1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Livros preparados para os SATs

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Skywalker, 11 Mar 2008.

  1. Skywalker

    Skywalker Great Old One

    Fui na cultura e me deparei com uma coisa bizarrinha (não chega a ser bizaaaaaaarra, mas eu dei uma levantada de sombrancelha a la Sr. Spock). Era uma edição importada do War of the worlds com um anúncio na capa avisando que era uma edição para aqueles que estivessem se preparando pro SAT (aquela prova que todo adolescente americano fala em toda série/filme adolescente americano, tipo vestibular, acho).

    Fiquei curioso e fui folhear o livro e vi que tinham algumas palavras em negrito e, na página seguinte, tinha o significado dessas palavras, consideradas palavras "difíceis e que, se não souber elas, não entra na universidade".

    Eu me espantei não só com essa edição "página sim, página não", mas também com as palavras "difíceis", tipo... migrator.
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Bão, mas a maior parte da molecada que prestará vestibular esse ano aqui no Brasil não é muito melhor e talvez até precisassem de edições assim. Como eu vivo na bolha nérdica por muito tempo, costumo me assustar quando me afasto dos amigos e chego perto do pessoal dito "normal".

    Não chega nem a ser uma questão de domínio da Língua Portuguesa ou de ter um bom vocabulário. É alienação mesmo. Pior, há uma distorção, na qual se você é um cara que lê muito conseqüentemente é um babaca que "não sabe viver a vida". Algo como "não vamos perder o tempo com isso, somos jovens e temos muito a fazer".

    Blé.

    De qualquer forma, fiquei curiosa sobre essa edição :dente:
     
  3. Isso é um fenômeno mundial né?
    Podemos dizer que aquele conceito meio Fordiano (Ford mesmo não Freud) de: Vá para o trabalho, aperte o parafuso direito do pneu dianteiro esquerdo , ganhe seu dinheiro, volte para casa e comece tudo outra vez amanhã - está dominando o mundo?

    Eu vejo uma banalização do conhecimento. Legal hoje é ser Jackass, ou simplesmente se preocupar com micaretas e afins ou baladas.

    Não que a juventude nunca tenha sido rebelde e deixado de estudar um pouquinho e tals mas a alienação de hoje tá enorme.
     

Compartilhar