1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Lost in Space

Tópico em 'TV' iniciado por Haleth, 2 Mai 2018.

  1. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Gente...
    Eu não sabia que o Lost in Space da Netflix é um remake! :roll:

    Bom, to criando o tópico pro caso de mais alguéns (@Akylys?) quererem compartilhar os pensamentos: o que foi, o que poderia ter sido, o que poderá ser... Cês entenderam.
     
    • Ótimo Ótimo x 2
  2. Clara

    Clara Antifa Usuário Premium

    Ainda ontem tava pensando que a ideia por trás de "Perdidos no Espaço" é uma espécie de matrioska da cultura popular. :dente:
    Ela é remake da série
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    de 1965-1968;
    Que por sua vez é uma versão espacial do livro "Os Robinson Suíços" de Johann Wyss;
    Que vem a ser a versão "família" de Robinson Crusoe, de Daniel Defoe.
    .
    Eu assisti a série original com o Dr Smith e o robô desajeitado que parecia mais uma máquina de lavar industrial.
    Como ele se movia nos planetas inóspitos e de terreno irregular sendo tão grande? :tsc:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Mas mesmo assim desajeitado ele virou um ídolo pop e tem fãs até hoje.
    E confesso que fiquei emocionada ao ouvir o robô atual falar a icônica frase: "Danger, Will Robinson!" e a música de abertura da série dos anos 60 tocada no final do primeiro episódio.
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ah, e tem também a participação do ator Bill Mumy (que viveu o Will Robinson na série original) interpretando o Dr. Smith verdadeiro (de quem a falsiane rouba identidade) aliás, que mulher odiosa, gesuis! :mad:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Então, só assisti os dois primeiros episódios, quando assistir o resto volto aqui pra comentar, mas por enquanto estou gostando bastante principalmente por os personagens serem mais trabalhados, por mostrar o drama nas relações da família, ter mais explicações sobre como eles ficaram perdidos e o que os motivou a sair naquela aventura.
    São coisas que não existem na série original e me pareceu que eles pegaram o principal dela (o garoto, o robô, a antagonista) adicionaram mais cores, mais profundidade.
    Enfim, tá bacana. =]
     
    • Ótimo Ótimo x 1
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. Fúria da cidade

    Fúria da cidade ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ

    A série dos anos 60 foi contemporânea ao Star Trek e o Dr. Smith e o robozinho eram um caso a parte. Achava eles bem engraçados.
    Ainda vai demorar pra eu começar ver essa nova versão, mas quando fizer postarei minhas impressões.
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  4. Darkness

    Darkness 人間 Usuário Premium

    Me marcou mas nem apareceu :cry:
    ______

    Eu não assiti a primeira versão e nem pretendo, dei uma olhada no tio :google: e não gostei do que li a respeito...
    Sobre a versão da Netflix, eu nem sei se eu esperava alguma coisa, mas não fiquei nada impressionada com o que vi!
    No geral é uma série boa, não vi efeitos muito exagerados e que passam a sensação de irrealidade. Mas no fundo fiquei com a sensação que é uma espécie de transformers no espaço.
    Gostei muito de ver engenharia reversa, conspiracionistas amam!
    Mas achei completamente repugnante a facilidade que a Maureen teve de fraudar o sistema, gostaria que tivessem explorado melhor essa questão!
    Pelo amor de Eru, essa gente é muito sonsa, tipo protagonista da novela das 8, achei a confiança cega deles na "Dra. Smith" um porre, essa parte foi difícil de engolir.
    Eu queria um pouco mais de ação, algo que fosse impactante, que me prendesse do início ao final! Mas naturalmente, estou esperando pela próxima temporada!
    Fiquei com o coração na mão, quando o Will destruiu o robô, achei a cena bem pesada.
    Gostei, mas não é a melhor série que eu já vi na minha vida.
     

Compartilhar