1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Linux PAGO

Tópico em 'Ciência & Tecnologia' iniciado por Regente, 17 Set 2005.

  1. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Fonte: Neo Team Crystal
    Normal. Já estava na hora de fazerem isso.
     
  2. Erulasto

    Erulasto Equipe Valinor

    Oh, céus, de novo essa onda de mensagens, primeiro por e-mail, agora aqui... Deixa eu tentar explicar o que é o LMI e sua relação com Linux.

    O sistema operacional continua livre, como sempre foi, tendo distros da comunidade (Debian, Slack, Fedora Core) e comerciais (SuSe, Red Hat, Mandriva, ...). Nada muda nessas distribuições. Para Linus "fechar" o código que abriu ou teria que reescrever tudo ou ter a anuência de cada colaborador, isso é virtualmente impossível. Mesmo assim, a versão mais recente do kernel lançada sob a GPL continuaria livre (ele não poderia aplicar retroativamente) para que outra pessoa se levantasse e desse seqüência (acredito que qualquer um dos principais colaboradores do kernel atualmente assumissem o projeto).

    Bom, onde entra o LMI e essas cobranças. "Linux" é uma marca registrada de Linus Torvalds, assim como Windows, Coca-cola e mais um monte. Isso significa que não pode ser usada a torto e a direito por qualquer um. Até então, era tudo muito relapso, mas a LMI foi criada para evitar que pessoas explorassem o nome de forma abusiva. No próprio site da LMI deixam claro que não pretendem cobrar de pessoas que façam, por exemplo, uma camiseta ou uma caneta com a palavra Linux estampada (fair use). Mas se uma empresa qualquer, como uma "Linux Informática Ltda" da vida (argh, que nome horrível) teria que pagar para usar a marca em seu próprio nome. Isso também se aplica a registrar uma marca que tenha a marca "Linux" embutida. Você cria uma empresa com o nome envolvendo Coca-cola? Não (refiro-me ao nome, não a "subtítulos", como "Comercial de Bebidas XYZ" no nome e "Distribuidora Coca-cola" estampada em letras menores na fachada da empresa). Existe também os casos em que o LMI deve decidir, como nomes de sites, etc.

    Vale a pena ler com cuidado o site:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Espero ter sido claro. Temos o Linux kernel e a marca Linux, que são ao mesmo tempo interligados e independentes. Em caso de dúvidas, vide site do LMI.
     
  3. DW

    DW Usuário

    Porque vc acha isso?
    Só porque o Linux vem crescendo cada vez mais, vc acha que ele iria cobrar e lucrar com isso?
     
  4. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Você mesmo já respondeu.
     
  5. DW

    DW Usuário

    Mas eu não acho que isso seria motivo pra ser pago.
    Mas se fosse pra pagar, gastaria dinheiro no Windows.
     
  6. Eö Calmcacil

    Eö Calmcacil Tirem as crianças da sala!

    Ah, o post do Erulasto esclareceu bastante... Também, se passasse a ser pago, já ia formatar a partição que tenho o Mandriva instalado aqui... :-P
     
  7. Cildraemoth

    Cildraemoth Usuário

    Vale lembrar que a licensa GPL não impede ninguém de lucrar com o Linux ou software livre, tanto que há muitas empresas por aí *coff*Red Hat*coff* que têm muito sucesso com isso.

    Mas ela também garante que o código fonte vai ficar disponível para aqueles que quiserem, e sem custo.
     
  8. Omykron

    Omykron far above

    regente, deixa de dar uma de tosco e leia o post do erulasto.
     
  9. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    É complicado generalizar falando "O Linux vai ser pago". Ora, Linux é uma marca, claro. Na verdade, o que vai ser pago é o uso comercial no nome dessa marca, Linux.
    Bom, e vamos deixar claro que uso comercial é bastante diferente do uso do software.
    O uso do software continua aberto, continua free, o código estará sempre disponível ... e detalhe, organizações não comerciais continuarão podendo usar o nome sem pagar porcaria nenhuma!

    Pra quem quiser ler o e-mail do Linus Torvalds comentando sobre o uso comercial da marca, só dar uma olhada ae ...
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    Ora, me poupe!
     
    Última edição: 18 Set 2005
  10. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Sugiro que você leia o meu segundo post e tente interpretá-lo, ou isso e difícil de mais pra você? Depois do esclarecimento do Erulasto eu não continuei a afirmar que o Linux se tornaria pago, apenas disse porque seria normal se isso acontece-se ao DW, que me fez a pergunta.
     
  11. Omykron

    Omykron far above

    não. não é normal.
    eu não preciso interpetrar um post

    o demon perguntou daonde você tirou a ideia de tal cobrança sem ao menos buscar entender o que você tava falando.
    ia ter sido muito mais inteligente você ter reitarado sua posição tentando ser mais feliz, já que tal colocação foi a mais infeliz possivel (ignorancia e achismos :puke: )

    Você não pode usar a marca LINUX para uma empresa (como no exemplo tosco da Linux Informatica ltda).
    Você pode usar Linux para divulgação, mas nunca para ganhos em empresa.

    pedalaaaaaa.. pedala
     
  12. Erulasto

    Erulasto Equipe Valinor

    Nossa, fico fora do ar alguns dias e o negócio fica animado por aqui :)

    Deixa só eu tentar clarear uma coisa aqui. A GPL, usada para licenciamento do Linux e boa parte do software livre no mundo, tem em seu teor as chamadas 4 liberdades básicas que referem-se ao acesso ao código-fonte do programa e a possibilidade de estudar, alterar e distribuir livremente as alterações. Ela impede apenas que alguém "assuma" a autoria, arrancando o nome do(s) verdadeiro(s) autor(es) da nota de direitos autorais. Em nenhum momento ela impede que a pessoa possa ganhar dinheiro desenvolvendo SL.

    A diferença está na transposição da fonte do lucro: não é a licença de uso que vai ser a fonte de renda, mas o serviço prestado (CDs, manuais, caixinha, suporte online, suporte local, adaptações e aperfeiçoamentos, etc.). O software deixa de ser a fonte de renda para ser o meio de obtê-la. Por isso existem distros comerciais, como Red Hat, SuSe, Mandriva (argh, nome horrível), etc. Eles ganham dinheiro empacotando, traduzindo e escrevendo manuais, oferecendo suporte, tudo dentro da GPL.

    Como já disse no meu post anterior, para Linus poder "fechar" o código deve existir anuência de todos os colaboradores ao longo dos anos, ou ele teria que reescrever tudo, removendo todas as contribuições. Ainda assim, as versões sob GPL continuariam livres, permitindo que alguém desse continuidade. O objetivo é exatamente impedir essa idéia do "está fazendo sucesso, então vamos cobrar".
     
  13. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    Em outras palavras, preguiça. :roll:

    Da notíca que eu postei. Ela me fez entender que o Linux se tornaria pago etc.
    Entendeu ou eu preciso desenhar?

    O Erulasto explicou isso logo depois do meu primeiro post.

    Parece uma criança de 7 anos falando isso. :loser:

    E para deixar tudo mais claro: Eu postei a notícia dizendo que seria normal o Linux se tornar pago, o Erulasto apareceu logo depois interpetando a notícia de forma correta. DW perguntou no post seguinte porque eu acho que seria normal o Linux se tornar pago, e logo depois ele próprio respondeu:

    "Porque o Linux vem crescendo cada vez mais."

    Uhum, eu sei que eles não podem fazer isso, mas eu acho que essa seria uma boa razão para tornarem o Linux pago se eles pudessem fazê-lo.

    Preciso desenhar? :roll:
     
  14. Beriadar

    Beriadar And I will see it all before

    Regente, da próxima vez que vc for postar uma notícia sobre algo q não entende, peça antes pra alguém te explicar. Ou então peça pra desenhar (já q vc acha mais fácil entender assim)

    Não vejo muito sentido em vc querer justificar seus erros de interpretação querendo esculachar o colega q entende sobre o assunto mais do q vc.
     
  15. Morpheu

    Morpheu Chato

    Não vejo motivo para o chilique de vocês, o Regente só deu a opinião dele, mesmo sem base real. Desta vez ele está certo, deixem-o em paz, cambada de nerds sabe-tudo. :mrgreen:
     
    Última edição: 5 Out 2005
  16. Omykron

    Omykron far above

    vc precisa se desenhar para entender.

    antes de dizer que o linux ia ser pago, vc teria que ter o minimo de conhecimento da licença gpl.

    e o proprio texto deixa claro que é a marca LINUX, não o OS :loser:
    :roll:
     
  17. Morpheu

    Morpheu Chato

    Ao que me consta moderadores deveriam dar bons exemplos. Me obrigo a parafrasear HP, e deixar registrado meu espanto que um idiota deste calibre tenha chegado a moderador.

    Perdão, puristas da literatura. E não digo mais nada.
     
  18. Regente

    Regente Serenity Painted Death

    "Torvalds surpreendeu o mundo do Linux ao registrar a marca e cobrar até 5 mil dólares pelo uso do sistema operacional."

    É difícil não interpretar isso doutra forma se não a óbvia. :think:
     
  19. Erulasto

    Erulasto Equipe Valinor

    Eu, hein! Povo estressado!

    Regente, é por essas e outras que eu não acredito na mídia brasileira. É esse sensacionalismo de tablóide e sem respaldo sobre o assunto que promovem isso... Nada que o :google: não resolva, é sempre bom procurar outra fonte, de preferência, longe do Brasil :)

    Não é à toa que estou falando que o FEBEAPÁ está de volta com força total :lol:
     
  20. gohan_56

    gohan_56 Usuário

    alguem sabe s ha alguma versao do linux sem ser gratuita se alguem souber k m diga as versões todas n gratuitas pf é pa um trabalho
     

Compartilhar