• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Luciano Huck, Sérgio Moro e possíveis candidatos a presidência em 2022

Zirak-tarâg

Moleculista
Gente, me ajudem a entender uma coisa. Aqui no RS tem um povo que esbraveja que o Eduardo Leite é O Cacique do PSDB. A partir daí as maluquices só crescem exponencialmente, juram de pé junto que ele vai ser vice do Moro/Huck/Doria. Eu sinceramente acho isso coisa de um pessoal que pensa que Porto Alegre é a capital do universo e esquece que existem terras acima do Paraná.

Então eu queria entender o que chega a vocês do nosso governador metrossexual. Vocês sequer sabem quem é?

Camarada não-gaúcho, conheces o guri abaixo?
eduardo-leite-pelotas-prefeito.jpg
 

Haran

Well-Known Member
Já tinha ouvido falar, mas só fui lembrar em notícia recente que apontava suposto movimento anti-Doria no PSDB. Movimento que decerto deve existir, mas há wishful thinking em torná-lo mais perigoso do que de fato é..
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Mas talvez o Doria tenha mesmo uma forte oposição dentro do partido. Não acho que sua candidatura à presidência esteja garantida, não. Mas, como eu não sou membro do PSDB e não conheço ninguém que esteja nos bastidores dessa política, fica difícil analisar até que ponto o Doria é malvisto por lá. A gente sabe que o Alckmin conseguiu ser o candidato em 2018 para nossa surpresa (o pior candidato deles em muitas eleições). E a gente sabe (ou imagina) que o Aécio Neves é carta fora do baralho: candidato muito frágil, como teto de vidro e tal, sempre envolvido em escândalo. Nesse cenário é que o nome do Leite parece surgir como alternativa. Mas que ele não seja famosinho no resto do Brasil. É natural que o pessoal do eixo Rio—SP sempre fique mais conhecido porque estão sempre nos noticiários etc. Não fosse isso, o próprio Alckmin nos seria um ilustre desconhecido aqui no RS, por exemplo. Mas também essa fama prévia não é assim fundamentaaaaal.
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Quem acha que o Eduardo Leite é desconhecido pelos caciques do PSDB nacional, é ingênuo. O fato de ele não aparecer muito nem nos noticiários daqui é para não queimar a sua imagem, mas ele é um Doria versão gourmet. O assento de governador é um trampolim para vôos mais altos. Foi assim que ele conquistou votos aqui, e até deste que vos escreve, com discurso de "Um jeito novo de governar", "O atraso dos pagamentos do funcionalismo é mal gerenciamento de fluxo de caixa" e "Tem que tirar a bunda da cadeira".

Dois anos e o máximo que fez foi postergar a redução do ICMS e chorar pelas compensações da Lei Kandir. Prática já consolidada por todos o antecessores.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Mas talvez o Doria tenha mesmo uma forte oposição dentro do partido. Não acho que sua candidatura à presidência esteja garantida, não. Mas, como eu não sou membro do PSDB e não conheço ninguém que esteja nos bastidores dessa política, fica difícil analisar até que ponto o Doria é malvisto por lá. A gente sabe que o Alckmin conseguiu ser o candidato em 2018 para nossa surpresa (o pior candidato deles em muitas eleições). E a gente sabe (ou imagina) que o Aécio Neves é carta fora do baralho: candidato muito frágil, como teto de vidro e tal, sempre envolvido em escândalo. Nesse cenário é que o nome do Leite parece surgir como alternativa. Mas que ele não seja famosinho no resto do Brasil. É natural que o pessoal do eixo Rio—SP sempre fique mais conhecido porque estão sempre nos noticiários etc. Não fosse isso, o próprio Alckmin nos seria um ilustre desconhecido aqui no RS, por exemplo. Mas também essa fama prévia não é assim fundamentaaaaal.

Na minha opinião o Dória vem cada vez mais "dobrando a aposta" dentro do partido na luta de querer a todo custo ser o grande protagonista e com toda certeza passa bem distante de ter unanimidade lá dentro. É chegado uma hora que pra ele será tudo ou nada ou então irá sair de lá criando outro partido (mais outro pra variar :tsc:), o que pra mim não será surpresa..
 

Béla van Tesma

Blood-sucker
Pois é. Ele ainda comprou uma briga com o Aécio Neves lá dentro, exigindo sua expulsão, e perdeu a queda de braço. Quase não obteve votos a favor da ideia...
 

Melian

Período composto por insubordinação.
E quem, do PSDB, vai ser louco de jogar o Aécio na fogueira? Os tucanos que foram contra a expulsão do Aécio sabem que ele têm material para transformá-los em lenha. :dente:
 

Finarfin

Usuário
O Dória já se queimou muito no PSDB em 2018 quando veio com o BolsoDória enquanto o Alckmin ainda era candidato no primeiro turno. Pegou muito mal com a ala mais tradicional do PSDB, anda mais que foi o Alckmin, contra muita gente dentro do partido, que insistiu e viabilizou o Doria como candidato a governador.
Foi tido como traidor. Aí teve uma ala mais nova que apoiou o Dória, e a ala mais antiga contra. Teve gente que até saiu do partido por causa disso, sendo o Goldman o exemplo mais ilustre.
PSDB ta rachado e desorientado desde que o golpe saiu pela culatra.
 

Mercúcio

Usuário
Na minha opinião o Dória vem cada vez mais "dobrando a aposta" dentro do partido na luta de querer a todo custo ser o grande protagonista e com toda certeza passa bem distante de ter unanimidade lá dentro. É chegado uma hora que pra ele será tudo ou nada ou então irá sair de lá criando outro partido (mais outro pra variar :tsc:), o que pra mim não será surpresa..

Eu acho que o Doria não tem muito tato pra fazer política partidária.

Em 2016, quem bancou a candidatura dele pra prefeito foi o Alckmin, contra a ala mais tradicional do partido à qual o @Finarfin se referiu (FHC, Serra, Goldman, etc), que apoiava o Matarazzo. O partido rachou feião, lembram? A juventude tucana, inclusive, fez campanha pra Marta, de quem o Matarazzo foi ser vice... rs

Uma vez eleito prefeito, o Doria começou a se movimentar pra tentar puxar o tapete do Alckmin e sair como candidato à presidência da República, com apoio do MBL, inclusive (lembram do lance dos "cabeças pretas" versus "cabeças brancas" do partido?). Começou a fazer agenda de campanha mesmo, viajando pra todo canto do país - o que gerou uma troca de farpas bem amarga com o Goldman.

Resultado: criou aparas com o seu padrinho político no partido e por pouco não consegue apoio nem pra se viabilizar como candidato ao governo do Estado. Na época, chegou-se a aventar que os tucanos entrariam no apoio ao França, que fora vice do Alckmin. De última hora, o Doria se emendou. Após ter dado sinais dúbios, passou a ser mais enfático ao dizer que o candidato da legenda era o Alckmin.
E ainda veio o BolsoDória, que o @Finarfin já comentou...

E agora isso... faz umas manobras desastradas, racha o partido e cria desgaste desnecessário a dois anos das eleições, quando, acho eu, ele é o candidato natural da legenda. Sinceramente, eu acho que mesmo que o Doria não seja unanimidade dentro do partido (e não é), na última hora o que iria pesar seria pragmatismo e viabilidade eleitoral, sem mencionar o trunfo da vacina do Butantan.
 

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
2022 tá imprevisível ainda.

Bolsonaro derreteu bastante, mas é muito difícil o presidente em exercício não ir pro segundo turno, tendo toda a máquina na mão. Só ver que FHC, Lula e até Dilma não só foram como se reelegeram. Então eu chutaria numa vaga sendo dele.

E a outra na teoria é do PT, que é o único partido que tem realmente partidários, e uma base forte que garante ao menos 15% no primeiro turno, mas o partido não mostrou muita força nas eleições 2020, o que deixa tudo confuso. A tendência é PT, mas Ciro e essa chapa que ninguém sabe se será Huck ou Doria correm por fora.
 

Haran

Well-Known Member
E a outra na teoria é do PT, que é o único partido que tem realmente partidários, e uma base forte que garante ao menos 15% no primeiro turno, mas o partido não mostrou muita força nas eleições 2020, o que deixa tudo confuso. A tendência é PT, mas Ciro e essa chapa que ninguém sabe se será Huck ou Doria correm por fora.

Eu tô apostando em alguém de centro como Moro e Doria... Ciro, por sua intransigência e devaneios econômicos, é mal visto por pessoas de grande poder político e econômico... Bolsonaro também, há um bom tempo, começou a sê-lo...[1][2] Não vejo uma eleição acontecendo com dois candidatos populistas e com pouca ressonância entre poderosos... Ainda mais porque, mesmo na esquerda, Ciro parece incompetente em construir alianças.[3]

tomara que o Cirão já nos livre

1614644005612.png
 
Última edição:

Valinor 2021

Total arrecadado
R$200,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo