• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Livros que marcaram a sua infância...

Éomer

Usuário
O tópico sobre o "Pequeno Príncipe" me deixou um pouco nostálgico e eu comecei a lembrar de alguns livros que li enquanto era criança. Afinal de contas eu creio quer é principalmente nesse momento da vida que se desenvolve o prazer e o gosto pela leitura. Então nós podemos usar esse tópico pra listar e, para quem quiser, também comentar os livros que nos marcaram a infância.


Eu vou começar com alguns:


O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

Reinações de Narizinho: Monteiro Lobato

O Minotauro - Monteiro Lobato

Os Doze Trabalhos de Hércules - Monteiro Lobato

Poliana - Eleanor H. Porter

Um Bom Diabrete - Condessa de Segúr

As Aventuras de Tom Sawyer - Mark Twain

Peter Pan - James Matthew Barrie

O Menino do Dedo Verde - Maurice Druon

A Ilha Perdida - Maria José Dupré

Meu Pé de Laranja Lima - José Mauro de Vasconcelos

Pé-de-Pilão - Mário Quintana.

Alice no País das Maravilhas -Lewis Carrol

A Montanha Encantada - Maria José Dupré

Coração de Vidro - José Mauro de Vasconcelos
 

deurost

Usuário
o unico livro que li na infância foi A turma da rua quinze, acho que era um daqueles livros da coleção Vagalume, na verdade eu só comecei a gostar de ler depois que P.J apresentou-me o SDA no cinema, daí para frente não parei mais, hoje leio uns 2 livros ao mês.
 

st0rmf0rg3r

Non-sense Jedi
Tenho uma espécie de trindade: Harry Potter e a Pedra Filosofal, Musashi (Eiji Yoshikawa) e Senhor dos Anéis. Foram os três primeiros que li com meus dez, onze anos e ainda os visito até hoje.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint-Exupéry

Reinações de Narizinho: Monteiro Lobato

Poliana - Eleanor H. Porter

Peter Pan - James Matthew Barrie

Alice no País das Maravilhas -Lewis Carrol
O Pequeno Príncipe dispensa comentários. A Literatura me cativou. E por mais que eu reclame, amo muito tudo isso.

Reinações de Narizinho é tão a história de Felicidade Clandestina, com a diferença de que a pessoa que tinha o livro e não me emprestava era uma prima. :tsc:

Eu releio Pollyanna, sempre. :oops: E quando estou muito mal, brinco de jogo do contente.

Devido ao meu idealismo, tenho um amigo que fala que eu vivo no País das Maravilhas.

Falar em livros que marcaram a minha infância... é falar sobre livros da Coleção Vagalume, gente. Muito, muito, muito legal.
 

Pim

God, I love how sexy I am!
Fantástico! Quem foi criança e não leu Pedro Bandeira tem childhood 98% completed.

Um que me marcou bastante foi



Li-o com 11 anos, no hospital, nos dois dias entre meu 'quebrar a perna' e a 'cirurgia para colocar um pino fixador'. Coincidentemente eu estava aprendendo sobre ecdise no colégio e fiquei vidrada na possibilidade de caranguejos gigantes.

Criar caranguejos gigantes era o meu 'plantar feijão no algodão'. :g:
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
Coração de Vidro - José Mauro de Vasconcelos
ownnnn Esse é o único livro no mundo que me deixa completamente mimimimimimi

01 - Coração de Vidro - José Mauro de Vasconcelos

02 - Sítio do Picapau Amarelo - Monteiro Lobato (eu nem separo, porque eu passei minha infancia lendo e relendo Sítio)

03 - A Viagem da Anjinha Teresinha - Ganymedes Jose

04 - Ana Selva - Virgínia Lefevre (tive de goolgar pra achar o nome da autora :roll:)

05 - O Menino do Dedo Verde - Maurice Druon (copiei o autor do post do Eómer mesmo :abraco:)

06 - Memórias de um Cabo de Vassoura - Orígenes Lessa

07 - Confissões de um Vira-Lata Autor - Orígenes Lessa

08 - Capitão Blood - Rafael Sabatini (tive que olhar na estante para ver o autor)

09 - Spartacus - Howard Fast (outra consulta à estante)

10 - O Homem que Calculava - Malba Tahan

11 - Para gostar de ler - crônicas de Fernando Sabino, Carlso Drummond de Andrade, Paulo mendes Campos e Rubem Braga.


Edit:

12 - O Príncipe Feliz e Outras Histórias - Oscar Wilde

13 - Heide - Virgínia Lefevre

14 - Papai Pernilongo - Virgínia Lefevre

15 - A Pequena Princesa - Frances H. Burnett

Deuses! Minha mãe tá certa. Eu passei MESMO minha infancia lendo. 8-O
 
Última edição:

Neithan

Ele não sabe brincar. Ele é joselito
Adorava

-"As Viagens de Gulliver",

e toda a coleção dos Karas:

-Droga da Obediência
-Pântano de sangue
-Anjo da Morte
-A Droga do amor
-Droga de Americana
 

Neoghoster Akira

Brandebuque
Alguns:

-Os livros da série Nárnia e outros do Lewis como "Longe do Planeta Silencioso"
-Livros da Marion Zimmer Bradley
-Livros do Stephen King
-Os livros que deram origem ao filme Jurassic Park e Epidemia (Acho que é o Michael Crichton)
-Coleção "Para se Gostar de Ler"
-Coleção "Vagalume"
-Coleção 7 faces (7 faces do terror, da paranormalidade, etc...)
-Livros do Ziraldo
-Livros de autores ganhadores do Jabuti
-Livros de Isaac Asimov e Athur C. Clarke
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Meu Top 5 na infância até + ou - os 10 anos:

A Guerra das Formigas - José Maviel Monteiro

As Aventuras do Avião Vermelho - Érico Veríssimo

Detetives por Acaso - Carlos de Marigny

A história do Galo Marquês - Ganymedes José

A revolução dos Bichos - George Orwell
 

Arqueiro Verde

Oliver "Ollie" Queen
Dois marcaram minha infância, em duas épocas:

O Menino Maluquinho marcou a "primeira" infância, com seu texto simples, curto e com a inocência infantil.

E, curiosamente, outro que marcou foi O Xangô de Baker Street, do Jô Soares. Jogar Sherlock Holmes e James Watson no Brasil, envolvendo cachaça, feijoada, pais-de-santo (e a invenção da caipirinha) foi foda.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Esse eu li muito, assim como A Vida do Elefante Basílio e as Aventuras de Tibicuera . Érico Veríssimo era um baita escritor de livros infantis.
Aqui no Literatura, você sempre vai me ver falando muito de Érico Veríssimo, porque é o autor que eu acompanho seus livros há mais tempo em minha vida.
 

Melian

Período composto por insubordinação.
Pessoas, talvez fosse legal se vocês falassem um pouco sobre os livros, dissessem o porquê de eles terem marcado a infância de vocês. Não se neguem a oportunidade de serem narradores, e não nos neguem a oportunidade de compartilhar da experiência de vocês. Sigamos o conselho de Walter Benjamin e contemos histórias (ou estórias, conforme Rosa), porque contar histórias sempre foi a arte de contá-las de novo, e ela se perde quando as histórias não são mais conservadas.

Eu estive pensando, forcei a memória e voltei aos meus sete/oito anos, e consegui me lembrar de uma série que fez parte do meu processo de iniciação no mundo dos livros, até: Bruxa Onilda :oops: : Bruxa Onilda vai à Paris, Bruxa Onilda vai à Veneza, O casamento da Bruxa Onilda, etc. Eu ficava louca que chegasse a hora do recreio (intervalo, whatever), para ler os livros da Bruxinha (hora da verdade: Harry Potter, você não foi o primeiro. Durma com esse barulho. :lol: ).

Lembrei, também, de Ana e Pedro - Cartas, de Vivina de Assis. Foi um livro que eu amei, mas NUNCA MAIS (OMG! acabei de olhar para a janela, para me certificar de que não tem um corvo lá! ) encontrei. E faz tanto tempo que li, que não consigo me lembrar dos detalhes. Tenho algumas lembranças soltas, como o fato de que o protagonista era mineiro, morava em BH e torcia pelo Galo (tinha bom gosto, esse garoto!) e a protagonista morava em São Paulo. E eu não sei se ela torcia por algum time, e não lembro mais nada sobre ela. Nem sobre a história, a não ser o fato (evidente no título) de que eles trocavam cartas.

E os livros de Marcos Rey, gente? Nossa, leituras inesquecíveis: "O rapto do garoto de ouro", "Um cadaver ouve rádio", "Um rosto no Computador", "O mistério do Cinco Estrelas", etc.
 

Fernanda

Andarilho de Eriador e
Aqui no Literatura, você sempre vai me ver falando muito de Érico Veríssimo, porque é o autor que eu acompanho seus livros há mais tempo em minha vida.
Érico Verríssimo marcou foi minha adolescencia quando eu descobri os livros do meu pai e achei O Tempo e o Vento :grinlove:

Outro dia eu estava ouvindo meu filho rindo sozinho com Um Certo Capitão Rodrigo

Quando criança, do Veríssimo, eu só li Aventuras de Tibicuera que tem uma cena final linda.
 
A primeira vez que tive contato sério com livros foi na escola, na 6ª série: a professora nos fez revezar para lermos alguns dos livros de Monteiro Lobato. Meu primeiro livro foi O Saci. Daí pra frente, pirei!

Nesse livro, é contada as peripécias de Saci-Pererê: como Pedrinho o capturou, as verdades e meitras envolvendo sua lenda. Um livro bem folclórico.

Acho importante que crianças tenham contato com livros desde cedo; mais importante ainda: que todas possam ter acesso à livros.
 

Anexos

Melian

Período composto por insubordinação.
Alguém, aqui, foi alfabetizado com "O barquinho amarelo"? E com o "História de amor"? Ah! Eu adorava quando os professores mandavam a gente criar um texto para as imagens. Saia cada comentário divertido sobre os lápis. Criança é o que há de melhor em todo o mundo.
 

Fúria da cidade

ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Usuário Premium
Alguém, aqui, foi alfabetizado com "O barquinho amarelo"? E com o "História de amor"? Ah! Eu adorava quando os professores mandavam a gente criar um texto para as imagens. Saia cada comentário divertido sobre os lápis. Criança é o que há de melhor em todo o mundo.
Eu fui com a "Cartilha Caminho Suave" que através de várias figuras e desenhos era excelente para aprender a formação das sílabas, palavras e frases. É um livro pré-escolar que sinto falta demais não ter guardado.

Quando vou a um sebo sempre alimento a esperança de um dia reencontrar os livros que usei nos primeiros anos de escola. Infelizmente perdi mais de 90% que eu tinha e muitos deixaram uma enorme saudade.
 

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo