1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

Leiam e coloquem seu ponto de vista .

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por imported_Maia, 12 Jul 2009.

  1. imported_Maia

    imported_Maia Usuário

    Nasci , cresci , arrumei trabalho
    suei , calejei as mãos ,e derepente
    Me falam sem qualquer cerimonia
    "!Voce não é nada."

    A vida nos ensina a receber as pancadas
    e assimilar ligeiro
    Por que se cair , vem um e chuta

    Então levanto a cabeça e sigo
    mas o ser-humano é tolo por querer sempre provar sua existencia
    então me esforço , aprendo , realizo.

    Em algum tempo , me transformo de mero aprendiz
    em pintor, escritor , ator ou qualquer outra coisa terminada com "or"

    Ai eu penso , agora eu sou alguem .
    Mas por mais que se suba sempre tem alguem mais alto ,
    e esse infeliz olha pra baixo , torce o nariz e repete
    "!voce não é nada ."

    E la vai o idiota aqui se desdobrar todo para
    se sobressair outra vez em alguma coisa
    pra não sair com o orgulho ferido
    e tentar desmentir o que ate ele mesmo ja
    esta acreditando, que ele não é mesmo nada.

    Depois de se ralar todo pela vida
    tentando provar ,
    pro pai , pra mãe , pros irmãos
    Depois , pra esposa , pros filhos e até pra Deus
    que ele é alguma coisa , que ele é um personagem fundamental
    no roteiro da vida.

    A morte chega , e vem um cara e escreve na lapide "Do pó vieste e ao pó voutara "
    Caramba , toda essa luta , brigas inuteis e mesquinhas ,
    uma corrida sem fim , para vencer os limites que a vida nos impoe ,
    e os nossos proprios limites tambem .
    pois na vida , nossos maiores cobradores , somos nos mesmos.

    Tudo isso , pra chegar aqui e virar pó.
    Por que pó é nada.
    Eu me ralei , chorei , lutei , briguei com o mundo para provar
    que eu era alguma coisa . Vem a morte e me prova que eles estavam certos .

    "Voce não é nada" Essa a frase que a morte nos cochixa nos ouvidos
    quando ja não temos mais força para reagir
    as longas batalhas da vida .

    E se a morte for o fim inevitavel , se nada mais existe alem do suspiro.
    Eu vou ter certeza e o mundo tambem que
    podemos querer ser tudo , padre , medico , advogado , presidente
    o que voce sonhar , voce pode tentar ser.

    Mas eu sinto em lhe dizer , que no final .
    Se a morte for o final.

    "Voce não é nada"
     
  2. Clara

    Clara O^O Usuário Premium

    Parece que você está meio angustiado com essa história de "ser alguém".
    Você quer "ser alguém" pra alguém?
    Quero dizer, na vida a gente tem mesmo que ser alguém pra os outros?
    Por que parece que é essa a questão que o poema traz.
    E pensemos um pouco nas pessoas que "são alguém", por exemplo: Madonna, Barack Obama, o Papa... será que eles realmente se sentem "alguém" a ponto de dizer para si: "pronto! sou alguém"?
    Essas pessoas que citei são exemplos, tá? pode ser qualquer um que você acha que "é alguém".
    Não seria nosso maior objetivo ( e o bastante) "ser alguém" pra nós mesmos?
     
  3. imported_Maia

    imported_Maia Usuário

    Esse é realmente a intenção da cronica .
    Ela não esta diretamente ligada a minha pessoa e nem a ninguem , mas ao mesmo tempo ligada a todos .
    Pois automaticamente voce se coloca na situação
    de expressar seu ponto de vista sobre o porque de as vezes querer-mos provar algo , mesmo que seja pra nos mesmos.
    Por que sem querer vivemos tentando provar algo .
    Provar ao patrão que é competente , a pessoa amada que é a pessoa certa .E a questão se estende a questão da vida em si, a pergunta é : Se a morte é o fim total pra tudo , se nada restar alem de restos apodrecidos ;
    eu pergunto : Somos alguma coisa ? Se somos , o que somos ?
     
  4. Zuleica

    Zuleica Usuário

    Quem não é nada na vida está na vantagem em relação aos demais. Não sendo nada, pode escolher o que quiser ser. A maioria pensa que tem que ser alguma coisa, e essa alguma já vem especificada, o que atrapalha as escolhas.

    Quanto ao mundo, ele nunca dará a direção de nossa felicidade, até porque se nutre de infelicidade. Sempre que perguntar ao mundo, ao outro, o que sou, a resposta sempre é: nada.

    Um cuidado que eu tenho sempre (aprendi a tapa) é de dar ouvidos apenas a quem eu realmente admiro, àquelas pessoas cujas ações considero inquestionáveis. As opiniões, no geral, são uma avaliação da pessoa para si mesma, segundo alguns filósofos e psicólogos. Significa que a pessoa apenas pensa alto, o que não serve em nada de guia para avaliação de meu valor na vida.

    Por isso é bom nos agradar, independente do que os outros pensam e de seus julgamentos. Seguir a própria consciência conduz a alegria. Nosso interesse deve ser por nossos esforços em direção ao crescimento pessoal. É evidente que fiz o melhor que podia naquele momento? Minha busca foi na direção do que parecia ser o melhor?
    — Então, não me preocupo com os aparentes resultados. Eles são insignificantes em relação a caminhada, a busca e aos encontros preciosos por essas trilhas que percorro, até voltar a ser realmente nada.
     
  5. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    O grande lance é termos aquela consciência, se nós somos alguém pra nós mesmos. Se sim, não precisamos ficar provando nada pra ninguém, aliás, o que as pessoas mais querem é isso, ver lá o teu limite, o teu suor, ver o quanto você pode suportar de sofrimento, de angústias. Alguma coisa nós somos, pois creio que se passamos por aqui, mudamos a vida de alguém, não? Nem que seja a vida de nossa mãe. Portanto não nós somos "um nada", e cabe a nós descobrirmos quem realmente somos aqui dentro.
     
  6. imported_Maia

    imported_Maia Usuário

    O mais legal desse tipo de questão , é que ela se estende desde um sentimento pessoal em que cada pessoa tem um olhar diferente para a caminhada na vida , seus conceitos e ensinamentos , ou seja , aprendemos a transpor os obstaculos da vida e mesmo que a pedra do caminho for a mesma pedra no caminho de outro ser , temos sempre uma definição diferenciada da estrada e da forma que resolvemos para lidar com ela.
    E ainda , a questão se estende a um patamar superior , ou seja , se no fim da jornada , quando o inevitavel chegar e nossa conciencia humana se encontrar com o inexplicavel ,
    sera que a morte nos dira realmente aos ouvidos que nada somos?
    Ou encontraremos finalmente as respostas pra razão de estar-mos aqui , e pra onde deveremos realmente ir . " to be or not to be " . Eis a questão .
     
  7. Fernando Giacon

    Fernando Giacon [[[ ÚLTIMO CAPÍTULO ]]]

    Sim sim, pois cada um vê a vida de um ângulo diferente, cada um enfrenta as barreiras da maneira que lhe acha melhor, enfim, eu acho super interessante ouvir/ler as histórias de superação de outras pessoas, pois só aprendo com isso.
     

Compartilhar