• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

[LISTA] Séries Marcantes

Status
Fechado para novas mensagens.

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Este tópico será utilizado para as descrições das séries que irão competir na 3ª edição do Embate da Nostalgia, conforme este tópico, mais especificamente este post.

As séries são as seguintes:

01-Chaves (por Fëanor)
02-Jaspion (por Olórin of Lórien)
03-Profissão Perigo (por Beren)
04-Changeman (por Kainof)
05-Anos Incríveis (por Bella Cullen)
06-Arquivo X (por Bella Cullen)
07-Jornada nas Estrelas (TOS) (por Fernanda)
08- Punky, a Levada da Breca (por Indily)
09- Família Dinossauro (por [F*U*S*A*|KåMµ§])
10- Super Máquina (por CamiLa)
11- Alf: O ETeimoso (por CamiLa)
12- Castelo Rá-Tim-Bum (por Katrina Galad)
13- Chapolin (por Bella Cullen)
14- Armação Ilimitada (por Indily)
15- Um Maluco no Pedaço (por Kainof)
16- Hércules: A Lendária Jornada (por Kainof)
17- Jiraya (por Kainof)
18- Mundo da Lua (por [F*U*S*A*|KåMµ§])
19- Batman (por Beren)
20- Super Vicky (por Katrina Galad)
21- Sítio do Pica-Pau Amarelo (1977-86) (por Beren)
22- Três É Demais (por Bella Cullen)
23- Xena: A Princesa Guerreira (por CamiLa)
24- Barrados no Baile (por Bella Cullen)
25- Lois & Clark: As Novas Aventuras do Superman (por Bella Cullen)
26- Black Kamen Rider (por Morgoth)
27- O Elo Perdido (por Beren)
28- Esquadrão Classe-A(por Beren)
29- Flashman (por Kainof)
30- Spectroman (por Morgoth)
31- Agente 86 (por Daniela)
32- Perdidos no Espaço (por Bella Cullen)

Confira os modelos das edições anteriores:
Lista dos Filmes: http://forum.valinor.com.br/showthread.php?t=62924
Lista dos Desenhos: http://forum.valinor.com.br/showthread.php?t=71928
 
Última edição:

Morgoth

Stalker
BLACK KAMEN RIDER - 1987



Sem dúvida alguma um dos grandes clássicos do mundo tokusatsu.
Enorme sucesso não só no Japão, mas em todos os países que foi transmitido inclusive o Brasil.
Foi exibida a partir de 1991, na extinta e saudosa TV Manchete.

A série é uma espécie de divisor de águas entre os live-actions japoneses que foram exibidos por aqui.
Entre os heróis de colantes coloridos ou armaduras reluzentes chegava Black Kamen Rider, em tons escuros e de um cinza melancólico.
Contava com um clima de filme de terror, cenários fantasmagóricos, criaturas bizarras e trilha sonora muito mais sombria.
Black não usava armas em seus combates, mas tinha o auxílio de sua moto-orgânica Patrol Hopper e mais tarde da super-máquina Lord Sector.

O seriado ainda contém personagens clássicos e sequências inesquecíveis.
Como a nuvem de gafanhotos que surge em meio a festa de aniversário dos dois irmãos.
A tríade dos encapuzados Sacerdotes GORGOM tramando planos numa caverna escura.
Shadow Moon como talvez o maior vilão de todas as tokusatsus já produzidas.
E um incansável herói que, visivelmente mais fraco do que seus principais oponentes, persistia lutando por aquilo que acreditava.

...

Vídeo da Abertura:
[ame="http://www.youtube.com/watch?v=JHGitZajfPI"]YouTube - Kamen Rider Black - Abertura[/ame]
Vídeo do Encerramento:
[ame="http://www.youtube.com/watch?v=hdgzRtsf4eY&NR=1"]YouTube - ä»®é¢ãƒ©ã‚¤ãƒ€ãƒ¼ãƒ–ラック ED[/ame]
HISTÓRIA

Os GORGOM são uma organização secreta composta por monstros e criaturas diabólicas que pretende assumir o controle sobre a humanidade.
Seu plano mestre consiste em tornar os dois irmãos, nascidos durante um eclipse solar, em seus maiores guerreiros.
Para que sirvam a seus propósitos, Issamu e Nobuhiko são forçados a passar por uma operação que os transforma em homens-insetos e apaga sua memória humana.
Mas algo sai errado durante esse processo, e Issamu Minami consegue escapar antes de ter sua mente modificada.
Agora, utilizando a própria tecnologia GORGOM e seus poderes mutantes ele se torna Black Kamen Rider, e se volta contra a organização maligna.
Assim inicia uma jornada para resgatar seu irmão capturado, ao mesmo tempo que tenta impedir que a humanidade seja subjugada.

Durante a série, Issamu descobre que toda sua família foi morta e condenada pelos monstros de GORGOM.
A cada episódio, um vilão mais e mais forte vai surgindo em seu caminho e o pesadelo de um planeta escravizado vai se tornando realidade.
Apesar de tudo isso, Kamen Rider vai superando todas as barreiras e todos os inimigos.

Mas na metade final da saga, o pior ainda estaria por vir quando seu irmão Nobuhiko surge como o temível vilão Shadow Moon.
Black Kamen Rider e Shadow Moon protagonizaram duelos inesquecíveis.
Em um deles, Issamu acaba saindo derrotado e tem seu corpo lançado no Oceano.
Com isso, os monstros mutantes assumem de vez o controle sobre os humanos e o caos toma conta das cidades.

Porém, quando já não havia esperança, o monstro Baleia (traidor dos GORGOM) resgata Kamen Rider no fundo do mar e reativa suas funções vitais.
Seus poderes voltam ao nível máximo e o herói retorna a Terra para defender a humanidade.
O que vemos a partir daí é um Kamen Rider determinado a passar por cima de tudo em seu caminho, enfrentando os vilões sem nenhuma piedade.
Um a um, os sacerdotes de GORGOM vão caindo, até que apenas o Imperador Mutante e Shadow Moon sobrevivem.

E na batalha final, no coração do Império GORGOM, Issamu Minami acaba por derrotar numa luta até a morte seu irmão Nobuhiko.
Após esse acontecimento, o herói renega o posto de Imperador Secular oferecido pelo Grande-Rei GORGOM e o destrói com seus poderes.


Com isso chegava ao fim uma série revolucionária para o tokusatsu.
Que marcava definitivamente o gênero ao adotar um tom mais sério e maduro nos roteiros e maior responsabilidade na produção.
Mesclando isso tudo com perfeição às características principais de seriados deste tipo.
Fato que acabou agradando não só crianças, mas atraindo um grande público de jovens e adultos.

Proposta de trabalho que acabou sendo retomada posteriormente com sucesso nos excelentes filmes "Kamen Rider Shin" e "Kamen Rider ZO".
Até hoje, infelizmente inéditos no Brasil.
...

Mais detalhes e informações: JBOX e [ame=http://pt.wikipedia.org/wiki/Kamen_Rider_Black]Wikipédia[/ame]
 

Anexos

Última edição:

Fernanda

Andarilho de Eriador e

Star Trek ou Jornada nas Estrelas ,como é chamada no Brasil, é uma série de ficção científica estadunidense criada pelo roteirista e produtor Gene Roddenberry, conhecido pels fãs com O Grande Pássaro da Galáxia.

A série estreiou em 8 de setembro de 1966. Teve apenas três temporadas e setenta e nove episódios. Mesmo com tão pouco tempo no ar deu origem a uma série animada, quatro spins-off, onze filmes para o cinema e várias HQs. E marcou seu lugar definitivo na cultura pop.

Por causa de tantos desdobramentos, essa primeira fase ficou conhecida como The Original Series ou pela abreviatura TOS (ou apenas como A Série Clássica em português).

O primeiro piloto da série foi rejeitado. O público da exibição de teste o considerou cerebral demais e não aceitou muito bem a idéia de uma mulher na posição de comando (a substituda do capitão, conhecida apenas com No 1). Depois de algumas alterações Roddenberry apresentou outros três roteiros e a série teve sinal verde.

A história se passava em um utópico século XXIII, uma época em que a Terra faria parte da Federação Unida dos Planetas e as principais mazelas da humanidade (fome, preconceitos, ignorância, guerras internas) já teriam sido resolvidas.

Seus episódios muitas vezes traziam eram inspirados por grandes obras literárias ou traziam referencias e citações de autores como Alexandre Dunas, Stevenson, Willian Blake, Allan Poe, Jhon Milton, Jhon Masefield, Lord Byron, filósofos gregos, poetas romanos ou mesmo da Bíblia. Mas foi Shakespeare quem mais ganhou citações e inspeirou episódios.

Alguns desses episódios tocavam temas complexos com racismo, intolerância, guerra fria (em plena guerra fria :) ), evolução, luta de classes, livre arbítrio e até mesmo questões filosóficas sobre o que é o bem e o mal, a felicidade de um versus a felicidade de muitos, a substituição do homem pela máquina, armas definitivas, loucura versus sanidade, o poder da autoestima, vingança, os limites entre o homem e a máquina, dualidade humana, poder verssus imaturidade e uma enorme lista de outros temas. É uma série com um raro apelo à inteligência.

Jornada nas Estrelas inovou de todas as formas possíveis. Mesmo com a rejeição da No 1, Roddenberry colocou uma mulher na ponte de comando, ainda por cima negra, quebrando com isso duas "leis" não escritas sobre papeis de poder. Trouxe um personagem russo para o elenco fixo (já mencionei que isso foi durante a Guerra Fria?), promoveu 1o beijo interracial da TV e enfrentou o moralismo vigente.

Como era comum na época, os episódios de Jornada nas Estrelas não formavam uma história contínua, nem mesmo arcos, sendo todos completamente avulsos. Nos três anos que esteve no ar Jornada só teve um episódio duplo, A Coleção (The Menagerie), que aproveitou cenas do piloto descartado e deu uma folga no orçamento curto e no cronograma apertado.

Jornada nas Estrelas teve vários episódios cômicos (Problemas com Pingos - é o exemplo clássico), alguns de alta dramaticidade (Jóia Rara -The Empath), românticos (Todos os Nossos Ontens - All Our Yesterdays), de pura ficção científica (O Piscar de um Olho - Wink of an Eye) e de ação (Equlíbrio do Terror - Balance of Terror). Em quase todos os 79, pelo menos um pouco de alimento pra mente.

A série criou uma galeria de inimigos, se não muito extensa, com certeza muito intensa. Os Klingons eram um povo que vivia para a guerra. Cruéis, astutos, imperialista, traiçoeiros e perigosos. Os Romulanos eram um ramo afastado dos Vulcanos, que vivia em um regime militar e de forte inspiração na cultura Romana.

O vilão mais marcante TOS foi Khan, que preferia reinar no inferno a servir no céu. Um humano geneticamente melhorado, um ditador do século XX que conseguiu fugir para o espaço com alguns seguidores, e foi encontrado criogenciamente congelado pela Enterprise em Semente do Espaço (Space Seed).


"Espaço, a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise. Sua missão de cinco anos explorando novos mundos, pesquisando novas formas de vida, novas civilizações. Audaciosamente indo, onde nenhum homem jamais esteve."

Com essas palavras, repetidas no início de cada episódio, o espírito da série era definido.

Buscando soluções de preferências inteligentes, pacíficas ou diplomáticas, mas sem fugir de brigas consideradas necessárias, a tripulação era liderada pelo Capitão James T. Kirk (William Shatner). Kirk era arrojado, estrategista, mulherengo, cínico, blasé, inteligente, excelente jogador de pôquer e xadrez, um amigo fidelíssimo, um homem honrado, um líder carismático, um capitão dedicado e um trapaceiro de mão cheia na hora de defender sua nave e sua tripulação. Formava com Spock (Leonard Ninoy) e Leonard "Bones" McCoy (DeForest Kelley) o trio central da nave.


Spock era filho de um embaixador vulcano (raça que suprimiu suas emoções em favor da lógica pura) e uma humana. Sem dúvida um dos personagens mais carismáticos de todos os tempos é cultuado e amado até hoje. Seu olhar alienígena sobre as decisões humanas em situações extremas ou inesperadas enfrentadas pela tripulação da nave, era muitas vezes o fio condutor da narrativa. Suas orelhas pontudas, o olhar sério e grave e seu sangue verde marcavam bem sua herança vulcana. Mas algumas vezes suas emoções se manifestavam e percebia-se seu conflito interior, brilhantemente interpretado por Ninoy.

Por causa do seu raciocínio frio ele vivia em constante atrito com McCoy, médico chefe de bordo, cavalheiro sulista das antigas e completamente passional.


Apesar de ter mais de 400 tripulantes, apenas mais 4 são considerados do elenco principal.

Montegomery Socott (James Doohan), engenheiro chefe da Enterprise. Escocês, bom de gole e verdadeiro santo milagreiro da nave. Sua criatividade e dedicação muitas vezes salvaram o capitão e a nave.

Nyota Uhura (Michelle Nichols), oficial de comunicações da Enterprise. De origem africana bantu, seu nome significa Estrela da Liberdade. Seu prenome, Nyota, não é mencionado nenhuma vez durante TOS.

Hikaru Sulu (George Takei), biólogo, cientista e piloto da nave. Japonês, para manter o multiculturalismos da série :) , gostava de armas de fogo e praticava esgrima.

Pavel Chekov (Walter Koenig), alferes no posto de oficial tático (oficial de artilharia) e navegador da Enterprise. Com forte sotaque russo, era o personagem mais novo e algumas vezes bem imaturo.


Com personagens e histórias memoráveis e frases que marcaram nossas memórias - a saudação de Spock "Vida longa e próspera", ou os resmungos de McCoy "Eu sou um médico, não um qualquer profissão existente ou por inventar". - Jornada nas Estrelas é ousadamente nostálgica como nenhuma outra jamais será.

[ame="http://www.youtube.com/watch?v=kJ40PDl2vAM"]YouTube - Jornada nas Estrelas - abertura dublagem original[/ame]

Mais informações:

http://jornadanasestrelas.com/

[ame]http://pt.wikipedia.org/wiki/Star_Trek[/ame]


http://www.trekbrasilis.org/

http://desciclo.pedia.ws/wiki/Star_Trek
 
Última edição:

Fëanor

Fnord
Usuário Premium
Chaves (El Chavo del Ocho, 1971 - 1992)


El Chavo del Ocho, conhecido no Brasil como Chaves, é uma série mexicana de humor, que foi exibida originalmente entre junho de 1971 e janeiro de 1992 e tornou-se extremamente popular em em vários países da América Latina. Criação de Roberto Gómez Bolaños, ela também é estrelada pelo mesmo. Bolanõs encarna o personagem principal, Chaves, um garoto órfão e pobre, que supostamente mora num barril. Chaves mora em uma vila onde contrastam diferentes classes sociais. Seus melhores amigos são Chiquinha e Quico. Chiquinha vive tentando enganar Chaves e Quico com suas artimanhas, e é a filha de Seu Madruga, um desempregado pobre que nunca consegue pagar o aluguel, mas sempre arranja algum meio de permanecer morando na vila. Seu Madruga inclusive é um dos personagens favoritos pelo público, ao lado do Chaves, pelas constantes injustiças que sofre. Quico é o filho mimado de Dona Florinda, cujo "esporte" favorito é esbofetear a "gentalha", Seu Madruga, toda vez que seu filho chorão chama, alegando ter sido injuriado pelo pobre Seu Madruga (sendo que na imensa maioria das vezes a culpa na verdade é do Chaves).


Abertura brasileira da série em 1994 (com a canção "Lá vem o Chaves"):



A série conta ainda com vários outros personagens importantes. Seu Barriga é o dono da vila, e cobra o aluguel de seus inquilinos e que é recebido por algum golpe "sem querer querendo" do Chaves, toda vez que chega na vila. Mesmo estando constantemente irritado, Seu Barriga é um homem de bom coração, pois além de nunca realmente despejar Seu Madruga de sua residência, permite que o Chaves more no apartamento nº 8, que é a real moradia do garoto (e não o barril, como até mesmo seus amigos pensam). Seu Barriga possui um filho, Nhonho (ambos são interpretados pelo mesmo ator), que é amigo das crianças da vila mas geralmente é alvo de zombariaspelo fato de ser gordo.
Prof. Girafales é o professor da escola da vila, que vive tentando repassar seu conhecimento para as crianças, mas eventualmente fracassa, o que gera situações bastante cômicas. Além disso, o Professor tem um amor correspondido pela Dona Florinda, a quem sempre visita para tomar uma chícara de chá.

Em determinada parte da série, os atores que interpretavam Quico e Seu Madrugrada saíram da mesma. Para suprir a ausência, Bolaños criou o Restaurante da Dona Florinda, inserindo dois novos personagens: Jaiminho, o carteiro que sempre quer evitar a fadiga, e Dona Neves, a bisavó da Chiquinha (ambas interpretadas pela mesma atriz).


Alguns bons momentos da série:


Cenas clássicas:

Que burro, dá zero pra ele!

Ai, que burrinho!

Teria sido melhor ir ver o Pelé

Seu Madruga imitando Dona Florinda

Burro à Pão-de-ló

Com um humor simples, abordando situações, enganos e confusões do dia-a-dia e retratando as imensas diferenças sociais entre os personagens, Chaves até hoje é um grande sucesso no Brasil, onde o seriado começou a ser televisionado em 1984 pelo SBT (então TVS), emissora que o transmite até hoje. Certamente uma série que marcou gerações, e continua marcando, com seru humor que nunca precisou apelar para conseguir as risadas do público.


Mais informações:
[ame]http://pt.wikipedia.org/wiki/El_Chavo_del_Ocho[/ame]

Site Oficial: http://www.chavodel8.com/
 

Anexos

Última edição por um moderador:

Katrina

Usuário
Super Vicky (Small Wonder, 1985-1989)



Small Wonder, lançado no Brasil como Super Vicky, foi um seriado da década de 1980. A série foi escrita por Howard Leeds e produzida pela 20th Century Fox Television. Estreiou nos EUA em 1985 e terminou em 1989, tendo no total 96 episódios distribuídos em quatro temporadas. Tendo no elenco Dick Christine, Marla Pennington, Jerry Supiran, Emily Schulman e Tiffany Brissette, a protagonista da série.

No Brasil, foi exibida pela Rede Globo como atração da Sessão Comédia em 1987, e reprisada posteriormente pela Rede Record, nos anos 90.


Abertura:


Letra:
She's a small wonder, lovely and bright with soft curls
She's a small wonder, a child unlike other girls
She's a miracle, and I grant you
She'll enchant you with her sight
She's a small wonder, and she'll make your heart take flight
She's fantastic, made of plastic,
Microchips here and there
She's a small wonder, brings love and laughter everywhere

A História:

O seriado tem como personagem principal Vicky, que nada mais é do que uma andróide V.I.C.I. (Voice Input Child Identicant), com forma de uma garotinha de 10 anos, vivendo em uma família humana: os Lawsons.

Ted Lawnson a levou para casa como um protótipo da empresa onde trabalhava, a United Robotronics. Essa andróide fora levado para a casa com o intuito de saber como ela se comportaria no meio das pessoas e, com o passar do tempo, fazer os devidos ajustes e atualizações; isso para Ted, pois, para Joan, ela servia de empregada doméstica e Jamie a considerava uma ótima companhia de travessuras.

Os Lawnsos faziam de tudo para tentar esconder a verdadeira "identidade" de Vicky. Principalmente dos seus vizinhos, os Brindles, cujo o patriarca era o chefe de Ted e sua filha Harriet apaixonada por Jamie, mas o garoto não a suportava. Era Jamie, o irmão "postiço" de Vicky, o encarregado de ensiná-la a agir como uma humana normal, mas nem sempre isso surtia efeitos - o máximo que Vicky conseguia fazer era imitar as pessoas, e levar tudo ao pé da letra, apesar de muitas vezes ser bem mais esperta que seus professores humanos. Vicky chegou a ter um alter-ego malvado: a Vanessa, irmã gêmea da menina, uma experiência mais avançada trazida por Ted de seu laboratório. Vanessa (também interpretada por Tiffany) apareceu apenas duas vezes na série, mas, mesmo com essas curtas aparições, acabou se fixando na memória dos telespectadores.


Alguns Momentos:







Mais informações:
[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Small_Wonder"]http://pt.wikipedia.org/wiki/Small_Wonder[/ame]

http://br.geocities.com/supervickise/
 

Anexos

Última edição por um moderador:

Katrina

Usuário
Castelo Rá Tim Bum (TV Cultura, 1994-1997)


Castelo Rá Tim Bum é um programa infantil brasileiro produzido e transmitido pela TV Cultura, e pela Rede Pública de Televisão. Voltado para o público infanto-juvenil e seguindo uma abordagem pedagógica, o programa estreou no dia 9 de maio de 1994 até deixar de ser produzido em 1997. Castelo Rá Tim Bum é uma criação do dramaturgo Flávio de Souza e do diretor Cao Hamburger, com roteiros de Dionisio Jacob (Tacus), Cláudia Dalla Verde, Anna Muylaert, entre outros.

Abertura:


A História:

A série explora a riqueza e a magia do universo infantil. Na trama entremeiam-se atores, bonecos, animações e uma grande variedade de efeitos especiais. No Castelo Rá Tim Bum, onde as histórias acontecem, vivem moradores por assim dizer um tantinho curiosos.

O menino Nino, protagonista da série, de 300 anos de idade. Por causa de sua idade não pode frequentar a escola e não tem amigos. Ele mora com seu tio o Doutor Victor, o dono do castelo e que tem três mil anos de idade, ele é um mago e inventor e que garante que foi assistente do famoso Leonardo da Vinci. E também com sua tia, a feiticeira Morgana, que vive relembrando os grandes acontecimentos que presenciou durante os seus 5.999 anos de vida.
Mas como eu ia dizendo, Nino não tinha amigos, então para solucionar esse problema, o jovem aprendiz de mago, através de um feitiço, faz com que três crianças (Pedro, Biba e Zequinha) entrem no castelo atrás de uma bola. Os três acabam se tornando amigos de Nino e visitam o castelo em todos os episódios. O doutor Abobrinha é o principal vilão porque quer substituír o terreno do castelo e no lugar construír um prédio de cem andares.

E estes são só os personagens por assim dizer principais, a série conta ainda com os habitantes do castelo dos quais o Gato Pintado, a cobra Celeste, o TeleKid, o Mau, o Godofredo e o Ratinho (só para citar alguns) fazem parte. E também conta com personagens visitantes: Bongô, Etevaldo, Penélope, Caipora, Tíbio e Perônio, Neneco, Mariana e Zula.

Com tantos personagens é fácil supor que a vida nesse castelo nada tinha de monótona e não tinha mesmo! As aventuras de Nino e as crianças eram recheadas por quadros com trilhas sonoras criativas e bem nostálgicas.

Quem não se lembra do Ratinho e suas "aulas" de higiene pessoal e ecologia?




Os Passarinhos e os Instrumentos Musicais?


Como se faz?


Lavar as mãos:


Maõs:


E isso só para citar alguns....

Alguns Momentos:








Mais informações:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_Rá-Tim-Bum
http://www.tvcultura.com.br/casteloratimbum/
 

Anexos

Última edição por um moderador:

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Família Dinossauro (Brasil em 1992)

SÉRIE
A Família Dinossauro é mais uma das inúmeras séries americanas com foco na clássica família: marido, mulher, casal de filhos e um bebê. Com a única diferença de que neste caso são um bando de dinhossauros carnívoros que conversam com a comida antes de devorá-la.
Começou a ser exibido no Brasil em 1992 na Globo e conseguiu sucesso principalmente pelo trabalho de tradução. O sobrenome "da Silva Sauro" virou brincadeirinha entre as crianças e muitas frases foram exaustivamente repetidas:
"Querida! Cheguei!!"
"Não é mamãe! NÃO É A MAMÃE!"
"Você tem que me amar...."
"De novo! Denovo!"

Mas a série teve vida curta com apenas 3 temporadas americanas. Saindo do ar na Globo em 1995.
Foi reexibido pelo SBT no novo milênio, mas sem a fama que atingiu quando estava na TV Colosso.


Abertura:

Baby:

Dubladora do Baby:
[ame="http://www.youtube.com/watch?v=qHR1MW_y_JY&feature=PlayList&p=55C15A87CD00EDFE&index=1"]YouTube - Dubladora Marisa Leal[/ame]



HISTÓRIA
Dino é um pai de família normal com emprego em uma empresa responsável por clarear terrenos derrubando árvores. É o tipo marido bobão, estressado e gordo. Pra variar um pouco.
Sua esposa (Fran) é a típica dona de casa, responsável, séria, carinhosa e paciente. Cuida principalmente do personagem secundário/quasi-principal da série, o bebê Baby, que retribui tal atenção com paneladas na cabeça de todos que não sejam ela. Principalmente o próprio pai que já sofreu mordidas e outras pancadas, além das paneladas.
O casal de filhos também adentram no estereótipo da filha adolescente patricinha (Charlene) e do filho adolescente arteiro (Bob). Mas ambos responsáveis pelos episódios com assuntos mais sérios da série, como envolvimento com drogas de Bob e com namorados encrenqueiros da Charlene.
Afora os protagonistas, muitos personagens também tiveram participação marcante. O tiranossauro inseguro e tímido, melhor amigo de Dino. A dinossaura pescoçuda que só consegue colocar a cabeça dentro da casa da sua amiga Fran. O chefe enfezado de Dino entalado no fundo de sua mini-cabine. A mãe de Fran, que é praticamente um Baby mais velho, vive para infernizar a vida de Dino.
Enfim, a família normal, desajustada e feliz norte-americana na pré-história.



Fontes:
Wikipedia
Lista de Episódios
 

Anexos

Última edição por um moderador:
O Fantástico Jaspion
(巨獣特捜ジャスピオン Kyojū Tokusō Juspion - 1985/86)





Este é, junto com Changeman, o tokusatsu de maior sucesso em terras brasileiras, e disparado o maior do gênero "Metal Hero".
Foi exibido aqui pela extinta TV Manchete a partir de 1988, e foi uma das séries que sofreu por parte desta TV a estratégia de não passar os últimos episódios (coisa que, particularmente, me frustrava muito). Isso acabou apenas em 1991, quando finalmente foram exibidos "Sou o Filho de Satan Goss" e "A União dos Povos da Via Láctea", os dois últimos de 46 episódios da saga do herói galáctico.

Jaspion foi uma verdadeira febre. Todo o fenômeno que veríamos anos mais tarde com Saint Seiya foi apenas uma repetição do que ocorreu no final dos anos 80, seja por álbum de figurinhas (que eu tive), chiclete, caderno, bonecos, fantasias, etc., etc., etc.


HISTÓRIA

A saga de Jaspion se inicia quando o sábio Edin (Edgin, na versão original japonesa) encontra o garoto entre os destroços de uma nave na qual seus pais morreram juntos por causa de um acidente. Edin cria Jaspion por vários anos sabendo que este seria o guerreiro celestial encarregado de destruir o mal criado por Satan Goss.

Jaspion, já na adolescência, compreende o seu destino e aceita de Edin as armas e a andróide Anri que seu mentor construiu para esse confronto contra Satan Goss. Ele seria encarregado de encontrar os pedaços da Bíblia Galáctica (que havia se espalhado pelo Universo após o Planeta ancestral de Edin ter sido destruído por um cometa) e destruir o império de Satan Goss. Entre as suas armas estava a armadura Metaltex, que aparecia a um comando mental seu, e a nave Daileon, que também se transformava em um enorme robô gigante.

Em seus vários combates, Jaspion e Anri fizeram vários aliados, como a pequena alienígena Miya, Boomerman (Boomerang, no original que se torna agente especial da interpol na segunda temporada) e o professor Nambara.

Num dia, Jaspion monitorava o planeta Terra e um feixe de luz quase o cega. Edin diz que aquilo era o sinal que estava presente na Bíblia Galáctica, e que ele é o guerreiro escolhido para juntar cinco crianças e um bebê que farão surgir o Pássaro Dourado, capaz de derrotar Satan Goss. Jaspion aceita a nova missão e vai em busca das crianças.

(o spoiler a seguir é pro caso de alguém da nova geração quiser assistir a série)

A luta chega ao seu auge quando Jaspion enfrenta MacGaren (Mad Galant, no original), filho de Satan Goss, de igual para igual. Jaspion liquida MacGaren com um ataque certeiro com sua Cosmic Laser. MacGaren chama pelo seu pai antes de morrer, o que deixa Satan Goss furioso com Jaspion e pronto para a luta final.

A luta se torna intensa, mas Edin se sacrifica ao tentar segurar Satan Goss para que Jaspion juntasse o bebê e as cinco crianças irradiadas pela luz. Jaspion sabia que ainda não tinha encontrado o bebê e tenta se vingar da morte de seu mentor numa luta decisiva dentro de Daileon contra Satan Goss. Durante a luta o Pássaro Dourado aparece e se torna uma espada gigante para ser usada por Daileon. Eles continuam a lutar mas, quando Daileon tenta executar o movimento que Jaspion usa para acabar com seus inimigos, o golpe Daileon Cosmic Laser, Satan Goss se esquiva e Daileon não consegue acabar com a luta.

Um enorme terremoto surge e o chão se divide em dois, de onde sai um ovo que emana a luz dourada que dá à espada de Daileon a força suficiente para derrotar Satan Goss. Satan Goss fica paralisado pela luz irradiada pelo ovo dourado, possibilitando assim que Daileon acerte o golpe final Daileon Cosmic Laser. A vitória é conseguida com muito custo e Jaspion vê que dentro do ovo estava um bebê. Ele e Anri decidem cuidar da criança, assim como Edin fez com ele.


Abertura



EPISÓDIO 01 - O PLANETA DE EDIN

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:

Parte 4:


ÚLTIMO EPISÓDIO - A UNIÃO DOS POVOS DA VIA LÁCTEA

Parte 1:

Parte 2:

Parte 3:


Fontes:
[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Jaspion"]pt.Wiki[/ame]

Lista de episódios
 

Anexos

Última edição por um moderador:

[F*U*S*A*|KåMµ§]

Who will define me?
Mundo da Lua (Original: 1991 à 1993)


"Alô! Alô!
Planeta Terra chamando! Planeta Terra chamando!
...
Essa é mais uma edição do diário de bordo de Lucas Silva e Silva,
falando diretamente do mundo da lua.
Onde tuuudo pode acontecer...."



SÉRIE
Essa série foi concebida pela TV Cultura de São Paulo no início dos anos 90.
Contava com atores famosos como Antônio Fagundes e Gianfrancesco Guarnieri, cedidos pela Rede Globo. Além do menino Luciano Amaral que também participou de outro famoso seriado do canal, Castelo Ra Tim Bum.
Foram ao todo 52 episódios distribuídos em 2 temporadas. Além de uma mini continuação que não vingou.
Costumava passar mais de uma vez ao dia, com reprises. E seguia um padrão de seriado americano com histórias fechadas em cada episódio. Ao contrário do formato de novela ao qual o brasileiro está acostumado.
Por ter sido um seriado com baixíssimos custos. O sucesso se deveu ao fator criativo e lúdico das histórias.



Episódio (musiquinha de abertura no início):

Famosa frase:




HISTÓRIA
O seriado contava a história de uma pacata família.
Os pais Rogério e Carolina eram opostos em comportamento. Com o pai sendo mais liberal contra a superprotetora mãe. Ambos trabalhavam todos os dias e se dedicavam aos filhos quando podiam.
Possuiam um casal de filhos, Juliana e Lucas.
Juliana é uma adolescente de 12 anos meio perua que vivia com suas crises existencias pré-adolescentísticas. Pegava no pé de Lucas sempre que podia, e levava o troco em muitas oportunidades. Mas também demonstrou seu lado fraterno em alguns episódios.
O protagonista da série é justamente Lucas Silva e Silva. Que tinha como principal hobbie contar histórias em um gravador, supostamente mágico, remontando fantasiosamente os acontecimentos de seu dia. Gravador este que foi dado por seu avô, seu principal companheiro e conselheiro. Além de ajudar na construção de brinquedos.
Junta-se ainda à família uma empregada que gostava de puxar as orelhas de Lucas e conversava com seu radinho (e o locutor respondia).
O seriado tratavas dos problemas enfretados por garotos da idade de Lucas. De problemas familiares. Mas sempre em um tom mais leve e didático que podia ser apreciado pelos adultos e jovens.



Fontes:
Wikipedia
InfanTV
 

Anexos

Última edição por um moderador:

Morgoth

Stalker
SPECTROMAN - 1972



"Planeta: Terra. Cidade: Tóquio.
Como todas as metrópolis desse Planeta, Tóquio se acha hoje em desvantagem na sua luta contra o maior dos inimigos do homem: a poluição!
E apesar dos esforços de todo mundo, pode acontecer um dia que a terra, o ar e as águas, tornem-se letais para toda e qualquer forma de vida.
Quem poderá intervir?"


Assim começava cada episódio da série "Spectroman", exibida aqui no Brasil pelos canais Record e SBT entre a década de 70 e 90.
Considerado o primo pobre de "Ultraman", atingiu grande sucesso devido ao bom humor dos episódios.

Spectroman era um robô alienígena, a serviço dos Dominantes, capaz de assumir a forma humana.
Fora enviado a Terra para combater a interferência do cientista Dr. Gori, um gênio do mal da raça de macacos espaciais.
Suas armas contra os monstros de Gori eram shurikens retiradas do cinturão e lâminas em seus braços.
Porém, seu principal poder era "Spectroflash", um potente raio que só podia ser disparado uma vez (pelo desgaste que causava).

Entre as principais curiosidades, destacam-se 2 roteiros escritos pelo mestre dos mangás Kazuo Koike, de "Lobo Solitário".
Assim como o episódio piloto, considerado raríssimo, que mostrava o herói vestido completamente diferente e interpretado por outro ator.


Títulos originais:

- "Uchuu Enjin Gori" ou "Macaco Espacial Gori"
- "Uchuu Enjin Gori tai Supekutoruman ou "Macaco Espacial Gori versus Spectroman"
- "Supekutoruman"
- "Spectroman"
- "Spectreman" (título norte-americano)


Produção: 02/01/1971 até 25/03/1972

- Vídeo de Abertura
[ame="http://www.youtube.com/watch?v=gDlKW99OoXE"]YouTube- Spectroman Abertura Brasileira[/ame]
- Vídeo de Encerramento
[ame="http://www.youtube.com/watch?v=VWcwXYIWBDA"]YouTube- Spectreman End[/ame]

HISTÓRIA

No planeta Épsilon, na constelação de Sagitário, distante 40 mil anos-luz do Sistema Solar, vive uma civilização de simióides (homens-macaco).
Pacíficos e civilizados, o povo possui tecnologia muito superior à da Terra e sempre visada para o bem comum.
Até o dia em que o cientista Doutor Gori, aclamado como gênio, foi escolhido como o líder.

Detentor de um intelecto muito acima de qualquer ser humano, Gori na verdade era um mutante.
Ao assumir o poder, pretendia construir armas mortíferas para derrubar o governo central de Épsilon e conquistar planetas pelo universo.
Gori achava que a tecnologia de sua civilização fora desperdiçada em projetos pacíficos.

Porém seu plano foi logo descoberto e Gori julgado culpado e condenado.
Como na sociedade de Épsilon não havia pena de morte, a mente do cientista seria alterada de forma que sua maldade fosse eliminada.
Porém antes que isso acontecesse, um oficial do exército chamado Generel Karas libertou Dr.Gori e ambos fugiram em uma nave.

Vagando pelo espaço, a dupla chegou à Terra graças a uma tempestade eletromagnética.
Gori ficou encantado ao ver a Terra, e analisando o planeta descobriu que os seres humanos estavam destruindo seu próprio planeta com a poluição.
Indignado com isso, passou a criar monstros a partir da própria poluição e com isso conquistar a Terra, transformando-a em seu paraíso particular.

Uma raça de vigilantes espaciais, os Dominantes do planeta Nebulosa 71, sabendo da chegada de Dr.Gori à Terra, envia o ciborgue Spectreman para proteger o planeta.
Spectreman adota a identidade do humano Kenji e se emprega na Divisão de Pesquisa e Controle de Poluição, onde investiga os planos do cientista.

O seriado contava com um final dos mais dramáticos, com Karas sendo morto e Gori cometendo suicídio.
Enquanto Spectroman, sem energia, não consegue retornar ao corpo de Kenji e regressa a Nebula 71 quase morto.

...

É bom lembrar que, apesar de Gori ser mostrado como vilão, a mensagem da série é ambígua e ressalta o papel da humanidade na destruição do planeta.
Vendo por este lado, muita gente se pergunta até hoje se havia mesmo um herói na história.
Já que Gori e a humanidade cometiam crimes do mesmo nível, e Spectroman era comandado pelos Dominantes (nome esse que não inspira heroísmo algum).
Entre as inúmeras teses, consta que Gori representava uma ameaça significativa aos Dominantes e seria este o principal motivo do envio de Spectroman para combatê-lo.

Teorias à parte, fica óbvio que Spectroman não sabia de nada disso e lutava tanto contra Gori quanto contra a Poluição, pois era clara a sua decepção com os humanos.

...

Para encerrar, a triste lembrança de que no primeiro dia de 2010, o ator Tetsuo Narikawa (65 anos) que interpretava Spectroman, faleceu vítima de um câncer no pulmão.
Link da notícia: Link para a Notícia
 
Última edição:

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Para a posteridade: http://forum.valinor.com.br/showthread.php?t=88613

Consegui recuperar os posts das séries no cache do Google. Lamento pelo número de posts das pessoas que postaram, mas os seus créditos estarão aqui eternamente (ou assim esperamos):

Pra começar, um meu meu mesmo:


Um Maluco no Pedaço

The Fresh Prince of Bel-Air



The Fresh Prince of Bel-air (O Príncipe de Bel-air ou Um Maluco no Pedaço) é uma série de televisão produzida pela rede NBC. Foi exibida de 1990 a 1996 em seis temporadas. No Brasil foi transmitido pelo canal SBT em TV aberta a partir do ano 2000, com constantes reprises que foram até há bemm pouco tempo atrás.

Através de situações hilariantes, a série mostra os conflitos de valores de uma sociedade marcada por problemas raciais, como a norte-americana, onde o humor impagável de Will leva todos os seus parentes ao limiar da loucura. Após uma briga com consumidores de droga, a mãe de Will, temendo que o futuro do filho passasse pelo mundo do crime, resolve enviá-lo para a magnifica mansão de sua irmã e de seu cunhado Phillip Banks, um juiz muito bem estabelecido, que mora no elegante e luxuoso bairro de Bel Air em Los Angeles, para que o filho possa ter uma educação de alto nível. No início, Will não se dá muito bem, pois sendo um garoto humilde, vindo de um bairro pobre, comporta-se de maneira inadequada, além de se mostrar desinteressado pelos estudos e ainda provocar várias trapalhadas aos tios e primos na sofisticada casa, em Bel Air.
Wikipédia

A série, assim como seus personagens, criada por Andy e Susan Borowitz, sofreu consequentes evoluções no decorrer das temporadas. Will, inicialmente malandro e deslocado, pouco a pouco se adequa à família. Carlton, antes um mauricinho CDF, se transforma em um puxa-saco de marco maior, malhador e de sexualidade duvidoso, além de tapado. Hilary, a prima, passa de perua esbanjadora a perua esbanjadora ignorante. Mais um membro entra na família e a atriz que interpretava a mãe, Vivian, é trocada na 4ª temporada.




Lista de episódios 1ª temporada: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:L...nce_of_Bel-Air

Letra original:

Now, this is a story all about how
My life got flipped-turned upside down
And I liked to take a minute
Just sit right there
I'll tell you how I became the prince of a town called Bel Air


In west Philadelphia born and raised
On the playground was where I spent most of my days
Chillin' out maxin' relaxin' all cool
And all shootin some b-ball outside of the school
When a couple of guys
Who were up to no good
Startin making trouble in my neighborhood
I got in one little fight and my mom got scared
And said 'You're movin' with your auntie and uncle in Bel Air'


I begged and pleaded with her day after day
But she packed my suitcase and send me on my way
She gave me a kiss and then she gave me my ticket.
I put my walkman on and said, 'I might as well kick it'.


First class, yo this is bad
Drinking orange juice out of a champagne glass.
Is this what the people of Bel-Air Living like?
Hmmmmm this might be alright.


But wait I hear there're prissy, bourgeois and all that
Is this the type of place that they should send this cool cat?
I don't think so
I'll see when I get there
I hope they're prepared for the prince of Bel-Air


Well, the plane landed and when I came out
There was a dude who looked like a cop standing there with my name out
I ain't trying to get arrested yet
I just got here
I sprang with the quickness like lightning, disappeared


I whistled for a cab and when it came near
The license plate said fresh and it had dice in the mirror
If anything I can say that this cab was rare
But I thought 'Nah forget it' - 'Yo homes to Bel Air'


I pulled up to the house about 7 or 8
And I yelled to the cabbie 'Yo homes smell ya later'
I looked at my kingdom
I was finally there
To sit on my throne as the Prince of Bel Air

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/The_Fre...nce_of_Bel-Air

Site oficial: http://www.warnerbros.co.uk/televisi...ce/index2.html
IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0098800
 
Última edição:

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Vou postando os antigos posts aos poucos conforme der tempo. Se alguém, quiser ajudar, fico grato. :kiss:

CamiLa disse:
xena a princesa guerreira

Warrior Princess






Xena: Warrior Princess é uma série de televisão neozelandesa originalmente exibida entre 4 de setembro de 1995 e 18 de junho de 2001.
programa foi criado em 1995 pelos diretores e produtores Robert Tapert e John Schulian, foi produzida pela Pacific Renaissance Pictures LTDA em parceria com a Universal Studios, foi distribuída pela MCA e internacionalmente pela MCA International. A série narra as aventuras de Xena, uma guerreira que tenta redimir-se de seu passado violento ajudando todas as pessoas, Xena é acompanhada por Gabrielle, cuja história é contada paralelamente durante o seriado.
Xena: Warrior Princess foi uma das séries de maior sucesso da televisão, tendo sendo exibida em cerca de 108 países ao redor mundo. A série foi listada em #10 na lista das 25 Melhores Séries de Culto da História, pela revista TV Guide, mas ficou em #1 na votação popular feita pelo website Notopodomundo.com para escolher as Melhores séries de TV de todos os tempos.
A série também foi a primeira a reunir fãs em todo mundo (o chamado Fandom), que se conectavam pela Internet para discutir cada episódio e personagem. O Fandom continua ativo na Internet até hoje.
O sucesso do programa lhe deu várias sequências, como livros, quadrinhos, videogames e filmes.

As primeiras aparições da princesa guerreira (quem nem era uma princesa de verdade) foram em três episódios de Hércules, a Lendária Jornada. Neles, Xena aparece como uma chefe militar sedutora mas ardilosa, mas que pouco a pouco evolui numa guerreira misericordiosa que resolve tentar compensar seu passado cruel combatendo o mal no mundo. Dali em diante, já em sua própria série (a personagem fez tanto sucesso que tal trajetória era nada mais do que óbvia), muito de sua biografia foi mostrada em flashbacks: filha de dois taverneiros, Xena foi abandonada pelo pai logo cedo em sua vida.
Afora isso, ela levou uma juventude relativamente comum, apaixonando-se por um forasteiro e planejando seu casamento. Porém, Xena foi largada no altar e, abandonada por duas figuras importantes de sua vida, cria um desgosto por homens e relacionamentos em geral que a seguiria por todo o seu trajeto.
Não muito após isso seu vilarejo é atacado por militares impiedosos, e embora ela tenha sido a única a impor-se frente a eles e tenha derrotado-os para proteger os cidadãos, é considerada uma assassina e exilada do local. Tornando-se uma guerreira cruel e sedenta de poder em meio a suas desventuras, Xena perambulou até a Ásia Central, onde encontrou-se com um guerreiro huno chamado Borias. Estabelecendo um romance e lutando como parceiros de guerra, os dois aterrorirazam cidade atrás de cidade, até que a personalidade cada vez mais sombria de Xena fez com que Borias abandonasse-a grávida. Aterrorizada ao perceber que tornara-se tudo contra o que lutou para salvar sua terra natal, a mulher entrega seu bebê para uma tribo de centauros, temente de ser uma má influência para ele.

Viajando de volta à Europa, Xena quase destrói Hércules por fazer seu escudeiro Iolaus virar-se contra ele. Porém, pouco tempo depois ela encontra-se numa emboscada feita por seus próprios homens, só para ser resgatada pelo mesmo Hércules a quem quase matou. Vendo o quanto suas ações causaram mal a ela mesma e a todos à sua volta, Xena resolve tentar redimir seu passado através de atos nobres, e é aqui que iniciam-se suas aventuras em sua própria série.

Um dos pontos mais lembrados da personagem é seu relacionamento com Gabrielle. A jovem garota, salva por Xena quando estava sendo atacada por bêbados, logo torna-se sua maior admiradora e implora para que possa seguir como sua companheira de viagens. Xena, incapaz de fazê-la mudar de idéia, acaba compadecendo-se e as duas passam a perambular juntas, Gabrielle assumindo o posto de sidekick tagarela e distraída.

A Princesa Guerreira é considerada um ícone até hoje, tendo gerado todo tipo de jogos, brinquedos e até fantasias aham, Gretchen, senta lá. Com suas inúmeras referências à cultura pop e personagens marcantes, a série apresentou-nos traços característicos como os cenários e figurinos ligeiramente mal-feitos (o figurinista, aliás, veio a trabalhar posteriormente com o Senhor dos Anéis e a atuação de Lawless, que pouco a pouco tornou-se efetivamente sua personagem no imaginário popular (muitos repórteres chegam a confundir-se e chamá-la de Xena nas entrevistas). Dificilmente ainda veremos algum seriado com este humor pateta e as cenas de ação estapafúrdias, mas que mesmo assim divirtam tanto. É, não se fazem mais seriados ruins como antigamente.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Post Recuperado da Bella Cullen

Bella Cullen disse:
Arquivo X
The X Files



The X-Files (Arquivo X no Brasil e Ficheiros Secretos em Portugal), é uma série de televisão norte-americana de ficção científica exibida ao longo dos anos 1990 criada por Chris Carter.

Estreou na TV em setembro de 1994 e terminou em maio de 2002. O show foi um sucesso para a emissora Fox, e os as personagens e slogans, por exemplo, "The Truth Is Out There" (A verdade está lá fora), "Trust No One" (Não confie em ninguém), "I Want to Believe (Eu quero acreditar), tornaram-se marcos na cultura pop na década de 1990. A série também gerou uma série derivada, The Lone Gunmen.

Na série, os agentes do FBI Fox Mulder (David Duchovny) e Dana Scully (Gillian Anderson) são investigadores de arquivos-x: casos não solucionados envolvendo fenômenos paranormais. Mulder acredita na existência de extraterrestre e no paranormal, enquanto Scully, uma cética, é designada para fazer análises científicas das descobertas de Mulder. Ainda no começo da série ambos agentes tornam-se alvo de grandes conflitos (denominados "mitologia" pelos produtores), e começam a confiar apenas um no outro. Eles desenvolvem um relacionamento próximo, começando com um sentimento platonico e depois tornando-se um relacionamento romantico no término da série.

A série ganhou popularidade no meio da década de 1990, conduzindo a um filme em 1998, chamado (The X-Files: Fight The Future. Este foi seguido por um filme após o término da série, The X-Files: I Want to Believe, em 2008. Nas duas últimas temporadas, Gillian Anderson tornou-se a protagonista enquanto David Duchovny aparecia intermitentemente, e novas personagens foram introduzidas: os agentes John Doggett (Robert Patrick) e Monica Reyes (Annabeth Gish), enquanto o chefe de Mulder e Scully, o Diretor Assistente Walter Skinner (Mitch Pileggi), também tornou-se personagem central. Até o término da série, Arquivo-X era a série com maior tempo de duração na história da televisão americana, posto ocupado logo após por Stargate SG-1

No Brasil foi ainda exibida pela Rede Record, e é exibida atualmente pelo canal Space. Em Portugal, tem sido retransmitida nos últimos anos pela FOX.

Histórico:
A série estreou em setembro de 1993 e terminou em maio de 2002. Muito do seu sucesso deveu-se aos dois atores principais, David Duchovny e Gillian Anderson que interpretam os agentes do FBI: Fox Mulder e Dana Scully que investigam casos paranormais e outros mistérios não explicados pelo Arquivo X.

Sinopse:
O Arquivo X é uma arquivo que contem relatos sobre casos paranormais e não explicados que acabaram guardados no subsolo do FBI, mais tarde achados pelo agente Fox Mulder. Desacreditado e debochado pelos outros membros do FBI, Mulder começa a investigar esses arquivos X que contém casos de abduções e parecem envolver uma conspiração do governo americano para esconder a existência de vida extraterrestre. Nos arquivos também se encontram casos evolvendo satanismo, relatos de aparições de fantasmas, ocultismo e outros casos misteriosos.

E dentro da sua busca frutífera pela verdade está seu objetivo inicial, que é encontrar sua irmã, raptada há mais de vinte anos e que ele acredita ter sido por alienígenas.

Na tentativa de invalidar as suas investigações e fechar o arquivo x, o FBI recruta a agente Dana Scully, uma agente que além de médica, cientista e legista, é cética e deve reportar e dar uma explicação cientifica para os estranhos casos que Mulder e ela vão investigar, mais ou menos como uma espiã. Entretanto com o passar do tempo, a própria agente Scully começa a se dar conta de que as inacreditáveis teorias de seu parceiro fazem sentido e cada vez mais a sua ciência passa não mais a confrontar o que testemunha, mas a buscar respostas científicas para tais acontecimentos.

Pouco a pouco, Scully torna-se mais crente e sua parceria com Mulder evolui a estágios inesperados de grande amizade (nas temporadas seguintes um romance) e cumplicidade na busca pela verdade e para desbaratar a grande conspiração que envolve os altos escalões do governo americano.

Personagens Principais:


David Duchovny interpretando o Agente especial Fox William Mulder
Gillian Anderson interpretando a Agente especial Dana Katherine Scully

O Filme:
O primeiro filme foi The X-Files: Fight The Future e o segundo foi The X-Files: I Want to Believe. O primeiro filme ocorre entre a quinta e a sexta temporada da série. Enquanto o segundo filme ocorre seis anos após os eventos da série.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Hércules - A Lendária Jornada
Hércules - The Legendary Journeys





Hercules: The Legendary Journeys (br:Hércules: A Lendária Jornada) foi uma série de televisão produzida entre 1995 e 1999, e baseada livremente nas façanhas do semideus da mitologia grega, Hércules, conhecida pela sua imensa força. A série durou seis temporadas com 111 episódios, alguns ainda inéditos no Brasil, e foi precedida por vários telefilmes que já contavam com os mesmos personagens.

A série foi exibida inicialmente pelo SBT aqui no Brasil em meados de 1996 a 1997. A partir de 2005, a Rede Record de Televisão adquiriu os direitos e reprisou a série.

Tendo como protagonista o herói filho de Zeus, Hércules, e seu inseparável amigo Iolaus, a série girava em torno das aventuras do herói para salvar quem quer que precisasse de sua ajuda. E muita gente precisava da ajuda de Hércules, para extirpar monstros, reparar injustiças, impedir guerras, salvar donzelas, procurar curas de doenças, conseguir artefatos, combater e desafiar deuses e semideuses, e toda sorte de perigos e tarefas que somente o poderoso, famoso e bondoso Hércules poderia. Como ajuda, contava com seu fiel Iolaus, matreiro lutador filho de caçador, que por isso conhecia diversos truques, como armadilhas, engodos e iscas.

Lucy Lawless aparece pela primeira vez em Hércules como persongame coadjuvante de um episódio, antes mesmo de interpretar Xena, originada no mesmo seriado.

Lista de episódios: http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:L...ndary_Journeys

Disclaimers: [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Disclaimers_de_Hercules:_The_Legendary_Journeys"]Wikipedia (Links)[/ame]
[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Disclaimers_de_Hercules:_The_Legendary_Journeys"]
Disclaimers_de_Hercules:_The_Legendary_Journeys[/ame]

Personagens e seus respectivos atores:
Elenco regular

Hércules ( [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Kevin_Sorbo"]Kevin Sorbo[/ame]
[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Kevin_Sorbo"]
Kevin_Sorbo[/ame]
)

Iolaus ( [ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Michael_Hurst"]Michael Hurst[/ame]
[ame="http://pt.wikipedia.org/wiki/Michael_Hurst"]
Michael_Hurst[/ame]
)



A série não era lá muito fiel a mitologia grega em si, deturpando diversas personagens mitológicas, a começar pelo próprio personagem principal, mas era um ótimo canal de iniciação no tema, além de ser prazeiroso para quem curte mitologia, aventura, ação e uma boa dose de sessão "desligar cérebro e apreciar".

Uma das preferidas da minha infância/adolescência, inspirou minha paixão por mitologias e Grécia Antiga.


Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/H%C3%A9...evis%C3%A3o%29

Fan Site: http://legendaryfansite.com/home.php

IMDb: http://www.imdb.com/title/tt0111999/

 
Última edição:

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Mais um post recuperado da Bella:

Bella Cullen disse:
Três é Demais​

Full House​



Full House é uma série de televisão do gênero comédia que estreou nos Estados Unidos da América em 1987 na emissora ABC, produzida por Jeff Franklin Productions e Warner Bros Television, chegando ao fim em 1995 com oito temporadas e , no canal aberto brasileiro já foi exibida pela Rede Globo através do programa TV Colosso e pelo SBT na década de 90, sendo reprisada algumas vezes pelo SBT. Já foi exibido no canal pago Warner Channel.

Sinopse:

Daniel 'Danny' Ernest Tanner (Bob Saget) e sua família. Pam, a esposa de Danny morre em um acidente, então ele chama seu cunhado Jesse Katsopolis (John Stamos) e seu melhor amigo Joey Gladstone (Dave Coulier) para se mudarem para sua casa e ajudar a cuidar de suas três filhas: Donna Jo, a D.J. (Candace Cameron Bure), a mais velha, Stephanie Judith Tanner (Jodie Sweetin), a do meio e Michelle (interpretada pelas gêmeas mais ricas do mundo Mary-Kate e Ashley Olsen ) a mais nova.

Elenco:

Danny' Tanner: Bob Saget
Hermes 'Jesse' Katsopolis: John Stamos
Joseph Alvin 'Joey' Gladstone: Dave Coulier
Michelle Elizabeth Tanner: Mary-Kate Olsen e Ashley Olsen
Donna Jo Margaret 'D.J.' Tanner: Candace Cameron Bure
Stephanie Judith 'Steph' Tanner: Jodie Sweetin
Rebecca 'Becky' Donaldson-Katsopolis: Lori Loughlin
Kimberly Louise 'Kimmy' Gibbler: Andrea Barber

Curiosidade:

Para o papel de Michelle, foram escohidas gêmeas, pois era um papel importante e seriam necessárias mais horas de gravação que o estado da Califórnia permitia para crianças daquela idade. Como os produtores não queriam que os telespectadores soubessem que o papel era feito por gémeas, as irmãs foram, inicialmente, creditadas como "Mary Kate Ashley Olsen". Só mais tarde foram creditadas separadamente. Apesar disso, durante alguns meses apenas Mary-Kate gravava, pois Ashley chorava sempre que entrava em cena.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Bella de novo:

Bella Cullen disse:
Anos Incríveis
The Wonder Years


Anos incríveis (em inglês: The Wonder Years) foi uma série americana de televisão criada por Carol Black e Neal Marlens. Durou seis temporadas na rede americana ABC, de 1988 a 1993. No Brasil, o programa já foi exibido pela TV Cultura, TV Bandeirantes, Multishow e Rede 21, até voltar à TV Cultura.

Anos incríveis apresentou as questões sociais e os eventos históricos do final dos anos 60 e início dos anos 70 através dos olhos do protagonista Kevin Arnold, que também vive os assuntos da adolescência (principalmente com seu grande amigo Paul e sua paquera, Winnie Cooper), problemas familiares e outros. Enquanto se passam as histórias, os acontecimentos são narrados por um Kevin mais velho e experiente, que descreve o que acontece e conta o que aprendeu de suas experiências. Esta técnica serviu de inspiração a outras séries.

A música de abertura é uma versão de Joe Cocker da música dos Beatles With a Little Help from My Friends.

Personagens Principais:


* Kevin Arnold (Fred Savage) - Um estudante americano típico freqüentando a escola secundária no final dos anos 60 e início dos anos 70.

* Gwendolyn "Winnie" Cooper (Danica McKellar) - Interesse amoroso principal de Kevin. Vive no mesmo quarteirão que ele. O primeiro beijo de ambos e a morte de seu (dela) irmão mais velho no Vietnã têm importante papel no episódio-piloto. Em um dos episódios seus pais decidem se divorciar, como resultado da tristeza pela morte do filho.

* Paul Pfeiffer (Josh Saviano) - Melhor amigo de Kevin. Extremamente inteligente e excelente estudante. Ele é alérgico a quase tudo.

* Jack Arnold (Dan Lauria) - O pai de Kevin, veterano da Guerra da Coréia. Inicialmente, trabalhava na Norcom, uma empresa grande, mas em uma posição mediana de gerência que ele detestava. Mais tarde, começa seu próprio negócio construindo e vendendo mobília feita a mão.

* Norma Gustavson Arnold (Alley Mills) - Mãe de Kevin e dona-de-casa. Conheceu Jack quando era caloura na faculdade. Quando ele terminou o curso, ela se mudou com ele e não terminou o curso.

* Karen Arnold (Olivia d'Abo) - Irmã hippie mais velha de Kevin. Ela se casa e se muda para o Alasca. Faz uma participação especial no último episódio.

* Wayne Arnold (Jason Hervey) - Irmão mais velho de Kevin, diverte-se atormentando física e psicologicamente Kevin e Paul.

Lista de Episódios:

* 1ª Temporada

01 - "Pilot" - Piloto
02 - "Swingers" - Os Balanços
03 - "My Father's Office" - O Escritório do Meu Pai
04 - "Angel" - Anjo
05 - "The Phone Call" - O Telefonema
06 - "Dance With Me" - Dance Comigo

* 2ª Temporada

07 - "Heart of Darkness" - Na Escuridão
08 - "Our Miss White" - A Senhorita White
09 - "Christmas" - Natal
10 - "Steady as She Goes" - Namorando
11 - "Just Between You and Me...and Kirk and Paul and Carla and Becky" - Só Entre Mim, Você, Kirk, Paul, Carla e Becky
12 - "Pottery Will Get You Nowhere" - A Cerâmica Não Leva a Lugar Nenhum
13 - "Coda" - Coda
14 - "Hiroshima, Mon Frere" - Hiroshima, Meu Irmão
15 - "Loosiers" - Pernas de Pau
16 - "Walk Out" - A Manifestação
17 - "Nemesis" - Nêmesis
18 - "Fate" - Destino
19 - "Birthday Boy" - O Aniversário
20 - "Brightwing" - Asa Brilhante
21 - "Square Dance" - A Quadrilha
22 - "Whose Woods Are These?" - De Quem São Essas Terras
23 - "How I'm Spending My Summer Vacation" - Minhas Férias

* 3ª Temporada

24 - "Summer Song" - Canção de Verão
25 - "Math Class" - Aula de Matemática
26 - "Wayne on Wheels" - Wayne Motorizado
27 - "Mom Wars" - Guerras Com Mamãe
28 - "On the Spot" - O Holofote
29 - "Odd Man Out" - O Rejeitado
30 - "The Family Car" - O Carro da Família
31 - "The Pimple" - A Espinha
32 - "Math Class Squared" - O Professor de Matemática
33 - "Rock 'n Roll" - Rock'n Roll
34 - "Don't You Know Anything About Women?" - Você Não Entende Nada de Mulheres
35 - "The Powers That Be" - O Poder Constituido
36 - "She, My Friend, and I" - Ela, Meu Amigo e Eu
37 - "St. Valentine's Day Massacre" - O Massacre do Dia Dos Namorados
38 - "The Tree House" - A Casa na Árvore
39 - "Glee Club" - O Coral da Oitava Série
40 - "Night Out" - A Festa
41 - "Faith" - Fé
42 - "The Unnatural" - Nada Natural
43 - "Goodbye" - Adeus
44 - "Cocoa and Sympathy" - Chocolate e Simpatia
45 - "Daddy's Little Girl" - A Queridinha do Papai
46 - "Moving" - A Mudança

* 4ª Temporada

47 - "Growing Up" - Crescendo
48 - "Ninth-Grade Man" - O Homem da Nona Série
49 - "The Journey" - A Viagem
50 - "Cost of Living" - O Custo de Vida
51 - "It's a Mad, Mad, Madeline World" - O Mundo Maluco de Madeline
52 - "Little Debbie" - A Pequena Debbie
53 - "The Ties That Bind" - Os Laços Que Nos Unem
54 - "The Sixth Man" - O Sexto Homem
55 - "A Very Cutlip Christmas" - Feliz Natal Senhor Cutlip
56 - "The Candidate" - O Candidato
57 - "Heartbreak" - Um Coração Patido
58 - "Denial" - A Recusa
59 - "Who's Aunt Rose?" - Quem é Tia Rose?
60 - "Courage" - Coragem
61 - "Buster" - Buster
62 - "Road Trip" - Na Estrada
63 - "When Worlds Collide" - Quando Mundos se Chocam
64 - "Separate Rooms" - Quartos Separados
65 - "The Yearbook" - O Anuário
66 - "The Accident" - O Acidente
67 - "The House That Jack Built" - A Casa Que Jack Construiu
68 - "Graduation" - A Formatura
69 - "Looking Back" - Recordando

* 5ª Temporada

70 - "The Lake" - O Lago
71 - "Day One" - O Primeiro Dia
72 - "The Hardware Store" - A Loja de Ferragens
73 - "Frank and Denise" - Frank e Denise
74 - "Full Moon Rising" - A Lua Cheia
75 - "Triangle" - O Trângulo
76 - "Soccer" - Futebol
77 - "Dinner Out" - Jantando Fora
78 - "Christmas Party" - Festa de Natal
79 - "Pfeiffer's Fortune" - A Fortuna Dos Pfeiffer
80 - "Road Test" - A Carta de Motorista
81 - "Grandpa's Car" - O Carro do Vovô
82 - "Kodachrome" - Leituras Coloridas
83 - "Private Butthead" - O Nosso Idiota
84 - "Of Mastodons and Men" - De Mastodontes e de Homens
85 - "Double Double Date" - Encontros e Desencontros
86 - "Hero" - Herói
87 - "Lunch Stories" - Histórias de Almoço
88 - "Carnal Knowledge" - Ânsia de Amar
89 - "The Lost Weekend" - O Fim de Semana Perdido
90 - "Stormy Weather" - Tempestade
91 - "The Wedding" - O Casamento
92 - "Back to the Lake" - De Volta ao Lago
93 - "Broken Hearts and Burgers" - Corações Partidos e Hamburguers

* 6ª Temporada

94 - "Homecoming" - Voltando Pra Casa
95 - "Fishing" - A Pescaria
96 - "Scenes from a Wedding" - Cenas de um Casamento
97 - "Sex and Economics" - Sexo e Economia
98 - "Politics as Usual" - Politica Como Sempre
99 - "White Lies" - Pequenas Mentiras
100 - "Wayne and Bonnie" - Wayne e Bonnie
101 - "Kevin Delivers" - As Entregas de Kevin
102 - "The Test" - O Exame
103 - "Let Nothing You Dismay" - Não Deixe Que Nada o Desanime
104 - "New Year" - Ano Novo
105 - "Alice in Autoland" - Alice no País Dos Automóveis
106 - "Ladies and Gentlemen...The Rolling Stones" - Senhoras e Senhores... Os Rolling Stones
107 - "Unpacking" - Recomeçando
108 - "Hulk Arnold" - Hulk Arnold
109 - "Nose" - O Nariz
110 - "Eclipse" - O Eclipse
111 - "Poker" - Pôker
112 - "The Little Women" - Mulheres
113 - "Reunion" - A Reunião
114 - "Summer" - Verão
115 - "Independence Day" - Dia da Independência

Curiosidade:

Dizem as más línguas que o Paul era o Marilyn Manson. Mentira.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
E de novo:

Bella Cullen disse:
Lois e Clark: As Novas Aventuras do Superman
Lois and Clark: The New Adventures of Superman


Lois and Clark: The New Adventures of Superman (No Brasil, Lois e Clark: As novas aventuras do Superman) é uma popular série de televisão dos anos 1990, numa representação mais moderna do mito do maior de todos os super-heróis, Superman,Estrelada por Teri Hatcher no papel de Lois Lane e Dean Cain no Papel de Clark Kent/Superman.

Se focando mais no relacionamento e nas Aventuras de Lois e Clark, a série apresentava facetas de comédia romântica.

Tomando como base a nova origem do personagem que o autor John Byrne escreveu nos quadrinhos, após Crise nas Infinitas Terras, a série apresenta um Johnatan Kent ainda vivo (diferente de Smallville, dos filmes com Christopher Reeve e dos gibis pré-crise) e um Clark mais descolado.

A série foi criada nos anos de 1992 e 1993 e durou 4 temporadas. Fez muito sucesso por mostrar as várias faces de Clark Kent/Superman, uma Lois Lane bem independente, um Perry White e um Jimmy Olsen bem divertidos, um Lex Luthor bem convencido e mau e uma Cat Grant bem atirada.

Elenco e personagens principais

Teri Hatcher - Lois Lane
Dean Cain - Superman/Clark Kent

Elenco e personagens Secundarios

John Shea - Lex Luthor
Michael Landes - Jimmy Olsen na 1ª temporada
Justin Whalin - Jimmy Olsen da 2ª a 4ª temporada
Lane Smith - Perry White
Tracy Scoggins - Cat Grant
K Callan - Martha Kent
Eddie Jones - Jonathan Kent

Obs: O ator John Shea, intérprete do personagem Lex Luthor, participou como personagem fixo da série somente na 1ª Temporada, tendo feito depois, ao longo das demais temporadas consecutivas, apenas pequenas participações especiais como ator convidado.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Só dá Bella nas descrições...

Bella Cullen disse:
Barrados no Baile
Beverly Hills, 90210


Beverly Hills 90210 (ou Barrados no Baile, nome dado ao seriado no Brasil) foi uma popular série de televisão norte-americana, transmitida (nos EUA) entre outubro de 1990 e maio de 2000 pela emissora FOX.

A série seguia as vidas de um grupo de adolescentes que viviam na comunidade elitista e rica de Beverly Hills, Califórnia onde frequentavam o liceu fictício, West Beverly High School. A série foi criada pelos produtores por Darren Star. O "90210" no título refere-se ao Código Postal da zona de Beverly Hills.

As personagens centrais eram, nos primórdios, os protagonistas Brenda e Brandon, que mudam com os pais, Jim e Cindy, de St. Paul, Minneapolis para Beverly Hills. A série aborda temáticas como as drogas, a gravidez na adolescência e o suicídio.

Apesar das fracas audiências da primeira temporada nos Estados Unidos, a FOX reprisou a série no Verão de 1991 e, a partir daí, conseguiu captar a atenção do público. A série transformou, em astros, os seus atores, especialmente Jason Priestley e Luke Perry, que acabaram se tornando ídolos das adolescentes.

Embora o elenco da série tenha sido extenso, os atores Jennie Garth, Ian Ziering, Brian Austin Green e Tori Spelling foram os unicos que permaneceram no elenco da série do começo ao fim do seriado, sem nunca se ausentarem, tendo em todas as temporadas participado como parte do elenco regular.

Elenco:

Jason Priestley - Brandon Walsh
Shannen Doherty - Brenda Walsh
Jennie Garth - Kelly Taylor
Ian Ziering - Steve Sanders
Gabrielle Carteris - Andrea Zuckerman
Luke Perry - Dylan McKay
Brian Austin Green - David Silver
Douglas Emerson - Scott Scanlon
Tori Spelling - Donna Martin
Carol Potter - Cindy Walsh
James Eckhouse - Jim Walsh
Joe E. Tata - Nat Bussichio
Mark Damon Espinoza - Jesse Vasquez
Kathleen Robertson - Clare Arnold
Tiffani Thiessen - Valerie Malone
Jamie Walters - Ray Pruit
Hilary Swank - Carly Reynolds
Vincent Young - Noah Hunter
Lindsay Price - Janet Sosna
Daniel Cosgrove - Matt Durning
Vanessa Marcil - Gina Kincaid
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Ok, vocês já sabem de quem é mais esse post recuperado...

Bella Cullen disse:
Perdidos no Espaço
Lost In Space


Perdidos no Espaço é um seriado de televisão produzido entre 1965 e 1968, que contava as aventuras da família Robinson no espaço, a bordo da nave Júpiter 2, juntamente com o Robô B9 e o Dr. Zachary Smith (Jonathan Harris).

Sinopse:

No ano 1997, a Terra sofre com sua superpopulação_O Professor John Robinson, sua esposa Maureen, as suas crianças (Judy, Penny e Will) e o Major Don West são seleccionados para viajar até um planeta do sistema Alpha Centauri afim de estabelecer uma colônia da Terra para que outras pessoas possam viver lá. Eles estão a ir lá a bordo de um foguete do Professor Robinson da concepção, baptizada de Júpiter 2. No entanto, o doutor Zachary Smith, um agente de um governo inimigo, é enviado para sabotar a missão. Ele é bem sucedido em reprogramação do foguete robô, mas no processo torna-se preso no foguete, e por causa de seu excesso de peso, o foguete, e todos a bordo tornam -se irremediavelmente perdidos e que agora se torna uma luta pela sobrevivência como a tripulação tenta encontrar o seu de volta para casa.

Produção:

O seriado, produzido pela CBS e que tinha como criador e produtor executivo Irwin Allen, foi ao ar pela primeira vez nos EUA em setembro de 1965, e permaneceu no ar até março de 1968.

A série teve o episódio piloto mais caro da história da televisão, e que nunca foi ao ar (cenas do episódio piloto foram reaproveitadas nos primeiros cinco episódios da série). Segundo rumores da época, caso a série não fosse um sucesso, a CBS poderia quebrar pelo dinheiro gasto na produção.

Irwin Allen foi um produtor de televisão muito bem sucedido, que emplacou outros sucessos tais como "Terra de Gigantes", "O Túnel do Tempo" e "Viagem ao Fundo do Mar". No entanto, Perdidos no Espaço foi, sem dúvida, seu maior sucesso. Allen aproveitou ainda na sua série elementos do clássico de 1956, Forbidden Planet (br.: O Planeta Proibido), tais como o formato de disco da nave Jupiter 2; e o robô serviçal humanóide, que no filme era chamado de Robby.

Jonathan Harris (que interpreta o doutor Smith) foi contratado por último para participar da série, e por isto aparece nos créditos como "participação especial" (termo usado na televisão pela primeira vez no seriado). Apesar de ter sido o último personagem a ser incluído na idéia da série (no episódio piloto não há Dr. Smith nem o Robô), ele acaba sendo o centro da trama.

Perdidos no Espaço teve 3 temporadas produzidas. A 1ª temporada foi produzida em preto-e-branco. Na 2ª temporada a série ganha cores, mas perde bastante em qualidade, deixando de lado o foco na ficção científica, e adotando um tom mais de comédia. Na 3ª e última temporada, esse tom de comédia se acentua ainda mais. Pouco antes de se começar a produção da 4ª temporada, a série é cancelada, mesmo apesar de alguns roteiros já estarem escritos e de algumas cenas já terem sido gravadas.

Lançamento em DVD

Perdidos no Espaço já teve suas 3 temporadas completas lançadas em DVD aqui no Brasil. A 1ª temporada foi lançada assim como foi produzida, em preto-e-branco, e traz também o episódio piloto "No Place to Ride", jamais exibido no Brasil, e portanto, não-dublado. As 2ª e 3ª temporadas foram lançadas em cores. Todas as 3 temporadas apresentam a dublagem original brasileira, realizada na década de 1960.
 

Kainof

Sr. Raposo
Usuário Premium
Repostando:

Jiraiya

Sekai Ninja Sen Jiraiya (Guerra Mundial Ninja - Jiraiya)

Jiraiya, o Incrível Ninja



Conhecida série japonesa pertencente ao gênero de Tokusatsus, foi produzida em 1988 com 50 episódios exibidos no Brasil pela Rede Manchete a partir de setembro de 1989.

Sobre tokusatsu na wikipedia:
Tokusatsu é a abreviatura da expressão japonesa "tokushu satsuei" (特殊撮影, "tokushu satsuei"?), traduzido como "filme de efeitos especiais". Antigamente, era um género que englobava praticamente qualquer produção cinematográfica ou televisiva que usasse de efeitos especiais. Atualmente, é sinónimo de filmes ou séries live-action de super-heróis produzidos no Japão, com bastante ênfase nos efeitos especiais, mesclando varias técnicas como pirotecnia, computação gráfica, modelismo, entre outras.
Moderna família de ninjas, os Yamashi guardam metade de uma tabuleta com o mapa da localização de Pako, lendário tesouro enviado à Terra por seres espaciais. A outra metade foi roubada e está em posse de Dokussai, o líder de um clã chamado Família de Feiticeiros. O filho mais velho (adotivo) da família Yamashi, Toha, é escolhido para usar a armadura de Jiraiya, tornando-se assim o sucessor da linhagem de Togakuri. O clã foi fundado 2300 anos no passado por um viajante espacial que chegou à Terra. Empunhando a poderosa Espada Olímpica, Jiraiya enfrenta os ninjas de Dokussai, além de desafiantes do Império dos Ninjas, que reúne os melhores do mundo na arte ninja.

Alguns ninjas do Império (que apesar do nome não é um grupo oficial organizado) acabam virando aliados, como o Barão Owl, Kazenin Storm, Homem Míssil e Wild Raining (ou Lenin Wild). Para complicar, ele ainda se encontra com o terrível Hoshinin Dell-Star, alienígena perigoso que enfrentou o criador da linhagem Jiraiya, séculos atrás. Jiraiya pode usar seu espírito para dar vida ao gigante Deus Jiray, o protetor de Pako.

Site InfanTV
O nome original da espada do Jiraya é Jikkou Shinkuu Ken, que significa Espada do Vácuo Luminoso Magnético. Não se sabe do porquê a dublagem brasileira ter mudado o nome para Espada Olímpica além do fato de que a série foi exibida no Japão durante a realização dos Jogos Olímpicos de Seul. E a série chegou no Brasil um anos depois. O mais provável é que tenha sido por motivos comerciais, já que o nome original é extenso e confuso. Apesar de não fazer muito sentido, o nome "Espada Olímpica" pegou e até hoje é facilmente lembrado pelos que assistiram a série.
Wikipedia


Elenco:

Takumi Tsuitsui .... Jiraya
Megumi Sekiguti .... Kei
Takumi Hashimoto .... Manabu
Massaki Hatsumi .... Yamashi
Issei Hirota .... Spyker
Noriaki Kaneda .... Dokusai
Hiromi Nohara .... Benikiba
Tomoko Taya .... Heiha
Machiko Soga .... Morgana
Shohei Hinoshita .... Kaminin Oruha
Michiko Enokida .... Kazumi



Fontes:
www.infantv.com.br/jiraiya.htm
pt.wikipedia.org/wiki/Sekai_Ninja_Sen_Jiraiya
pt.wikipedia.org/wiki/Tokusatsu
mundotoku.blogspot.com/2008/12/especial-jiraya-o-sucesso-ninja.html
 
Última edição:
Status
Fechado para novas mensagens.

Valinor 2020

Total arrecadado
R$1.495,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo