1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] [Saranel][Pureza]

Tópico em 'Clube dos Bardos' iniciado por Saranel Ishtar, 14 Mai 2004.

  1. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    [Saranel][Pureza]

    Gente, esse texto tá meio "poético" demais pra ser prosa. Mas acabei por fazer em prosa mesmo.

    Pode servir como um "resumo" do enredo do "Até que a morte não os separe"
    :wink:


    No início era a Pureza; a Pureza sem palavras, sem propósito ou repressão, sem dever, sem estereótipos; apenas a Pureza, sem consiência de si própria, translúcida e límpida como o cristal. Tal era personificada por uns cabelos flavos, áureos, refulgentes, raios de Sol. Uma névoa branca, fina, envolvia tal figura; o orvalho, o prelúdio da chegada da Estrela da Manhã. Dois olhos azuis, brilhantes, consoladores, eram a própria quietude personificada, a paz que todos anseiam. Uma visão linda, completamente fabulosa, era parecida com um rosto, apesar de estar muito abaixo de uma simples face; e continha aqueles dois recipientes de bálsamo azul.

    Assim era a Pureza; era um arcanjo lindíssimo, a própria luz. Não conhecia amor além do pelos seus irmãos, o amor puro, o amor que não sabia da existência da virgindade, pois ele próprio era tal. Usava seus magníficos atributos para simplesmente encantar a todos os que tinham o privilégio de lhe contemplar. Era uma vida simples, feliz. E por isso mesmo pura.

    Até que a jovem Discórdia despertou, e sua visão acabou por penetrar no coração de Lusbel, o Arcanjo. Balançou-lhe de tal maneira, que ele não pôde conter a nova paixão, o desejo, a mácula. Até que a semente, que não tardou em germinar, crescer e se alastrar com toda a força, torceu sua mente. Já não queria ser um belo anjo: queria ser ele mesmo, não seguir regras, não mais guardar seu esplendor, e sobretudo ser o amante daquela virgem que o endoidecia cada vez mais.

    Explodiu em ódio, jogando tudo ao alto, revelando o que de sinistro a deusa lhe havia sem querer despertado, e rornou-se negro o áureo de suas melenas; o bálsamo azul de seus olhos converteu-se em veneno ácido e verde, terrível, corrosivo. Sua voz, outrora música, tornara-se um trovão assustador.

    A um grito seu, horrendo, um raio fulgurante caiu, iluminando-lhe a fronte. Sua sublime face contorceu-se em ódio, e e sua tez nívea para sempre ficou marcada pela impureza de seu coração. Em trevas transformou-se sua refulgente beleza, embora esta última jamais o deixasse, aderindo em si e o acompanhando como estigma eterno, lembrando todos de seu passado arcangélico.

    Lusbel, então, ao saber que era corrwspondido pela graciosa e lasciva donzela, lutou por estar ao seu lado até o fim de suas forças. Ainda esperoumuito tempo, mas finalmente tomou-a; e apaixonado pela Discórdia, acabou por descobrir-se nela arcanjo outra vez; e, ao amá-la ganhou novamente a virgindade perdida, a virgindade do seu coração. Outra vez seu olhar amainou; a maldade lhe foi depurada, e seu nove voltou a ser, simplesmente, Pureza.
     
  2. Evestar

    Evestar Usuário

    se o final de "Até que a morte não os separe" for esse vou adorar, vc escreve muito bem viu Saranel..... adoro o que vc escreve :mrgreen:
     
  3. Saranel Ishtar

    Saranel Ishtar Usuário

    Bom... não é exatamente o final heheh...

    Mas não vou adiantar mais nada. :aham:

    E mais uma vez valeu pelo incentivo!^^
     
  4. Evestar

    Evestar Usuário

    ta surpresa e melhor :mrgreen:
     

Compartilhar