• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Lobo Solitário (Kozure Ōkami, 1970)

Lord Ashram

Denny Crane
P/ quem não sabe, a Panini vai publicar a partir desses mês esse fodônico e cultuado mangá.

Vai ser publicado em edições de 300 páginas, distribuição setorizada e com o preço de 9,90 (pelo menos a 1ª edição). Ainda não falaram nada sobre periodicidade.
Provavelmente será publicado a partir do material que saiu nos EUA pela Dark Horse, com as capas de Frank Miller.


Um pequeno texto sobre o mangá p/ quem não conhece:

Criação: Em 1970, a dupla Kazuo Koike e Goseki Kojima revolucionou as histórias em quadrinhos com a criação de Kozure Ookami, um mangá como nunca tinha se visto até então. Kazuo, um argumentista de primiera linha que décadas depois criaria The Crying Freeman, realizou extensa pesquisa sobre a época dos shoguns no Japão para apresentar, nos mínimos detalhes de contexto político e social, uma história sobre um samurai acusado de traição.
Além do excelente argumento, os desenhos de Kojima eram a grande atração. A leveza e a beleza dos golpes de espada, ressaltadas pelos desenhos poderosos de Kojima, eram tão reais que as lutas dispensavam qualquer tipo de comentário e muitas vezes percorriam páginas e páginas sem nenhuma palavra, deixando o leitor em êxtase. Lobo Solitário estourou no Japão na década de 70 e vários filmes (live actions) do personagem chegaram a ser produzidos, mas somente nos anos 80 o Lobo ganhou o mundo, após ser lançado nos Estados Unidos (em 1987) com o título de Lone Wolf and Cub (Lobo Solitário e filhote).
No Brasil, a saga do Lobo Solitário começou a ser publicada no final dos anos 80 (em 1988, um ano depois que chegou aos Estados Unidos) pela editora Cedibra. Foram lançados nove edições no formato americano, contendo uma história por edição. A partir de 1990 a Editora Sampa começou a publicar o personagem em formato menor, com 128 páginas e duas histórias por edição. Nesta mesma época foram lançadas ainda três almanaques de republicações, de 260 páginas cada. A partir de 1993 a Editora Sampa zerou a numeração, continuando com o formato menor, só que agora com apenas uma história por edição. Esta nova série foi até o número cinco e parou. Por enquanto, para achar o personagem, só em sebos.

Enredo: Itto Ogami era o executor oficial do Shogun, usando sua habilidade com a espada para ceifar (literalmente) a vida dos senhores rebeldes que desafiavam o poder imperial. Sua destreza com a lâmina tornou-se uma lenda, mas despertou a inveja do clã Yagyu - composto por assassinos também incumbidos de fazer valer a vontade do Shogun, mas que cobiçavam o cargo de Ogami. Os membros forjam provas contra ele e matam sua mulher. Itto Ogami e o filho Daygoro, escapam porque estavam rezando em um local próximo. Ao voltar para casa, ele jura perante o corpo da esposa e os olhos do pequeno filho, que irá se vingar e matar todos os que tramaram contra ele. No entanto, primeiro é preciso fugir, já que o shogun agora está contra ele. Itto torna-se um fora-da-lei e, vagando pelas províncias do Japão feudal acompanhado de seu filho, o samurai busca vingar a morte de sua esposa. Ogami sobrevive graças à sua astúcia e freqüentemente, oferecendo seus serviços como assassino contratado. Às vezes, suas vítimas merecem a morte que ele friamente traz; de outras, não. Seja como for, Ogami assume de corpo e alma seu compromisso quando aceita um pagamento e dá sua palavra de honra. Assim age um samurai.

No site Cosmo HQ tem mais informações.


P/ quem curte samurais e acha que Blade e Vagabond é bom, vale a pena conferir e ver que Blade e Vagabond tão muito abaixo do que um verdadeiro mangá de samurias deve ser. :P
 
F

Fox

Visitante
Blade nem merece ser citado nessa comparação, apesar do traço até decente pra um mangá.

Vagabond sim é bem bacana, mas passa longe do conteúdo e estilo narrativo que Lobo Solitário tem.

É praticamente uma aula de história, inclusive desmistificando e mostrando todas as hipocrisias da filosofia samurai.

É a única coisa além de Conan que eu me disponho a comprar.
 

Tilion

Administrador
Finalmente o mangá por aqui! :pray:
Há muito que tinha ficado inviável comprar as edições da Dark Horse: R$40 cada na Cultura. :tsc:

Pra mim, não é apenas o melhor mangá de samurai: é O melhor mangá já criado. Traço e história perfeitos.
 

MaDZ

Usuário
Re: Lobo Solitário

Lord Ashram disse:
Vai ser publicado em edições de 300 páginas, distribuição setorizada e com o preço de 9,90 (pelo menos a 1ª edição). Ainda não falaram nada sobre periodicidade.

O Oggh(editor da Panini) informou no fórum da editora que o preço será R$12,90 já a partir da primeira edição.
Mesmo assim o preço continua justo e é um dos menores custos por pagina atualmente(se não for o menor).
 

Lord Ashram

Denny Crane
Então eles mudaram isso agora.
Ele mesmo tinha falado na época que eu postei que o preço era 9,90 depois que alguns sites colocaram 12,90 no checklist.
 

MaDZ

Usuário
Foi, ele tinha dito que seria R$9,90 mas uns dias depois postou este comunicado:

Fabiano Denardin (Oggh) disse:
"A respeito dos aumentos em nossa linha de mangás, tenho algumas considerações a fazer. Temos que lembrar que estamos em um mercado concorrido, onde a sobrevivência em banca é vital para a editora.

Nosso projeto foi baseado em atingirmos uma expectativa de vendas para trabalhar com um preço menor do que a concorrência, o que fizemos com nossa linha de mangás a R$ 3,90 - valor abaixo do praticado pelos concorrentes em produtos similares durante a época que vigorou.

Porém, não conseguimos atingir as metas estipuladas para a manutenção desse preço diferenciado e tivemos que reavaliar nossa estratégia, equiparando nossos preços aos praticados pelo mercado atualmente para podermos manter nossos mangás sem nenhum cancelamento ou pausa na publicação.

Com isso, os preços de nossa linha ficam assim:

Peach Girl - R$ 5,50
Éden - R$ 5,50
Slayers - R$ 4,90
Shin Chan - R$ 4,50
Lobo Solitário - R$ 12,90

Obrigado a todos os nossos fãs por nos prestigiarem nas bancas!

Lúcio Flávio Baúte
Gerente de Marketing e Circulação
Panini Comics Brasil"
 

Primula

Moda, mediana, média...
....

Que boa notícia...não vou precisar encomendar os volumes em japonês. :mrgreen: (que foi o que aconteceu com Ribbon no Kishi :disgusti:)
 
Eu não pretendo comprar porque Samurai já saturou por aqui...ainda mais pra mim que compro Blade, Shaman King e comprei Samurai X...outro mangá de samurai seria demais, por mais que ele for bom.

Mas vale a pena comprar mesmo? Essa foto dele com o bebê não é exatamente.....empolgante.
 

Lord Ashram

Denny Crane
Sinceramente?
Esquece que Blade e Samuria X existem pq eles são tipo... hmm... saca adubo? Então... mais ou menos isso perto de Lobo Solitário.
 

Kyo

Big bad wolf
Finalmente vou poder ler um mangá que só conheço por sua influencia sobre outros mangás de relativo sucesso... Quanto a Samurai X e mangás de samurais em geral, dizer que não vai comprar um classico como Lobo Solitario só porque está cansado dessas historias genéricas exageradas é no minimo falta de capacidade de discernir entre o que é bom ou não.
 

Tilion

Administrador
-=|Nemesis|=- disse:
Mas vale a pena comprar mesmo? Essa foto dele com o bebê não é exatamente.....empolgante.

Detalhe que a imagem do link foi feita pelo Frank Miller, não pelo Goseki Kojima. Ela não é parâmetro para a qualidade do mangá em si (embora seja boa).

Mas pode acreditar que, se tu chegares a comprar, vai poder dizer: "Nunca gastei tão bem meu dinheiro com um mangá". E será a pura verdade.

De fato, não há explicações completamente satisfatórias que possam ser dadas aqui. Leia e comprove.
 

Tilion

Administrador
Só um porém quanto à matéria da Cosmo HQ (SPOILERS abaixo):

(...) Os membros forjam provas contra ele e matam sua mulher. Itto Ogami e o filho Daygoro, escapam porque estavam rezando em um local próximo. (...)

Não foi assim que aconteceu. Realmente é plantada uma prova falsa da traição de Itto para com o Shogun, mas não apenas a mulher dele é que é morta: todo seu clã é dizimado enquanto ele estava fora em uma missão. Ao voltar para casa, encontra todos mortos, mas ouve um choro: sua mulher estava prestes a dar à luz quando foi assassinada, mas o bebê sobreviveu e é encontrado por Itto perto da mãe. Daigoro acabara de nascer, não tinha ido rezar com Itto em lugar nenhum.
 

Tilion

Administrador
Editoras + prazos = incertezas.

Provavelmente deve sair na primeira quinzena deste mês. Mas é apenas uma leve esperança. :|
 

Primula

Moda, mediana, média...
-=|Nemesis|=- disse:
Eu não pretendo comprar porque Samurai já saturou por aqui...ainda mais pra mim que compro Blade, Shaman King e comprei Samurai X...outro mangá de samurai seria demais, por mais que ele for bom.

Mas vale a pena comprar mesmo? Essa foto dele com o bebê não é exatamente.....empolgante.

Sinceramente, isso que você acabou de falar é uma heresia sem tamanho. :eek:

Não dá nem para comparar Kozure Okami (Lobo Solitário) com Vagabond... quanto mais com Samurai X.

Apenas uma "amostra" do que acontece no começo da estória.

(muitas vezes sem frases)

Itto Ogami retornando de sua função de executor do Shogun, vai ao Templo da família para orar pelas pessoas que executou. No retorno troca poucas palavras com a esposa grávida. Ela teme que os espíritos daqueles executados pelo marido amaldiçoem o bebê que está por nascer. Ele a reconforta. Dia comum.

Um dia depois, retornando de outra missão, vê sua casa totalmente destruida (por "casa" entenda servos, chacina, etc.) Sua esposa está entre os mortos.

Seu corpo esconde um bebê recém nascido. Seu filho que nascera e ele não estava ali para proteger sua esposa.

Alguns meses depois, um comunicado do Shogun o acusa de traição. Ele exige que Ogami pratique seppuku com seu filho, Daigoro.

"Diálogo" entre Ogami e Daigoro (não tem nem dois meses de idade).

Itto: Daigoro, eu decidi rebelar-me contra o Shogun. Decidi seguir pelo caminho do assassino. No entanto, não posso obrigar você a seguir o meu caminho. Você terá de decidir seu próprio destino.

(finca a espada no chão e põe uma marudama - bola para crianças feita de seda - ao lado)

Itto: Sei você é muito jovem para escolher, mas no fundo você é um Ogami. Sei que fará a escolha que seu coração desejar. Espada e você escolhe o caminho de sangue e sem esperanças do assassino que escolhi. Marudama e você vai para junto da mamãe em Yomotsu.

O bebê engatinha sorrindo para a bola, mas algo chama a atenção dele e ele fica fascinado pela espada. Rindo como o bebê que é, ele tenta pegar na bainha.

Itto (lágrimas nos olhos): você seria mais feliz ao lado da mamãe, Daigoro.

Nas entrelinhas, há muito das convicções budistas, shintoístas, da filosofia do bushido. Sem explicação nenhuma. A intuição vai ter de ensinar. Esse negócio de explicar demais é coisa de ocidental e muitos mangás acabaram sendo contaminados por essa caraterística. (eu diria defeito, já que parece que todo mundo virou Jim Lee e fica horas explicando na primeira página!)

Não há explicações no mangá de Lobo Solitário. Pressupõe-se que você saiba tudo do pano de fundo cultural da época, para que entenda o que diabos está acontecendo.

Mesmo que não saiba... bem, observando e tendo paciência vai aprender.
 
F

Fox

Visitante
Primula disse:
Não há explicações no mangá de Lobo Solitário. Pressupõe-se que você saiba tudo do pano de fundo cultural da época, para que entenda o que diabos está acontecendo.

Mesmo que não saiba... bem, observando e tendo paciência vai aprender.

Isso é o mais legal da história toda. Pelas pequenas sutilezas nos gestos, atitudes e comportamentos de todos os personagens que aparecem, vai se tendo uma peça de uma grande quebra cabeça que é a cultura japonesa.

Não tão dificil, já que o autor se dedica a colocar o máximo de detalhes posíveis na hora certa. Me assustei com o quanto eu não me choquei e o quanto entendi quase antes da hora vendo um documentário sobre o Japão.

Tipo, SPOILER:

Mas... todo esse lance do Shogun e de sua casa destruída... não é só contada bem mais pra frente na série? Eu me lembrava que sim.
 

Primula

Moda, mediana, média...
Fox disse:
Tipo, SPOILER:

Mas... todo esse lance do Shogun e de sua casa destruída... não é só contada bem mais pra frente na série? Eu me lembrava que sim.

Bem, aí eu vou ter de me desculpar porque as editoras brasileiras me deixaram toda confusa. Sem falar que eu pegava alguns em sebo :mrgreen:
 

Tilion

Administrador
Depois de vários atrasos, parece que agora o mangá sai.

Segundo a Panini, o atraso se deu pelo fato do processo de aprovação do mangá com a editora responsável no Japão ter sido demorado. Eis a capa da primeira edição:



que é basicamente igual a da Dark Horse.

Preparem-se para atingir o Nirvana da arte sequencial. :obiggraz:
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.920,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo