1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Lothlöryen: Porque o Brasil também possui bandas tolkien-based

Tópico em 'Comunicados, Tutoriais e Demais Valinorices' iniciado por Pandatur, 30 Ago 2005.

  1. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Lothlöryen é uma banda proveniente da cidade de Machado, no interior de Minas Gerais. Já pelo nome percebe-se uma influência tolkieniana. Mas além do nome, algumas músicas da banda também têm as obras do Professor como fonte de inspiração.

    A banda possui um CD demo lançado em 2002, "Thousands ways to the same land", e participou de uma das faixas da coletânea "Valhala Demo Section", também de 2002, com a música "There And Back Again".
    Agora em Setembro de 2005 será lançado o primeiro disco, "of Bards and Madmen"

    Saiba mais sobre a Lothlöryen clicando no link a seguir:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Pelo
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    pode-se ter uma idéia do som deles baixando algumas samples e uma faixa completa (Lothlorien). Também podem ser comprados a Demo e o CD, por R$7,00 e R$20,00 respectivamente, mais frete. Na
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    há um tópico onde os interessados receberão um desconto de 30% no cd "of Bards and Madmen", que custará então R$14,00.
    Eu já encomendei o Demo e o CD. :mrgreen:

    Conversando no Orkut com o guitarrista Wesley "Leko" Soares, ele me disse ser fã da Valinor, e que já visitou o site várias vezes. =]
     
    Última edição por um moderador: 31 Ago 2005
  2. Gandalf The Black

    Gandalf The Black Vivo-Vivo

    hummm... Legal isso. É Rock, né?
     
  3. Pandatur

    Pandatur Usuário

    É metal. O pouco que ouvi puxa mais pra algo no estilo "Tuatha de Danann", ou "Elvenking".
     
  4. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    O som deles realmente é legal. E eu até diria que é bom ter uma banda nacional que se inspira na obra do Professor, mas de que adianta ter uma banda BRASILEIRA se eles não tem originalidade o bastante pra compor suas músicas na língua natal?
     
  5. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Você diz que deviam compor em português? Não acho que seria ideal, Snaga. A língua inglesa é o caminho pros caras se eles querem entrar no mercado. Além de que o inglês "soa" melhor do que o português no metal, eu acho. Imagina se Blind Guardian cantasse em alemão? Se Stratovarius ou Nightwis cantasse só em finandês? Uma ou outra música na língua natal eu acho extremamente interessante, mas creio que no caso do metal o negócio é cantar em inglês mesmo.
     
  6. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Eu não entendo nada de Metal (sertanejo é o que há!!! :lol:), mas ainda assim não acho graça em ter uma banda brasileira cantando em inglês.
    Porque nós aceitamos o inglês aqui de bom grado (e olha que muitos que dizem gostar de bandas estranjeiras nem entendem o que elas cantam) e o resto do mundo não pode aceitar o nosso português?

    Um exemplo nada vê: a mídia vangloria o Alexandre Piriz porque ele faz sucesso lá fora. O neguinho canta em espanhol, não vejo motivo pra tanto elogio a ele.

    É... talvez eu seja nacionalista demais.

    E quando eu disse "sertanejo é o que há!", eu não tava zuando.
     
  7. Nessa Cyriatan

    Nessa Cyriatan Usuário

    O som deles é até legal...eu conheço pouca coisa.
    O que mata um pouco é o vocal...a única coisa que me desagradou foi isso.

    Parece um pouco com o Tuatha de Dannam mesmo...principalmente a música "There and Back Again" que foi a primeira que eu escutei...

    Letras em português seriam legais...pq as bandas tem tanto medo?
     
  8. nana

    nana Usuário

    É, brasileiro pensa que pra fazer sucesso no exterior tem que cantar em gringolês.. e tem muito brasileiro fazendo sucesso no exterior cantando em português mermo.

    Veja bem, Jorge Ben, Tom Jobim.. etc =]
     
  9. rohanhorn

    rohanhorn Usuário

    Senhores, sejamos razoáveis...

    A maioria das pessoas no nosso país não consegue sequer escrever um simples bilhete em português (vide alguns posts deste mesmo tópico), quanto mais um texto que acompanha uma composição musical. O que a turma faz é mesmo imitar "mais ou menos" o que ouve das outras bandas, mesmo sem ser fluente em inglês. Não estou dizendo que é o caso do Lothlórien.

    Dizer que é burrice gostar de uma música em outra língua porque "não se entende o que o sujeito canta" é uma bobagem sem tamanho. É só ouvir alguma das obras operísticas de Wagner ou Mozart, por exemplo, para se ver completamente tomado de paixão pela música, sem precisar compreender nem mesmo em que língua a música está sendo cantada... a música não precisa necessariamente do texto para ser compreendida. E é por isso que se chama música, e não poesia. Os bons compositores falam com os sons.

    Mas eu defendo os dois lados. Também não aceito o argumento de que o inglês soa melhor no metal. Lacrimosa, Rata Blanca, Orphaned Land e até mesmo o Moonspell são bandas que sustentam o que eu digo, ainda que a maior parte da produção desta última seja, realmente, em inglês. Enfim, acho que para se compor em português é necessário primeiramente saber falar a língua, e nesse aspecto ao menos metade dos aspirantes a compositores já desiste. Depois disso, é necessário muito, mas muito estudo, para que não fique tudo parecendo som de banda white metal. Questão de trabalho e força de vontade, apenas.

    Meu ponto de vista é mais ou menos esse aí :o)
     
  10. Snaga

    Snaga Usuário não-confiável!!!

    Concordo com algumas coisas que você disse. Mas discordo de algumas.
    Música é arte e arte é livre, ou seja, uma canção não precisa ser escrita em linguagem culta, basta ter talento, bom gosto e ser criativo.
    Ora, se alguém consegue compor uma música em uma língua estrangeira, também consegue compor na sua própria língua.
     
  11. Tabris

    Tabris Porta Chama do Ponente

    Acho que é meio q a uma tradição do metal e eu acho que o metal tem umas caracteristicas que são dificeis (ou impossiveis) de adequar ao português. Mas mesmo assim eu sempre algumas bandas estrangeiras com alguams músicas na lingua natal, mesmo que no show e memso que não no estilo da banda, já ouvi moonspell cantar uma ou duas músicas em português, e a´te o Angra, lembro que o Rhapsody tb tem algumas músicas em italiano.

    Eu atualmente n tneh obanda e acho que não sou um vocalista bom o bastante para isso mas tendo o metal melódico como meu estilo preferido eu certamente teria muitas músicas em inglês, oq não faria com que eu nã otivesse músicas em português, mas lembrem-se também que o metal melódico tem caracteristicas de músicas mais populares, seu vocal pode variar muito em estilo, podendo ficar mais perto da música clássica ou até de estilos nacionais, depende apenas do cnator e do estilo de música da banda.
     
  12. rohanhorn

    rohanhorn Usuário

    Bom, mais duas considerações:

    Uma coisa que eu esqueci de comentar, e que deve-se levar em consideração em uma discussão desta natureza, é o fato de que, foneticamente, a língua portuguesa é muito diferente da italiana, inglesa ou espanhola (caso de algumas das bandas citadas). Estas últimas facilitam a emissão das vogais da forma como tradicionalmente ouve-se música européia. O português é uma língua que soa mais "baixa" nos ressonadores faciais, e por isso é tão esquisito ouvir frank sinatra cantando tom jobim, ou então ouvir um poema de manuel bandeira musicado por oswaldo lacerda, e cantado por um músico treinado através da técnica italiana. Parece que não, mas isso faz diferença.

    Snaga, o músico não precisa escrever de forma "culta" para compor uma música. Claro que se pode escrever utilizando neologismos, vícios de linguagem, regionalismos, etc. A arte realmente não dita regras. O que eu acho complicado é um artista não dominar o próprio material de trabalho - no caso, a língua. Ele precisa saber o que está fazendo.. um letrista que escreve em português e não sabe escrever direito é como um marceneiro que conhece apenas "mais ou menos" o equipamento e a madeira com a qual trabalha.

    Abraços,
     
  13. Eö Calmcacil

    Eö Calmcacil Tirem as crianças da sala!

    Concordo plenamente com sua argumentação.
    Heavy metal, para mim, se resume a um cara gritando no microfone. Não tenho nada contra, mas a única banda de metal que aprecio é Nightwish, amo a voz da vocalista (nem o nome sei).
    Algumas pessoas acham que, para compreender uma música, é mister que ela seja acompanhada de letra. Tais indivíduos não conseguem captar o sentimento implícito no som do instumento, portanto não entendem a música instrumental, refugiando-se no clichê "música 'clássica' é horrível" (e ainda erram a nomenclatura, tendo em vista que música clássica refere-se àquela do período clássico. O correto é música erudita).
     
  14. rohanhorn

    rohanhorn Usuário

    Eö,

    Como faço pra citar uma mensagem, como você fez?

    Você disse que "Heavy Metal pra mim se resume a um sujeito gritando" - hehehe fiquei muito feliz que você especificou - pra você. Na minha simples opinião, há muitas bandas nas quais o sujeito realmente se resume a gritar. Mas outras são bastante diferentes disso, e são heavy da mesma forma. O Nightwish mesmo é um exemplo (apesar de eu não gostar do som).

    Agora, quanto à música erudita, eu também sempre gostei de frisar isso que você disse: música clássica é música composta entre 1740 e 1780 ou 90, e o que o pessoal costuma chamar de música clássica, na verdade, é música erudita. Mas sabe que há um tempo atrás eu conversei com alguns regentes e cantores espanhóis e o termo "música erudita" era completamente estranho para eles. Me falaram em música clássica mesmo, e disseram que este é um termo corrente na Europa, ao contrário do nosso "música erudita". Bem, esse questionamento de nomenclatura é um porre, e talvez nem caiba aqui no fórum, né? Mas só pra completar, eu assisti a uma professora usando um termo que eu adorei, e achei melhor do que estes dois: "western art music".

    Um abraço,
     
  15. Eö Calmcacil

    Eö Calmcacil Tirem as crianças da sala!

    Pra citar mensagem, é só clicar no botão citar, ali no canto inferior direito da mensagem :-D

    Relamente, essa discussão de nomenclaturas é meio inútil, o importante é a mensagem ;-). Mas eu sempre uso música erudita, talvez por hábito... Gostei de "western art music", o problema agora vai ser me acostumar de novo! :-P
     
  16. ei, quem de vcs jah tem o cd da banda?!?!?
     
  17. Pandatur

    Pandatur Usuário

    Andrëas, o CD só sai acho que no fim ou metade de Setembro. Eu pretendo comprar, já até entrei em contato com a banda via email (confira os links que citei no primeiro post da noticia).
     
  18. Ah, foi mal. Eu me interessei pela banda, gostei das músicas. Acho que tbm vo comprar o cd...
     

Compartilhar