1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

"LEMNISCATA" (Pedro Drummond)

Tópico em 'Literatura Brasileira' iniciado por JLM, 28 Out 2008.

  1. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)


    [size=x-large]Há um tesouro escondido no Rio de Janeiro: Lemniscata[/size]

    Para os apreciadores dos best-sellers que trazem caçadas a tesouros escondidos através de mapas, pistas e enigmas, ou fugas de assassinos perigosos ou de várias reviravoltas na trama, a opção do momento é o livro Lemniscata: o enigma do Rio. O escritor estreante Pedro Drummond conseguiu juntar no mesmo caldeirão vários elementos - bem dosados por sinal - e produzir um excelente livro.

    Pedro Drummond entra no universo literário com dois pés direitos. De sobrenome famoso, é filho do jornalista, político e escritor Olavo Drummond (falecido em 2006) e busca seu espaço próprio nas letras. Merecido. Não bastasse a herança genética, a experiência pessoal ajudou na empreitada, pois além de ser engenheiro eletrônico especialista em sistemas de segurança, Pedro ainda pilota, mergulha e pratica pára-quedismo. Os leitores de Lemniscata verão que ele usou bem tais conhecimentos na trama.

    O autor seguiu o estilo que tornou famoso o escritor norte-americano Dan Brown (O Código da Vinci e Anjos e Demônios, entre outros) usando cortes rápidos entre as cenas que ocorrem em lugares diferentes, ambigüidades sutis e propositais que levam o leitor à conclusões equivocadas, enigmas matemáticos ou históricos e lugares famosos (no caso do Rio, o Pão de Açúcar, a praia e o hotel de Copacabana, etc.) como plano de fundo. Acrescente na receita o toque pessoal do jovem autor brasileiro que usa citações de famosos nos momentos oportunos e terá uma agradável surpresa de leitura em mãos. Outros escritores brasileiros já tentaram imitar Dan Brown, mas Pedro Drummond foi o único até agora a conseguir ir além. Seu livro mostra uma luz própria. Tanto que não seria de se espantar que nos próximos meses o livro aparecesse traduzido em inglês ou nos cinemas. É algo impressionante quando se fala do primeiro livro de um autor. Ainda mais de um autor brasileiro.

    A história de Lemniscata gira em torno de Lorena Dorff, jovem repórter canadense que mora em Lisboa. Lá, ela descobre que sua vida corre perigo e junto com os amigos Luca Tomelli e Thomas Stanton embarca para o Rio de Janeiro em uma caçada atrás do pai e tio desaparecidos, para saberem porque Lorena está em perigo. Aqui no Brasil, os três seguem pistas e decifram enigmas descobrindo que a perseguição ocorre por causa de um tesouro escondido na cidade maravilhosa. Observados de perto pelo Hárpia, codinome do egípcio Omar Tarek, não sabem em quem confiar à medida que eventos estranhos vão acontecendo e pessoas morrendo. Apesar de Lorena ser a protagonista da história, dar a oportunidade ao leitor de acompanhar os pensamentos e ações do Hárpia enganando policiais, bandidos, porteiros, pilotos e a própria Lorena é gratificante e um achado para os fãs do gênero policial.

    A palavra que dá o título para o livro,
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
    , é o nome atribuído ao símbolo do infinito, aquele que parece um oito deitado, e possui um significado importante na trama. O humor brasileiro está presente nos diálogos, e mesmo sendo estrangeiros conversando, conclui-se que o ar do Rio afeta beneficamente até os turistas. Visitar o Rio é assumir o lado de brasileiro alegre que cada um tem. As citações são outra atração à parte. Lorena é fã de citações e sempre encaixa uma conveniente nas suas conversas. E no final do livro o autor lista as citações usadas na história, como estas:

    O livro tem poucos erros, nada que atrapalhe a diversão. E não se deve atribuir a culpa ao autor, e sim ao revisor. Afinal, alguém que escreve 360 páginas deixará passar um deslize ou outro. É o papel do revisor sanar estas brechas. Eis alguns dos poucos erros do livro:

    - De lógica ou verossimilhança:

    - De ortografia ou gramática:

    - De repetição:

    (Nota: o autor, muito simpático por sinal, já entrou em contato comigo e disse que irá analisar as sugestões para uma segunda edição do livro.)

    Enfim, em meio a tantas opções de best-sellers apostando no ramo da auto-ajuda, um romance policial original e bem elaborado sempre se destaca dos demais. Vale a pena procurar por este tesouro, seja no Rio de Janeiro ou em uma livraria perto de você.

    Ficha técnica
    obra: Lemniscata: o enigma do Rio, de Pedro Drummond
    edição: 1ª, Selo Suma de Letras, Editora Objetiva (2007), 365 pgs
    preço:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)
     
  2. Liv

    Liv Visitante

    RE: LEMNISCATA, de Pedro Drummond

    Adorei a resenha! :lendo:

    Só que eu não gosto muito do estilo de escrita do Dan Brown, na verdade, só li O Código da Vinci e achei um tanto pretensioso, mas não custa eu dar uma olhada em Lemniscata, já que a obra parece ser bem interessante :lily:
     
  3. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    Dan Brown

    Então vc leu o pior dos livros dele. Recomendo o Anjos e Demônios pra vc tirar o gostinho amargo da boca.
     
  4. Liv

    Liv Visitante

    RE: LEMNISCATA, de Pedro Drummond

    Li por causa da repercussão na época do lançamento e fiquei frustrada! (:lol: ), valeu pela dica! XD
     
  5. Celly Borges

    Celly Borges Usuário

    Quero muito ler este livro!!!



    Também acho que Anjos e demonios é bem melhor.
     
  6. JLM

    JLM mata o branquelo detta walker

    quer comprar o meu? tá quase novo e vendo baratinho.
     
  7. Marcileia

    Marcileia Usuário

    Uma ótima dica, afinal comenta-se aqui no fórum que não surgem autores nacionais com livros interessantes, aí está a prova de que tem gente boa por aqui sim!
     
  8. Celly Borges

    Celly Borges Usuário

    Só quero ler, mesmo, emprestado.

    Obrigada...

    Mas por que vc quer se desfazer de seu livro???
     

Compartilhar