• Caro Visitante, por que não gastar alguns segundos e criar uma Conta no Fórum Valinor? Desta forma, além de não ver este aviso novamente, poderá participar de nossa comunidade, inserir suas opiniões e sugestões, fazendo parte deste que é um maiores Fóruns de Discussão do Brasil! Aproveite e cadastre-se já!

[L] Prosas poéticas e poemas curtos [ NON-TOLKIEN ]

Arwen_Tinuviel

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Vozes​


Minha alma jorra por entre espaços vazios

Mil mentiras ecoaram.... no vento

vozes melacolicas

sussuros e uivos

&
depois silencio

O que houve?

O que houve?
além do riso tirãnico....?
além dos sonhos pedidos...?
além dos muros de pedra...?
 

Ingnard_Bullinart

mago verde
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Manhãm de agosto

Mas que tolos, amamos
Desde templos infinitos
A um ninho assombrado
(e os filhos não amados)
Vivemos ou morremos
Ao descarte matriarca
E mata, além mata
Ou há de ter estagnado.

E a obliqua descrença
Em nós mesmos, gemendo
Esvai-se em lagrimas estilhaçadas
As portas da catedral
Ou até a casa abandonada
Por um riso frio e pálido
Por uma vida fria e fácil,
Por tristeza pequena e frágil
Pálido fácil frágil

E sendo fácil e débil,
Transpassa, aos pulos, a morte.
Dormindo aos braços da sorte.
 

Meriadok Malkav

Pssst...You're gonna die soon
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Três poemas sobre a mesma coisa... Se você observar bem, vai ver uma "mensagem (quase) subliminar"...=)

Rafa

Rara é a sua alma, leve e bela,
Armada do seu gosto doce e melado.
Fonte essencial de prazer amargurado
Amá-la é, querida Rafaela.

Rafaela

Rosa, doce e bela,
Azul da vida sobre ela
Finas pétalas suaves e quentes
Absorvem meu azedo desejo
Envenenado pelo amor sereno
Livre de duras correntes;
A vida é rosa, é Rafaela.



Rafaela

Raios e trovões numa noite chuvosa
Acendem o interior do meu vasto coração
Fazendo de ruínas uma mansão suntuosa.
Ao meu alcance estava Rafaela, alvo da minha paixão.
Ela, Rafaela, esteve em meus braços, graciosa
Liquidando lembranças do passado eterno
Almejando um futuro sem inverno.

Deliciosamente me pertenceu Rafaela
E sua aura bela, dourada e acolhedora.
Lisa sua pele, que é mais linda que flutuantes caravelas
Nunca esquecerei a menina sonhadora,
Exemplar de uma deusa residente em aquarelas.
Relâmpagos rasgam o céu nessa noite acolhedora.
Orvalhada de beijos doces e suaves, Rafaela.
 

Jacamelao

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Depois de algum tempo você aprende, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar a alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.
E começar a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começar a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas na hoje, porque o terreno do amanha é incerto demais para os planos e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...
E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa aprender a perdoá-la por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que a vejamos.
Aprende que as circunstancias e os ambientes têm influencia sobre nos, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar à pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que, não importa aonde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde esta indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada seja uma situação, sempre existe dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que seus sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama de jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não a ama, contudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que se julga, você um dia será condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o concerte.
Aprende que o tempo não é algo que se pode voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e vigore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não pode mais.
E realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!!!

“Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar...”

William Shakespeare
 

Excalibur

Hitokiri
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Indulgência Luminosa

Meu peito se aperta, se contrai
Nenhuma palavra passa pela minha mente
Apenas meu sangue se esvai
O chorar da minha alma dependente

Nunca uma dor foi tão cruel
Nunca senti tamanha tristeza
Esse inferno já foi céu
Vai ver estou no céu, mas não tenho certeza

Poderia um lugar celeste doer tanto?
Ou será que sou tão imundo
Que não mereço nenhum lugar
Além do meu próprio antro?

Minha mente se tornou meu covil
Fico apenas a observar o mundo lá fora...
Lembro-me do que meu ouvido nunca ouviu
Não fuja, não sucumba à dor agora...

Dói...
Meu Deus, isso me destrói
Corrói...
Me perfura...
Me sufoca...
Consome...

Quero abortar minha vida...
Quero sumir...
Desaparecer...
Fugir...

Sumir...

Mas não adianta, nada adianta.
Então permaneço aqui
Na chuva e no frio dos meus sentimentos...
Já não sinto esperança.

Não vejo sentido
Não há desejo
Não tenho sonhos
Muito menos objetivo

Só há minha mente desconexa
Minha mente fraca
Nem ela mais me ajuda
Nem ela mais me expressa.

Meu coração: sufocado em sofrimento
Chora de vez em quando
Quando lembro...
Lembro que não há contentamento...

A culpa ainda passeia pelos cantos
Como se assombrasse uma cidade abandonada.
Auxilia no brotar do pranto...
Pulveriza a alma arruinada...

Nada mais interessa, nada mais importa
Não há motivos pra viver
Quando cada memória da vida é torta
Pra quê respirar... pra quê?

Em lugar nenhum tenho paz
Nem dentro de mim, nem do lado de fora
Talvez eu mereça isso...
Se for a luz que me incomoda...


"...And I bleed,
I bleed,
And I breath,
I breath no more..."

(Breath No More - Evanescence)
 

Karnillë

Geologista
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

O Pássaro raro

A liberdade é um pássaro raro
todos o querem

Tenha cuidado, a liberdade não vem do nada
você terá que conquista-la
só você sabe como encontra-la

Quando ela chegar, tome cuidado
ao deixar que ela te leve em suas asas emplumadas
pois se você não souber aonde quer ir
as alvas asas da liberdade ficarão negras
e queimarão ate o pó
e você cairá em um abismo profundo e de trevas.
 
Última edição:

Goba

luszt
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Argh... parece que saiu um pedaço de romantismo. Taí.

Os Ébrios

Os ébrios são claramente os melhores gramáticos
Eles falam de coração aberto e sabem o que não falam
Os ébrios são todos os que veêm figuras que nunca existirão
E são os ébrios a quem todos um dia venerarão

Os ébrios são pobres coitados de almas perdidas
Que sofrem por amor, por morte e por vingança ferida
São eles o reis de universos inteiros e clarins afobados
São os ébrios os formados em tudo o que é indisciplinado

Somos nós, calmos, pasmos, abastados de sensações
E insensações constantes. Somos nós os pobres coitados
De tantas e tentas paixões e despaixões acaloradas.

Os ébrios, tão cantados e catados aos pedaços em cantos
Tão menosprezados e prezados pelos loucos, em bandos
Tão solados de tantos outros passados, passados.
 

Skylink

Squirrle!
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Era noite no teatrório escocês. Noite pálida e sem estrelas, com uma lua despida
iluminando vagos fantasmas de saiotes. O chão afeminado sorria brevemente
enquanto homens resolutos e obstinados caminhavam para dentro da minúscula
alcova primaveril.

A loira nevrálgica entrou, lenta, inexorável, remexendo as cadeiras; e o coitado
do tarado voltou seu pescocejo belocida para o canto em que ela se encontrava,
sem sentir um querer recíproco. A olhite e o infarto foram quase instantâneos.

Tão rápido chegou ao chão, um tanto duro e abalado, que soltou uma careta
de espanto por um instante... e logo voltou a se ocupar de seus próprios assuntos
escusos.
 
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

A Glória

Sem histórias, sem canções,
Os mortos em glória,
Renomados na derrota.

Honravam seus deuses,
Amavam suas esposas,
Defenderam sua terra.

Espadas empunharam,
Escudos se quebraram,
Sangue [foi] derramado.

Para Eldamar não vão,
Nem a Avallóne, nem Eressëa,
Além, os mares divisores os chamam.

Incontáveis são as lágrimas,
Incontável é a dor,
Novas estrelas nascem, um novo dia virá, a noite está passando.

Alcar

Únyarnar úlindaler
Loicor mí alcar
Envinyantar* mí palpale

Laitaner ainurryar
Melaner vesseryar
Mahtaner an nóreryar

Macili mahtaner
Turmar né rácinar
Mear

Eldamanna úleluvar
Var Avallóne var Eressëa
Hare Ekkaia tulteas

Únótime ná i níri
Únótima ná i nwalme
Vinyar eleni ortear vinya aure tuluva auta i lóme
 

Arwen_Tinuviel

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Conheci a noite dentro de minha alma
e o vazio me corrompeu


Cavalguei por caminhos desconhecidos
amei
e

Profanei terras sagradas
 

Arwen_Tinuviel

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Selena fala

Havia um lobo
seus olhos negros rebrilhavam para mim
e uma dor aguda inundou meu peito

Um uivo terrivel abalou a antiga floresta do mundo
os outos lobos o temeram
como se teme as sobras desconhecidas
e aos grandes predadores

eu o temi
e em seus braços encontrei abrigo
em seus labios quentes e tristes encontrei o esquecimento de mim
não vi o abismo que se abria diante de nós

eu o temi e o amei
conciente do meu crime
e seu pecado

Então a este meio demonio ofereci o que não devia pertencer a homem algum
ofereci mais que meu amor
por sua alma
meu corpo
meu suspiro
meu espirito eterno
minha graça
minha pureza

os céus sangraram
uma noite terrivel desceu sobre nós
a morte veio como uma dama terrivel em seu cavalo negro
branca e bela!

O mundo tremeu ante a furia dos ventos
o tempo parou
dia e noite foram um só
e minha vida esteve por um fio
meu corpo se desfez

neste mundo só restou a lembrança
uma lágrima azul
e a saudade
 

Elring

Depending on what you said, I might kick your ass!
Usuário Premium
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Ola! Aqui vai um poema de Camões que, por acaso, encontrei durante mues estudos para prova!

O Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer

É um não querer mais que bem querer;
É andar solitário por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade

Mas como causar pode seu favor;
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?

Alguém conhece?
 

nexusnod

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Almarië, verso sobre os dias escuros de Arda.

Dias escuros na Terra Média

Dias sombrios,
Melkor a caminho
Dias escuros,
Sauron encima dos muros,
Dias sem fim,
Gritos, gemidos, dores e risos,
Dias tenebrosos,
Corra pois algo o pesegue,
Dias nebuloso,
Se olhos vermelhos o espreitão seu fim chegou.

Namárië
 

nexusnod

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Elring disse:
Ola! Aqui vai um poema de Camões que, por acaso, encontrei durante mues estudos para prova!

O Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer

É um não querer mais que bem querer;
É andar solitário por entre a gente;
É nunca contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata lealdade

Mas como causar pode seu favor;
Nos corações humanos amizade;
Se tão contrário a si é o mesmo amor?

Alguém conhece?

Ótimo, é a letra de uma musica do Renato Russo, ele criou uma ótima musica com este poema.
Muito bom gosto.
 
Última edição:

Amiguinha Wood

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Vale a pena



Se não arriscassemos,nunca saberiamos o que teria acontecido
Aconteça o que acontecer daqui pra frente,
as boas lembranças ficarão
Ninguém pode apagar as boas lembranças
Tudo o que é sincero vale a pena
Nós aprendemos com os erros ,com a experiência
Há certas coisas na vida que não
acontecem sem nós darmos chances de acontecer
E nós demos chance
Nós acreditamos que poderia dar certo
nós amamos e deixamos ser amados
Nós vivemos intensamente
Nós sofremos ,mas esse é o preço a pagar
Mas o sofrimento não é nada
comparado ao nosso sentimento
Nós sentimos dor e amor
Sentimos medo e coragem
Olhe pra trás e pro presente
Veja o quanto nós melhoramos
e o quanto nós aprendemos
Veja os momentos de alegria
Veja que a nossa tentativa de acertar deu certo
porque hoje somos melhores do que ontem
Hoje somos mais fortes do que ontem
Vale a pena dar uma chance ao amor
pois ele é o sentimento mais puro
Vale a pena acreditarmos em nós mesmos,
nas coisas boas da vida.
Vale a pena tentar ,
pois só tentando é que temos chance de acertar.
 
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Eu precisava fazer um comentário sobre esse poema aí Amiguinha Wood...
Ultimamente eu ando escrevendo várias coisas sobre "experiências",amor,passado,presente,enfim,sobre tudo isso aí que vc escreveu!
E devo parabenizá-la!Ficou ótimo!
Depois vou achar algumas coisas que escrevi e postar aki tb!
 
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

nexusnod disse:
Ótimo, é a letra de uma musica do Renato Russo, ele criou uma ótima musica com este poema.
Muito bom gosto.

É mesmo....uma bela música....acho que se chama Monte Castelo....escutem...é boa mesmo...assim como muitas outras dele e do Legião Urbana... :cerva:
 

Amiguinha Wood

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Sacerdotisa Avalon-Depois posta mesmo alguma poesia sua.Bom saber q gostou da minha poesia.
 

Fëohtar

Usuário
Re: [L] Prosas poéticas e poemas curtos AQUI!

Não tem título, pelo menos por enquanto.
Esse é um poema que foi meio que surgindo enquanto eu ia escrevendo... não é grande coisa, mas tá aí o resultado:


Um feixe de luz trespassa a janela
A única luz no quarto escuro
Parece que esse raio solitário devolve a vida
Àquele garoto que, deitado, sentindo o calor da luz sobre a face
Se lembra de dias de sol e alegria
Que nunca existiram



O que acharam?
 

Valinor 2021

Total arrecadado
R$150,00
Meta
R$4.800,00
Termina em:
Topo