1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Livros x Estado Emocional.

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por imported_Menegroth, 22 Fev 2008.

  1. Estive pensando.
    Em quanto o estado emocional de um leitor pode interferir na avaliação de um livro?

    É fato que eu, ao ler um livro extremamente romântico, fico com uma enorme vontade de me apaixonar. Mas as duas coisas estão antenadas.

    Mas se eu estiver passando por uma momento de, por exemplo, perda de um membro da minha familia e ler um livro que tende a comédia eu vou adorar o livro ou vou tachar ele como uma merda?

    Os livros, no meu caso, costumam a ajudar. Eu leio algo que eu sei que pode mudar aquilo que to sentindo.

    E vocês? O que acham?
     
  2. Eu acho que em tudo.
    Porque a menos que eu esteva lendo com um fim definido de análise, por exemplo, a experiência de ler é algo extremamente pessoal e particular. Claro que se o livro for mal escrito pode ser sobre um assunto que eu adore que eu não vou achar tão bom, mas também pode acontecer de um clássico aclamado não me tocar. É muito uma questão de sentimento.
    Mas claro, isso em relação ao livro te dizer alguma coisa ou não. Eu posso falar que um livro é bom, mas ainda assim pra mim ele não ter sido o livro. Por exemplo, eu acho Caçador de Pipas um bom livro, mas ele não me tocou tão fundo.

    Os livros também me influenciam muito... alguns autores em específico me dão muita vontade de escrever, outros me dão aperto no peito, etc. A gente acaba puxando alguma coisa do livro, né?

    Já quanto à situação que você descreveu, bom... eu acho que pra começar, quando se passa por uma coisa dessas, perder um membro da familia por exemplo, você não vai pegar um livro de humor pra ler, a menos que queira uma história leve justamente pra tirar os pensamentos ruins da cabeça, já que no fim o que a gente escolhe ler também tem a ver com como estamos nos sentindo no momento. Mas depois disso eu acho que já ultrapassa a barreira de até quando depende do sentimento e até quando depende de ser ou não um bom livro.
     
  3. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Em certos momentos eu quero ficção longe. A história real as vezes é tão fantástica que a ficção parace estúpida. Por isso, para mim, em caso de ficção, prefiro a científica. No geral não é o livro que me leva, conforme meu humor, tenho mais ou menos tolerância para lleitura de um ou outro livro. Após um período em que tomei uma overdose de romances, passei a me interessar mais por outros assuntos. Tanto que preciso criar um motivo forte para ler um. Em geral, é fazer uma análise, busca de informações históricas sobre esse período, formas de contar uma história. Porém, caso resolva ler um livro, vou navegar nele, me jogo com tudo, vou vivencia-lo, flutuar nesse mundo imaginário. Histórias de guerra, para eu ler, é imensa a dificuldade, justo por esse meu jeito de ler.
     
  4. LatinoAmericano

    LatinoAmericano Aqui jaz Alcarecco

    Bem, eu nunca leio pensando no meu estado emocional, eu pego o livro por indicações, ou por vontade de ler esse ou aquele livro.

    Porém, instintivamente, o meu estado emocional acaba se relacionando com o livro, acho isso automático, e aí então, eu posso considerar o lviro, dependendo do meu estado emocional, bom ou ruim.

    Indo fundo no livro, a história, os pensamentos, as idéias do livro poderão refletir em minha vida, e talvez até mudar o meu estado emocional, quero dizer, um livro tem um poder muito grande de influencia sobre mim.
     
  5. imported_Cabal

    imported_Cabal O Poeta Aprendiz

    Hmmmm, vamos lá, o que eu acho éo seguinte, eu leio o lvro que der na telha, sem pesar muito no meu estado emocional, vejo mais pela história se é interessante e tal, até porque certos estados emocionais duram pouco tempo, as vezes horas, minutos, tem situações que ficamos bem mais tempo com algo preso dentro da gente, é nessa hora que o livro înfluência, a depender de como esteja posso ler um livro e chorar tanto que tenho que tirar ele das mãos pra não estragar, já certas horas poderia ter lido o mesmo livro e não ter chorado tanto, o que eu acho que acontece é que ele acentua o que já estamos sentindo.

    "É fato que eu, ao ler um livro extremamente romântico, fico com uma enorme vontade de me apaixonar. Mas as duas coisas estão antenadas. " - Menegroth
     
  6. imported_Amélie

    imported_Amélie Usuário

    Bem... Eu penso que a leitura do livro é totalmente influenciada pelo meu estado emocional... a prova disso é que as vezes começo a ler um livro e não gosto... depois, leio de novo, e voilá! parece outra obra muito mais legal... É claro que em linhas gerais, um livro bom é bem diferente de um livro ruim... mas veja o caso de um livro que a gente tem expectativa de ser fenomenal e não é... o livro pode até ser muito bom... mas a ansiedade sobre ele é tão grande que aquela leitura já tem outros valores agregados... é o que eu acho... :)
     
  7. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    Eu acho muito válido o impacto de nosso estado emocional, sobre determinados livros, não tem aquele negócio: "Leia pela segunda, e um novo livro surgirá" pois então, muitas vezes isso já aconteceu comigo, devido a como eu me sentia, é como disseram ai em cima, "quero aquele livro longe de mim" mas naquele momento apenas...tudo vai de nossas condições...;; quem aqui nunca voltou átras na opinião de algum livro?????
     
  8. Clara

    Clara Que bosta... Usuário Premium

    Estava pensando nisso esta semana.

    Mesma coisa comigo. =/
    Sou completamente influenciada.

    Recentemente comecei a ler "Guia do Mochileiro das Galáxias", percebi que é muito bom, mas como não estou numa boa fase, achei melhor deixar pra mais tarde essa leitura.
    Não quero ficar com uma impressão ruim do livro.
     
  9. SenhorK

    SenhorK Usuário

    Acho que é um caminho de duas mãos.A boa literatura te sufoca,faz com que o estado emocional do livro chegue até voce,afinal isso é arte.Mas também tem o caminho inverso,de forma cartática voce lê um livro para espantar seus ''males''.
     
  10. Chantili

    Chantili Usuário

    Bom, no meu caso, eu não escolho uma leitura para "mudar" meu estado de espírito, mas certamente meu ânimo naquele momento vai influenciar muito a leitura. O que eu estiver sentindo em determinado momento vai ser fatalmente atrelado à leitura, à interpretação do que estiver lendo, isso sem dúvida. Acho que a gente acaba levando muito mais pra dentro do livro do que recebendo dele. =)
     
  11. abylos

    abylos Usuário Usuário Premium

    Bom, em geral eu consigo entrar o suficiente no universo do livro pra o meu estado emocional anterior não interferir.

    Claro que isso afeta o eu estado emocional durante a leitura e um pouco após, as vezes até demais :P(cheguei a acordar de madrugada tomado de tristeza pela morte do dumbledore quando li o harry potter 6).
    Mas eu procuro exercitar um controle sobre isso que tem crescido com o tempo. Não o quanto vou mergulhar numa historia, mas quão rápido retorno ao meu estado normal depois de terminar (ou interromper) a leitura.

    Então, no geral creio que é difícil meu estado emocional interferir em minha opinião sobre um livro.
    Mas, por outro lado, o estado emocional gerado por outro livro pode interferir na leitura do próximo.
    Exemplo, tinha lido crepúsculo e lua nova, ai saiu o inheritance(ultimo livro da saga do eragon) e claro que eu tinha que ler logo :P
    Ai, logo depois que acabei de ler esse livro, que fala de batalhas épicas que decidem o futuro de milhares de pessoas e de nações inteiras, fui ler eclipse e amanhecer. Achei bem difícil me impressionar com os dramas de uma única família de vampiros, independente de quão ameaçados de morte eles estivessem. Simplesmente tudo me pareceu efêmero demais.
     
  12. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Para mim é bem relativo.

    Posso estar triste e acabar lendo um livro que me deixe mais disposta, ou talvez, mais para baixo.
    Posso estar feliz e acabar lendo um livro que me deixe mais emocionada, ou talvez, mais contente.

    Eu peguei A Náusea de Sartre achando que eu ia adorar o livro e acabou que abandonei o livro.
    Eu não consegui me envolver na leitura, o ritmo estava lento e ñ entendia direito o que estava escrito...
    Então, no meu caso, a obra fica chata qdo eu ñ consigo entendê-la, por exemplo, A Terra Sonâmbula foi um livro que eu li aqui no clube, que eu amei!
    Porém, caso estivesse lendo sozinha, não conseguiria entender aquela narração louca do Antônio e abandonaria o livro.
    Logo, pra mim tem livros que eu só consigo ler,qdo tem alguém que ajuda a explicar a obra xD
    ou q eu tenha bagagem para isso, bom, na Náusea acho q faltou essa bagagem, afinal, senti náuseas lendo o livro ><
     
  13. Breno C.

    Breno C. Usuário

    O meu estado emocional é que afeta as escolhas de livros.
    Não importa o quanto queria ler determinado livro ou história, porque se eu estiver fora do clima para aquele tipo de leitura, não vai rolar.

    O bizarro é que essa viadagem começou a pouco tempo, antes poderia ler sobre qualquer tema em qualquer época (estado emocional) e não me afetava. =/
     
  14. Liv

    Liv Visitante

    Breno, você está se tornando uma pessoa sentimental? o.o
     
  15. Breno C.

    Breno C. Usuário

    O inferno tá congelando, o céu tem uma filial do Mc Donalds, Julieta tá pensando em virar lésbica... são os tempos mudando
     
  16. Liv

    Liv Visitante

    Eu sempre achei que o Big Tasty foi feito por anjos.
     
  17. Bel

    Bel Moderador Usuário Premium

    Meu "problema" é com Tolkien: não consigo ir pra Terra-Média com qualquer humor...
     
  18. Breno C.

    Breno C. Usuário

    Você é uma sonhadora

    Eu ia dizer "assim como os elfos", mas tem tanto tempo que to longe dos livros que nem lembro se seria algo engraçado pra se dizer
     
  19. Liv

    Liv Visitante

    Eu ainda acredito na força do amor e a Bel te deu um lol. Feliz Páscoa.
     

Compartilhar