1. Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

Dismiss Notice
Visitante, junte-se ao Grupo de Discussão da Valinor no Telegram! Basta clicar AQUI. No WhatsApp é AQUI. Estes grupos tem como objetivo principal discutir, conversar e tirar dúvidas sobre as obras de J. R. R. Tolkien (sejam os livros ou obras derivadas como os filmes)

[L] Prosas poéticas e poemas curtos [ TOLKIEN-BASED ]

Tópico em 'Fanfics Tolkienianas' iniciado por Idril, 1 Dez 2005.

  1. Idril

    Idril Usuário

    Alguns de vocês que apreciam escrever poemas baseados em Tolkien e, provavemente já postaram no tópico Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!, tem agora um lugar mais específico para essa "categoria" de poema.

    A iniciativa deste tópico visa dar mais ênfase e incentivo a vocês, escritores do mundo tolkieniano. Se exercitem aqui, colocando seus poemas curtos e prosas poéticas. Poemas e textos mais extensos, que contém alguma história, devem ser postados em um tópico a parte deste. Lembrem-se do ítem 3 das regras do CdB: " Não é permitido criar um tópico para um poema solitário. Se o fizerem, serão trancados. "

    Divirtam-se!
     
  2. Aracáno Elessar

    Aracáno Elessar Nietzsche

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Salve meus amigos. Considero este um poema curto. É bem simples, perdoem-me, é mais um ensaio lingüístico de cunho poético.

    Kadô Zigûrun zabathân unakkha... "E então / [o] mago / humilhado / veio..."
    ...Êruhînim dubdam Ugru-dalad... "...[os] Eruhíni [Filhos de Eru] / caíram / sob/perante [a] Sombra..."
    ...Ar-Pharazônun azaggara Avalôiyada... "...Ar-Pharazôn / estava guerreando / contra [os] Valar..."
    ...Bârim an-Adûn yurahtam dâira sâibêth-mâ Êruvô "...[os] Senhores do Oeste / quebraram / a Terra / com [o] consentimento / de Eru..."
    ...azrîya du-phursâ akhâsada "...mares /como cachoeiras jorravam/ para [a] fenda..."
    ...Anadûnê zîrân hikallaba... "...Númenor / [a] amada / ela sucumbiu..."
    ...bawîba dulgî... "...[os] ventos [eram] negros..." (lit. simplesmente "ventos / negros")
    ...balîk hazad an-Nimruzîr azûlada... "...navios / sete / de Elendil / em direção ao Leste..."
    Agannâlô burôda nênud... "Sombra-da-morte / pesada /sobre nós..."
    ...zâira nênud... "...saudade [está] / sobre nós..."
    ...adûn izindi batân tâidô ayadda: îdô kâtha batîna lôkhî... "...Oeste / [uma] plana / estrada / outrora / foi / agora / todas / estradas / [são] curvas..."
    Êphalak îdôn Yôzâyan "Distante / agora [está] / [a] Terra da Dádiva..."
    Êphal êphalak îdôn hi-Akallabêth "Longe / distante / agora [está] / Aquela que caiu."
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  3. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Cansaço de Arda

    Se o peso dos seus Problemas esta sobre o seu ombro, se o peso da vida for insuportável, se os seus olhos estão embaçados por causa da dor do mundo, se o desespero de Morgoth tomou contado seu coração e se o espirito estiver com o cansaço de Arda. Lembre-se dos Valar, pense em Eru e na Luz das duas arvores de Valinor e da beleza de Melian e que nos sempre teremos amigos, em lugares que talvez não possamos ver, mas eles sempre estarão lá para nos confortar e tornar está existência Maravilhosa e Feliz.

    Marco
    Vou passar as minhas poesias para este espaço para disponibilizalo para todos.
    Por favor colaborem, gostaria da vossa opinião
    Obrigado
    Namárië
     
    • Mandar Coração Mandar Coração x 1
  4. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Meus Amigos espero que gostem deste

    A Grande Jornada de Aman

    O Sol, a Lua, a Terra e o Mar, nada me satisfaz, pois o meu coração busca o Oeste, não sei o que relmente vou encontrar,, mas algo me diz que somento lá e que vou achar o que o meu ser anseia, lá no Oeste é que está o meu Lar, e o dos meu Irmãos.
    Mas a viagem e longa, dificil e com muitos perigos, ouivi dizer que lá estão os Valar e a Terra Abençoada. Muitos já desistiram, não seu se vou aguentar, mas não consigo desitir, um fogo queima no meu peito, e tudo há minha volta se torna brilhante, o Sol fica mais altivo, a Lua mais limpida, na terra as flores e os animais parecem que estão me consolando, o Ar fica todo perfumado pois não desisto de ir para o Oeste. Quando começo a ficar desanimado grito aos meus irmãos: "Vamos não podemos desistir pois somente lá no oeste é que encontraremos o amor e a Glória e a paz, Algo maior que o mundo nos espera, maior que nos mesmos. Mas sou Humano, Edain no idioma Elfico, sei que não chegarei, só continuo, pois não posso suportar a idéia, de perder tudo o que esta acontecendo a minha volta está maravilhosa energia que nos une e fortifica.

    Namárië
    Marco
     
  5. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Lamento a Turin

    Vida curta em os Homens,
    Vida sofrida tem os Homens,
    Mas ninguem teve uma vida como Turin,
    Videu nos Ermos,
    Sofreu calado,
    Foi pisoteado por Morgoth,
    Ser sem alma, que aos seus pês so produz miséria e dor aos filhos de Eru.
    Mas em seu tormento Turin que muitos nomes teve, enfrentou sina que foi lançada no seu nome,
    Neithan (o injustiçado),Mormegil (O espada Negra), entre outros sem se ver livre de maldição que caiu sobre o seu nome
    Ele viveu, Luto e morreu, como um bravo e Orgulhoso Guerreiro,
    Matou o Pai dos Dragões (Glaurung),
    Desposou a propria irmã, Matou seu melhor amigo Beleg Arco Forte e morreu pela Lâmina de sua espada, que ainda sentia a morte de Beleg, quebrando-se para ninguém mais a empunha-la,
    Assim termina, Turin cumprindo assim a sua sina,
    Muito fez Turin, na angustia de fugir da Maldição,
    Que as bençãos de Ilúvatar dimunia a dor e o sofrimento de Turin Turambar.
     
    Última edição: 8 Dez 2005
  6. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Criei esta poema para honrar, esta cidade que eu gostaria de ver, idealizada por

    Ted Nasmith Arquivo tn_sil017.jpg em imagens de uma olhada vale a pena.

    Túrgon senhor da cidade escondida,
    Seguidor de Ulmo,
    Nossa ultima defesa,
    Nossa ultima esperança,
    Túrgon escolhido para tentar salvar o todos,
    Gondolin um reflexo de Tirion a esplendida,
    Uma gosta de Luz em um mundo sombrio,
    Luz esta que irá se findar!

    Namárië
     
  7. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Este é uma Homenagem ou meu querido Amigo que me enviou este poema de Númenor
    Arácano Elessar
    A Ruína de Númenor

    Dos pantânos veêm sua glória,
    Da dor, do sofrimento,
    Por sobre o campo, em direção aos céus
    vai o clangor de teu povo.

    Teu sangue em glória derramado,
    teus homens em batalha caídos,
    De suas casas apenas um,
    Húrin, o infeliz.

    Rouxinol, Rouxinol, no prado chamado,
    E no prado viu Beren, Lúthien, a bela,
    Eleva-se a esperança, recupera-se a Silmaril,
    Lúthien, a querida.

    Tua tristeza se fala em cantos,
    Seus esplendor, em lamentos,
    Em direção as estrelas, uma dádiva
    Númenor, onde sopra o vento.

    Agora os cantos, e lamentos,
    Não são ditos, não são cantados,
    Tua glória, esvaneceu ao vento,
    Teu nome, lábios não lembram.

    (Quenya)

    I-Lantale Númenoreva

    Huinéllon ná alcarilya,
    Nwalmello naicello,
    Or laire menelinna,
    Lélëa tultale lielyo.

    Sercelya alcarive ulyane,
    Nerilya mahtalesse lantainar,
    Coallon mine eresse,
    Húrin úvalin.

    Lómelinde, lómelinde lairesse tultane,
    Ar lairesse cende Veryo Tinúviel i vanima,
    Órtea i estel enmapea i Silmaril,
    Tinúviel i melda.

    Nyérelya quéta te lindasse,
    Alacarilya nainieresse,
    Elenna anna,
    Númenor íre hwestëa i súri.

    Sí lindor nainier,
    Umir quetaner umir liriner,
    Alcarilya firine súrinen,
    Esselya peu lá enyalier.
     
  8. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Está é uma Homenagem ao Princesa _x_fairy_x_
    Um poema de quando ela Conheceu a obra^^
    Olhando perdidamente para o horizonte, através das águas oscilantes, ás vezes é possível, mesmo que em sonho divisar, o que todos desejariam um dia ver.
    A luz prateada é a esperança de que esta memória não se acabe, e a cada instante ainda espero ver, a águia e a gaivota voarem, mas não em despedida,e sim em aclamação, para um novo oeste poder brilhar, e os antigos laços serem restabelecidos...
    Doce memória doces sonhos, ilusão e esperança.`
    É bem simples, mas importante para mim!
    Namárië
     
  9. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Espero que mais pessoas que gostem de postar poemas, lamentos, e qualquer obra relacionada a Obra de Tolkien, coloque aqui.
    Namárië
     
  10. nexusnod

    nexusnod Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Almarië, verso sobre os dias escuros de Arda.

    Dias escuros na Terra Média

    Dias sombrios,
    Melkor a caminho
    Dias escuros,
    Sauron encima dos muros,
    Dias sem fim,
    Gritos, gemidos, dores e risos,
    Dias tenebrosos,
    Corra pois algo o pesegue,
    Dias nebuloso,
    Se olhos vermelhos o espreitão seu fim chegou.

    Namárië
     
  11. Lessandri

    Lessandri A última rainha de Luni

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Lamento de arwen

    O simbolo
    a beleza
    o eterno
    de que valem?
    se o amor
    vem me afogar?
    sei que para mim, apenas sombras sobraram
    sei que para mim apenas morte virá
    mas até lá...

    entregarei
    a vida
    para uma morte
    ao teu lado.


    Me perdoem se ficou muito ruim, eu resolvi me arriscar apesar de terem tantos poemas boms aqui....
    Bom espero que gostem deste poema...Como eu sempre digo sou meio ignorante então....
    Boa noite!
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  12. Gosb

    Gosb Visitante

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    O Grande Rei, o eterno amor.

    A guarda, eterna montada
    A cavalgada, eterna passada
    A proteção, eterna defesa
    Eterna defesa...

    Eterna....
    Junto ao amor eterno
    Mas sem a graça eterna
    Enquanto viver vou te amar
    Mesmo que não viva a clamar...
    teu amor irei guardar
    em minhas memórias
    que paras os elfos são quase realidade
    pra mim será a fonte do reino, mesmo sem teu cheiro
    O amor irei lembrar.



    Acabei de fazer esse, rapidao hehe. Acho que ficou ruim, mas por favor, deem as suas opiniões :joy:

    Abraços!
     
    Última edição por um moderador: 23 Jan 2006
  13. Tina

    Tina Banned

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Gente... estava procurando um site interessante sobre idade média e acabei encontrando este link:
    Este conteúdo é limitado a Usuários. Por favor, cadastre-se para poder ver o conteúdo e participar (não demora e não possui custos)

    Neste site existem contos, mapa, cronologia relacionados a um livro, um romance medieval, que ainda esta por lançar. E, segundo o autor, tem toques de Templários, Cruzadas...
    As ilustraçoes tb sao muito bonitas... Gostei muito.
     
  14. Sano

    Sano Porque né

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Bem, aqui vai um poeminha meu:

    Canção do Sono

    Os homens pararam de lutar
    Os elfos pararam de cantar
    Anões pararam de escavar
    Estrelas pararam de brilhar
    Hobbits pararam de fofocar
    Deuses pararam de criar

    Porque tudo na terra,
    Acima e abaixo dela,
    Adormece,
    Adormece,
    Adormece...
     
  15. Sano

    Sano Porque né

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    A queda de Númenor

    Meu povo foi corrompido
    Por aquele que foi aprisionado
    Meu povo quis a traição
    Meu povo recebeu a punição
    Os que não queriam a traição
    Para o leste foram e ainda viverão
    Mas por que, por que
    Por que eu também tinha que ser punido?
    Ainda mais, ainda mais
    Ainda mais por um amigo tão bonito?
     
    • Gostei! Gostei! x 1
  16. Edu

    Edu Draper Inc.

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Era pra ser uma música, né? :roll:


    Túrin kills Glaurung


    “Túrin, Túrin, filho de Morwen;
    me chamo Glaurung,
    vindo de Thangorodrim e além!”.

    “Túrin eu sou, e a Morwen e Nienor
    venho buscar.
    Dádivas minhas: mãe e irmã”.

    “Volte de onde veio;
    Morwen está longe,
    e Nienor mais além”.

    [Chorus]

    “Túrin, Túrin, filho de Morwen;
    me chamo Glaurung,
    vindo de Thangorodrim e além!”.

    “Túrin eu sou, mas homem mortal
    não me faço ser ao todo.
    Não venha a mentir!”.

    “Morwen em Dor-Lómin está,
    e a mim, dragão, ainda vens açoitar
    com essas palavras injustas!”.

    “Não… não em Dor-Lómin…
    a estrada é longa até lá,
    mas mãe e irmã devo encontrar”.

    Em Dor-Lómin vai buscar
    Túrin por familiares,
    mas no mais tardar vai voltar.

    Vê Túrin que sua mãe
    e irmã não estão mais lá,
    e em Brethil vai morar.

    Em Brethil, onde ele estava,
    chega nua uma bela dama,
    por quem se apaixona.

    Linhagem os dois farão,
    linhagem de irmãos
    sem saber, pois ela é Nienor.

    Glaurung, grande dragão,
    vai até Brethil, para atacar,
    e cabe a Túrin a seu encontro ir.

    O homem vence sua sina,
    e cai desmaiado, pois
    sangue de dragão o feriu.

    E em seus último suspiros, Glaurung
    à Niniel, bela dama, que até lá foi,
    revela quem ela é e quem é Túrin.

    E ela, enlouquecida por amar seu irmão,
    vai buscar esperanças morrendo
    em Teiglin, rio corrente.

    Acorda Túrin, em Brethil,
    e mata aquele que diz: que
    sua mulher-irmã e filho morreram.

    Até que a verdade bate em sua porta,
    encarnada em mensageiros
    de Thingol de Beleriand.

    E a derradeira vontade vem a Túrin:
    a do fim que vem mais cedo. E ele
    joga-se sobre Gurthang, espada sua.

    A desgraça de Húrin, castigado pelo mal,
    se completa e finda.
    Finda, finda; acaba na dor…

    [Chorus]

    “Túrin, Túrin, filho de Morwen;
    me chamo Glaurung,
    vindo de Thangorodrim e além!”.

    “Trouxe o fim
    de todos de sua linhagem.
    Ele chegou, e é agora”.
     
  17. Sano

    Sano Porque né

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Bem, é uma poesia looonga, mas está aqui. Ela fala sobre a criação e a primeira época de Irune:

    Poesia de criação

    No início havia nada
    E no nada havia os deuses
    E no nada os deuses criaram
    Os Arkars e os Edrars

    E então os Arkars e Edrars
    Tentaram construir
    uma morada para si próprios
    mas nada conseguiram

    Mas eis que surge Eraistos
    e ele sugeriu:
    "Porque não unimos as forças
    para uma coluna criar

    se nós fizermos um apoio
    tudo será feito
    porém como estamos agora
    nada será feito

    então o que dizem?" perguntou ele aos outros
    e todos concordaram
    e a coluna foi feita
    infinita e de ouro

    e nela se apoiou toda a criação
    e logo todos viram
    que a idéia era boa
    e a criação logo começaram

    Fizeram então Irune
    e a encheram de vida
    criaram muitas árvores
    e muitas maravilhas

    Fizeram dois pilares
    para iluminar Irune
    e fizeram grandes jóias
    para enchê-los de luz

    E fizeram quatro povos
    muito inteligentes
    e para eles ensinaram
    artes e ofícios

    e eles construíram
    uma grande aldeia
    e ela chamaram de Cidade
    e era uma beleza

    E de cada lado
    da recém construída
    puseram fortalezas
    e elas ainda resistem

    E os Grandes então
    constroem suas moradas
    fora do alcance de Irune
    mas sempre observadas

    Mas quando tudo era bom
    Eis que Zunen pensa:
    Eu gosto disso?Não!
    Minha maldade aumenta,

    Então quando tudo era paz
    na sua fortaleza
    Zunen criava monstros
    E os armava com firmeza

    E eis que Zunen se revela,
    como sempre foi
    e a Guerra então estoura
    e Irune lá se foi

    Mas os Arkars conseguiram salvar
    alguns remanescentes
    e do mundo original
    as duas fortalezas

    Os grandes contra atacam
    aprisionando Zunen
    e tudo fica em paz
    e fizeram um mundo novo

    Então quando tudo foi conculído
    a Primeira Época acaba,
    que durou vinte mil anos
    e sempre é recordada.

    Ps: Alguém poderia traduzir isso pra Quenya?
     
    Última edição: 30 Jul 2006
  18. Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    essa é minha primeira aki e minha primeira tbm diretamente ligada à Tolkien...espero q apreciem.

    Leve-me para o Oeste

    Leve-me para o Oeste,
    Onde dor e amor não são sinônimos.
    Onde a luz é eterna e a morte distante.

    Leve-me para o Oeste,
    Não deixe-me sozinha
    Para que tu não enfrentes a correnteza do remorso
    E da dor de me perder.

    Ó eldalië dos meus sonhos
    Sei que a morte é mais próxima de mim do que de ti,
    Mas se um dia ela me tocar
    Deixe-me estendida sobre a relva
    E deite-se ao meu lado a chorar
    Deixarei este mundo
    Mas não deixarei de te amar.
    Estarei a caminhar
    No Oeste.
     
  19. Alcarinollo

    Alcarinollo Usuário

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    Morgoth fala a Maedros

    Pobre elfo, triste noldo
    o que não sabes, desafias,
    e o próprio destino, tolo,
    sem saber, tu o cumprias;

    Onde agora tua harpa
    canções e alegres dias,
    desafiaste um deus, um Vala!
    e assim selaste tua sina!

    Todo o teu orgulho é nada,
    os teus feitos, cinza fria;
    porque eu, Melkor, sou Arda,
    e enterrarei tua família!

    Ave, planta, pedra, cada
    coisa em que aqui tocares,
    pelo fogo, pela espada,
    farei poeira e cadáveres!

    Tua vida agora é minha,
    tua mão, deixo-a atada,
    nesta torre levantada
    para ser tua ruína!

    Menestrel, tua bela voz
    soa melhor ao algoz
    como agora: grito e gemido,
    sem esperanças, perdido...

    Quem te ouvirá, oh noldo,
    quem me desafiará?
    Sou Melkor, Arda, O Vala,
    noldo, quem me enfrentará?

    *** * *** 10/02/07 Alcarinollo
     
    • Gostei! Gostei! x 3
  20. Loreley

    Loreley Desecration Smile

    Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos baseados em TOLKIEN AQUI!!!

    ACONSELHAMENTO EM VALFENDA

    ENCETADURA (o início)

    Ouviram que o sino tocou
    Preparados já estavam
    É Elrond quem lhes chamou
    Mago e Bolseiro conversavam.

    Foram todos se sentar
    Boromir também chegou
    Ouviram a história do Um
    Que o Cinzento lhes contou.

    FITO (a decisão)

    Mensageiros serão enviados
    Com o segredo e seu portador
    Esconder do Senhor dos Anéis
    O Um; na chama e ardor.
     
    • Gostei! Gostei! x 1

Compartilhar