1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[LISTA] Séries Marcantes

Tópico em 'Nostalgia' iniciado por Kainof, 2 Jul 2009.

Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.
  1. Beren

    Beren Wannabe Rider

    Esquadrão Classe A (1984 – 1986)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    O nome da série

    O termo "A-Team" (Inglês para "Equipe A"), do título original, refere-se à designação das subunidades básicas das Forças Especiais do Exército dos EUA (conhecidas como os "Boinas Verdes"), a que, supostamente, as personagens da série teriam pertencido. A letra "A" significa "away" e o termo "A-Team" significa "Grupo Avançado", utilizado para os destacamentos que iam à frente das tropas, em território inimigo, reconhecendo o terreno e preparando o avanço das forças militares. A tradução de "A-Team" para "Esquadrão Classe A" ignora a significação original do nome da série, passando o "A" a significar algo como "primeira classe" ou "classe superior".

    Personagens

    * George Peppard como Coronel John "Hannibal" Smith
    * Dirk Benedict como Tenente Templeton "Faceman" Peck (Cara-de-Pau na versão brasileira)
    * Mr. T como Sargento Bosco Albert "Bad Attitude" Baracus a.k.a. B. A. Baracus
    * Dwight Schultz como Capitão H.M. "Howling Mad" Murdock
    * Melinda Culea como Amy Amanda "Triple A" Allen
    * Marla Heasley como Tawnia Baker
    * Robert Vaughn como General Hunt Stockwell
    * Eddie Velez como Frankie "Dishpan"

    Adendo: Artigo da Wikipédia é bem completo e vale a pena ler!
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Beren

    Beren Wannabe Rider

    Sítio do Picapau Amarelo (1977 – 1986)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    Enredo
    Dona Benta é uma velha senhora que vive no Sitio do Pica-Pau Amarelo, afastada da correria e do barulho da cidade grande. Com ela vivem Tia Anastácia, que cozinha quitutes para todos, e sua neta,Lúcia, mais conhecida como Narizinho. Vivendo sozinha e tendo apenas as duas mulheres idosas como companhia, a menina cria um mundo de fantasias, no qual a personagem principal é a sua boneca Emilia, feita por Tia Anastácia com restos de pano.Também vivem no sítio o velho Tio Barnabé e seus ajudantes Zé Carneiro e Malazarte, responsáveis pela manutenção do sítio.

    Um dia Narizinho conhece o Príncipe Escamado, soberano do Reino das Águas Claras, que por coincidência, fica localizado no ribeirão do sítio. O Príncipe fica encantado com a menina e a convida para conhecer seu reino. Lá, ela é apresentada aos mais proeminentes súditos, como a azeda Carochinha, responsável por administrar os contos de fada, e determinada a manter o Pequeno Polegar preso em seus livros. Também a Doutor Caramujo, um renomado cientista, que dá a Emilia a pílula falante. Depois que ingere o remédio, Emilia começa a falar e não para mais.

    Durante o período de férias escolares, Narizinho tem como companhia, seu primo Pedrinho, que estuda na cidade grande onde vive com sua mãe. O Menino também tem um amigo montado por tia Anastácia, o Visconde de Sabugosa, feito de uma espiga de milho velha, que também ganha vida. Por ter sido esquecido, por um bom tempo do meio dos livros, o visconde adquiriu uma admirável sabedoria, tornando-se intelectual e cientista.

    No sítio do Pica-Pau Amarelo tudo é possível. A Fantasia se mistura com a realidade, fazendo parte do cotidiano da menina Narizinho e de seu primo Pedrinho. E são com personagens adultos que as crianças compartilham suas aventuras num mundo fantástico onde transitam a boneca Emilia, o Visconde de Sabugosa, o Saci Pererê, a Cuca, a Iara e outros personagens fantasiosos.
     
  3. Beren

    Beren Wannabe Rider

    O Elo Perdido (1974 – 1976)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    O Elo Perdido era uma série de TV feito para um público infantil, produzida e criada por Sid e Marty Krofft e apresentada originalmente pela rede NBC, entre 7 de setembro de 1974 à 3 de setembro de 1976, num total de 43 episódios de meia hora cada uma.

    A série contava as aventuras de uma família composta pelo pai Rick Marshall, seu filho Will de aproximadamente 15 anos e sua filha caçula chamada Holly, que durante uma exploração, ao descerem o rio de barco são apanhados por um terremoto, jogados num portal de tempo e acabam sendo levados para um mundo completamente diferente do nosso, uma terra estranha habitada por dinossauros, homens da caverna e criatura humanóides agressivas chamadas de Sleestak, com aparências de lagartos.

    Os episódios focalizavam principalmente os esforços da família em sobreviver e achar um modo de voltar ao nosso mundo. As explorações com características exóticas também faziam parte da história. Além dos animais pré-históricos, os Marshals encontram um raça de seres, meio homem meio macaco, chamadas de Pakunis. Um deles, chamado Cha-ka se torna amigo da família e ajuda a compreender aquele mundo.

    A série possuía um tom bem sério, além de apresentar uma visão mais épica do que a maioria dos espetáculos daquele tempo. Os enredos eram relativamente complexos, com uma mitologia sem igual e efeitos especiais ambiciosos para a época, o que fez com que vários adultos e adolescentes se interessassem pela série.

    Apesar do espetáculo ser realizado com baixo orçamento, os seus efeitos especiais podiam ser comparadas a outra série chamada Doutor Who. Vários escritores bem respeitados no campo da ficção científica também contribuíram no enredo da série, inclusive pessoas envolvidas com a série Jornadas nas Estrelas como Dorothy Fontana, Walter Koenig e David Gerrold. O cuidado era tanto que até um dialeto de 200 palavras foi criado para os Pakunis.

    Ocasionalmente eles eram ajudados por um homem chamado Enik que também morava naquele mundo, na tentativa de avisar o seu povo de que com o passar do tempo, neste local, eles poderiam voltar a se transformar em seres selvagens. Na segunda temporada a qualidade do espetáculo começou a cair com a introdução de mais humor, o que acabou fazendo aquele clima sério e pesado fosse perdida, além disso o orçamento foi reduzido ainda mais, o que fez com que a qualidade dos efeitos especiais despencasse.

    Na terceira temporada da série o ator Spencer Milligan, que fazia o papel de Rick, o pai das crianças, saiu do espetáculo, fazendo com que os produtores introduzissem o ator Ron Harper no lugar de Spencer, o que marcou o início de várias mudanças. Os Marshalls abandonam sua casa e foram morar num templo, já que todo o cenário da casa da família havia pegado fogo e destruído. Outra mudança estranha e que nunca foi explicada devidamente era o fato de Cha-ka e o líder dos Sleestak começarem a falar inglês, sem mais sem menos e a personalidade de Enik mudar radicalmente.

    Os heróis da história também vão descobrindo que para alguém sair daquele local, um outro teria de entrar. Dessa forma Rick concluiu que a única maneira de voltar para casa era criando um portal de dentro de uma pirâmide dourada chamada Pylon. Com a ajuda de Enik ele tenta achar a combinação certa para voltar para casa. Como este mundo só permite que saia se outro entrar, Rick acaba voltando para casa e Jack (Ron Harper) seu irmão entra para cuidar dos seus sobrinhos e desta maneira justificaram a saída do ator.

    Os roteiros começam a piorar a cada episódio, na terceira temporada, o que resultou no fracasso da mesma e no cancelamento da série. No Brasil está série foi chamada de O Elo Perdido e foi exibido na antiga TVS, atual SBT e também foi apresentado pela Rede Globo por volta de 1976, na Sessão Aventura. Em 1991 a Krofft Production refizeram a série com o mesmo nome e duas temporadas.
     
  4. Beren

    Beren Wannabe Rider

    Batman (1966 – 1968)

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)



    De forte tom humorístico, é considerado uma "sátira consentida", pelos aspectos deletérios ao "mito" do personagem. O primeiro deles, segundo a crítica, estava no protagonista: Batman/Bruce Wayne era vivido pelo ator Adam West, visivelmente fora de forma para o papel, em uma fantasia que deixava evidente tal falta de forma. O papel de Robin/Dick Grayson era de Burt Ward, cuja principal marca era iniciar boa parte de suas frases com a expressão "Santo (ou Santa) alguma coisa!" Estas frases foram reaproveitadas nas duas séries animadas produzidas pela norte-americana Filmation na década de 70, e no desenho "Superamigos", da Hanna-Barbera. As más línguas no mundo inteiro onde a série foi exibida também teorizavam a existência de um envolvimento homossexual entre os dois personagens. Isto se deu primariamente devido a um livro da vida real chamado Seduction of the Innocent (Sedução do Inocente), de Frederic Wertham (que deu origem ao Comics Code Authority). No livro, o psicólogo afirmava que a dupla dinâmica poderia ser homossexual, dado que Bruce Wayne não era casado e havia adotado um garoto em idade avançada (Dick). A DC Comics veio a público dizer que o personagem não é homossexual, apesar dos subtextos evidentes presentes na série.

    Na tele-série exibida nos anos 60 (e mais tarde re-exibida na TV brasileira, pelo canal SBT e depois pelos canais a cabo Fox,FX e mais recentemente pelo TCM(Turner Classic Movies)o ator que interpretava o vilão Pinguim era Burgess Meredith, que anos mais tarde se tornaria mundialmente conhecido ao interpretar Mickey Goldmill, o treinador de Rocky Balboa, nos filmes da série Rocky.
     
  5. Beren

    Beren Wannabe Rider

    E que o Desafio comece!

    Detalhes: Cara como fiquei feliz de ter o bat-móvel.. quando era criança.. :-)
    E meu sempre olhei meu pai como o McGyver. E além de TV Pirata sinto MUITA FALTA da série de Missão Impossível!
     
  6. Kainof

    Kainof Sr. Raposo

    Obrigado pelas descrições, mas tu chegou só dois anos atrasado para as indicações. Lamento.

    E vamos ao Embate!
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
Situação do Tópico:
Fechado para novas mensagens.

Compartilhar