigir o formato geológico atual, porque a TM não poderia sofrer um também.

Talvez o conceito de placas tectonicas não exista no universo tolkiano, mas quem sabe quais os espíritos e criaturas que regem Ilmem e as profundezas da terra, e qual a magnitude de seu poder ???

Assim como Aman foi retirada dos circulos do mundo, podem haver outros lugares colocados ou mudados em eras posteriores ou anteriores, de maneira que as montanhas sombrias venham a ser nossos andes ou as montanhas rochosas.
:think:

Bom e outra ideia.
 

Cad

The punishment is loneliness.
Talvez o conceito de placas tectonicas não exista no universo tolkiano, mas quem sabe quais os espíritos e criaturas que regem Ilmem e as profundezas da terra, e qual a magnitude de seu poder ???
acho que não cara, para Tolkien, a criação da Terra Média, era criacionista no sentido mais básico... (essa foi minha percepção).
 
Como disse Falca, a idéia de movimentos, baseados em idéias como do ciclo de Arien e Tilion, é válida em termos das transformações terrestres. Mas, creio que sejam "cataclismas" os responsáveis por mudanças, assim como o fim da Primeira Era, o cataclisma de Númenor na Segunda, e possíveis futuras mudanças. O que é cabível num mito criacionista.
 
Olá! Começamos com um lugar muito difícil de definir aqui na terra. Pois trata se de uma região pacífica onde os povos fazem festas, são muito alegres e não têm muitos problemas sociais.
Mas, se temos que definir um lugar, vamos tentar então:
Lembro me de ter ouvido falar sobre a calmaria que pode ser observada na Croácia,:kiss: onde a segurança nunca tem tanto trabalho e os povos são displicentes sem tanta preocupação! Por outro lado, o hábito de festeiros e apreciadores de cerveja:cerva: dos hobbits se encaixa melhor aos alemães! Enfim, juntando se um pouco de cada fator, chego a conclusão que o Condado mais se assemelha com a Irlanda, e é com essa opção que fico!
:think:
OBS.:A irlanda foi um país de onde Tolkien tirou vários aspectos da cultura de Arda, sem falar no Quenya, que foi em grande parte influenciado pela lígua irlandesa!
 

Falca_Br

Usuário
Realmente a ideia de cataclismas, como disse o Arcáno, soa melhor, jah que mutações traumaticas como a queda de numenor não precisão de um grupo de criaturas para constantemente exercer tal função ou precisão de uma explicação "científica". No entanto essa ideia é somente uma hipotese suposta para uma breve discussão sendo que minha ideia de "Mapa Mundi" se assemelha muito mais a ideia anterior.

Agora voltando apergunta do Senhor de Gondor. Eu dei uma fuçada no google, e na minha concepção de mapas atuais, explicada no rodapé da pagina anterior, as monatnhas sombrias seriam os montes urais. Dessa maneira Erebor ficaria na Russia Oriental. O engraçado é que exite um rio que corta a russia, na direção norte-sul, assim como o anduin fazia na TM (pode ser algum resquicio do passsado tolkiano ??) e mais ao lado exite um cadeia de montahas que, se olhada com carinho, podem lembrar as montanhas de Ferro, no entanto um pouco maiores. Talvez Erebor tenha desaparecido nos muitos turbilhões que podem ter ocorrido após a 3°Era, pois não existe uma motanha solitaria ente os urais e a recem mencionada cadeia e montanhas.

Se vocês quiserem dar uma olhada eu botei um link do mapa russo abaixo e do mapa da europa também (Detalhe dos montes urais: no primeiro mapa bem a direita, e no segundo mais a esquerda)

http://www.ebug.pl/lis-1/res-szkolenie/mapy/mapa-rosja.jpg
http://www.upf.edu/materials/fhuma/portal_geos/intgeo/g2/img_ta/eu-fisic.jpg
 
O Mito de Arda surge, ab initio, como o ato de reelaborar um mito puramente inglês, e posteriormente europeu. Muito interessante a relação do Irlandês, e bem lembrado, era uma língua apreciada (desde bem cedo) por Tolkien.
Mas e quanto a Erebor, estando a Leste de Endor, quase aos limites de onde antes ficaria Beleriand, qual sua projeção atual, como já levantado pelo Senhor de Gondor? No caso das Montanhas Sombrias sendo os Andes, como defendido por alguns, quais seriam agora as opiniões e bases de idéias? E quanto aos Alpes? =]

Abraços.
 

Falca_Br

Usuário
Mas e quanto a Erebor, estando a Leste de Endor, quase aos limites de onde antes ficaria Beleriand, qual sua projeção atual, como já levantado pelo Senhor de Gondor?
Abraços.

Erebor, a montanha solitáia, fica bem longe da extinta beleriand, bem a leste das montanhas sombrias...

Bom, minha ideia jah foi colocada...
 

Capitão Nemo

Cientista Maluco
Pelo que sei, o Quenya foi naseado no Finlandes, não?

Acho que tanto as montanhas brancas ficariam legais com a Itália. Mas podemos ter um outro raciocinio: Se considerarmos a Inglaterra como sendo o Norte de Eriador (Arnor), e Gondor a França (Mordor como a Alemanha), numa projeção na epoca das guerras mundiais, Poriamos considerar que as Montanhas Sombrias representam uma especie de divisão geografica entre Eriador (Ilhas Britanicas) e Gondor, Rohan e etc (Europa contiental), algo parecido com o Canal da Mancha...

Ah, e queria aproveitar prar sugerir a Terra-Parda como a Espanha (do ponto de vista geopolitico)
 
Não concordo....


Acho que os bosques dao interior da atual Alemanha. Um amigo meu esteve lá e disse que se parecia com as Florestas Sombrias.

Bem, pode até ser, afinal existe uma floresta na Alemanha chamada floresta negra, é bem semelhante, não só o nome mas a própria floresta também.
 
Bom, afinal de contas, necessita-se de um aparato indiciário um pouco maior que "dizer que se parece" para que ao menos seja uma discussão proveitosa. =]
 

Deriel

Administrador
Pelo que sei, o Quenya foi naseado no Finlandes, não?

Muito interessante, e sim, realmente foi o finlandes. =]

Na verdade a única coisa de fato baseada no finlandês foi a aglutinação de afixos. A gramática e todo o resto foi baseado no Latim e Grego e toda aquela história da afinidade do Finlandês com o Quenya não é tão afim assim, parece que existem 6 ou 7 palavras parecidas (eu tinha traduzido um texto sobre isso lá em 2000, preciso encontrá-lo)
 
Sim, mas não dizia somente do quenya, dizia por exemplo sobre a citação de Tolkien na Carta 131 - A Milton Waldman, onde é dito que o finlandês lhe foi importante, ao mencionar a falta de um mito que lhe aprouvesse de caráter ânglico.

"Havia o grego, e o celta, e o romance, o germânico, o escandinavo e o finlandês (que me afetou consideravelmente); mas nada inglês, a não ser materiais empobrecidos de literatura de cordel".

Dizia na parte da inspiração por criar um mito, além da língua, que como disse, se baseia mais na aglutinação de afixos do quenya.

Abraços.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo