1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI

[L] Prosas poéticas e poemas curtos [ TOLKIEN-BASED ]

Tópico em 'Fanfics Tolkienianas' iniciado por Idril, 1 Dez 2005.

  1. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Canto de Eärendil frente ao trono de Manwë

    Naquele dia sem par no Reino Abençoado, um valoroso edain, cruzou a bela Tirion. Maravilhou-se com os palácios incorruptos dos Noldor antes de sua queda, e sem que ninguém lhe interpusesse o caminho, ajoelhou-se, como um grande rei dos homens, frente ao trono de Manwë, no alto da Taniquethil. Seu rosto austero emitia uma luz que emocionou os Valar e, quando ele falou, foi esta a música que ecoou pelos altos palácios do Mundo.

    Oh, Manwë,
    Oh, Súlimo,
    Oh, Mestre do Ar!

    Pai do vento
    e do alento de Arda,
    Valar!

    Sustento dos Céus,
    os teus súditos frágeis
    de ermas paragens
    te invocam: Valei!

    Os que vos amam sofrem
    castigos, venenos...
    o noldo, o edain,
    o anão, o pequeno;

    O olvar, o kelvar,
    toda cria de Yavanna
    chora e clama o perdão,
    enquanto sofre e sangra.

    Guerreiro, criança,
    sacerdote e dama
    tua graça reclamam
    teu perdão, oh, Valar!

    Oh grande, não ouves?
    Não vais te importar?
    Oh Vala, não queres,
    teus irmãos ouvir?
    Não queres agir?
    Rei, não queres reinar?

    Já tão longe de ti
    e teus divinos dons
    com a terra sem dor
    inda ousamos sonhar!

    Oh, Ainu, desde o canto
    és quem mais sofreu...
    mas, parece, esqueceu
    que os teus sofrem contigo?

    Os que a ti são fiéis
    em mãos mais que cruéis,
    sem defesa ou abrigo,
    estão. Venceu o Inimigo?

    Sós estamos, e em luto
    andamos pelo mundo,
    proscritos e derrotados...
    o crime? Ter-lhe louvado!

    Oh, Manwë, é chegada
    a hora justa e santa:
    conduz Tulkas, levanta,
    te espera o inimigo!

    Oh, Valar vêm comigo
    eu que busco a esperança
    não vos peço o impossível
    que o mar a terra alcança...


    Alcarinollo *** * *** 03/10/06
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  2. Vainkan

    Vainkan Não sou um

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Estou arrepiado o.0


    (entenda como um parabéns!)
     
  3. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Mais um tributo do Alca ao Velho Tom, que adoro de montão!!!!


    Bombadil e Fruta D`Ouro
    Na floresta, um encanto
    a outros cantos se mistura:
    belo, simples, velho, santo,
    cheio de riso e candura.

    Quem o canta? Elfo, humano?
    Quem o canta? Árvore, pedra?
    ano após ano ... era,
    após era, sustentando

    tudo o que, verde, se esmera
    a crescer, por Yavanna:
    tronco-folha-galho-hera
    pura magia que ufana.

    cada gota de orvalho
    cada cacho e flor que espera,
    em cada galho, a quimera
    de eru, o eterno olho.

    sem fim, sem início, erra
    com as estações fluindo
    velho como a própria terra
    com quem vai coexistndo

    ao lado da dama terna
    e misteriosa: D'Ouro
    são seus dons, todos tesouros
    por Eru feito em Ëa!

    nobre casal, nobre e bela
    Fruta D'Ouro da floresta
    que às manhãs orvalho empresta
    encanto-fada-donzela.

    Passa eldar, anão e quendi;
    vem e vai maiar, em frente
    o velho Tom, velha colina
    fica: da terra uma sina.

    E a dama D'Ouro, contente
    junto ao consorte, valente
    as manhãs lava, e lavando
    vai, de Ulmo, hinos cantando...

    canto/encanto eternamente.

    29/08/06
     
  4. Cavaleira Negra

    Cavaleira Negra Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!


    Espetáculo; vejam-me este!

    O orc insultuoso

    Nada satisfeito com os seus feitos,
    Saruman mandou chamar os seus orcs; aqueles desgraçados estavam feitos!!
    E começou a ralhar-lhes; Isto assim não pode ser,
    Ou querem todos perecer?
    Cambada de imbecis,
    E tu aí, tira o dedo do nariz!!!

    Então um orc grandalhão
    Um tipo bem resmungão,
    Disse assim ao patrão:
    Glob! Snaga! Sharkû!!

    O velhino ficou danadado!!!
    Ele estava condenado
    A aturar criaturas tão imbecis
    E tão vis.
    E como se não bastasse,
    Não lhe pagavam que chegasse!!

    Saruman deu à sola,
    E lá ficou o orc insultuoso,
    Com um sorrisinho de satisfação horroroso.

    Eu acho que tá bom... não sei é se "Sharkû" está bem escrito... se tiver algum erro avisa, que eu também vou dar à sola.

    Cavaleira Negra
     
  5. Drakus Vorthën

    Drakus Vorthën Usuário

    Soldado sem rosto nos Campos de Pellenor

    O soldado prepara-se para a guerra,
    tudo que tem é sua espada,seu escudo, seu brasão
    E a vontade de libertar sua terra,
    antes uma livre nação.

    A batalha é dura e sangrenta,
    o soldado não mais resiste, se cansa,
    Com um poderoso golpe de espada sua armadura se parte
    E seu corpo é varado por enorme lança.

    O soldado cai, se levanta
    caminha a esmo, cai de novo,
    e vê seu próprio sangue manchar-lhe o brasão

    O bravo guerreiro está morrendo,
    e em seus últimos suspiros, enxerga sua casa,
    seus filhos brincando
    e sua mulher cosendo.

    Agora o soldado não mais se preocupa com tiranos,
    nem vitórias, nem batalhas,
    queria apenas mais um instante com aqueles que ama.
    Inevitavelmente ele morre, sem triunfo nem glórias,
    agora seu escudo e seu brasão lhe servem de mortalha.
     
  6. O anel por Sauron forjado,
    dizia Gollum''de presente me foi dado''.
    Escondia que fora ao acaso encontrado,
    por seu amigo do qual o tinha roubado,
    deixando na margem juncosa seu corpo assassinado.

    Dias de sombra e escuridão,
    o Senhor do Escuro estendeu suã negra mão,
    queria o Um Anel que estava em Bolsão,
    Nas mãos de Frodo o hobbit ''esquisitão'',
    nem anel nem hobbit achou lá não.

    Jamais poderia Sauron imaginar,
    o que Frodo poderia aprontar,
    sequer cria que deixasse seu lar,
    como seu tio Bilbo para viajar,
    e nas Fendas da Perdição o Um Anel lançar.
     
  7. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Ithilien

    Oh, bela Minas Ithil,
    quanto esplendor, quanta vida,
    gente tão bela e viril
    cantando durante a vigia!

    Do mal que, insone, espreita,
    desde o Gorgoroth desolado:
    Vigia, aguçai teus sentidos!
    Gondor, envia teus soldados!

    Que a bela Ithil tem dormido,
    e seus capitães fracassado...
    se alastra o mal incontido.

    Por fim quedou-se, vencido
    outro nobre príncipe alado.
    Rei Mago, sob o monte, olha o prado.

    Alcarinollo 28/08/2006
     
  8. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Canção Ent


    Quando o mundo era jovem
    e a luz intocada
    banhava folha e tronco
    em graça imaculada;

    Quando o vento era jovem
    jovem mar, cordilheira,
    e o jovem elfo andava
    em infância verdadeira;

    Em meu reino de verde,
    olmo e faia, ergui
    altas torres, castelos
    legiões verdes tangi;

    Lagos, rios, montanhas,
    cruzei em tantas idas
    nas macias entranhas
    da terra, semeei vidas.

    Que comigo cresceram
    e em idade, se foram,
    sob a luz floresceram,
    a Kementary louvaram.

    Em passado perfeito
    até que o vil defeito
    do Morgoth veio ao mundo....

    Hoje tudo é incerteza,
    e na verdade e na beleza
    também se esconde o escuro.

    E eu que tangi rebanhos
    milhares, milhões
    desde o mais fundo vale,
    até altos torreões;

    Hoje sou o mais velho
    sou o Ent, o Fangorn,
    fundamento da terra,
    mais velho que Celeborn.

    Tantos vi indo e vindo
    elfo, anão, edain
    alegrias, tristezas
    pouco foram pra mim;

    Pois que um dia breve
    em minha conta deve
    durar mais que cem anos.

    Mesmo assim, inda velho
    por incontáveis invernos
    sigo eu, caminhando.

    Em meu verde deserto
    solitário, cantando
    um encontro incerto
    nos confins do oceano.

    Para além do Oeste
    há alguém me esperando...


    **** **** Alcarinollo 02/02/2007
     
  9. Caladon

    Caladon Yondo Cala

    Olhei a gota que caiu
    essa tinta em bits que escorre pelas tela
    anseia por encontrar a mesma gana
    das penas e tinteiros
    dos que letrificaram a Terra

    Hoje só o pulsar
    e os tipologistas que aqui dançam
    em meio a seus símbolos.

    Uma salva a coragem
    dos que pintam a escultura de suas vidas
    com letras.

    Muitos são dos que lêem
    outros que ouvem
    e outros tantos que falam
    seja abençoado este lugar
    dos que se atrevem
    e escrevem!

    Minhas saudações e apreço!
     
  10. Excluído028

    Excluído028 Excluído a pedido

    Um tributo meu à mais bela história do legendário:

    De Beren para Lúthien

    Sob o sol e sob a lua,
    Sobre a relva verde a beleza.
    Exibe a leveza tua,
    Tinúviel, bela princesa.

    Ouço teu belo canto,
    Rouxinol de uma tarde cinzenta.
    Com sua graça me encanto
    E meu coração não se agüenta.

    Para poder amar a princesa
    Óh rei, que tarefa me deste?
    Usar de minha esperteza
    E trazer uma Jóia do Oeste.

    Minha missão foi cumprida,
    Mas esta causou minha morte.
    Tinúviel morreu deprimida,
    E então? Qual será nossa sorte?

    Lúthien a Mandos cantou,
    O que houve vocês não adivinham,
    Nosso amor a Beleriand voltou,
    Na Terra onde os Mortos caminham.
     
  11. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Balada dos Noldor

    Noldo vaga pelo mar
    Belegaer ... onde Eldamar?
    No horizonte busca a luz
    de Eresëa.

    A rota é plana
    e teus caminhos, tortuosos
    muito te afastaram dela,
    noldo, confia e espera!

    Que vive ainda uma quimera
    acalentada era após era:
    Um grande amor que une as terras
    gema que cruza o grande mar.

    Noldo, um dia a hora há de chegar
    com ela, o perdão dos Valar
    e a cura do cansaço do mundo
    que maculou-te em pesar.

    Noldo, as gemas já não há
    não mais Fingon, nem Fingolfin,
    mas no céu sempre há de brilhar
    a estrela de Earëndil

    eternamente a navegar
    na prima luz da Silmaril...


    **** **** 14/05/08
     
  12. Joao Pedro GPC

    Joao Pedro GPC Discípulo de Aulë

    O Poema Órquico

    Venho por meio desta
    Com meus gritos reclamar
    Pois não me chamaram pra festa!
    Os orcs não podem cantar?

    Em nossas canções de forja
    Milhares de armas ruins
    Movemos nossa corja
    Para saques, ataques e afins!

    Cantem rapazes, na escuridão
    Mesmo com a voz rouca!
    Com sangue pintamos o nosso brasão
    E seguimos nossa mente louca!

    De elfos que cantam, ouvimos falar!
    E da beleza de sua canção
    Agora entoemos pelo ar
    Mais uma vez, o nosso refrão!

    Cantem rapazes, na escuridão
    Mesmo com a voz rouca!
    Com sangue pintamos o nosso brasão
    E seguimos nossa mente louca!

     
    Última edição: 13 Nov 2010
  13. Chava Tinuviel

    Chava Tinuviel Usuário

    Não sou boa em tolkien based,mas resolvi passar por aqui pra pedir para voltarem a postar.
    Aproposito vocês escrevem muito bem.
     
    • Ótimo Ótimo x 1
  14. Nienna...

    Nienna... Worrier/Warrior

    Recentemente tive a ideia de escrever poemas sobre personagens de Tolkien, por enquanto só saíram dois (o primeiro ficou bem melhor que o segundo)...
    o primeiro é sobre luthien e escrevi ele usando da perspectiva do beren...

    O segundo é sobre a eowyn, partindo da visão do faramir.


    Luthien
    She moves like a fairy

    Singing

    Dancing

    Capturing my attention.


    Step by step

    Movement by movement,

    She steals my heart.


    And what can I do?

    I'm just a mere human

    I'm Just a mortal man.


    She'll never be mine...


    Although it breaks my heart,

    I watch her through the woods,

    Singing and dancing

    in the middle of the night.



    With her dark hair,

    Pale skin and bright eyes

    How can I resist?

    How can I think

    of anything but her lips??



    O, foolish wise man

    Fooled by the ways of love




    Eowyn


    I want to protect her...

    I want to hold her in my arms,

    And keep her safe...

    I want to shield her heart from pain,

    And take care of her brains...


    Oh, I loved her thoughts long before we really met...

    long before we could share our minds...


    I loved her brain

    from the first time I saw her,

    Fighting my people's battle...

    So fucking afar...

    I loved her heart from the first time I gazed into her eyes.


    A worrier... a warrior...

    Forever fighting a never ending battle

    with her brain

    Forever reaching for the light,

    but falling...


    Oh, if I could only catch her...

    If she could fall right in my arms...
     

Compartilhar