1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Lua de Larvas (Sally Gardner)

Tópico em 'Literatura Estrangeira' iniciado por Calib, 27 Nov 2014.

  1. Calib

    Calib Visitante

    Eu invoco os poderes cósmicos e fenomenais do copia-e-cola para abrir este tópico com a análise de outra pessoa, porque sou terrível para essas coisas:

    Editora: wmfmartinsfontes
    Páginas:
    291
    ISBN: 9788578277987
    Standish Treadwell é um jovem disléxico que vê o mundo de maneira diferente da maioria. Graças a essa visão, ele percebe que o mundo lá de fora não tem que ser necessariamente cinzento e opressor. Quando seu melhor amigo, Hector, é de repente levado embora, Standish percebe que cabe a ele, a seu avô e a um pequeno grupo de rebeldes enfrentar e derrotar a opressão permanente das forças da Terra Mãe. Com o pano de fundo de um regime implacável, disposto a tudo para vencer seus rivais na corrida para chegar à Lua. Este impressionante Lua de larvas é o novo livro da premiada autora Sally Gardner.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Por Mell Ferraz

    SOBRE O QUE SE TRATA
    Standish Treadwell é um garoto de 15 anos que sofre por ser diferente dos demais. Ele é disléxico e possui olhos de cores diferentes; um azul e outro castanho. O porém se encontra na sociedade em que vive e no modo como ela trata os indivíduos peculiares. O mundo de "Lua de larvas" é pós-apocalíptico e distópico, apresentando uma repressão violenta que controla o cotidiano e os pensamentos da população. Nessa realidade submetida ao governo Terra Mãe, a fome e a miséria são constantes no dia a dia, sendo atenuadas para aqueles que delatam seus vizinhos e conhecidos; há um incentivo explícito a esse tipo de conduta, o que torna tudo ainda mais caótico e desesperançoso. Ainda, tal característica da sociedade se reflete na escola, onde garotos denunciam seus colegas, inclusive praticando o bullying sobre quem se mostra diferente dos demais. E é claro que Standish é vítima disso, principalmente porque a dislexia o torna atrasado em relação à sua classe.
    Mas tudo muda quando Hector vai morar na casa ao lado e passa a frequentar a mesma sala de aula de Standish. Numa relação de sobrevivência entre ambas as famílias desses meninos, os dois criam intensos laços fraternais, e de ajuda recíproca. Só que, não bastasse o sumiço dos pais de Standish, Hector e seus pais somem de um dia para o outro, sem nenhuma explicação, como usual. A partir de então, o garoto precisará ultrapassar a barreira de sua própria ingenuidade para descobrir o que acontece neste mundo distópico, a fim de solucionar seus próprios questionamentos que tanto lhe afligem.

    MINHAS IMPRESSÕES
    "Lua de larvas" é um livro muito bem lapidado. Possui um começo, um desenvolvimento e um fim totalmente harmoniosos. Analisando escrita, enredo e diagramação, vejo que ele é muito bem construído. O livro é perfeitopara a sua temática, que envolve governo totalitário, e possui a fantástica capacidade de prender o leitor da primeira até a última página.
    Tive a incrível experiência de participar do bate-papo que ocorreu na Bienal do Livro de São Paulo com a autora, Sally Gardner, e a partir de então me apaixonei pela história dela. Também disléxica, ela disse que não foi fácil escrever o livro, e que o dedica a todos os alunos que não brilharam na escola. Sendo reflexo da dislexia ou não, o fato é que a escrita é concisa e objetiva. Com frases curtas, o impacto é transmitido ao leitor de forma ainda mais intensa, o que colabora para a mensagem do livro. E de forma alguma essa característica pode ser vista como uma facilidade para o leitor, pois é justamente esse choque que torna a experiência de leitura ainda mais tensa.
    A narrativa é em primeira pessoa e isso possibilita ao narrador, o próprio Standish, expor seus sentimentos e realizar flashbacks. A exposição é concreta e, novamente, chocante. Não tem como não se apegar ao personagem depois de tudo o que ficamos sabendo sobre o seu cotidiano e sobre toda a miséria que o envolve. Os flashbacks aparecem para explicar o sumiço de Hector e para nos dar uma ideia sobre tudo o que se passa nessa sociedade opressora. Isso porque quem nos narra é um ser totalmente ingênuo, então o leitor só possui informações oriundas de Standish. O que se passa realmente nós precisamos imaginar e tentar descobrir junto do garoto. Essa estratégia é brilhante para a construção do enredo; tornou tudo ainda mais verossímil.
    A diagramação é linda, toda caprichada. A letra é grande e as margens espaçadas, o que torna a leitura ainda mais fluida. Já a dedicação que a editora wmfmartinsfontes destinou às figuras que ilustram o miolo torna o livro ainda mais especial: em quase todas as páginas tem figuras que, com o virar delas, contam uma pequena história de um rato. Essa história possui a essência da mensagem do livro, o que achei genial, pois só fui entendê-la com o passar das páginas, e ainda me proporcionou momentos de reflexão depois de concluir o livro.

    FONTE:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)




    ----------------------------------------------------------


    Eu super-recomendo esse livro. :joinha:
    --- Mensagem Dupla Unificada, 27 Nov 2014, Data da Mensagem Original: 27 Nov 2014 ---
    Complementando: eu fui no último domingo, dia 23, ao shopping assistir ao filme
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e, como eu tinha umas duas horas para matar antes da sessão, entrei na Saraiva para ler alguma coisa sentado no sofá. Logo na entrada bati os olhos nesse livro e me interessei. Mas fui ainda ver outras estantes por um tempo. Depois por fim peguei esse mesmo livro e fui ler. Li umas 60 páginas ali mesmo (a leitura é rápida, na real, porque tem várias páginas em branco e poucos caracteres por página...). O livro me ganhou. Eu tinha até comentado no Facebook que era bom poder estar numa livraria e em tempo real pesquisar preços no Buscapé, usando o celular... Eu pensava em comprar esse livro por 15 reais nas Americanas, mas no fim cedi e paguei os 30 reais da tabela na própria Saraiva. Isso porque eu queria continuar a leitura o quanto antes e não esperar um semana pelo frete... Hehe. Isso dá uma noção de como um fui cativado por esse livrinho de literatura juvenil, que nunca foi meu fraco.

    Também achei legal a coincidência de eu estar indo ver um filme sobre viagem espacial e ter topado - e lido - um livro que trata da teoria conspiracionista da viagem à Lua. E o mais tri foi que no filme Interestelar também falam disso bem no início. Uma puta coincidência legal. :timido:

    Enfim. Esse livro é super duper. :grinlove:
     
    • Gostei! Gostei! x 1
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1

Compartilhar