1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Lista do Nobel

Tópico em 'Generalidades Literárias' iniciado por Buky, 16 Jan 2009.

  1. Buky

    Buky Usuário

    Está organizado em ANO/PREMIADO/NACIONALIDADE

    1901 Sully-Prudhomme (França)
    1902 Theodor Mommsen (Alemanha)
    1903 Bjørnstjerne Bjørnson (Noruega)
    1904 José Echegaray y Eizaguirre (Espanha)
    1904 Frédéric Mistral (França)
    1905 Henryk Sienkiewicz (Polónia)
    1906 Giosuè Carducci (Itália)
    1907 Rudyard Kipling (Grã-Bretanha)
    1908 Rudolf Eucken (Alemanha)
    1909 Selma Lagerlöf (Suécia)
    1910 Paul Heyse (Alemanha)
    1911 Maurice Maeterlinck (Bélgica)
    1912 Gerhart Hauptmann (Alemanha)
    1913 Rabindranath Tagore (Índia)
    1915 Romain Rolland (França)
    1916 Carl Gustaf Verner von Heidenstam (Suécia)
    1917 Karl Gjellerup (Dinamarca)
    1917 Henrik Pontoppidan (Dinamarca)
    1919 Carl Friedrich Georg Spitteler (Suíça)
    1920 Knut Pedersen Hamsun (Noruega)
    1921 Anatole France (França)
    1922 Jacinto Benavente (Espanha)
    1923 William Butler Yeats (Irlanda)
    1924 Wladyslaw Stanislaw Reymont (Polónia)
    1925 George Bernard Shaw (Grã-Bretanha)
    1926 Grazia Deledda (Itália)
    1927 Henri Bergson (França)
    1928 Sigrid Undset (Noruega)
    1929 Thomas Mann (Alemanha)
    1930 Sinclair Lewis (Estados Unidos)
    1931 Erik Axel Karlfeldt (Suécia)
    1932 John Galsworthy (Grã-Bretanha)
    1933 Ivan Alekseyevich Bunin (apátrida residência em França)
    1934 Luigi Pirandello (Itália)
    1936 Eugene O'Neill (Estados Unidos)
    1937 Roger Martin du Gard (França)
    1938 Pearl S. Buck (Estados Unidos)
    1939 Frans Eemil Sillanpää (Finlândia)
    1944 Johannes V. Jensen (Dinamarca)
    1945 Gabriela Mistral (Chile)
    1946 Hermann Hesse (Suíça)
    1947 André Gide (França)
    1948 Thomas Stearns Eliot (Grã-Bretanha)
    1949 William Faulkner (Estados Unidos)
    1950 Bertrand Russel (Grã-Bretanha)
    1951 Pär Lagerkvist (Suécia)
    1952 François Mauriac (França)
    1953 Winston S. Churchill (Grã-Bretanha)
    1954 Ernest Hemingway (Estados Unidos)
    1955 Halldor Laxness (Islândia)
    1956 Juan R. Jiménez (Espanha)
    1957 Albert Camus (França)
    1958 Boris Pasternak (União Soviética)
    1959 Salvatore Quasimodo (Itália)
    1960 Saint-John Perse (França)
    1961 Ivo Andric (Jugoslávia)
    1962 John Steinbeck (Estados Unidos)
    1963 Giorgos Seferis (Grécia)
    1964 Jean-Paul Sartre (França)
    1965 Michail Aleksandrovich Sholokhov (União Soviética)
    1966 Nelly Sachs (Alemanha/Suécia)
    1966 Samuel Josef Agnon (Israel)
    1967 Miguel Angel Asturias (Guatemala)
    1968 Yasunari Kawabata (Japão)
    1969 Samuel Becket (Irlanda)
    1970 Aleksandr Isaevich Solzhenitsyn (União Soviética)
    1971 Pablo Neruda (Chile)
    1972 Heinrich Böll (Alemanha)
    1973 Patrick White (Austrália)
    1974 Eyvind Johnson (Suécia)
    1974 Harry Martinson (Suécia)
    1975 Eugenio Montale (Itália)
    1976 Saul Bellow (Estados Unidos)
    1977 Vicente Aleixandre (Espanha)
    1978 Isaac Singer (Estados Unidos)
    1979 Odysseas Elytis (Grécia)
    1980 Czeslaw Milosz (Polónia)
    1981 Elias Canetti (Grã-Bretanha)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1983 William Golding (Grã-Bretanha)
    1984 Jaroslav Seifert (Checoslováquia)
    1985 Claude Simon (França)
    1986 Wole Soyinka (Nigéria)
    1987 Joseph Brodsky (Estados Unidos)
    1988 Nagib Mahfus (Egipto)
    1989 Camilo José Cela (Espanha)
    1990 Octavio Paz (Méxiko)
    1991 Nadine Gordimer (África do Sul)
    1992 Derek Walcott (Santa Lúcia)
    1993 Toni Morrison (Estados Unidos)
    1994 Kenzaburo Oe (Japão)
    1995 Seamus J. Heaney (Irlanda)
    1996 Wislawa Szymborska (Polónia)
    1997 Dario Fo (Itália)
    1998 José Saramago (Portugal)
    1999 Günter Grass (Alemanha)
    2000 Gao Xingjian (China)
    2001 Sir Vidiadhar Surajprasad Naipaul (Trinidad)
    2002 Imre Kertész (Hungria)
    2003 John Maxwell Coetzee (África do Sul)
    2004 Elfriede Jelinek (Áustria)
    2005 Harold Pinter (Grã-Bretanha)
    2006 Orhan Pamuk (Turquia)
    2007 Doris Lessing (Reino Unido)
    2008 Jean-Marie Gustave Le Clézio (França)
    2009 Herta Müller (Alemanha)
    2010 Mario Vargas Llosa (Peru)
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    reza a lenda que o nobel de literatura está meio equivalente ao que é o oscar na área do cinema. eu não faço idéia, até porque sendo bem sincera, não conheço uma penca de gente dessa lista. A Doris Lessing, por exemplo, eu nunca tinha ouvido falar até o ano passado, quando ela ganhou o Nobel.
     
  3. Não sei se isso é verdade...
    O Nobel premia um monte de autor bizarro... e o Oscar rigorosamente jamais faz isso...
    Além disso, o Nobel é um prêmio eminentemente político... e Oscar... bom... o Oscar é aquilo lá, né?
    Por isso mesmo, ao contrário do que a maioria pensa, o Nobel não é feito para premiar o "melhor escritor" de qualquer coisa... É um prêmio com um recado... (um recado que alguns não gostam - vide a Bravo![publicação da Abril, não se esqueçam] do mês passado)

    Apesar disso, o Nobel tem sido generoso para algumas pessoas famosas depois de Jelinek... Todos os que ganharam após ela (que talvez tenha sido o prêmio mais controverso em muito tempo) já eram consagrado: Harold Pinter e Doris Lessing ja estavam até na minha Barsa, que data de 1994! Pamuk e Le Clézio são bem vendidos... principalmente o último...

    Claro, isso para os padrões europeus... Aqui tudo é um pouquinho atrasado, até chegar a tradução, etc etc etc

    Sei lá... eu em geral gosto... nunca me deparei com um escritor ruim que tenha ganho o Nobel...

    o bom é torcer para que os bizarros (dá-lhe Nooteboom!) ganhem, para que apareçam traduções para o português
     
  4. Pescaldo

    Pescaldo Penso, logo hesito.

    Uma coisa que existe é a tal "maldição do Nobel". Quando um escritor ganha um Nobel, é quase certeza que a carreira dele acabou ali, os livros seguintes acabam sendo ruins pra dedéu.
     
  5. alrob

    alrob Usuário

    1954 Ernest Hemingway (Estados Unidos)

    O único que li de todos.
     
  6. Anica

    Anica Usuário

    Mas as comparações eram exatamente nessa questão do político. Por exemplo, aquele ano do "oscar negro", quando tanto o Denzel Washington quanto a Halle Berry ganharam o Oscar. Ou mesmo a preferência da academia por filmes que são claramente contra a guerra, por exemplo.

    Porém, como eu disse, é o que eu ouvi. Para mim fica bem difícil formar alguma opinião até quando eu não conheço muito dos vencedores (especialmente os mais atuais).

    Acho que um pouco por causa disso que você disse:

    E no final das contas, acabo concordando com isso aqui que você disse:

    Porque se tem uma coisa que é fato é que lançam rapidinho os títulos dos vencedores do nobel aqui no Brasil. Mais rápido do que isso só quando tem filme que está para adaptar alguma obra obscura, hehe.
     
  7. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    ôxe, nem uma olhadinha em

    1971 Pablo Neruda (Chile)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1998 José Saramago (Portugal)

    ???
     
  8. alrob

    alrob Usuário

    Nada JLM, nunca me interessei em ler estes autores. Ernest Hemingway foi o único que realmente me agradou (se não me engano foi "O Velho e o Mar" que deu o Nobel a Hemingway).
     
  9. Liv

    Liv Visitante

    Cara, tá perdendo, heim! Já li os três e são excelentes. :grinlove:
     
  10.  
  11. Bons escritores que ganharam o Nobel?
    Esses são os que eu mais gosto, eu acho:

    -J. M. Coetzee (2003- Africa do Sul)
    -Gao Xingjang (2000 - China)
    - Günter Grass (1999 - Alemanha)
    - José Saramago (ah... vcs já sabem)
    - Szymborska (1996 - Polônia)
    - Elias Canetti (1981 - ???)
    - Milocz (1980 - Polônia)
    - Isaac Bashevis Singer (1978 - EUA)
    - Samuel Beckett (1969 - Irlanda)
    - Yasunari Kawabata (1968 - Japão)
    - Maeterlinck (1911- Bélgica)
     
  12. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Concordo com o Lord_Ueifol: o Nobel é um prêmio político, que tem uma mensagem clara.
    Até eu descobrir que nenhum escritor ganha Nobel por uma obra simplesmente, mas por uma caminhada literária que pressupõe outras obras ou ao menos algum material escrito anterior, eu ficava buscando o título da obra que lhe rendeu o Nobel, mas nunca achava e ficava fulo.

    Mas foi daí que fui buscar mais informações sobre o Nobel e descobri que sempre tem uma frasezinha, como que justificando porque o fulano ganhou o Nobel, e é aí que você se dá conta de que o Nobel premia escritores de peso, que tenham uma obra de relevância não só para os quadros da Literatura Mundial, mas também para a humanidade de alguma forma. Lendo uma porrada de obras do Steinbeck dá para perceber porque ele ganhou o Nobel, creio que se seguir os rastros literários de outros desses autores dá para chegar a um "resultado" um tanto parecido.

    Estou errado? O que acham?
     
  13. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    engraçado, eu pensava q era justamente o contrário.
     
  14. Pips

    Pips Old School.

    1922 Jacinto Benavente (Espanha)
    1923 William Butler Yeats (Irlanda)
    1929 Thomas Mann (Alemanha)
    1934 Luigi Pirandello (Itália)
    1946 Hermann Hesse (Suíça)
    1947 André Gide (França)
    1954 Ernest Hemingway (Estados Unidos)
    1957 Albert Camus (França)
    1964 Jean-Paul Sartre (França)
    1969 Samuel Becket (Irlanda)
    1971 Pablo Neruda (Chile)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1990 Octavio Paz (Méxiko)
    1998 José Saramago (Portugal)
    2002 Imre Kertész (Hungria)
    2003 John Maxwell Coetzee (África do Sul)

    Não me arrependo de nenhum até agora. Imre Kertész foi aquele que conheci por último, graças ao Luciano. Em breve tentarei achar outras bizarrices (que na verdade só recebem essa rotulação porque é dificil de achar).
     
  15. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Não sei, respeito muito a premiação do Nobel, o que eles elegem como digno de tal galardão considero também um autor bom. Estou certo?
     
  16. Mi Müller

    Mi Müller Usuário

    Sabe que nunca tinha pensado mais seriamente a respeito do Nobel. :eek:

    Esta passagem me fez querer entender um pouco mais sobre a lógica por trás do prêmio, e vamos à pesquisa então XD

    Dos que já foram agraciados com o prêmio eu li:

    1929 Thomas Mann (Alemanha)
    1946 Hermann Hesse (Suíça)
    1971 Pablo Neruda (Chile)
    1981 Elias Canetti (Grã-Bretanha)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1994 Kenzaburo Oe (Japão)
    1998 José Saramago (Portugal)
    2006 Orhan Pamuk (Turquia)
     
  17. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Só li os seguintes:

    1907 Rudyard Kipling (Grã-Bretanha)
    1929 Thomas Mann (Alemanha)
    1962 John Steinbeck (Estados Unidos)
    1983 William Golding (Grã-Bretanha)
    2006 Orhan Pamuk (Turquia)
     
  18. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    Aproveitando o up do spammer vou atualizar minha lista:

    1907 Rudyard Kipling (Grã-Bretanha)
    1929 Thomas Mann (Alemanha)
    1930 Sinclair Lewis (Estados Unidos)
    1946 Hermann Hesse (Suíça)
    1949 William Faulkner (Estados Unidos)
    1957 Albert Camus (França)
    1962 John Steinbeck (Estados Unidos)
    1967 Miguel Angel Asturias (Guatemala)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1983 William Golding (Grã-Bretanha)
    1993 Toni Morrison (Estados Unidos)
    2002 Imre Kertész (Hungria)
    2006 Orhan Pamuk (Turquia)
    2010 Mario Vargas Llosa (Peru)
     
  19. Haleth

    Haleth Call me Bolga #CdLXI

    Uia, já li mais do que imaginava!

    1925 George Bernard Shaw (Grã-Bretanha)
    1949 William Faulkner (Estados Unidos) - em andamento
    1954 Ernest Hemingway (Estados Unidos)
    1957 Albert Camus (França)
    1962 John Steinbeck (Estados Unidos)
    1971 Pablo Neruda (Chile)
    1982 Gabriel García Márquez (Colômbia)
    1993 Toni Morrison (Estados Unidos) -em andamento
    1998 José Saramago (Portugal)

    Se é prêmio político ou não, não sei, sei que os que li gostei, e alguns foram direto pro meu Top 10. De qualquer forma, continuando a comparação (meio descabida, né? rs) com o Oscar, o que eu acho bacana no Nobel é que o prêmio não é tão anglófono. Não é possível que só a literatura americana e inglesa tenham produzido marcos estéticos na literatura em geral. Ok, ela é um bocadinho eurocêntrica, mas, putz, quem aqui saca qq coisa que seja de literatura da Dinamarca? E convenhamos, onde mais vc ouviria falar de um autor de Trinidad ou Santa Lúcia? (A não ser que vc seja o mais antenado do mundo, sei lá, acho que só se Deus quisesse mesmo que vc soubesse disso... XD ) Só por colocar em foco autores (presumivelmente bons) de países "apagadinhos" do círculo literário, pra mim já é suficientemente satisfatório. ;)
     
  20. Lucas_Deschain

    Lucas_Deschain Biblionauta

    [align=justify]Acho legal no Nobel que autores "obscuros" (para quem não é "do meio", digamos assim) podem ter suas obras divulgadas por conta da láurea.

    Os critérios do Nobel são uma coisa que tenho muito interesse em entender melhor.[/align]
     

Compartilhar