1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Liev Tolstói

Tópico em 'Autores Estrangeiros' iniciado por Chatov, 19 Mar 2010.

  1. Chatov

    Chatov Usuário

    Quando comecei a escrever essa biografia, estava fazendo aquela coisa estilo Wikipédia "Liev Tolstói também conhecido como Léon Tolstói ou Leão Tolstoi ou Leo Tolstoy, Lev Nikoláievich Tolstói (Yasnaya Polyana, 9 de setembro de 1828 — Astapovo, 20 de novembro de 1910) é considerado um dos maiores escritores de todos os tempos...". Mas ai eu pensei, porra! pra isso já existe a Wikipédia. Por isso, resolvi fazer essa biografia ao meu modo. Além do mais, Tolstoi era um cara que merece mais do que um copia e cola da Wikipédia. Sim, meus amigos, Tolstoi foi grande, foi um gênio humano, um ser admirável.

    É impossível não gostar desse cara. Primeiro, porque é impossível não gostar de alguém que tenha essa barba de Vovô bondoso, que se veste Papai Noel no Natal e distribui doces para os netinhos:

    [align=center]
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    [/align]

    Segundo, porque a vida e, principalmente, a morte deste cara é digna de filme. A vida de Tolstói é bem simples, nasceu rico (era conde) mas ficou orfão muito cedo. Quando ficou mais velho, lá pelos 20 anos, resolveu fazer que nem o Ferris Bueller, ou seja, resolveu curtir a vida adoidado. Alistou-se no exercito russo, passou a beber todas e gastar toda a grana dos pais em jogos e putas. Pode-se dizer que, nessa época, na cidade em que Tolstói passava, não existia puta pobre.

    Ficou mais velho, casou, teve filhos e aquietou o rabo. A mulher era uma chata, por isso eles passaram boa parte da vida conjugal brigando e discutindo. Sem ter o que fazer, ele passou a escrever e nessa brincadeira escreveu alguns dos maiores clássicos da literatura mundial, como Guerra e Paz e Anna Karenina.

    A meia idade foi chegando e o velho continuou a escrever e começou a desenvolver algumas teorias que fizeram as pessoas o considerarem um anarquista cristão (Você deve estar se perguntando, wtf? Cristão Anarquista?). Em linhas gerais, o velho passou a criticar os Dogmas (Verdades Absolutas e Incontestáveis das Igrejas Cristã, tipo o fato de Maria ter engravidado de um Anjo ou Jesus ter ressuscitado). De tanto criticar, o velho foi excomungando pela Igreja Ortodoxa Russa, religião dominante no seu país.

    O velho entendia como dogmas irracionais, que serviam apenas para dominar o povo, alguns dos conceitos mais caros à Igreja. Considerava e seguia a doutrina de Jesus, mas achava impossível, por exemplo, que Jesus pudesse ser um homem e Deus, ao mesmo tempo. Para Tolstoi, Deus estava nas próprias pessoas e em suas ações e Jesus teria sido, para ele, o homem que melhor soube exprimir uma conduta moral que gerasse justiça, felicidade e elevasse espiritualmente a todos os homens.

    O Anarquista, por sua vez, advém do fato dele achar que os Estados, as Igrejas, os Tribunais e os dogmas eram apenas ferramentas de dominação de uns poucos homens sobre outros, porém repudiava a classificação de seus ideais como sendo anarquistas.

    Seu cristianismo exacerbado, no fim de sua vida, assemelhava-se ao cristianismo primitivo. Em alguns trabalhos publicados, seus textos foram muito mais longe que suas atitudes pessoais, como em "Sonata a Kreutzer", que mostra uma tendência a exaltar o celibato, porém o escritor ainda teve filhos depois desta obra . Pouco antes de sua morte, seus amigos o aconselharam a se retratar com a Igreja, este porém, recusou-se(além de tudo tinha palavra).

    Enfim, o velho era foda. Mas agora vem a parte que eu mais gosto da história do Tolstoi, a sua morte. Quando ficou velho (82 anos) Tolstói se cansou da vida e resolveu fugir de casa, pois não acreditava mais na vida que vivia. O velho então pegou as malas e saiu viajando de trem pela Rússia. Durante alguns dias a fuga foi um sucesso. Nos trens e nas estações por que passava, Tolstoi era reconhecido por todos, já que era o homem mais famoso da Rússia. Porém, devido a sua preferência em viajar em vagões de terceira classe, onde havia frio e fumaça, o já debilitado escritor contraiu uma pneumonia, que foi agravando rapidamente. No dia 20 de novembro de 1910, o velho escritor morreu durante a fuga, de pneumonia, na estação ferroviária de Astapovo, província de Riazan.

    O trem funerário que trazia seu corpo foi recebido por camponeses e operários que viviam próximos à propriedade dos Tolstoi. Seu caixão foi carregado seguido por uma multidão de 3 a 4 mil pessoas. O número teria sido ainda maior se o governo de São Petesburgo não tivesse proibido a vinda de trens especiais de Moscou para o enterro do escritor. Sua morte foi noticiada nos principais jornais do mundo.

    Em homenagem ao mestre russo, o escritor Mário Quintana escreveu esse poeminha:
    [align=center]
    Poema da Gare do Astapovo


    O velho Leon Tolstoi fugiu de casa aos oitenta anos
    E foi morrer na gare de Astapovo!
    Com certeza sentou-se a um velho banco,
    Um desses velhos bancos lustrosos pelo uso
    Que existem em todas as estaçõezinhas pobres do mundo,
    Contra uma parede nua...
    Sentou-se... e sorriu amargamente
    Pensando que
    Em toda a sua vida
    Apenas restava de seu a Glória,
    Esse irrisório chocalho cheio de guizos e fitinhas
    Coloridas
    Nas mãos esclerosadas de um caduco!
    E então a Morte,
    Ao vê-lo sozinho àquela hora
    Na estação deserta,
    Julgou que ele estivesse ali à sua espera,
    Quando apenas sentara para descansar um pouco!
    A Morte chegou na sua antiga locomotiva
    (Ela sempre chega pontualmente na hora incerta...)
    Mas talvez não pensou em nada disso, o grande Velho,
    E quem sabe se até não morreu feliz: ele fugiu...
    Ele fugiu de casa...
    Ele fugiu de casa aos oitenta anos de idade...
    Não são todos os que realizam os velhos sonhos da infância![/align]

    Pois é, meus amigos, esse é um resuminho da vida do velho russo mais foda de todos. Aos que nunca leram Tolstói eu aconselho que leiam, é uma experiência única na vida.
     
  2. Anica

    Anica Usuário

    Ótimo tópico, Chatov. Conheço pouco do Tolstoi (acho que uns contos e A morte de Ivan Ilitch), mas morro de vontade de ler Guerra e Paz e Ana Karenina (que tenho em casa, mas sabecomé). Falando nele, nas obras e na wiki (ehhe) alguém tem uma lista completa das obras dele? Ali no artigo da wiki parece que não está completo :think:
     
  3. Tataran

    Tataran Usuário

    Li, recentemente, dois livros de Tolstói, ambos da Cosac Naify,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    e
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    .

    Ambos os livros me impressionaram muito. As traduções são de qualidade e as obras em si me revelaram outras facetas do Tolstói, além de suas opções morais e religiosas.

    Definitivamente, recomendo. :sim:
     
  4. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Se um dia o diabo descer à terra e disser:

    ---Mwahahahahaha! Eu vou escravizar TODA a humanidade! Vocês vão trabalhar pro resto de suas vidas! Escolhei um assunto e eu farei deste o suplício de vossa eternidade!

    Se nós escolhermos as consequências das guerras napoleônicas na Rússia; nós passaremos o resto da eternidade ociosos: Tolstói disse até o que não foi dito.
     
  5. nanamft

    nanamft Usuário

    Adorei essa biografia, Chatov! Nunca li Tolstói :vergonha:, mas sempre tive vontade de conhecer suas obras... esse seu tópico me deixou com mais vontade ainda!!! Qual (ou quais) livro vocês recomendam para iniciar???
     
  6. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Leia A Morte de Ivan Ilitch, que é uma novela bem pequena dele... Dá pra começar com chave de ouro. Depois não tem jeito: é partir pra livros enormes e monumentais... Russos são do tipo que gostam de escrever hebdomadários. Escolha entre Guerra e Paz (cerca de 1200 páginas) ou Anna Karênina (700~800). Ambos muito bons, mas com diferenças entre si. O Guerra e Paz possui muitos personagens e uma profundidade psicológica muito ampla destes... Você provavelmente vai se perder! Eu fui escrevendo num papel uma ficha resumida dos personagens que iam aparecendo e ia anotando páginas importantes onde eles eram caracterizados pra saber onde procurar... No final das contas, acho melhor você pegar Anna Karênina antes do Guerra e Paz: um número menor de personagens (mas não quer dizer que é inferior ao Guerra e Paz!).
     
  7. nanamft

    nanamft Usuário



    Obrigada pela dica!!!
     
  8. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    A Cosac deve lançar Guerra e Paz numa edição caprichada (e cara, provavelmente), em breve. Eu esperaria.

    A morte de Ivan Ilitch é lindo.
     
  9. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Eles lançaram Ressurreição e Hadji Murat traduzidos diretamente do russo. Será que pretendem desbancar a tradução do Nonnenberg? Acho que só se lançarem outra tradução para que eu resolva meter a mão no bolso... Mesmo que essa edição de luxo tenha um lança-chamas e um abridor de latas embutido!
     
  10. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

    Deve sair em 2011. Tradução do Rubens Figueiredo. Espero que lancem em volúme único, daí acho que o preço fica até uns R$ 120,00. Se for em dois (ou mais) volumes lá se vão R$ 200,00, por baixo.

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    um post no blog falando a respeito.

    E
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    um capítulo adiantado pela Editora.
     
  11. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Ah, sim. Aí compensa tirar o cardume e as onças do bolso... Mas eu não tenho muita ceretza se eles vão lançar em volume único... Acho que vão lançar mais ou menos como Os Miseráveis do Hugo: em dois volumes. Também prefiro obras em volume único, mas acho improvável que a editora faça isso. Muitas páginas pesam muito no miolo.
     
  12. Jacques Austerlitz

    Jacques Austerlitz (Rodrigo)

  13. Mavericco

    Mavericco I am fire and air. Usuário Premium

    Obrigado por avisar! Já estava indo comprar aquela edição em brochura...

    De toda forma, olhem o que encontrei na Wikipedia americana:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    . Acho que ajuda bastante na hora da leitura...

    Eu agora só estou em dúvida se podemos postar as traduções de Tolstói aqui ou se elas ainda tem seus direitos autorais...

    http://www.gutenberg.org/browse/authors/t#a136

    Neste site você encontra obras do Tolstói em domínio público; mas nenhuma delas em português.
     
  14. Anica

    Anica Usuário

  15. Jarsgirl

    Jarsgirl Usuário

    Um dos autores que mais me impressionaram. Adorei vc falar que ele é foda, pq ele é mesmo rs.

    Anna kariênina me fez ver questões como socialismo (que naquela época Tolstoi já discutia as diferenças de seguir o mesmo modelo de agricultura russa com outros países europeus e sobre a distribuição de terras a todos). Não sabia que já havia discussões bem antigas quanto a algo que não tem muito tempo vivemos (eu admito, sou velha rs). Depois descobri outro livro dele na seção infanto-juvenil. segue o
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    A cosac me informou que lançará Guerra e Paz no segundo semestre deste ano. Estou aguardando ansiosa. Até la lerei Khaji-Murati.
     
  16. Brianstorm

    Brianstorm Usuário

    Eu tenho Anna Karenina e Guerra e Paz. Ambos traduzidos do... francês. =/

    Acho que nem vou ler. Vou juntar grana para comprar os da Cosac.

    Fora isso li A Morte de Ivan Ilitch (muito bom) e Senhores e Servos. Um amigo meu me recomendou Sonata a Kreutzer. Achei bem interessante a história.
     
  17. Jarsgirl

    Jarsgirl Usuário

    Esse mês chega aos cinemas um filme sobre a vida de Tolstoi (uma parte dela)....

    quero muito assistir.
     
  18. fcm

    fcm Visitante

    Estou ansioso para ler Guerra e Paz, tomara que venha uma edição tão legal quanto Anna Kariênina. Nunca li nada dele, mas Guerra e Paz é minha missão 2011. Dependendo de quando sair, será 2012.
     
  19. Artanis Léralondë

    Artanis Léralondë Ano de vestibular dA

    Bom resumo sobre a vida dele :happyt:
    E que lindo esse poema do Quintana, dois caras fodas :joy:
    Ih Tolstói o mais aventureiro, a maioria quando chega aos 80 anos quer ficar na sua poltrona lendo o jornal, ele não...vou andar por aí na Rússia :eba:
    O último versinho do poema:
    "Não são todos os que realizam os velhos sonhos da infância!"
    hehehe...um dia eu fiz as malas e tb queria fugir XD


    Não tinha noção das complexidades dos personagens em Guerra e Paz, bom saber, quando for lê-lo terei um bloquinho nas mãos =)
    Estou lendo Anna Karenina =)
     
  20. Jarsgirl

    Jarsgirl Usuário


    quando leio sobre esse livro fico só pensando no Konstantin Lievin....me apaixonei pelo cara..ai ai
     

Compartilhar