1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Love (1ª temporada)

Tópico em 'TV' iniciado por Melian, 3 Jun 2016.

  1. Melian

    Melian Usuário

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    De uma série do Judd Apatow, a gente espera pessoas depressivas, ferradas, fracassadas, e extremamente divertidas. Não conscientemente divertidas, mas acidentalmente. Personagens do Judd Apatow sempre passam pelo crivo do desvio. Não é diferente com os protagonistas de Love: Gus (Paul Rust) e Mickey (Gillian Jacobs). Duas pessoas que se conhecem por acaso, ele paga a conta dela numa “vendinha” para evitar que ela fizesse um escândalo. Sim, o cara tímido, nerd, aparentemente altruísta, conhece uma garota espalhafatosa, exaltada, inteligente, encantadora e assustadora. Não se enganem, nenhum dos dois se manterão nos estereótipos que acabei de descrever. E aí está o motor da série, que não segue a fórmula de comédias românticas.

    Há um caminhão de situações constrangedoras na série. Há um balaio de expectativas criadas e soterradas. Há uma infinidade de palavras ásperas, de comportamento grosseiro, egoísta, entre outros na série. Mas isso não é privilégio de comédias românticas. Viver é enfrentar e desviar de constrangimentos mil, é ferir e se ferir. Viver é sentir medo em boa parte do tempo. A vida adulta nada tem a ver com não sentir medo. Adultos sentem medo, sentem pavor, mas a diferença é que eles sabem que, mesmo com medo, precisam continuar. Às vezes, continuam sozinhos; às vezes, acompanhados. Prefiro este modo àquele.

    (Trecho extraído do texto que dois amigos e eu fizemos sobre a série. Quem quiser ler o post na íntegra, com spoilers, ele está lá no meu
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    ).

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

     

    Arquivos Anexados:

    • love.jpg
      love.jpg
      Tamanho do arquivo:
      126,6 KB
      Visualizações:
      23
    • Gostei! Gostei! x 1
  2. Galford Strife

    Galford Strife Jedi Master

    Bom post. Eu assisti a primeira temporada e curti. Soh não vou comentar mais pq eu assisti lah na época que estreou, não lembro tanto pra elaborar comentários mais desenvolvidos. kkkk
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Melian

    Melian Usuário

    Eu também vi quando saiu. Depois, fiquei só enchendo a paciência dos amigos para eles verem.

    E eu acho que dá para sintetizar a coisa assim: "Love é a 'Freaks and Geeks' da atualidade".
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar